História Despedida pros seus dias mais normais. - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Demi Lovato, Justin Bieber, Selena Gomez, Taylor Swift
Personagens Demi Lovato, Justin Bieber, Selena Gomez, Taylor Swift
Tags Amor, Colegial, Demi Lovato, Dor, Drama, Escola, Justin Bieber, Romance, Selena Gomez, Taylor Swift
Exibições 83
Palavras 478
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Poesias, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Plágio é crime!

Capítulo 12 - Eu como, quem eu quiser comer vadia!


Justin:

Eu acordei desnorteado, e quando saí depois de um banho, ainda não era hora da escola, eu estava muito vazio, me sentindo só, e foi quando o sentimento, a abstinência de droga ou sexo apareceu com toda força, eu estava só o pó da rabiola, e avistei uma moça peituda que estava trêbada, fui chegando mais perto e era Marjore, lembrei do seu boquete sensacional, lembrei de tudo, vi que ela estava 'facin' pra traçar, tava louca, nem via quem era quem, e ela se aproximando de mim, eu esqueci Selena, esqueci de tudo, esqueci como era me sentir limpo, e fui em direção a Marjore:

__ Hey gostosinha, fica ainda mais apetitosa bêbada! Deixa eu te comer deixa?

__ Você é um filho da puta, eu não vou dar pra você! - Ela disse beeem loucaa, cheguei próximo ao seu ouvido e disse:

__ Eu como quem eu quiser vadia, e agora eu vou fuder você, e sabe o que vai acontecer? Você não vai lembrar, porque está louca do seu cu, sua vaca, vai dar direitinho pra mim, com direito a porra na cara, seu depósito de pinto!! - Ela começou a chorar, a levei pra dentro do vestiário pelos cabelos, tapando sua boca, estava tudo vazio, era troca de turno dos guardas, eu estava tão exitado, tão exitado, tirei suas roupas todas, ela estava nua, e colocando meu pau no meio de seus seios eu urrei:

__ Chupa vadia! Vai sua vaca... Me satisfaz agora!! - Ela começou a chupar e aquilo foi me tranquilizando, peguei um ultimo pino de cocaína na minha bolsa, fiz a carreira e coloquei pra dentro do nariz aspirando tudo, tava brizadão, e foi nesse momento em que ela chorava, e eu sem dó meti, estoquei nela, foi o anal mais fundo que eu já tinha feito, chegou a quase sangrar, e ela de quatro eu bati na Marjore, eu metia forte, minhas bolas batiam na bunda dela, quanto mais ela chorava, mais eu metia, batia, puxava os cabelos dela, parecia que eu estava em cima de um cavalo,  meu pau pulsava dentro dela, cansei de anal, comecei então na vagina dela, dei uma chupadinha, só pra ela dizer que eu chupei mesmo, e meti, mas foi com gosto, eu metia e usava cocaína ao mesmo tempo, e ela parou de chorar, ela desmaiou, e naquele momento que eu poderia fazer o que eu quisesse com a Marjore eu parei, tirei meu pênis de sua vagina, e comecei a chorar, eu chorava compulsivamente, dei banho nela, a vesti, comprei café, limpei tudo, e esperei que ela acordasse, e quando ela acordou, sem entender nada perguntou:

__ Como eu vim parar aqui com você? Eu me lembro de ter caído bêbada no bar, e depois não me lembro mais de nada!

Eu me senti um bosta, será que devo mentir?


Notas Finais


Opinem <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...