História Destinados - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Carrossel
Personagens Alícia Gusman, Carmen Carrilho, Daniel Zapata, Jaime Palillo, Jorge Cavalieri, Marcelina Guerra, Margarida Garcia, Mário Ayala, Paulo Guerra, Personagens Originais, Valéria Ferreira
Tags Carmiel, Carrossel, Flórida, Jailéria, Jolari, Jorgerida, Marilina, Paulicia
Exibições 143
Palavras 1.668
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi Seus Lindos!
Tudo Bom com Vocês?
Olha só quem apareceu com Capitulo Novo... Eu!
Então, Tenho algumas coisinhas para esclarecer.
A) Talvez o Capitulo 3 Só saia Meio/Final de dezembro.
Estou em ''Provas finais''. O Que seria uma boa mentira/verdade, já que minha escola vai entrar em greve faltando apenas 20 dias para o fim das aulas.
Previsão para Fim do ano Letivo: FEVEREIRO! F E V E R E I R O! :/
Então, nesse período de ''Férias e Greves'' Talvez eu atualize 1 vez por semana pra vcs!
basta aguardarem.
B) Talvez eu faça um especial de natal e ano novo!! Mas são planos futuros...
Acho que era Isso os avisinhos que eu precisava dar.
e Boa Leitura!

Capítulo 3 - 1 Temporada - Capitulo 2


Inicio da Madrugada.
Londres.

 
O Céu estrelado era o destaque daquela madrugada de sexta para sábado.
Marcelina e Margarida dormiam calmamente... como dois anjos.
O que seria um erro, já que combinaram de encontrar seus amigos aproximadamente Três horas da manhã daquela mesma madrugada.

Marcelina que dormia em um colchonete no chão, despertou se de repente.
Esfregou suas pálpebras e desbloqueou o celular.
O Relógio marcava 2:37.
A Baixinha logo se desesperou

- Margarida! MARGARIDA! – Sacudia a amiga, com certa ‘’Delicadeza’’ – Margarida pelo amor de Deus acorda.

- O que é Marcelina? Você tem ideia da hora que é? – Resmungou, enquanto depositava uma almofada na cara da amiga.

- TENHO! – Rebateu – e São Duas e Trinta e sete. E Caso tenha se esquecido, temos um avião pra pegar as 3:30! Sendo que tem check in pra fazer e Mala pra despachar.

- Ai meu Deus! Estamos perdidas... – a Morena colocou as mãos na cabeça, levantando se como um flash da cama de casal em que dormia.

- Temos 15 Minutos pra nos arrumar! Ainda dá tempo de não chegarmos tão atrasadas... – a Baixinha tentou Acalmar se. O que era missão impossível, já que Margarida estava a flor da pele.

- é melhor ligarmos pra alguém da turma... se não eles vão ficar preocupados!

- Eu Ligo! Enquanto isso você se arruma.

Margarida concordou com a Amiga e seguiu rapidamente até o banheiro.
Marcelina pegou seu iPhone e telefonou para Jorge, já que foi o primeiro numero que achou em sua lista de contatos.
Logo após, começou a fazer sua breve e simples maquiagem, já que odiava sair Para qualquer lugar com a cara lavada.

 

 

(...)

 

 

O enorme relógio que marcava o tempo no aeroporto de Londres Marcava 3:15  da Madrugada.
Jorge e Jaime estavam preocupados, já que perder o avião seria algo super provável naquela madrugada.

- Tinha que ser as meninas pra atrasar! – Jorge Reclamou – Se eu perder o avião por causa delas, juro que acabo com a raça humana.

- Sempre um poço de delicadeza não é Cavalieri? – o Amigo debochou – Relaxa parceiro, as meninas devem estar vindo.

Jorge apenas revirou os olhos, enquanto bebia um gole do seu Starbucks.

 
Enquanto isso no transito de Londres, as duas garotas estavam presas em um congestionamento. Ótimo! Parece que a noite conspirava a favor de tudo e todos, menos delas. Menos para o grupo de amigos.

- Caramba Thomas! Anda rápido! Vamos perder o Voo.

- Eu Não posso fazer nada dona Margarida, tem muito transito. Apesar de ser de madrugada... – o Motorista parecia confuso.

- Melhor irmos de a pé o trajeto que falta. – Sugeriu A Baixinha – Não Falta muito, umas 2,3 Quadras.

- Pirou? Nós vamos chegar lá pior que cachorro depois da chuva. E a minha mala tá muito pesada.

- Quer saber? Eu vou a Pé – Marcelina abriu a porta do carro – e Dane se! Se quiser vir, você vem.

- Marcelina! MARCELINA!

Era em vão.
A Amiga já estava decidida, e fora do Carro.
Margarida não quis ficar pra trás, ordenou que Thomas pegasse suas malas e tirasse do bagageiro.

A Cena era a Mais Linda.

Duas garotas correndo feito loucas com duas malas enorme, passando pelo meio dos carros que Buzinavam sem dó.
Marcelina simplesmente revirava os olhos, enquanto levantava o famoso ‘’dedo do meio’’.

 

 

(...)

 

 

Já em Nova York, as coisas estavam Bem melhores.
Tudo em ordem.
A Turma, toda estava reunida no lugar combinado, na hora combinada! Okay. Talvez eles fossem mais organizados, ou mais maduros. Deixamos essa dúvida no ar!

- Quanto tempo ainda temos sobrando? – Larissa – eu queria comprar umas revistinhas pra ir lendo na Viagem.

- Aproximadamente 20 Minutos. – Mário respondeu – Acho que dá tempo!

- Aly, Val Vamos comigo? Eu não quero ir sozinha!

- Meninas e esse problema em sair sem seus seguidores – Paulo revirou os olhos, enquanto a morena dos cabelos coloridos ria da reação do amigo.

- Vamos. Não é Aly?

- eu Tenho escolha?

- Nenhuma. – as Meninas disseram em coro.

Foi a Vez de Paulo rir.

- então Vamos Né. Fazer o que! – revirou os Olhos.

Os Garotos logo se jogaram nas cadeiras do aeroporto. Já prevendo a eternidade que as meninas demorariam na loja de revistas.
Talvez fossem atrás das meninas alguns minutos depois... já que detestavam que elas andassem por ai sozinhas! Principalmente Paulo, que sentia ciúmes de Alicia com qualquer outra pessoa.

Na Loja de revistas, Larissa e Valéria logo correram para as prateleiras em que ficavam as revistas ‘’Teens’’.
Alicia já seguiu até os quadrinhos de aventura, afinal, a moleca adorava quadrinhos.

 

 

(...)

 

Alicia permanecia distraída do outro lado da Loja, folhando alguns quadrinhos e os devolvendo as prateleiras.
Se encantou por um de super herói. Levou a mão para pega lo, quando sentiu sua mão encostar na mão macia de outra pessoa!

- Desculpa. Pode pegar! – o Rapaz, de aparência invejável respondeu, sorrindo para Alicia.

Ele tinha Olhos Claros e o Cabelo cor de mel.
E as Covinhas afundadas em sua bochecha com certeza eram seu maior charme.

- é... Obrigado... – Alicia sorriu tímida.

- é difícil encontrar meninas que gostam desse tipo de quadrinhos. Geralmente a maioria das garotas preferem aquelas revistas de fofocas. – o Garoto começou a puxar papo com a Moleca, que estava cada vez mais desconfortável.

- Haram, tipo as minhas amigas ali...

Alicia riu envergonhada, enquanto apontava discretamente para as Amigas. Que estavam em uma discussão para saber quem era o YouTuber mais Gato da atualidade.

- Foi Mal, não sabia que eram suas amigas.

- Tudo bem! – a Morena riu – geralmente eu sou a esquisita da turma.

- Não veria motivos pra isso... – o Rapaz elogiou, fazendo as bochechas de Alicia arderem. – ah, que cabeça a Minha! Sou Pedro. – estendeu a Mão para a Moleca.

- Alicia. – apertou a mão do rapaz.

- Nome tão lindo quanto quem o Possui – Okay, aquela cantada era péssima. E talvez naquele momento ele havia perdido a chance de ficar com a Garota.

Alicia sorriu tímida em forma de agradecimento.
O rapaz logo a fez outra pergunta.

- será que uma moça tão linda quanto você tem namorado? – Direto ele não?

Antes que Alicia pudesse ter respondido, uma alma vulgo Paulo a abraçou por trás, beijando seu pescoço.
A Moleca arrepiou se. E Paulo respondeu por ela

- então MEU Amor, já decidiu qual quadrinho comprar?

- é... ainda não!

- quem é seu amigo? – questionou com cara de enciumado.

- Pedro, esse é o Paulo! Meu...

- NAMORADO! – O Rapaz interrompeu a amiga, respondendo por ela mais uma vez.

- Prazer Paulo! – O Garoto dos olhos Lindos respondeu envergonhado. – eu preciso ir agora Alicia, foi legal bater um papo com você.

A Moleca acenou para o rapaz, enquanto o mesmo se afastava.
Assim que o Moço havia saído de suas vistas, Alicia explodiu

- POXA PAULO!! – Bateu no peitoral do amigo – porque você fez isso???? Ele tava na minha.

- Olha a cara de safado desse garoto! Não ia deixar você beijar alguém que conheceu durante 5 minutos.

- Sempre super protetor não é? – revirou os olhos – que saco!

- é pro seu Bem pequena.

- Tá!

Valéria e Larissa se aproximaram.

- o que foi isso gente?? – a Maluquinha riu – Alicia arrasando corações!

- Ui Ui Ui

- Poderia ter mesmo arrasado, se não fosse esse moleque atrapalhar... – Abraçou o amigo, deitando sua cabeça no ombro dele. Com um biquinho de raiva formado na boca.

- desculpa, acontece.

É. Paulo e Alicia não conseguiam ter raiva um do outro.

- VAMOS GENTE! Já perdemos muito tempo aqui... vamos perder o Voo! – João chegou correndo na loja de revistas. Parece que alguém estava ansioso.

- CARAMBA É VERDADE! – Foi a vez de Valéria dar seus Pits – BORA MEU POVO.

Os amigos se entreolharam, e saíram correndo até a porta de embarque.
Digamos que por muito pouco, não haviam perdido o Voo. Já que o mesmo estava na ultima chamada para embarque.

 

 

(...)

 

 

De Volta A Londres, os garotos permaneciam nervosos pela demora das amigas.
Convenhamos que elas não se de atrasar se, mas que quando atrasavam o mundo estava perdido.
Foram tirado de seus pensamentos quando avistaram duas garotas entrarem desesperadas pela porta da sala de embarque do aeroporto.

- Finalmente! – Jaime exclamou

- Olha desculpa, mas não deu como chegar antes... temos quantos minutos? – Margarida questionou. A Moça respirava como se tivesse correndo uma Maratona

- 5 Minutos!!! – Gritou Jorge, enquanto jogava o recipiente do seu café no Lixo.

- e As Malas de vocês? E o Check in?

- Acabamos de resolver isso! É só embarcar...

- ENTÃO VAMOS! – Jaime gritou.

No mesmo momento os 4 saíram correndo feito loucos.

Trombaram em uma senhora que andava pelo corredor, derrubaram o café de um executivo e os papeis de um advogado no chão.
Mas Tudo bem, são imprevistos da vida.
Assim que chegaram na porta de embarque, depararam se com a mesma quase se fechando.

Gritaram para a aeromoça encarregada do embarque e suplicaram para que pudessem embarcar.

 

E sim.

A Doce mulher que estava encarregada do cargo os Liberou.
Por questão de segundos quase perderam seu voo.
Por questão de segundos seus destinos ficaram em jogo.

 

 

Mas mal sabiam eles, que jogo mesmo começaria agora...

Quando dessem conta de seus destinos na Flórida.

Quando encontrassem seus destinos na Flórida.

 

 

Suas Vidas mudariam de cabeça pra baixo.

E Agora... ninguém poderia evitar!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SE A VIDA NOS SEPARA

O DESTINO NOS ENCONTRA.

 

 

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenham Gostado e Comentem! Me ajuda bastante na hora da inspiração.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...