História Destinados - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção
Personagens America Singer, Anne, Aspen Leger, Carter Woodwork, Celeste Newsome, Gavril Fadaye, Kriss Ambers, Lucy, Marlee Tames, Mary, Maxon Calix Schreave, May Singer, Princesa Daphne, Princesa Nicoletta, Rainha Amberly, Rei Clarkson, Shalom Singer
Tags A Seleção, América, Maxon
Exibições 180
Palavras 1.388
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa leitura! ( nos vemos nas notas finais)

Capítulo 6 - Proposta.


America

Maxon foi muito legal comigo, sinto que posso ficar a vontade com ele. Mas a noiva dele tem muito ciúmes, e acho melhor passar essa semana o mais longe possível de Maxon, admito que vai ser um pouco difícil por que ele é o príncipe, e supostamente estou na "casa" dele. Mas irei tentar.
Afinal, só faz dois dias que estou aqui. Logo irei embora, e vai voltar a ser tudo como era antes.

- Meri? Pode me ajudar com uma coisa? - Diz Marlee, tirando-me de meus pensamentos.

- Claro, em que? - Pergunto.

-  A família real vai fazer um jantar, com os pais da Kriss pra celebrar o noivado.

- Oh! E o que tenho que fazer?

- Me ajude a falar com os mordomos e criadas, precisa estar tudo perfeito.

- Ok.

Não gosto muito da idéia de ter que fazer coisas pra Kriss, depois do tratamento que tive não gosto nem de olhar pra cara dela. Bem, aqui estou eu. Odiando a futura Rainha de meu país.

Segui Marlee, até a cozinha pra falar com as pessoas que trabalhavam na cozinha.

Enquanto Marlee conversava com o responsável pela cozinha, me perdi quando vi a torta de morando que comera na noite do baile. Ah meus céus! Eu preciso pegar um pedaço.
Me aproximei discretamente da deliciosa torta, que já estava cortada em fatias e peguei uma e enfiei na boca de uma só vez. Ai minha nossa como isso é bom! Mas minha alegria não durou muito quando Marlee e o chefe da cozinha, começaram a me encarar.

- Desculpem... Er... Eu acabei pegando uma fatia da deliciosa torta. - Falei constrangida.

- Ah! De forma alguma, pode pegar o quanto quiser. - Disse o chefe divertido.

Dei um sorriso e comi mais uma fatia, e acabei pegando mais uma... Mais outra...

                             [...]

Após ter conversado com quase toda a criadagem do palácio, Marlee e eu fomos ajudar a enfeitar a mesa do grande salão aonde aconteceria o jantar. Vi Kriss e Maxon adentrar o salão e eu e Marlee fizemos uma reverência.

- Olá, vejo que a mesa está ficando bonita. - Diz Maxon dando um sorriso pra mim.

Kriss rapidamente olha pra mim com uma cara de desprezo e eu desvio o olhar.

- Que bom que está de seu agrado alteza. - Diz Marlee.

Tenho que focar em minha missão, de ignorar Maxon o máximo que eu puder, até eu ir embora.

- Marlee se importa de eu sair rapidinho? - Falo.

- Sem problemas. - Diz.

- Com licença vossa Alteza. Kriss. - Faço uma reverência e saio apressada.

Caminho até a grande piscina do palácio e me sento na beirada e aproveito o som da água se movimentando.

Maxon

Quando America saiu após eu e Kriss entrarmos, pude perceber que ela quer evitar nós dois. Não posso culpa-la, afinal ela está aqui menos de 4 dias, e Kriss botou muita pressão nela. Preciso falar com ela, e a tranquilizar.

- Kriss já venho, vou falar com meu pai. - Minto.

- Ok. - Ela me da um beijo.

Preferi mentir, por que ela ia ter outro ataque de ciúmes se soubesse que eu estava indo falar com America.
Tentei procurar America em todo o palácio e nada, fui até seu quarto e as criadas disseram que ela estava lá fora.
Pude avistar ela na piscina sussurrando alguma coisa que não pude ouvir.

Caminhei até ela, que me viu e pareceu assustada.

- Oh! Desculpe Alteza, eu não queria estar aqui... - Diz fazendo uma reverência.

- E nosso combinado de me chamar de alteza somente na frente dos outros? Somos amigos, não precisa de toda essa formalidade.  -  Falo.

- Desculpe... Eu... Hã... Preciso ir. - Diz.

- America espere, precisamos conversar.

- Outra hora, talvez? - Diz já saindo.

Peguei ela pelo braço e a fiz olhar em meus olhos.

- America, percebi que está tentando me ignorar. Se for por causa daquilo que Kriss fez, eu peço minhas sinceras desculpas. Kriss é ciumenta e as vezes sai do controle, mas ela é uma boa pessoa.

Ela se soltou da minha mão.

- Pare de bobeira alt... Maxon, esqueci isso já. E não estou te ignorando é imaginação sua. - Diz.

Ele não sabe mentir, o que é bom.

- Por favor, não me ignore. Você é uma grande amiga, apesar de estar muito pouco tempo aqui. - Falo.

- Sua esposa será uma grande amiga também. - Diz. - Eu preciso ir ajudar Marlee, depois nos falamos.

Ela saí correndo pra dentro. Sim ela está realmente abalada, na próxima semana ela vai ir embora. Então preciso que ela vá embora, sem mágoas.

- Maxon até que enfim você veio! Meus pais já estão pra chegar. - Diz Kriss quando retorno ao grande salão.

- Ótimo, está muito linda a mesa. - Falo.

- Sim! Escolhi as melhores comidas pra esse jantar. Quero que seja tudo perfeito. - Sorrio.

Kriss sempre exagerada, mas mesmo assim ainda a amo muito.
Mas nesse instante não consigo parar de pensar em America, por que penso tanto nela?

Meus pais entraram de mãos dadas, e caminharam até nós.

- Que bom vocês já estarem aqui! - Diz mamãe.

- Olá Majestades. - Kriss cumprimenta os dois.

- Pai, mãe. - Cumprimento também.

- Vossa Majestades, o senhor e a senhora Ambers acabam de chegar. - Diz uma criada.

- Ótimo. - Diz papai.

Os pais de Kriss entram e quando vêem a filha, abrem um sorriso enorme.

- Pai, mãe. - Diz Kriss já abraçando os dois.

- Olá senhor e senhora Ambers, sejam bem vindos. - Diz papai enquanto cumprimenta os dois e eu e mamãe fazemos o mesmo.

Todos se sentam na mesa, e puxo a cadeira pra Kriss se sentar. Quando me sento, aparece um mordomo com a refeição e coloca em nossos pratos.

- Então, quando vocês pretendem se casar? - Diz a sra. Ambers.

- O mais rápido possível, mal posso me conter pra que esse dia chegue logo. - Falo. - Kriss sorri.

- Eu também, mal posso esperar. - Diz Kriss.

- Kriss vai ser uma ótima Rainha no futuro. - Diz papai.

- Eu também penso isso. Conto com você querida. - Diz Mamãe.

- Muito obrigada. - Diz Kriss radiante.

Não consigo ouvir mais nada do que falam, por que avisto na grande janela America e Marlee ambas sorrindo e se divertindo juntas. Isso me faz querer estar lá. Agora eu tenho certeza que não posso deixar America ir embora. Não tão rápido.

                            [...]

Depois do jantar, segui pro quarto de America. Claro, sem Kriss saber.
Bati em sua porta, e uma de suas criadas atendeu.

- Oh.... Alteza! Oque deseja? - Diz fazendo uma reverência.

- Posso falar com a Senhorita America? - Falo.

- Claro. Vou chamar ela. - Diz.

Alguns segundos America aparece, apenas com uma camisola e cora ao perceber que está com tão pouca roupa.
As criadas delas se retiram discretamente.

- Oi.... Er... Maxon. - Diz.

- America, posso lhe fazer uma proposta? - Falo.

- Proposta? Qual seria? - Pergunta.

- Eu sei que você não começou muito bem com Kriss e comigo também. Mas... Se você pudesse ficar aqui mais um tempo, pra você conhecer eu e Kriss melhor. Não quero que você saía daqui com raiva de nós dois. - Falo.

- Eu não estou com raiva de você, e você não fez nada pra mim não há motivo. E eu tenho minha família, não posso abandonar eles. - Diz.

- Você não vai abandonar, é só pouco tempo. E você poderá mandar cartas e eu prometo enviar dinheiro para eles. Gosto de ter você no palácio, e Marlee também vai gostar. E Kriss... Bom, vocês começaram errado mas pode dar certo. - Falo.

Ela pensa por alguns segundos.

- Se for por pouco tempo, eu aceito. - Ela sorri.

- Ótimo! - Dou um abraço nela e a pego de surpresa.

Ela é quente que me faz querer tocar mais ela. Me tiro desse pensamento rapidamente.

- Então até amanhã, America. - Falo.

- Até. - Diz.

Parte de mim diz que não estou fazendo isso apenas, pra ela se tornar amiga de Kriss e sim pra mim conhecer ela melhor.


Notas Finais


Desculpem a demora pra postar o capítulo, acabei começando a ler o livro A Sereia da Kiera e achei muito bom, se vocês lerem tem meu total apoio!
No próximo capítulo tem Pov da Marlee! Beijões.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...