História Desire - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail, Naruto, One Piece
Personagens Lucy Heartfilia, Madara Uchiha, Monkey D. Luffy, Nami, Naruto Uzumaki, Natsu Dragneel, Nefertari Vivi, Personagens Originais, Portgas D. Ace, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Kureha, Madakure, Madara, Nazaki Kureha, Uchiha Madara
Visualizações 20
Palavras 3.000
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Que a chuva não pare


Aquelas duas estavam no trabalho ainda. Eu coloquei uma calça de abrigo e uma básica preta e me deitei no sofá e me tapei com o cobertor... Liguei a TV... Tava dando Quilos Mortais. Fiquei olhando até o telefone tocar... Eu não quis atender... Deixei a secretária eletrônica atender...
Oi, você ligou para Samari-sama, Biyori-chan e Kureha-chan! Deixe a mensagem depois do bip! BIIIP!
Samari é quem gravou a porra da mensagem.

-Credo, a gente tem que mudar essa mensagem...-Biyori disse. -Kureha, não sei se tu já chegou em casa, mas eu e a Samari vamos demorar pra voltar. É aniversário do presidente da empresa e a gente é forçado a ficar até o cara cair bêbado e ele é osso duro de se derrubar com a bebida! Acho que tem chance de a gente não voltar antes da uma da manhã miga... Até.
Beleza. Justo na PORRA do dia que eu to na bad os seres humaninhos não vão me ajudar... Fiquei mudando até achar algo que prestasse porque o episódio tinha acabado... AH!! Tigrão: O Filme!! Eu amo demais esse filme!! Háhá! Uma mulher de vinte e cinco anos apaixonada por Ursinho Pooh! E daí!? Ai... Fiquei vendo e cantando junto feito uma retardada... Aí bateram na porta pra trapalhar... Menos mal... Eu abri a porta...
-M-Madara-sensei?!-perguntei inclusive assustada.
-Esqueceu isso na minha sala. -ele me mostrou meu colar do símbolo dos Unversed, fiquei tocando no meu peito e nada! Porra!
-Ah, obrigada...-eu ia pegar, mas...
-Se vira, eu coloco pra você.
-O-ok...-eu me virei e levantei meu cabelo...
Ele abriu o colar e passou pela frente do meu pescoço... E-ele tocou de leve meu pescoço... E-e aí tá, ele colocou o colar em mim...
-Pronto. -ele falou.
-O-obrigada... E-e desculpe o incomodo... Aliás, como é que sabe onde moro?
-Simples, procurei na papelada da sua inscrição.
-Ah...
-Bem... Era só isso que eu...-aí ele inclinou a cabeça pro lado olhando pra algo estranho. -Você tá olhando Ursinho Pooh?
-MERDA!!
Eu me atropelei no sofá pra desligar a TV. E ele ficou lá parado, rindo da minha desgraça...
-Que é, hein!?-perguntei irritada.
-Kureha, um número: Vinte e cinco.
-Madara, um número...-eu mostrei o dedo do meio pra ele.
-Nossa, é educada assim com todos os professores?
-Você é meu professor das oito da manhã às duas e meia da tarde! Fora desse horário e do terreno escolar eu não tenho que ser educada com você!
-Háháhá! Touché.
-To com uma vontade de mandar você se fuder...
-Já fiz isso pensando em você.
-Háhá. Muito engraçado.
A gente se olhou por alguns segundos e começamos a rir... Eu não consigo ficar braba com ele por muito tempo...
-Bem... Eu já vou indo então...-mas aí um trovão atravessou o céu. Caiu um toró do caralho. -Wow... Pode me emprestar um guarda-chuva?
-Claro, tá aí na...-quando olhei pra entrada, NÃO TINHA GUARDA-CHUVAS!! -Ah não, aquelas idiotas não fizeram isso... Desculpe, eu acho que as minhas colegas de quarto levaram os guarda-chuvas pro trabalho... Eu até tinha um guarda-chuva, mas graças à bebedeira da minha amiga, não tenho mais...
-Ah... Bem... Ahn... Sei que vai parecer muito estranho... Mas, se importa se eu ficar aqui até a chuva diminuir? O meu carro está no mecânico e tem essa greve dos táxis e dos Übers...
-Sim, eu vi no noticiário...-falei com a voz um pouco arrastada... Era embaraçoso...
-Desculpe ser um incomodo...-ele falou fechando a porta.
-Não, não é incomodo! É... Por causa do que aconteceu hoje...
-Sim... Olha, de novo, desculpa...
-Tudo bem...-falei sorrindo... Me sentei no sofá. Tigrão já tinha acabado... Mas começou Leitão... É pra acabar comigo velho... Só dei um múrmurio decepcionado...
-Kureha, eu fiz piada por você ainda olhar Ursinho Pooh, mas não tem o menor problema, viu? Olha a vontade. -ele falou rindo.
-Aleluia!-me tapei de novo no sofá e fiquei olhando feliz.
Ele se sentou no sofá e começou a olhar o filme comigo... Esfreguei os olhos de vez em quando por ter dormido meio mal noite passada, eu acho... Aí chegou na parte do "Cantinho do Pooh"... EU NÃO RESISTI MERDA!!
-Vamos construir o seu novo lar, com alguns gravetos que vamos juntar, são alguns bons amigos em ação pra construir uma casa... Entããããão...-eu sou retardada pra caralho véio...
-Karaokê?-ele perguntou me olhando.
-Calado!-eu chutei a coxa dele.
Ele ficou rindo enquanto passava a mão onde chutei ele...
-Ai...-ele falou.
-Quem mandou rir de mim?
-Não leva pro pessoal. É que faz muito tempo que não vejo uma mulher de vinte e cinco anos olhar Ursinho Pooh.
-Ah é?
-É. A última vez foi há uns sete anos, eu fui visitar minha prima e quando cheguei ela tava vendo Ursinho Pooh com o bebê dela. Mas uma mulher adulta de vinte e cinco anos SOZINHA olhando Leitão? Essa é nova.
-E daí?
-Daí que é fofo.
Eu só olhei ele.
-Nossa, adora contar uma lorota, hein...
-Não é lorota! É fofo, mostra que você ainda tem um charme infantil.
-... Obrigada?
-Háháhá... Relaxa. Eu não tava rindo de você... Tava rindo é do quão meiga você pareceu.
-... Agora to confusa, isso foi uma cantada?
-Não. Ainda somos aluna e professor. Um relacionamento entre nós não é uma opção.
-Tecnicamente falando, é. Somos adultos e seres humanos. Mas não é permitido.
-É, exatamente.
Nós dois demos uma risada e continuamos olhando o filme... Eu olhei na janela e nada da chuva diminuir. Eu dei o controle pra ele.
-Acha algo que você goste...-falei.
-Ah, obrigado...
-Vou fazer pipoca... Doce ou salgada?
-Doce.
Eu só quis é pular no colo daquele homem!! Mas não pulei. Fui pra cozinha, coloquei a pipoca no micro ondas e comecei a fazer a calda de chocolate... Depois de mais ou menos um minuto...
-Hum, o cheiro da calda tá muito bom, hein!-ele falou parecendo feliz.
-Tudo bem se ficar um pouco aguado?
-Sem problema.
... Cada vez mais tenho pena de mim por não poder namorar esse homem. Logo que a pipoca ficou pronta...
-Er... Madara, pode me ajudar com a pipoca? Eu não posso parar de mexer...
-Claro.
Ele pegou a pipoca e colocou numa vasilha bem grande pra poder mexer... Logo que a calda ficou pronta, eu já ia pegar, mas...
-AI!!-eu queimei minha mão na última mexida... Ele desligou o fogão pra mim e eu comecei a molhar minha mão...
-Você tá bem?-ele perguntou me olhando preocupado...
-E-estou...
-Fala a verdade.
-Eu to morrendo aqui!!
Ele riu de leve, pegou um pano de cozinha, molhou e colocou no freezer... Ele colocou a calda de chocolate, cobriu a pipoca toda e provou uma...
-Hum... Nossa, isso tá ótimo. -ele falou me olhando. Ele pegou uma e colocou na minha boca.
-...-eu comi a pipoca... PERAI OI!? EU AQUI SOFRENDO COM A QUEIMADURA E ELE SE APROVEITANDO. -Er... OI?!
-Calma, tem que deixar o pano esfriar primeiro.
Ele pegou o pano e colocou na minha mão... Aliviou a dor...
-Ah...
-Vem, vamos ver o filme...-ele falou sorrindo...
Quando me sentei ao lado dele, notei que o filme que ele escolheu era justamente Pooh e o Efalante...
-Ué?
-Você gosta do Pooh, né?
-... Gosto, mas... Por quê?
-Você tá me deixando ficar aqui, porque acha que eu estou deixando você olhar?
-"Deixando"!? Nossa, que convencido.
-Pense o que quiser...
-Ah, a essa hora tá dando a previsão do tempo!-falei. -Topa ver?
-Que você acha?-ele perguntou colocando no canal.
-É bom ter uma ótima programação pela frente, hein!­-a tiazinha do tempo falou. -Essa chuva vai ficar forte assim até a madrugada!
-Até a madrugada?!-eu e Madara falamos surpresos...
Ele desligou a TV.
-... Ahn, eu acho que eu vou indo...-ele disse.
-Madara o toró tá forte pra caralho!
-Sim, mas não posso ficar até a madrugada aqui.
-Pode até dormir aqui.
-O que?
-É. Amanhã é sábado. Ninguém vai ficar sabendo.
-... Ok, você pirou, né?
-Não. A gente não vai dormir junto nem nada, você vai dormir no sofá. Você mesmo disse que não devemos ter um relacionamento, né?
Ele ficou me olhando sério.
-Touché. -falei...
-Sua linha de raciocínio me assusta o quão bem ela funciona...
-Que drama. -falei revirando os olhos...
Terminamos de comer a pipoca e de assistir o filme... Aí me passou algo na cabeça...
-Ei Madara?
-Fala.
-... Já viu um filme chamado "Sexta-Feira 13"?
-Já... Era o meu favorito na adolescência, porque a pergunta?
-... Vamos assistir o parte 2?
-Claro. -ele falou sorrindo.
Eu liguei o Netflix e coloquei o filme pra rodar... E-eu me esqueci quão tenso era o filme!! Eu precisei me sentar do lado de Madara pra poder assistir, sério... As mortes eram brutais... Mas... T-teve que chegar na hora da cena de sexo... D-deu uma tensão entre nós dois... O-olhei ele com o canto dos meus olhos... V-voltei minha atenção pra TV na hora... E-ele ficou "animado"...
-M-me alcança a almofada?-ele pediu.
Eu alcancei na hora. Ele se tapou com a almofada. Bem... O filme acabou...
-E aí? Tudo "tranquilo"?-perguntei olhando ele. Ele só me olhou sério.
-Você sabia que a cena de sexo ia fazer isso.
-Você é um homem. É previsível o que pode acabar acontecendo com você.
-Não devia ter feito isso.
-E porque não?
-Preciso mesmo falar porque?
-É só uma pegadinha e você é meu professor.
-Sou seu professor das oito da manhã às duas e meia da tarde.
-Humpf. Ok. Mas vai fazer o quê afinal?-me levantei e levei a vasilha pra pia. -Transar comigo?-perguntei olhando ele desafiadora.
-Dentro do horário e do terreno escolar eu mantenho a compostura...-ele se levantou deixando a almofada no sofá... E-ele começou a se aproximar de mim... -Mas fora desse horário e do terreno escolar...-e-ele me pegou de surpresa me encurralando na mesa e... M-me forçando a me deitar na mesa...-Não vou hesitar em te possuir na cama.
-P-possuir...?-d-droga... A-aquilo tava me deixando excitada...
-É. -e-ele ficou entre minhas pernas... -Seria algo completamente diferente do que você presenciou naquela orgia.
-... S-sabe que v-você foi o primeiro cara que transei... V-viu como eu...
-Como você reagiu. Sim, eu vi. -e-ele começou a se esfregar em mim... C-comecei a gemer porque... O-o negócio dele tava friccionando contra meu clitóris... T-tava... T-tão... -E é isso que me excita tanto.
-M-Madara...-g-gemi...
-Gosta dessa sensação, né?-e-ele falou... C-com uma voz extremamente provocativa...
-A-ah...-n-não conseguia pensar direito... S-só pensava... E-em...
-Quer isso, né?...
-Ah!...-e-ele me pegou no colo e começou a me beijar...
E-ele enrolou a língua dele na minha... A-as mãos fortes dele e-estavam passando por cada centímetro do meu corpo... E-ele me levou pro meu quarto e me jogou na cama... E-ele ficou por cima de mim e... T-tirou minha calça de abrigo e minha calcinha... E-ele foi distribuindo beijos pelo meu corpo e...
-A-ah!!-e-ele começou a... A-a usar a língua n-no meu clitóris... Ah meu deus... -M-Madara!!...-c-coloquei minhas mãos na nuca dele e segurei os cabelos dele...
E-ele estava me fazendo pirar!!... M-meu corpo começou a esquentar... M-meu coração batia e palpitava demais... M-meu corpo começou a tremer... Ah meu deus... J-já ia começar a gemer, mas... E-era isso que ele queria... D-droga... N-não geme...
-H-hum...-e-era difícil demais de segurar o gemido... N-não ouse gemer... N-não ouse... -A... Ah... Ah.... A-ah... Ah!... Aaah... Madara... AH!!
E-eu senti o maldito orgasmo... E-ele me dava sensações insanas... E-ele se afastou de mim... Q-queria... Q-queria que ele me possuísse... A-acho que é assim que aquela guria do Cinquenta Tons de Cinza se sentiu... E-ele me olhou lambendo os lábios...
-Agora me escute bem: Você vai sentir tanto prazer comigo que não vai querer outro homem na sua vida. Vou ser o que te completa. E você não vai ter como negar isso tudo. Porque é verdade. Agora repita o que falei.
... Não... Cinquenta Tons de Cinza não se igualava a isso... Richard Grey não chegava aos pés de Uchiha Madara... O que acontecia no livro e no filme... Era... Puro sadomasoquismo... Mas o que acontecia com Madara... Era pura... Submissão...
-... Eu... Eu vou sentir tanto prazer com você que... Não vou querer outro homem na minha vida... Você é o que me completa... Não tenho como negar isso tudo porque... É verdade...
-Ótimo. -ele falou com um sorriso sádico...
Foi naquela hora que... Eu me toquei que desde o começo... Ele era um dominador... E eu era... Sua submissa... Não tinha mais como escapar daquilo, porque... Eu caí feito um patinho no encanto daquele homem... Ele ficava me beijando e acariciando minha pele... E-eu... Queria e desejava aquele homem... Ele tirou a camisa deixando aquela tatuagem linda de cobra a mostra... Ele ficou sobre mim e... A-abaixou a calça e a cueca e... N-não fez nada? E-e se afastou ficando de pé? E-eu me sentei e olhei ele confusa...
-M-Madara?...
-Venha. -ele falou gesticulando com a mão...
E-eu fiquei quieta e fui até ele... Quando fiquei na frente dele... Ele ficava me olhando de cabeça pra baixo com um sorriso leve... Não me sentia suja nem vulgar com o olhar dele... Me sentia... Desejada...
-Se ajoelhe. -ele falou...
Eu fiquei quieta e fiz o que ele mandou... Ele se inclinou de leve e... A-acariciou meu queixo e me fez abrir a boca... N-na hora entendi o que ele queria... E-ele começou a colocar aquilo na minha boca... E-era estranho demais!!... L-logo que me acostumei... E-eu comecei a acariciar e a lamber o membro dele... E-eu ouvia... Ele respirando levemente pesado... E-ele estava tendo prazer... E quando lambi na... Na... Caham... "Cabecinha" (desculpem, eu não achei um termo melhor e simplesmente falar "glande" é muito vulgar)... Ele deu um gemido mais profundo... Acho que aquele era um ponto fraco dele... Eu senti as mãos dele afagando meus cabelos... Ele estava gemendo bastante... M-mas logo ele segurou meu cabelo e c-começou a ficar colocando aquele membro na minha boca por conta própria... Ele ia levemente rápido... Só levemente, pra eu aguentar e não sentir ânsia de vômito... Antes eu só ouvia ele suspirando e agora ouvia ele gemendo... Ele parecia estar atingindo o orgasmo... E-ele acabou indo longe demais e... G-gozou na minha boca... E-eu me afastei na hora, eu ia ir no banheiro cuspir, mas ele me segurou e...
-Engula. -ele disse sério... Eu fiz que não com a cabeça, mas... -Engula agora ou eu te levo em cada um de seus vizinhos assim mesmo, pelada, pra eles verem que garota você realmente é.
E-eu fiquei quieta e... E-engoli aquilo... A textura era estranha demais! Parecia que...  Sei lá eu tava com... AH EU NÃO SEI EXPLICAR...
-... É estranho. -falei pra ele.
-Háhá...-ele riu e me jogou na cama. -Vai ser mais divertido agora que você se soltou...-ele ficou sobre mim e... C-começou a enfiar em mim... E-era tão prazeroso... Em poucos segundos eu já não aguentava mais os gemidos... E ele... T-também não...
-Kureha... Kureha...
O rosto dele estava vermelho... As sombrancelhas dele franzidas... Ele mordia o lábio inferior... Ele estava nitidamente chegando perto do orgasmo de novo... Ele ia ser teimoso até o fim e não ia gemer... Mas no último e ínfimo instante...
Kureha!
... E foi aí que eu acordei no sofá com o Madara me chamando e a tiazinha do filme do Leitão ali cantando a música do "Cantinho do Pooh"...
-... Eu... Dormi?-perguntei.
-É, o filme todo. -ele falou rindo.
-E você ficou vendo?!
-Pois é, achei que você estivesse acordada.
-... "Eu também..."
BEM QUE ESSA MERDA TAVA BOA DEMAIS PRA SER VERDADE!! Nem conta no Netflix eu tenho!! Como é que eu iria acessar essa merda!? Meu deus do céu... Porque eu sonhei com ele?! Já sei que ele não vai ficar comigo!! Porque eu ainda insisto nisso!?
-Ah, a chuva deu uma trégua rápida. -ele falou apontando pra janela. -Eu acho que já vou indo. -ele disse se levantando. -Obrigado pela hospitalidade...
-Desculpe ter dormido o tempo todo... E por você ter precisado olhar Ursinho Pooh...
-Não tem problema, me diverti bastante. É legal sair do ar de adulto pra variar...-ele sorriu gentilmente para mim...
-M-mesmo?
-Mesmo.
-Que bom então...-falei sem jeito...
-Ah, Kureha, com o que você sonhou?
-... C-com... Um dia de aula em que... O Michael Jackson era meu colega de classe.
-Hum...
-Porque a pergunta?
-É que você ficou falando meu nome enquanto dormia.
FODEU!!!
-F-falei?
-Falou. Seu rosto estava vermelho e você gemia um pouco... Me vieram duas coisas na cabeça.
-O-o que?
-Uma era que você estava tendo um pesadelo e algo aconteceu comigo. A outra...-ele me olhou de cabeça pra baixo... -É que você teve um sonho erótico comigo.
E-eu fiquei quieta, na minha... Ele deu um riso leve e se virou... Mas logo que abriu a porta...
-... E Kureha...-ele me olhou sério...
-M-Madara-sensei?
Ele não falou nada, apenas se aproximou do sofá uma última vez... Se inclinou e... Me deu um beijo intenso e apaixonado... Devem estar pensando "Porque não afastou ele?!" ou "Sua idiota!! Tá deixando ele te usar assim?!", acreditem... Se eu tivesse como, eu teria parado ele... Mas é como se... Esse homem fizesse cada nervo do meu corpo paralisar ao me lançar aquele olhar sério... Logo que ele afastou os lábios dele dos meus... E-ele levou os lábios pra minha orelha e sussurrou...
-Você ainda vai ser minha.
E-e dizendo isso, ele... Ele... P-passou pela porta... E-eu me joguei no sofá... Sem forças... Ele não deu um beijo tão intenso assim nem fez nada, só... Aquele homem... Me provoca tanto que... Perco as forças tentando me manter firme contra essas investidas descaradas... É cansativo, mas sei que se eu tivesse cedido eu teria me arrependido mais... Apesar de que... Valeria a pena aguentar um pouco de arrependimento, porque... Aquele homem entende das coisas... Ele teria me dominado ali mesmo, no sofá se eu tivesse me deixado levar... Se ele tivesse ficado mais uns minutos por causa da chuva... Logo vi que a chuva logo cessou... Nunca na vida desejei tanto que a chuva não parasse de cair...


Notas Finais


eae pessoas? ^^
está bom?
querem q algo aconteça? (naum posso prometer nada, maas...)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...