História DESTEMIDA, aventuras fascinantes de uma menina corajosa. - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~vivianploguer

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink, EXO, Mamamoo, TWICE
Personagens Baekhyun, Chen, Hwasa, J-hope, Jimin, Jisoo, Jungkook, Lay, Lisa, Mina, Nayeon, Personagens Originais, Rap Monster, Sana, Sehun, Xiumin
Tags Bangtan Boys, Batata, Comprar Alimento, Destemida, Nao Sei, Olha O Disco Voador, Yaoi
Visualizações 7
Palavras 1.090
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Magia, Romance e Novela, Yaoi

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


{Isso ė apenas uma adaptação com algumas mudanças do livro destemida}

Capítulo 3 - Reunião de emergência e o bibliotecario


No castelo de onde governava Ashby para o conde negro, o capitão Amaro convocou uma reunião de emergência com sua assistentes a senhorita moldávia.

-Isso ė totalmente inaceitável- Amaro resmungou, enquanto andava de lá para cá na sala do trono.- A fábrica de garruchos foi forçada a fechar as portas pela primeira vez desde a invasão! Mande vir a brigada de incêndio. Convoque o exército. Chame quem você precisar chamar, mas eu quero este dragão morto!

-Já  fiz tudo isso - respondeu a senhorita  moldávia. - A brigada de incêndio já está lá com suas Mangueiras de Água direcionadas Para criatura desde às 10 horas. mas isso parece não fazer a menor diferença.

- É quanto ao exército?

-Bem, a unidade de tanques derrubou o portão da fábrica, mas preciso recuar devido ao calor. As balas de artilharia Bateram na pele do dragão e voltaram. Se eu fosse você - disse a senhorita a moldávia examinando as unhas pintadas com perfeição - falaria com que aquele fulano, sabe o bibliotecário. Esse problema precisa de planejamento, Amarinho. Pesquisa inteligência todas as coisas na quais você não é muito bom.

O Capitão Mário franziu as sobrancelhas. Ele vinha tentando "escapar" do bibliotecário há anos.

- Precisamos mesmo fazer isso?

-Sim-disse a senhorita moldávia de maneira  firme.-Na verdade, já  mandei chamá-lo. Ele deve estar  a chegando. 

Ouviu-se uma batidinha de leve na porta. A senhorita moldávia saltou da mesa de mogno onde estava sentada e atravesso a sala,  estalando os saltos altos de seus scarpins pretos. Um jovem alto, de cabelos vermelhos lisos,  olhos marrons, e expressão aflita aguardava na entrada. O capitão Amaro de uma olhada rápida no livro de que ele carregava debaixo do braço e sentiu vontade de sair correndo.

-Capitão  Amaro, aqui está  o bibliotecario, err...

-Taehyung...-completou  o rapaz. Estava tão  acostumado com o fato das pessoas nunca lembrarem do seu nome já fazia muito tempo  que não  se encomodava quando isso acontecia.

Ele colocou cuidadosamente o enorme  livro sobre a mesa de mogno e espantou com a mão  a poeira da encadernação de couro. Estampada com ouro na capa, havia um dragão  com uma lança  atravessada em seu coração.  A lâmina estava partida e trazia uma coroa de cinco pontas pendurada nela. Embaixo, havia um lema do com um tipo de letra que não  se usava mais. O capitão Amaro testou lê -lo, percebeu que não  era capaz e fingiu que nem havia notado que ela estavaliação ali.

-Taehyung-disse-, nós  temos um problema. Um problema envolvendo  um dragão  e a fábrica de garruchos. Sugeriramiter a mim que talvez você seja capaz  de ajudar.

Taehyung ficou em dúvida por um momento. Lembrou-se de todos os livros que ele colocará de volta  às estantes  da biblioteca, os  mesmos que ele lia escondido  à noite, em sua torre. Livros de magia lugares distantes, coisas sobre as quais eram proibido falar depois da invasão  do Conde Negro. A fileiras  de livros  sobre  dragões  está vamos catalogada como 398.4. Taehyung havia lido todos eles, de capa a capa. Na verdade, pode -se dizer que ele entendia mais de  dragões  do que outra pessoas em Ashby .

-Acho que o senhor  precisa  de um Quench - disse Taehyung.

-Um "quente"? Como assim um "quente"?

-Não um "quente". Um Quench - Taehyung  falou mais firme.- Sabe, senhor  essa não  ė a primeira  vez que Ashby enfrenta  esse problema  com dragões. No passado, durante  o....hum...Reinado, elese costumavam a aparecer  todose os verões: A Rainha Dragão, O Verme de Ashby, A Sinuosa Apoiaponte. Foram vários  deles, estão todos aqui na história do Reinado - apontando  para o livro sobre a mesa - Essa coroa representa os reis e rainha de Ashby. A lança e o dragão quase  morto representa  os Quench. E aqui  podemos ler o lema real: "Reinamos pelos Quench". Se não fosse pelos Quench, não  existiria  reia e rainhas. Sem os Quench, Águas  de ASHBY não  existiria. 

O capitão Amaro resmungou  algo baixo, demonstrando  descaso. A senhorita moldávia pôs a mão  emesmo seu ombro na tentativa de acalma-lo.

- Continue, Taehyung - disse ela - Conte para nós sobre  o que o livro  fala.

- Bem - proseguil o ruivo, folheando o grande livro. - , no tempo em que os dragões  eram um problema, Ashby tinha sua própria  família de matadores de dragões. Os Quench. Aqui podemos  ver o Destemido Beakhyung quench, o primeiro  de sua linhagem. Ele salvou trinta e sete crianças da tocasa do dragão  nas montanhas e as devolveram para os pais, que estavam desesperados. Depois dele veio sua filha, Jisso Quench, cujo o apelido  era flagelo dos dragões. Ela matouro dois dragões  com um arremesso de sua poderosíssima atiradeira. E Sana e LAY Quench....

-Já chegua!!- disse o capitão Amaro.- ė mais do que o necessário. Não  estou interessado em ficar ouvindo  histórias. Diga-me: ainda há algum... Quench aqui em Ashby?

Taehyung, parou  de folheá-lo e ficou mudo. A senhorita moldávia inclinou-se sobre  o livro muito perto de Taehyung que se afastou  sorrateiramente  para que ela não persebese, ela apontou rapidamente  para uma ilustração.

- veja isso! - exclamou. - É um árvores genealógica  dos Quench. BEAKHYUN, JISSO.... Estão  todos aqui! - parece que todos se casaram  com primos.

- Foi para conservar os poderes de matadores de dragões na família - explicou Taehyung. - No final, essa maneira  de agir voltou- se contra eles. Sua descendência foi diminuindo até  quase desaparecer.

A senhorita  moldávia não  prestava atenção  no que dizia, e limitava seu olhar entre  o livro e o ruivo.

- O último nome ė Hwasa. Hwasa Quench....

- Aquele espantalho velho? - intrometeu-se o capitão. - sempre achei que ela era maluca.  Vive perto da fábrica  de garruchos, deve uma fortuna em impostos atrasados. Eu até  estava pensando em expulsa-lá da casa aonde  mora.- disse elê com frieza.

- Então, ė melhor que não  tenha feito  isso - disse Taehyung. - se o livro  estiver  correto, ela pode ser sua última  esperança. 

Alguma  coisa na maneira  como o ruivo  disse aqui-lo fez com que os dois virasem para ele, encarando-o. Dando-se conta de que passará  dos limites, Taehyung  ficou sem jeito.

- Obrigado, Taehyung - disse a senhorita moldávia secamente. - Você  pode ir agora, mas deixe o livro. Ele será  devolvido quando - e se - nós decidirmos que você  ficará com ele. 

Os dois observaram o ruivo  ir embora percorrendo o longo  corredor  da sala do trono até  a torre da biblioteca. Então  o capitão  imediatamente  fechou a porta em um pontapé.

- Realmente  insuportável. Nós  precisamos nos livrar dele molzinha.

-sim.- disse ela pensativa - mas não  tenho serteza, tenho alguns  planos para o bibliotecario.

- Que seja - diz ele sem muito  interesse. 






Notas Finais


Foi isso Batantan Boys e Vivian ploguer saindo 😊 ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...