História Desire Insane - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Vanessa Hudgens
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette, Personagens Originais
Tags Criminal, Justin Bieber, Obsessão, Romance, Traição, Vanessa Hudgens
Exibições 617
Palavras 2.432
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Luta, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HELLO BABYS!
Em primeiro lugar eu quero dizer que EU ESTOU SURTANDO!
Gente DI chegou aos 500 favs, é isso mesmo? Vocês não tem noção de como eu sou agradecida pela história ter chegado aos 500 favs, eu não esperava que fosse terminar a primeira temporada assim! Eu estou realmente surpresa e muito, muito feliz mesmo!
E por falar na primeira temporada quero que leiam as notas finais, é importante!
Então boa leitura, desculpem qualquer erro ortográfico. 🌼🌸
LEIAM AS NOTAS FINAIS É IMPORTANTE!

Capítulo 38 - I don't care about you


Los Angeles

28, Maio de 2016, 23:00

Point's Of View Justin Bieber

- Como assim ela sumiu? - perguntei um pouco nervoso.

Emma estava abraçada a o Ryan enquanto chorava e soluçava, com certeza não deveria estar sendo fácil para ela, mas se ela não contasse o que sabe não teria como eu ir atrás da Candice.

- Emma, olha pra mim, respira fica calma. - Ryan pediu e ela fez. - Agora conta pra gente o que você sabe.

- Eu sei que ela ia passar a tarde de hoje com o Dylan e... - eu fui obrigado a interromper ela.

- Como assim ia passar a tarde com ele? Esse cara não tinha desaparecido? - perguntei curioso, como assim ele volta assim do nada? Será que ele e Candice estavam juntos?

- Depois que ele brigou com a Candy ele desapareceu, mas não sei como ele descobriu que vocês não estavam mais juntos, e há umas três semanas ele apareceu lá no meu apartamento e disse que queria falar com ela,  mas ela não estava em casa então eu fiz companhia para ele até ela chegar, acho que eles conversaram e se acertaram, por que depois daquele dia ele estava sem junto com ela. - ela falou eu escutava tudo atentamente. - Ele até chegou a falar que gostava dela, mas ela não quis nada além da amizade dele.

Era impressionante, esse cara só estava esperando eu estar afastado dela pra ele atacar, primeiro ele fala um monte para ela, faz ela se sentir humilhada chamando de vários nomes, e agora que nós não estamos mais juntos ele aparece, mas se ele acha que vai voltar assim do nada e ficar com ela, ele está muito enganado, eu não vou deixar nem que eu precise matar ele, mas eu não vou deixar que eles fiquem juntos, nunca. A Candice é minha, e é comigo que ela tem que ficar!

- Eu vou matar esse cara! - falei com raiva e Chaz colocou a mão no meu ombro.

- A gente precisar encontrar a Candice agora cara, deixa isso pra depois. - assenti ainda irritado. - Emma a Candice te falou alguma coisa sobre estar sendo seguida? Ela tinha essa impressão?

- Não. - ela balançou a cabeça em sinal de negação. - Pra falar a verdade eu mal a vi nos últimos dias e olha que nós moramos juntas, e eu acho que... - ela fez uma pausa, como se evitasse falar o que queria. - Acho que Dylan pode estar envolvido no desaparecimento dela.

- Como assim? - Ryan perguntou ao mesmo tempo que eu.

- Eu sei lá, pode parecer besteira minha, mas não é muito suspeito ele aparecer do nada, e depois de três semanas a Candy desaparece quando está junto com ele? - comecei a pensar nisso e realmente fazia sentido. - Eu estava desconfiando muito desse reaparecimento repentino dele, depois de tudo o que ele dissa à ela, depois dele ter dito que queria ser o primeiro a jogar na cara dela que ele estava certo, caso você machucasse ela outra vez, por que ele voltaria assim do nada e pediria desculpas?

- Isso faz sentido. - falei ainda pensando.

- Mas vocês não podem esquecer que ele é amigo de infância dela, talvez ele tenha realmente se arrependido. - Chris se pronunciou pela primeira vez, e por mais que eu quisesse que ele estivesse errado, poderia ser verdade.

- Ele teve meses para procurar por ela e pedir desculpas, mas por que ele faria isso justo quando ela e Justin não estão mais juntos? - ela perguntou agora um pouco mais calma.

- Não é óbvio? - Chaz disse e nós olhamos para ele. - Acho que todos aqui já puderam perceber a forma como ele olha para ela, esse cara é apaixonado por ela. - eu queria poder negar aquilo, mas eu já havia percebido que ele gostava dela. - E claro que com o Justin fora da jogada, ele poderia tentar algo com ela.

- Só depois que ele conseguisse passar por mim. - falei com deboche. - Eu mato ele, mas não deixo ele ficar com a Candice!

- Justin controla o ciúme e foca na Candice, ela está desaparecida. - Ryan falou e eu bufei assentindo.

- Talvez ela tenha apenas decidido dormir na casa dele. - Chris falou e aquilo poderia ser uma hipótese.

- Não sem me avisar, eu liguei pro celular dela várias vezes e todas as ligações caíram na caixa postal. - Emma falou aflita.

Eu comecei a andar de um lado para o outro, droga Candice! É só eu ficar afastado por dois meses que o problema parece que atraí ela como um imã.

- Chris tem como você rastrear o celular dela? - parei para perguntar à ele.

- Eu já tentei fazer isso. - falou e eu fiquei confuso. - Se ela foi realmente sequestrada por alguém, essa pessoa pensou em tudo por que eu não consigo rastrear, o celular e o chip com certeza fora, destruídos. - ele falou e aquilo me deixou ainda mais nervoso.

- Porra! - chutei a mesinha de centro que ficava na sala, ela não podia ter desaparecido assim sem mais nem menos.

- Calma Justin, nós vamos encontrar ela cara. - Ryan falou tentando me acalmar.

Nos calamos quando ouvimos barulho de paços descendo as escadas, bufei já imaginando que seria a Megan, ela desceu até a sala e ficou nos encarando, arqueei a sobrancelha em sua direção e vi ela engolir a seco. Eu queria matar aquela vagabunda por mentir para mim, mas eu tinha planos para ela.

- Eu escutei um barulho. - Megan falou com aquela voz de puta que me irritava. - O que vocês estão fazendo? - ela se atreveu a perguntar, Emma revirou os olhos e bufou.

- Eu é quem pergunto, o que é que você está fazendo aqui? - Emma perguntou com raiva.

- Eu moro aqui fofa. - Megan respondeu cínica.

- Ah é mesmo, eu havia me esquecido que agora Justin tem uma cadelinha. - Emma provocou, eu quis rir, eu e ela não nos dávamos bem quase nunca, mas tínhamos algo em comum, odiamos a Megan.

- Olha como você fala comigo sua vadia. - Megan retrucou, eu já estava cansado da voz dela.

- Megan sobe pro seu quarto por que ninguém quer você na conversa. - falei sendo ríspido e ela me olhou incrédula.

- Justin quando é que você vai parar de me tratar assim? - começou o drama de puta. - Eu estou esperando um filho seu, e você me trata como um nada, como você acha que eu me sinto?

- Eu não me importo. - falei e ela arregalou os olhos. - Agora saía antes que eu mesmo tire você daqui! - ela virou as costas e subiu as escadas pisando forte. Emma me fuzilava com os olhos e eu bufei.

- Pensei que você já tivesse matado essa vadia, depois de descobrir que você não é o pai do filho dela. - Chris soltou e eu o fuzilei, Emma me olhou chocada.

- Vamos pro meu escritório. - falei e comecei a andar em direção ao corredor que dava acesso ao escritório da casa.

Eu ainda não consegui raciocinar direito a informação que Candice havia desaparecido, isso não podia acontecer, ainda mais agora que está esse caos, eu estou prestes a começar uma guerra com dois caras que são considerados poderosos na máfia tanto quanto eu, se alguma coisa acontecer com ela vai ser culpa minha, eu não devia ter envolvido ela nesse mundo. Eu não conseguia ignorar meu lado que se importa com ela, o lado que quer pegar ela e proteger de tudo e de todos, eu não conseguia mais esconder essa preocupação depois que eu resolvi assumir tanto pra ela quanto pra mim que eu a amo, e eu acho que deixava isso bem visível pra qualquer um, quando eu estava com ela eu só queria abraçá-la e beijá-la pra mostrar que ela era minha, e que nada e nem ninguém poderia mudar aquilo.

Entrei em meu escritório e comecei andar de um lado para o outro, porra! A Cadice havia realmente desaparecido, a minha Candy! Ela poderia estar em perigo agora, talvez até machucada, enquanto eu estou aqui sem saber onde procurar, sem ter notícias dela, peguei um vaso que estava de enfeite ali e quando ia jogar no chão senti alguém o tirando da minha mão, olhei pra pessoa e era Chaz.

- Não vai adiantar nada começar a destruir as coisas agora. - falou sério e eu bufei. - Todos aqui estão preocupados com ela, tudo o que a gente pode fazer agora é tentar encontrar a Candice. - ele colocou o vaso no lugar e eu assenti me dando por vencido.

- Chris o que você consegue fazer? - perguntei um pouco mais calmo.

- Agora nada, já tentei rastrear o celular dela e não consegui, mas você parou pra pensar que talvez Nathan esteja envolvido nisso? - falou e eu comecei a pensar. É claro, como eu não pensei nisso antes? O cara é praticamente obcecado por ela!

- Nós precisamos falar com o Mason e descobrir se ele sabe alguma coisa. - falei já pegando meu celular pra ligar pra ele.

- Não podemos ligar pra ele agora Justin. - Ryan falou. - Ele está infiltrado na casa do inimigo se alguém desconfiar o plano todo vai por água a baixo, nós vamos ter que esperar até amanhã. - bufei, ele estava certo.

- Já está tarde, acho melhor nós irmos embora e amanhã resolvemos isso tudo. - Chris falou e os outros assentiram, tive que concordar.

- Amanhã cedo eu quero todos vocês aqui. - falei e eles assentiram.

Eles se despediram de mim e começaram a sair, mas eu chamei pela Emma antes. Os caras saíram e ela voltou com um feição confusa.

- Em uma escala de zero o a cem, quanto ela me odeia? - eu não acreditava que estava mesmo fazendo aqula pergunta à ela, mas eu precisava saber se Candice ainda guardava algum rancor por mim.

Emma sorriu minimamente e eu não entendi o motivo daquele sorriso, ela pensou um pouco e respirou fundo.

- Ela não gosta quando falam sobre você. - ela finalmente falou e eu já esperava que ela fosse falar que ela nunca mais iria querer me ver. - Mas eu duvido que o motivo seja ódio, ela te ama, só está magoada. - falou e eu arqueei a sobrancelha em duvida. - Você sabe que já fez ela sofrer muito, só que dessa vez as coisas foram bem piores, ela não estava certa de beijar o seu amigo na sua frente, mas pensa Justin, ela havia acabado de descobrir que você à traiu, e talvez fosse ser pai, ela agiu por impulso, você teve uma escolha. - ela fez uma pausa. - Eu só estou querendo dizer que, ela te ama e muito, ela não te odeia, só está machucada. - ela sorriu sem mostrar os dentes e depois saiu me deixando ali pensando no que ela disse.

Eu havia pisado na bola, e eu reconheci isso, só não tive coragem de ir até ela e tentar me desculpar pra ter ela de volta, passaram dois meses, dois meses sem ela! Eu não podia a deixar longe por muito tempo, ela poderia conhecer outra pessoa, poderia substituir o que sente por mim, e eu não quero isso. Eu preciso encontrá-la o mais rápido possível, eu preciso tentar ter ela de volta, nem que eu precise me humilhar e implorara pra ela, eu preciso dela de volta!

Los Angeles

29, Maio de 2016, 00:05

Point's Of View Candice Brooke

Eu não conseguia dormir, estava sentada e encolhida naquela cama dura, Nathan havia dito que pela manhã ele voltaria para me buscar, e eu estava com medo, eu não queria ir com ele, não queria ter que conviver com ela eu não podia, eu já estava começando a pensar que ninguém viria atrás de mim, talvez ninguém esteja realmente me procurando.

Olhei para Dylan sentado em um canto do quarto, ele havia acordado a algumas horas, mas nenhum de nós se atreveu a dizer algo, eu não queria nem ao menos ter que olhar para a cada dele, mas infelizmente depois daquela briga deles Nathan resolveu trancá-lo aqui junto comigo, e isso me deixava assustada, ele já havia provado para mim que poderia ser perigoso, eu não gostava nem um pouco da ideia de ficar presa ali com ele.

- Por que você fez isso? - a pergunta saiu da minha boca antes que eu pudesse evitar fazê-la.

- Do que está falando? - respondeu frio.

- De você me sequestrar! - me exaltei. - Não se faça de idiota, você voltou só pra isso não é? Você se aproximou de mim outra vez apenas para ajudar Nathan a me sequestrar, mas agora está aqui junto comigo por que você não serve mais para ele!

Ele me olhou irritado e começou a andar em minha direção furioso, eu não deveria ter provocado ele. Quando ele chegou perto de mim ele me deu um tapa e depois segurou meu rosto com força.

- Olha Candice, eu já estava de saco cheio de fingir que me importava com você, eu disse que voltaria quando o idiota do Bieber te metesse o pé na bunda de novo, eu disse que seria o primeiro esfregar na sua cara que você estava sendo burra outra vez, e não é que eu estava certo? - ele riu com deboche. - Você não passa de capacho do Bieber, não passa de uma vadia que está disponível quando ele quer. - ele riu como se fosse engraçado, comecei a chorar. - Eu não me importo com você, eu pretendia apenas jogar na sua cara que você estava errada, mas ao Nathan apareceu e me propôs uma vingança, eu já não sentia mais nada por você além de ódio, o que eu tinha a perder? Eu só quero você e o Bieber no fundo do poço, e só vou descansar quando isso acontecer! - me soltou com tudo e virou as costas para voltar a se sentar no lugar de antes.

O que havia acontecido com ele? Onde estava o cara que se importava comigo, e prometeu me proteger de tudo? Eu tinha quase certeza que ele havia morrido, e dado lugar a um Dylan completamente desconhecido por mim.


Notas Finais


Hey amores, espero que tenham gostado, e comentem a opinião de vocês.
Bom, vamos ao que interessa, como eu disso a uns capítulos atrás a primeira temporada está na reta final, e quando digo reta final é final mesmo, faltam apenas DOIS capítulos para o fim da primeira temporada. Eu posso dizer que estou animada! Eu não queria ter que terminar a primeira temporada, porém eu quero muito começar a segunda temporada, e eu estou realmente ansiosa para começar.
E é isso amores, mais dois capítulos e a primeira temporada chega ao fim, para a segunda temporada começar com tudo!
Comentem a opinião de vocês sobre o capítulo.
Bye, beijos no core. 😘💓


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...