História Destinados - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Malhação
Tags Amor, Drama, Santovitti
Visualizações 76
Palavras 2.736
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oieee gente linda do meu core.
Bora ler.. beijinhos

Capítulo 22 - Quanto mais perto, mais longe está


Fanfic / Fanfiction Destinados - Capítulo 22 - Quanto mais perto, mais longe está

POV Isabella

Abro os olhos com dificuldade ainda me acostumando com a claridade, me viro e sinto um desconforto no meio das pernas e imediatamente me lembro de onde estou e melhor com quem. Olho para o lado e o vejo, dormindo calmamente com os lábios em um bico e o rosto sereno. Rafael deveria ser proibido de sair de casa de tão lindo. Acho que estou totalmente, incondicionalmente e fodidamente apaixonada. Estou o admirando quando seus olhos se abrem aos poucos e me flagra no meu momento de admiração

Fim POV Isabella

- bom dia minha princesa - Rafael fala com a voz rouca pela manhã - Dormiu bem? - ele pergunta docemente para Isabella

- bom dia. Muito mais que bem. - Isabella cora e sorri 

- era pra eu ter acordado antes - ele fala enquanto começa a se sentar na cama - queria fazer uma surpresa 

- mais uma ?? - Isabella arqueia uma sobrancelha sorrindo largamente 

- Você merece todas as surpresas, mas ainda dá tempo, fique aqui e eu já volto - ele se levanta sem dar tempo dela questionar e da um selinho rápido e desce as pressas até a cozinha.  

Prepara um café da manhã digno de uma rainha como diriam os mais românticos. Finalmente ele apanha uma rosa do arranjo lateral da sala e coloca num pequeno vaso de cristal e sobe as escadas até o quarto. Bate com as costas da mão para avisar que está entrando.

- Não abra os olhos ainda meu amor - ele diz antes de entrar 

- quanto mistério amor - Isabella diz com os olhos fechados 

Rafael se aproxima lentamente e deixa a bandeja no pé da cama e se aproxima de isabella com o rosto bem perto ele sussurra.

- pode abrir - ela pula pela proximidade repentina e depois sorri quando ele a beija levemente e abre o campo de visão se sentando ao seu lado.

Uma bandeja de café com direito a panquecas e waffels, ovos com bacon, suco de laranja e morangos com chocolate e xícaras de café.

- você fez tudo isso meu amor? - ela diz com os olhos marejados e pegando um pedaço de bacon comendo junto com o suco. - está uma delícia - ela grunhe em satisfação

- não é pra me gabar, mas sim, fui eu quem fez, tudo pra você minha vida. Você merece muito mais do que isso, mas por agora só consigo fazer isso - Rafael diz apaixonado enquanto toca a bochecha da loira a sua frente e come um pedaço de waffle com ela.

Ela o olha com olhos marejados e toca a mão que se encontra em sua bochecha acariciando-na por cima virando o rosto e fechando os olhos enquanto lágrimas escorrem sem permissão pela bochecha, pela tamanha felicidade que sente.

- Raafaa.. você não tem noção do quanto você significa pra mim, não precisa de mais nada, você já é o presente que eu não esperava receber e o melhor que poderia existir. 

Agora quem tinha lágrimas nas bochechas era o próprio Rafael. Eles não poderiam estar mais felizes. Sem precisar falar ou pedir, uniram os lábios em um beijo salgado e molhado que uniam-se ao gosto que ambos tinham, misturados com sabor de amor e desejo. 

- Pensando bem, tem um presente a mais que eu queria agora - Isabella diz com um sorriso travesso para o noivo

- Hmm e o que seria senhorita? - Rafa já diz entendendo o rumo do pedido e também sorri de lado e a olha.

- Poderia... - ela diz e depois se aproxima do ouvido de Rafael e sussurra - Repetir a noite passada - diz com as bochechas quentes e coradas. 

Ele nem espera para responder, volta o rosto para a amada e toma os lábios da mesma como um sim mudo. Agora mais urgente. As mãos dele seguram o rosto de Isabella e separa os lábios para recuperar o fôlego e diz.

- Seu pedido é uma ordem, baby - com a voz rouca Rafael retorna para o seu lugar favorito, os lábios de Isabella Santoni.

Lentamente ele envolveu o corpo pequeno de Isabella e deitou-a na cama empurrando a bandeja de café quase intocado para o lado e quando o corpo dela estava acomodado, ele se afasta milímetros e desce trilhas de beijos pela bochecha de Bella, passando pelo pequeno pescoço causando arrepios sutis, por fim subindo para o lóbulo da orelha dela, sugando vagarosamente fazendo ela se remexer embaixo de si.

- xii.. calma baby - Diz com a voz mais sexy que fez Isabella querer gemer.

Continuou sua trilha até os ombros de Bella onde beijava enquanto descia a alça de seu sutiã. Os pelos iam subindo a medida que sua mão escorregava por lá. Fez o mesmo com o outro lado, deixando agora apenas a parte trazeira do sutiã fechado, passou as mãos por trás da costa dela e olhando nos pequenos e claros olhos, que assentiu o que ele ia fazer logo após. Soltou os feixes do sutiã que ela usava, ainda olhando nos olhos de sua amada ele se inclina e beija seus lábios novamente. Descendo pelo queixo e respirando o cheiro dela por onde passava.

- minha melhor fragrância - 

Isabella soltou um pequeno suspiro enquanto ele chegou onde queria, retirou de vez o sutiã e deixou os dois seios rosados livres para seu acesso. Ele então olhou admirado e apaixonado. Ele sentia que nunca ia se cansar de tocar, ver ou amar tudo que fosse de Isabella. Tocou o seio direito delicadamente, Isabella arqueou as costas em resposta logo em seguida, os lábios dele tomaram conta do seio esquerdo. O mamilo que estava eriçado esperava por atenção, então sugou o mesmo como se fosse o melhor sorvete e o dedo dava atenção ao mamilo direito. Torcia vagarasomante enquanto isabella estava com os olhos fechados e a boca aberta sentindo tudo tão intensamente que não controlava os gemidos baixos que iam se tornando cada vez mais audiveis.

Ele então inverteu fazendo o mesmo com os lábios no seio direito, sugou e deu uma mordiscada leve fazendo ela soltar um gritinho de surpresa e excitação e ele soltou apenas um sorriso sacana. Ela agora olhava para os movimentos que ele fazia, parecia que ia gozar apenas de vê-lo ali, naquele momento. Rafael então continuou com o ato, mas sua mão começava a traçar outro caminho e por onde ela passava os pelos levantavam em resposta. Chegou nas coxas de Bella e subiu os dedos pela região indo e voltando. Deixou os seios a contragosto, apenas porque queria dar atenção em outro local.  Rafael então ficou sentado em suas próprias pernas e tocou a barra da calcinha de Bella passando vagarosamente os dedos enquanto descia a peça sem deixar de olhar as reações da amada. Ele queria gravar cada segundo em sua mente. Sem a peça ele já com as mãos sedentas foi em direção as áreas internas das coxas dela, subindo até a virilha e ela respirava ofegante por antecipação. Ele foi se abaixando até o ouvido dela enquanto sua mão trilhava até a região mais íntima dela. 

- ontem eu fui cuidadoso, pois era nossa primeira vez, mas hoje meu amor, você vai sentir prazer, em cada pedaço do seu lindo corpinho, baby, você vai gemer meu nome, doce Isabella - Rafael falava cada palavra pausadamente e sem dar tempo seus dedos quentes tocaram o clitóris de Isabella.

Reação imediata como ele previa. Ela urrou. Os dedos então começaram a circular a região inchada dela, enquanto ele sugava o pequeno pescoço. Um dos dedos desceram e foi introduzido sentindo o aperto dela ainda recente. 

- Oohh..... Meu Deus - ela gritou quando ele o fez

- isso baby, geme, - porra você é mto apertadinha, amor. - Rafael dizia com prazer 

Então retornou aos moviemtnos e não aguentando mais desceu os lábios pela barriga da amada, e olhou para ela que agora o observava e sorriu quando finalmente tocou  os lábios em sua vagina. Sugando a carne que pulsava e Isabella já não sabia o que era sanidade.

- Ra.a..aaa..f... Oohh.. - Raafaaa - ohh god - Bella já nao controlava os gemidos e suas mãos estavam fervorosamente agarrada aos lençóis.

Rafael continuou sugando e desceu sua língua pela região toda passando pela sua entrada e introduziu lentamente a mesma saboreando o gosto dela, sua iguaria preferida. 

- Hmm, você é muito gostosa Isabella, sinta seu gosto amor - ele disse quando subiu até os lábios dela beijando ela vorazemente, ela já estava inerte e achou tudo aquilo tão erótico. Ele voltou para sua intimidade e sugava seus lábios menores enquanto a mão apertava seus seios. 

- oh.. ra...aaa oh Rafael..eu... Estou.. eu voou - ela tentava falar, mas não conseguia.

- diz baby.. fala pra mim... - ele sugava e parava apenas para incentivar ela a falar. - diz que está gozando pra mim amor - 

Foi demais pra ela, então seu corpo respondeu imediatamente. Ela gemeu longamente enquanto o líquido escorria pela língua de Rafa que ao final lambeu com a cara de maior prazer possível.

- Isso foi.,.. foii.. maravilhoso - ela ofegante disse corada. 

- Isso foi apenas o começo meu anjo. - 

Rafael então voltou a beijar Isabella e se livrou de sua cueca que estava muito apertada devido ao volume que encontrava seu membro.

Isabella parecia que nunca ia se acostumar ao tamanho e a espessura. Era acima da média ela pensava. 

- Pronta baby pra ir ao céu novamente? - Rafael disse com a ponta do seu pênis que esfregava pela sua vagina que estava molhada pelo recente orgasmo. 

- Ooh.... Sempre - ela disse inebriada. 

Ele então colocou a ponta em sua entrada e introduziu lentamente, fazendo ambos soltar urros de prazer. 

- PORRA, você é muito quente Bella.. ohh - ele gemia já dentro dela

Ele então iniciou os movimentos, entrava e saía e ao final rodeava o pênis quando tocava o fundo. Isabella queria mais. Queria novamente a sensação gostosa que sentiu. 

- mmaaaiis..rrrapido amooor. - ela soltou 

Rafael então aumentou os movimentos, levantou o tronco e colocou as mãos apoiadas na lateral da cama para ver melhor isabella. Ela por sua vez colocou as mãos no pescoço dele. E sua boca estava em um perfeito O.  Os corpos se chocavam e o suor estava presente. Os gemidos altos. O mundo já não existia. De repente, Rafa começa a diminuir os movimentos, Isabella quis tentar algo. E subiu o corpo fazendo ele levantar junto. E então pediu.

- posso.. posso ficar por cima? - falou corada e tímida e Rafael adorou a ideia

- seu desejo é uma ordem, baby - Rafael sorriu para ela.

Com ambas as pernas em volta de Rafael que estava meio sentado ela então se encaixou novamente ao moreno. Estavam unidos novamente, então ela sutilmente subia e descia e ele a auxiliava com ambas as mãos na lateral do seu corpo e apertava a cada sensação de prazer que sentia quando sua bunda tocava seus testículos ao final da introdução. As mãos de Rafael passaram para as nádegas dela, onde os dedos cravaram. Os dois suados se movimentavam numa velocidade única. Os lábios dele foram para os mamilos entumecidos da loira. Ela arqueou o pescoço e gemeu fortemente quando o seu segundo orgasmo veio. Rafael não demorou. Bombeou mais três vezes até o seu líquido jorrar no interior de Bella. E ficou alguns segundos dentro dela ainda sentindo os pulsos do ato.. os corações acelerados e as respirações profundas. Permaneceram abraçados até que ele se afasta e a beija em um selinho demorado e se retira dela. Trazendo o corpo dela consigo. 

- gostou amor? - Rafael pergunta enquanto passa as mãos nas costas dela.

-uau....eu simplesmente Amei, amor - ela diz fazendo linhas imaginárias no peito dele.

- se quiser repetir, estou a disposição - ele falou soltou uma risada

- você não cansa, não ? - ela disse com a sobrancelha arqueada em tom de brincadeira

- De você? Nunca - Rafael falou sensual e ela sorriu, ficando vermelha. 

- você me deixa encabulada Rafa - disse sincera mas feliz

- sabia que você fica mais deliciosa assim, toda vermelhinha? - ele fala e ela abaixa os olhos, ele então a beija levemente.

O beijo ia aprofundar-se quando o celular de Rafael toca o tirando do transe.

- Hora apropriada pra ligarem heim ? - ele diz frustado

- vai atender amor, pode ser importante. - Bella diz para o moreno 

- tomara que seja, se não teremos alguém com problemas - ele disse rindo

Quando pegou o celular reconheceu o número imediatamente.

- alô - Rafa atendeu sério

- Olá, Rafael, perdão por ligar assim cedo, mas descobrimos onde está seu irmão e achei que você gostaria de saber - era seu detetive ao telefone e Rafael ficou estático, sabia que essa hora chegaria.

- obrigada doutor. Estou indo pra aí imediatamente - ele fala finalizando a ligação.

- quem era amor? - Bella diz com as mãos nas costas do noivo 

- Amor, tem uma coisa que não te contei ainda - Rafa dizia comedido com medo da reação dela 

- pode dizer amor - ela disse dando espaço para que ele se abrisse

- eu descobri há algum tempo que meu pai tem um filho fora do casamento - Rafael disse com a cabeça baixa e Isabella ficou com os olhos arregalados por mais essa confissão.

- E uma pessoa conhecida dele apareceu há algumas semanas me dizendo que eu deveria procurar por esse irmão e desde então eu contratei um detetive para achá-lo e no telefone era ele amor, acharam meu irmão e preciso ir até lá pra saber o que descobriram. - Ele fala suspirando 

- nossa amor, que barra complicada, nem sei o que te falar, é muita informação, mas eu tô aqui viu? E ao menos  finalmente você vai saber quem é esse irmão e acabar com esses fantasmas de uma vez por todas - ela diz solidária passando as mãos no rosto dele que sorri

- Você é maravilhosa e pode estar certa amor, espero ter coragem pra isso - ele então da um selinho na noiva e vai tomar um banho para se dirigir até o local. 

- se quiser eu vou com você - Bella diz entrando no banheiro com ele

- Adoraria minha linda, mas tem certeza que quer ? - ele pergunta receoso

- ora, claro que tenho, tudo que diz respeito a você me importa amor - ela diz e entra no box para tomar um banho com ele 

- Assim fica difícil tomar banho - ele a olha por todo o corpo desejando- na

- você largue de ser tarado, meu noivo e trate de virar para te esfregar  - ela sorriu e pegou a buxa para começar o ato quando ele fala

- repete - olhando para ela

- o que? Se vira pra te esfregar? - ela deu risada 

- não, a outra parte - ele diz acariciando o seu rosto

- Meu noivo? - sorri de lado vendo ele se aproximar

- Sim .. seu .. só seu, nunca se esqueça, minha noiva, eu te amo - ele diz e a beija apaixonado.

- eu te amo mais - ela sorri  e continua - mas agora se vira antes que eu te bata -

- que noiva brava que fui arrumar, esquentadinha heim? - fala Rafael e recebe um tapa no ombro - aii Bella - ele fala acariciando o local do tapa

- você vai ver quem é esquentadinha senhor Rafael - ela diz entrando na brincadeira e esfrega o noivo

Ambos continuam o banho entre sorrisos, beijos e provocações. Terminaram com muito custo e se trocaram para ir até o escritório do detetive. 

Isabella ligou para Bruna avisando onde estava e que mais tarde iria para o apartamento. Recebeu ainda a ligação de sua mãe que queria saber como estava e ela rapidamente disse que mais tarde iria ligar pois havia novidades, a mãe curiosa queria saber, mas ela disse que era assunto para horas e não dispunha disso no momento, mas que iria contar assim que terminasse o compromisso.

Finalizou a chamada, quando pararam na porta do local. Ela pegou a mão de Rafael que estava suando e segurando firme falou:

- tô com você, fica tranquilo. Vamos!? - 

- Ok, vamos fazer isso - 

Rafael então respirou fundo e os dois saíram juntos, de mãos dadas e pararam em frente a porta. Àquela que separava o desconhecido pra ele até então. Um novo rumo, uma nova pessoa. Era uma realidade totalmente inesperada que agora ele iria encarar. 



 




Notas Finais


Oiiii voltei kkkkk e volto depois com outro faalando mais sobre o tão irmão que finalmente apareceu kkkkkk tem mais água debaixo desta ponte pra correr kkk mas não tanta kkk prometo. Perdão pelos erros, não deu pra revisar Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...