História Deserve you - Capítulo 39


Escrita por: ~

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Hyung Won, I'M, Joo Heon, Won Ho
Tags 2won, Boyxboy, Changkyun, Gay, Hyungwonho, Jooheon, Jookyun, Monsta X, Romance
Visualizações 470
Palavras 946
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Fluffy, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


ME DESCULPEM PELA DEMORA!!! JURO QUE NÃO QUERIA DEMORAR TANTO!!!

Capítulo 39 - Loving can hurt


"Meu namorado não é lindo?" Digo e beijo a bochecha de Hoseok assim que paro ao lado da mesa, antes de me sentar. Hoseok encolhe os ombros e dá um sorriso tímido ao que olha para mim, que tinha um grande sorriso nos meus lábios.

Changkyun sorriu leve ao nos observar. Ele estava sentado sozinho na nossa frente e eu até pensei que Jooheon estava atrasado e irrelevei.

"Estou feliz por vocês" Ele disse, ainda sorrindo leve, antes de começar a comer em silêncio.

"Obrigado, Chang" Murmurei para ele.

"Wonnie, estou de folga hoje" Hoseok ficou alguns minutos em silêncio antes de falar e eu olhei surpreso e contente para si. O melhor seria que ele não trabalhasse, mas eu não podia pedi-lo para parar. Eu faria o máximo que posso para ajudá-lo, mesmo que não fosse suficiente.

"Que bom! Então vamos estudar para as provas hoje, tudo bem?" Ele afirmou com a cabeça, um pequeno sorriso nos lábios e voltou a comer. Percebi que ele se aproximou de mim, com nossos braços lado a lado, e sorri.

Changkyun estava calado. Ele não comia quase nada; mais brincava com a comida em seu prato e ainda estava sozinho.

"Cadê Jooheon, Chang?"

Ele olhou de olhos arregalados para mim, então suspirou e voltou a olhar para seu prato.

"Eu não vi ele hoje." Eu franzi as sobrancelhas, estranhando aquilo. Os dois estavam sempre juntos e eu já havia visto Jooheon na escola hoje. Ele parecia meio avoado, o que também não era sei normal.

"Aconteceu algo?" Perguntei. Changkyun costumava ir na casa de Jooheon aos domingos. Se havia acontecido algo, a última coisa a acontecer teria sido Changkyun já ter me contado, principalmente se o motivo dele estar assim fosse isso.

Ele suspirou.

"Eu contei para ele."

"Que você gosta dele?" Ele afirmou com a cabeça. "O que ele disse?"

"Eu estava indo embora, então Jooheon falou para esquecermos o que havia acontecido."

"O que aconteceu antes?" Hoseok perguntou a Changkyun e eu olhei para si por um momento, vendo seu olhar concentrado em Changkyun.

"Eu o beijei... Eu estava indo atrás dele para falar, mas eu não conseguia falar isso para ele, então pensei que essa fosse melhor alternativa" Changkyun soava cansado. Não ser correspondido por alguém é um sentimento terrível. Eu olhei para Hoseok ao meu lado e coloquei a mão sobre sua coxa antes de volta meu olhar para Changkyun.

"Acho que você fez o melhor. Eu tenho certeza que Jooheon só está confuso, ele não vai se afastar de você. Ele se importa com você, Changkyun, foi por isso que ele disse aquilo. Ele não queria que você fosse embora, ele só não soube como dizer. Talvez tenha pensado que aquela era a melhor de fazer você ficar."

Changkyun ficou em silêncio por muito tempo, tanto que achei que ele não fosse me responder nada.

"Ele disse de uma forma muito ruim."

Não sei porquê, mas a forma como Changkyun falou, mexendo na comida de seu prato com o hachi, me fez sorrir. Eu olhei para Hoseok, mas o mesmo apenas me encarava. Eu o encarei de volta, e quando ele desviou o olhar em silêncio, senti sua mão por cima da minha, aquecendo-a.

Eu acompanhei Hoseok até a sua sala mais cedo e lhe disse que queria conversar com Jooheon quando paramos na porta da sua sala. Beijei sua testa, já que não podia beijá-lo ali, mas ainda sim ele sorriu enquanto falava que Jooheon e Changkyun formavam um casal bonito.

Eu encontrei Jooheon dentro da sua sala, lendo um livro. Ou ao menos tentava, já que seu olhar parecia perdido em algum ponto fixo. Eu entrei e caminhei até ele. Os olhares de alguns alunos que já estavam por ali me acompanharam e eu pude escutar alguns cochichos que pareciam ser sobre mim, mas ignorei.

"Jooheon" Disse ao sentar na carteira ao seu lado. Ele se assustou ao ouvir minha voz e olhou para mim meio atordoado.

"Hyungwon."

"Como você está?" Jooheon voltou a se encostar contra a parede.

"Bem."

"Changkyun me contou o que aconteceu ontem." Ele suspirou. "Como você se sente em relação a isso?"

Ele levou um tempo para responder. Encarava qualquer ponto que não fosse eu.

"Ainda não caiu a ficha... Que ele me beijou."

"E os sentimentos dele?" Encarava Jooheon, que olhou para mim quando falei disso. "Eu estou conversando com você principalmente por isso, você sabe, não é? Changkyun realmente gosta de você, Jooheon. Ele nunca havia dito antes com medo de perder sua amizade. Eu imagino que você esteja surpreso com o que aconteceu, confuso, mas não se afaste dele. Caso você perceba que realmente não pode acontecer nada entre vocês, seja franco com ele."

"Hyungwon" Jooheon falou sério e me encarou. "Ele é um garoto meu melhor amigo. Eu... Gosto de garotas. Eu sou hétero."

Jooheon parecia perdido no que ele mesmo falava. Seus olhos mostravam o quanto ele estava confuso.

"Você não pode afirmar assim sobre sua sexualidade. Você viu o meu caso, eu pensava o mesmo. Não estou dizendo que você não seja, mas sim que nem sempre nos conhecemos tão bem. E mesmo se você se aproximasse de Changkyun, vocês namorarem não significa que ele deixaria de ser seu melhor amigo. Acho que isso ajudaria numa relação até. Amigos sempre confiam um nos outros e isso é importante em qualquer relação."

Jooheon suspirou e ficou em silêncio. Nesse meio tempo, o sinal tocou e eu me levantei para ir para a minha sala.

"Pense bem, Jooheon. E não machuque Changkyun." Ele concordou com a cabeça e deu um meio sorriso, parecendo distante. Tomara que as coisas dessem certo para Changkyun.


Notas Finais


Tadinho do meu Changgie... Tão apaixonadinho pelo Jooheon. Tomara que ele tome juízo e ao menos dê uma chance pra ele, né??

Vou tentar atualizar o mais rápido possível! É uma promessa!!

Annyeong!! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...