História Destinados - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hashirama Senju, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Izumi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Karin, Kizashi Haruno, Konan, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Mebuki Haruno, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Pain, Rin Nohara, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shizune, Suigetsu Hozuki, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Casamento, Revelaçao, Romance, Sasusaku, Segredos
Exibições 411
Palavras 1.962
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


genteeeeeeeeee
desculpe a demora tive um tipo de ' bloqueio cerebral ' kkkkk
mais estamos ai com mais um capitulo
tem uma coisa que esta me deixando nervosa, a historia tem muito resumo e até agora nada, eu vou puar algumas coisas e nos capitulos lançados vou colocar flashbacks, assim a historia estará bem contada.
espero que gostem beijooos

Capítulo 19 - Novamente bêbados


SASORI ON        

Eu ainda estava sentado no sofá da sala da casa da Sakura me beliscando para ver tudo que está acontecendo é verdade, afinal, a mulher com quem eu desejei me casar, está noiva do cara que eu não lido muito bem, Uchiha Sasuke.     

Nós não iamos um com a cara do outro desde quando cheguei em Tóquio, quando montei minha empresa com ajuda de uns patrocinadores de Konoha, desconhecido mundialmente.            

 Minha cerejeira iria se casar com o meu rival, eu teria que fazer o possível para não aontecer esse noivado, vou mostrar para a Sakura que aquele Sasori do parque que ela tanto amou e ama até hoje, ainda existe.

Antes de sair do seu apartamento, resolvi arrumar as coisas e retirar todos os móveis que quebrara com a briga.

Sai do seu apartamento indo rumo ao elevador, eu me lembrei que afinal de tudo iria encontrar com ela para fazermos um plano para o exame, pois Kurenai agora sabe que Sakura era minha noiva.

Fui para minha casa, me deitei um pouco, precisava descansar, ainda era 19:30 da noite, resolvi ligar para ela para resolvermos isso o mais rápido possível, para ela voltar para os meus braços novamente.

Disquei seu número, e só entrava na caixa postal, talvez estava desligado ou ocupado. Mesmo ainda sendo noite, precisava falar com ela o mais rápido possível, precisava muito saber se era o pai daquelas crianças para pedir o divórcio e me separar de vez com Kurenai. Talvez eu passaria em sua casa. Talvez.

SASORI OFF

[...]

SAKURA ON

Minha cabeça estava martelando. Ino adora me embebedar, ainda mais com Tequila que é meu ponto fraco.

FLASHBACK ON

Assim que me deitei na cama, liguei a televisão e passava um filme, assistir até pegar no sono.

Acordei com o celular tocando, nem vi o nome no visor e em seguida atendi.

LIGAÇÃO ON

- Saky? – disse animada a pessoa do outro lado da linha a voz era bem familiar.

- Ino? O que você está me ligando essa hora da noite? Nós moramos uma do lado da outra, poderia pelo menos vir aqui sem me atrapalhar – disse com a voz rouca e sonolenta.

- Nem tá tarde preguiçosa, ainda são oito horas e estou te ligando por que mesmo morando ao seu lado você continua com esse sono muito pesado, bati na porta umas quinhentas vezes e nada de você abrir, então resolvi ligar – ela falou engrossando a voz.

- Você atrapalhou as minhas duas horas de sono – disse bocejando.

- Cala a boca e vem aqui abrir a porta, tenho uma surpresinha para você – ela respondeu gargalhando ao ouvir o que eu disse.

- Tá tão gostoso aqui – eu disse me esfregando no travesseiro

- Abre a porta que você vai ver o que é gostoso – ela respondeu agora com a voz mais firme

- O Gaara tá ai fora? – eu perguntei num tom maliciosamente para ver oque ela iria falar.

- Não te interessa, você pode para de bicar os homens dos outros testa de marquise, você tem o Sasuke então não seja uma amiga fura olho – ela disse séria mais no tom da voz dava para perceber que tinha um pequeno toque de humor.

- Não estou bicando os homens de ninguém, porca, e o que o Sasuke tem haver com isso? – eu falei com desdém

- Não importa, agora abre essa merda de porta antes que eu arrombe essa bagaça – ela respondeu já sem paciência, me fazendo assustar e sair correndo para abrir a porta.

LIGAÇÃO OFF

- Oi gostosa – disse Ino que estava acompanhada de Hinata, Tenten e Temari que estavam com as mãos cheias de bebidas e algumas caixas de pizza e alguns doces

- Oi delícias – eu disse sorrindo para as mesmas que gargalharam

Elas foram indo para o meu quarto com as mãos cheias de bebidas e comidas enquanto eu fechava a porta.

- Então, agora você vai nos contar tudo por detalhe por detalhe mocinha, não queremos mais saber mais nada pela parte da Ino – disse Temari sentando na minha cama sendo acompanhada pelas outras

- Me desculpem, eu estava sem tempo para contar para vocês, é muita pressão – eu disse pegando uma taça de vinho que Tenten me oferecia

- Amiga, nós sempre vamos estar aqui, então por favor, não nos excluam – falou Hinata colocando todas as besteiras e as bebidas na minha cama

- Não pensem em uma coisa dessa Hinata, vocês são minhas melhores amigas e jamais vou excluir vocês – eu falei me sentando direito na cama ficando ao lado de Temari

- Certo, então fala tudo pra gente, não entendi nada do que a Ino falou – falou Tenten colocando um pedaço de pizza na boca após abrir a caixa

- Eu vou me casar com o filho do chefe por causa de um contrato que meu avô que eu nunca conheci fez com o avô de Sasuke – eu comecei a falar quando fui interrompida por Hinata

- Não, disso nós já sabemos, Ino nos contou a causa do contrato, por incrível que pareça entendemos na versão dela, mais nós queremos saber da transa com o Sasuke – Hinata falou sorrindo maliciosamente arrancando olhares provocadores e maliciosos de Tenten, Temari e Ino

- Isso amiga eu não contei pois quem deve contar é você – disse Ino me entregando um pedaço de pizza

- Foi bom, eu acho – eu disse tranquilamente fazendo as meninas arquearem as sombrancelhas

- Você acha? – disse Tenten gargalhando

- Sim, eu nunca traí Sasori, foi uma transa diferente – falei colocando minha pizza no prato

- Sakura conta outra vai – falou Temari revirando os olhos com desdém

- Nós somos suas amigas, sabemos de tudo, ou quase tudo – agora disse Hinata abrindo a garrafa de tequila

- Você não se lembra o primeiro ano que entramos na faculdade? – Ino disse me dando uma dose pequena de tequila

- Não – disse natural – Porque eu deveria? – respondi olhando para as meninas que me olhavam sorrindo

- Você traiu Sasori não só com Sasuke sua bobinha – Hinata disse bebendo tequila na garrafa

- Ah não, isso de novo não, foi só uma vez e eu tinha até esquecido, nós erámos muito novas, e foi em uma festa da faculdade, HÁ MUITOS ANOS – eu falei quase gritando fazendo elas gargalharem

- Hatake Kakashi, o professor gostoso que a nossa amiguinha rosada sem querer conquistou – Ino falou cutucando a Tenten que me lançava um olhar malicioso

- Gente, eu era muito nova, tinha acabado de brigar com o Sasori e sem contar estava muito bêbada, muito mesma – eu falei me defendendo fazendo as garotas gargalharem

Nós ficamos conversando de coisas aleatórias e nos embebedando com tequila

Falamos sobre o casamento, algumas cirurgias, e sobre a casa nova que prometi a elas que iria levar as mesmas para conhecê-la.

Depois de umas dez e meia na noite elas foram embora, eu voltei para o meu quarto, e fui ao banheiro escovar meus dentes, e depois me deitei na cama procurando um filme, não demorou nem cinco minutos e eu já apaguei.

Acordei umas 23:00 da noite com a campainha tocando, me levantei da cama e fui abrir a porta e me dei de cara com um homem que estranhara sua presença essa hora da noite, eu estava bêbada, ele provavelmente, já que estava com a cara de maconheiro e grogue.

- O que você está fazendo aqui esta hora da noite? – eu falei com a minha mão na testa.

- Estava dando uma volta no quarteirão e decidir vir aqui – ele falou dando um passo para frente me fazendo dar outro para trás.

- O que você quer? – disse vendo o mesmo se aproximar mais de mim.

- Você quer realmente saber o que eu quero? – ele falou num tom maliciosamente e reparando no meu traje.

- Quero – respondi vendo ele colocar as mãos no meu rosto.

- Você – ele tornou esta palavra tomando a minha boca em um beijo feroz. Nos andavamos esbarrando nos móveis até chegar no meu quarto, ele me jogou ferozmente na cama, nos estavamos ficando despidos aos poucos.

Ele começou uma linha de beijos passando da minha boca para o meu pescoço, e do meu pescoço para os meus seios. Suas mãos brincavam e sua boca lambia meu seio que já estava enjirecido. Ele seu selinhos na região dos seios passando pela minha barriga até chegar no seu destino.

Ora lambia, massageava e mordiscava meu clitóris de acordo com minha excitação, sem perder muito tempo ele me penetrou, a primeira estocada foi forte e funda, me fazendo da um gritinho agudo.

- Não grita – ele disse falando perto do meu ouvido me fazendo arrepiar – Irritante – completou ele após uma estocada forte e funda.

- Como se você não quer que eu grite se você não facilita? – disse em meio aos gemidos fazendo ele soltar um grunhido baixo e rouco me fazendo revirar os olhos.

- Você fala demais – ele disse antes do pré- gozo

- Não sou eu que estou falando agora – eu disse após sentir seu membro pulsar e derramar seu liquido quente seguido do meu na minha intimidade.

Nós se jogamos em cima do outro e ali adormecemos, extasiados, com respiração pesada e ao mesmo tempo aliviada. Antes de adormecer olhei ao despertador ao lado e era 02:38, e era tarde após ter uma transa muito selvagem. Dali a 5 horas estaria pegando o meu primeiro turno de um novo começo no hospital. Deitei minha cabeça no peito do homem e ali adormecemos, satisfeitos.

FLASHBACK OFF

Não conseguia me levantar da cama, estava sentindo minha cintura ser prensada por belos braços que conheço muito bem. Me lembrei que na noite passada estava bêbada e tinha transado.

Tente me mexer mais não conseguir, virei meu rosto para olhar as horas no relógio do meu criado mudo, era 06:23, estava muito cansada mais já tinha me acostumado a acordar cedo por causa do trabalho. Como a noite passada foi prazerosa e cansativa, estava me sentindo acabada.

Em 7 minutos, o despertador tocaria e iria acordar o homem ao meu lado, precisava desligar, mais seus braços estavam me impedindo de levantar e seu corpo estava quase em cima de mim.

Ele estava se mexendo. Arregalei meus olhos e prendi minha respiração. Ele se mexeu e jogou seu corpo em cima de mim.

- Mais que saco – eu gritei empurrando seu corpo do outro lado do colchão fazendo o mesmo acordar

- Quem você pensa que é para me acordar desse jeito em garota? – ele disse se acomodando direito no colchão e ficando cara a cara comigo – Já andou bebendo essa hora da manhã é? – respondeu num tom sério com sua voz grossa e mais rouca ainda

Ele estava nu, completamente nu.

- Ah cala a boca e vai fazer a merda do café, eu ou tomar banho porque tenho que ir trabalhar – eu disse me enrolando no lençol e indo em direção ao banheiro

- Se você quer tomar café da manhã faz você – ele disse se levantando ainda nu e parando no batente da porta do banheiro me vendo escovar os dentes

Olhei para o seu pau ainda duro e em seguida olhei para ele que estava com uma cara de maconheiro. É ele está de ressaca

- Vai vestir uma roupa, Sasuke – disse após tocar no seu membro duro e soltar um gemido baixo da parte do mesmo e fechar a porta do banheiro com ele do lado de fora, xingando palavrões.

Ouvi ele falar um ‘’garota mandona’’ antes de sair de perto da porta.

- Eu ouvi – falei abrindo a porta vendo o mesmo já de cueca e mostrando o seu dedo do meio ainda de costas.

É, vamos ter um belo casamento.

[...]

 

SAKURA OFF

 

Continua...

 

 


Notas Finais


gente nao to muit expirada para fazer a fic, estou lendo outras e vendo filmes, lendo alguns livros para ter expiração
eu espero que tenham gostado
beijooos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...