História Despertando - INTERATIVA - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção
Personagens Aspen Leger, Eadlyn Schreave, Personagens Originais
Tags A Seleção, Bombas, Drama, Guerra, Interativa, Paixão, Sangue, Traição, Violencia
Visualizações 32
Palavras 910
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Temos uma nova personagem! Não será uma competidora....quero explicar uma coisa, eu pretendo fazer uma ficha realista.... então não pense que se fizer uma amizade no começo...isso irá durar, que não vai haver traições....isso é real.

Capítulo 5 - Capítulo 4


Fanfic / Fanfiction Despertando - INTERATIVA - Capítulo 5 - Capítulo 4

O dia nem havia começado, o sol brilhava no céu a pouco menos de uma hora, foi quando a carruagem passou pelos portões de prata, carregado de meninas loucas e histérica. Os guardas precisaram de muita força para não rir dos desastres que desceram da carruagem, uma mais atrapalhada que a outra.

 

Foi preciso que as meninas formassem um fila, para que ninguém se perdesse durante o caminho. Os olhares curiosos capitavam cada detalhe, queria guardar cada momento que passavam ali, não sabiam quando iriam sair.

 

No salão das mulheres as garotas faziam de tudo para ficarem lindas, queriam chamar a atenção do príncipe, não importa como. Algumas se vestiam de forma chamativa, era como um desfile de moda sem regras, onde a elegância ultrapassava o limite.

 

 

Em um canto afastado estava Naomi, uma jovem bonita e de olhos estranhamente lindos, eles eram heterocromaticos, um tão branco quanto papel e o outro tão verde quanto esmeralda...era uma jovem pequena e forte que se escondia atrás de uma carranca fria por baixo dos grandes óculos.

 

- Oi, eu sou Wendy MacCartney...- A garota dos cabelos castanhos se apresentou de forma desajeitada.

 

Wendy e Naomi eram boas pessoas,mas seu passado conturbado não fez delas as meninas mais calorosas daquele recinto, felizmente elas descobriram seus ideias.

 

- Oi....sou Naomi - A jovem de cabelos brancos cumprimentou com um breve aceno, não gostava de falar.

 

- Percebi que você tem olhos diferentes...eles são bonitos - Wendy elogiou tão formalmente que poderia parecer uma mentira e Naomi não pensou diferente.

 

- Se quiser pode pega-los, não me importo de arrancar - Sua resposta foi fria e deu um ponto final ao assunto que nem teve chance de se desenvolver.

 

 

Naomi era uma garota com muitos problemas e era fácil de vê-los, as marcas em seus pulsos entregavam alguém cujo a depressão estava constantemente seguindo... Mais tarde Otto veria cada uma das cicatrizes que dançavam sobre o corpo dela.

 

Sem dizer nada Wendy se afastou da Hetérocromatica, não voltaria a falar com a mesma, aquilo era uma competição, ninguém ali era amiga e sua atitude tola havia lhe mostrado isso de forma quase humilhante. Se sentou cansada no largo sofá negro que oferecia uma visão privilegiada do jardim cheio de Narcisos.

 

As portas foram abertas em um estrondo grande e assustador, algumas canditadas soltaram gritinhos agudos que fizeram Apolline revirar os olhos.

Apolline era a encarregada das meninas, tinha apenas 16 anos mas seu jeito meigo era aclamado em cantos remotos do mundo, era a princesa mais desejada, porém seu coração pertencia a um Príncipe apenas, havia feito sua promessa e reivindicado a coroa Italiana para dedicar sua sabedoria diretamente a seu melhor amigo...o jovem Príncipe Benisk.

 

- Sejam bem vindas Selecionadas, quero deixar claro que aqui todas são iguais, não será uma coroa que as colocará na frente - Sua voz saiu dançando, naquele momento todas as meninas a invejaram - Estou aqui a convite do Príncipe Otto, vou ensinar tudo que precisam saber e algo me diz que vamos começar pelas roupas...parece que voltei ao Carnaval do Brasil.

 

Algumas risadas vieram a se Ouvir mas era quase impossível de se identificar.

 

- As vezes tenho inveja dela, tão delicada e feroz... - Melissa Ruy fala em um sussurro.

 

Melissa conhecia bem Apolline, era amiga de sua mãe, era a Príncesa que abandonou a própria coroa, Melissa admirava sua coragem e determinação, assim com Apolline, Melissa não queria uma coroa sobre a cabeça e regras lhe dizendo o que ser e como ser....a liberdade a chamava, mas o preço a pagar por ela era caro e infelizmente sua riqueza não poderia pagar isso.

 

- Realmente, ela é linda, mas beleza não é tudo - Cristal disse ao lado direito da Princesa.

 

Cristal era uma jovem de pele clara e macia, era tão bela quanto o anoitecer e isso talvez fosse uma arma que a mesma não soubesse usar. Cristal olhou para Melissa de forma curiosa, aqueles cabelos ruivos eram tão semelhantes quanto os livros que havia comprado antes de ser selecionada.

 

- Ela é uma boa pessoa - Melissa disse de forma protetora e imponente.

 

- Não lembro de ter dito o contrário... - Cristal disse de forma diplomática e divertida.

 

Com certeza seriam inimigas e isso era estampado aos olhos de Naomi que observava tudo de perto.

 

Apolline terminou seu longo discurso e pediu que as meninas a acompanhassem até o salão onde o almoço seria servido, o lugar onde o príncipe teria seu primeiro contado com as belas e eufóricas selecionadas. 

 

Audrey andava sorridente pelos corredores, parecia saltitar e seus olhos irradiavam um brilho contagiante, ela estava feliz demais para perceber que sua ídola da patinação estava uma fileiras atrás.

 

Seu vestido verde limão arrastava no chão de forma graciosa, era um dos mais lindos e mais simples que enfeitavam o lugar. Seus belos cabelos

Platinados eram quase semelhantes aos de Naomi.

 

- Espero que saibam se comportar, não vou tolerar qualquer tipo de rebaixamento, deixem suas intrigas para depois do almoço - Apolline disse em alto bom som, nem se quer virou para olhar as garotas e algumas não gostaram de receber ordens de uma pirralha de dezesseis anos.

 

Todas pararam em frente a porta de ouro que era guardada por Alguns guardas fardados e Hope reconheceu seu irmão com um sorriso debochado.

 

- Pode abrir por favor... 

 

As Portas foram abertas, ali começava o jogo e não seria fácil, seria cruel.


Notas Finais


Deixe seu comentário... é muito importante, espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...