História Despacito. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias ASTRO
Personagens Jinjin, MJ
Tags 500 Palavras, Astro, Despacito, Jinjin, Jinwoo, Myungjin, Myungjun, One-shot, Playlist, Songfic
Visualizações 11
Palavras 500
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Fantasia, Musical (Songfic), Shonen-Ai, Slash
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu nunca consigo me comunicar bem, nas notas iniciais, apenas tenha uma boa leitura, até lá em baixo (nas notas finais).

Capítulo 1 - Devagarinho


O garoto de fios acastanhados fechava seus olhos, com o fone nos ouvidos, escutando uma música gringa que já havia se tornado irritante.

Mesmo assim, não trocou, deixou a melodia fluir esperando que não demorasse para se acabar. Abrindo os olhos, encarando o teto branco, começou a criar pensamentos aleatórios.

E quando Jinwoo havia percebido, já estava pensando no seu companheiro de grupo, o mais velho entre os outros cincos.

Não sabia exatamente como tinha começado tudo aquilo, porém se lembrava perfeitamente do primeiro beijo. Já fazia um longo tempo que observava os lábios do outro, assim como seu corpo dançando nos treinos que faziam.

Quando seus olhos se encontravam com as íris do outro, um instinto dentro de si dizia que precisava ir, como um inseto encantado por uma fonte de luz, ele era o ímã e Park seu metal.

Apenas por imaginar, o seu coração batia intensamente, que chegava a se preocupar com o fato do maior ouvir.

Todos seus sentidos diziam que precisava dele, e seu sentimentos pelo amigo já estava crescendo em um tamanho que não podia ser medido.

Lentamente respirava no pescoço de Kim, devagarinho dizia em sua orelha coisas que o excitavam, para tornar aquelas frases memoráveis depois, e o mesmo se recordar o efeito que causava em si.

Continuando com os movimentos suaves e devagar, o despia enquanto sua língua ocupava a boca de Myungjun. Explorando as paredes interiores do jovem-adulto, assinando o corpo do rapaz com manchas roxas e vermelhas, o tornando um manuscrito.

O levantando, para cima, subindo aos céus, enquanto os cabelos de ambos bagunçam-se. Se moviam em ritmos sincronizados, como se tornassem um.

Ultrapassando todas as expectativas daquela sensação ardente e quente, provocando gritos – no momento não se lembrava sequer do sobrenome, sequer dos outros garotos.

Eles só queriam se curtir, e beijar, concedendo os pedidos um do outro, que não precisavam ser ditos para ser realizados, já que sabiam o que o outro pensava. Era questão de tempo para aquilo acontecer, já que sinais constantemente eram enviados.

JinJin queria testar o quanto de amor MJ aguentava dentro de si, o penetrando com delicadeza e se tornando bruto com o tempo. Não de forma rápida, pois não tinha pressa, mesmo tendo aquela vontade.

Começavam devagar, e assim que piscar, já eram animais selvagens. Um passo depois do outro, suave, vão se tornando mais íntimos e intensos. Com aquelas habilidades de provocar as sensações extasiante, sendo maliciosos com leveza.

Um passo depois do outro, suave, vão se tornando queridos amantes, com aquela essência de romance impregnada na pele.

O órgão-motor já estava mais veloz, e batia como um tambor – bum, bum. – Tendo o porquê dos batimentos dentro de si, sentindo também os seus – bum, bum.

O outro era um enigma difícil, e o menor era o único com a capacidade de decivrar, como um quebra-cabeça que faltava uma peça, e Park era a peça.

Em uma piscadela, a música acabou, o baixinho saiu de seu transe, parando com aquelas lembranças que o levavam para o paraíso, se distraindo da música que considerava um inferno, do jeito devagarinho.


Notas Finais


Eu tô no clube de quem odeia Despacito junto com o Jinjin, e vocês?

Agora falando sério, juro que não era pra ser baseado na música essa fanfic. Ela só seria "citada" no primeiro e último parágrafo, citada entre aspas porque não foi dita o nome, então podem imaginar aquela música que todo mundo gosta menos você (sempre tem uma).
Eu pisquei e parece que eu copiei e colei a letra, dá pra notar a inspiração, certo?
No início era pra ser com o Sanha a história, mas eu só sigo meus instintos e vou, e ele me dizia que o Sanha não combinaria, E ACERTOU! (é eu realmente não sei o final das minha 1shot quando tô escrevendo, apenas encontro uma fonte de inspiração e sigo a vibe).

Eu tô falando demais, vou calar a minha boca já já. Isso se chama empolgação, e o motivo é a Rap Line dançando o Remix de Despacito – a minha inspiração pra criar isso (ava)

Tá, agora calei mesmo. Boa noite, bom dia ou boa tarde, amo vocês.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...