História Destino Nova York - Capítulo 15


Escrita por: ~ e ~Jami_Colifer

Postado
Categorias Originais
Tags Festa, Gravidez, Intercâmbio, Londres, Nova York, Times Square
Exibições 18
Palavras 721
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 15 - 16


Las Vegas era tão maravilhosa quanto Nova York.
Mas infelizmente não deu tempo de eu e Paula conhecermos os lugares mais visitados, pois assim que chegamos, umas 22:30 da noite, Paula me arrastou para a balada mais próxima.
Deixa eu te contar uma coisa, se você acha alguma balada boa na sua cidade, então é porque você nunca foi em uma balada em Las Vegas. 
Na entrada eles davam pulseiras néon, e os copos que as bebidas eram servidas também eram néon. Havia candelabros coloridos e também em néon por todo o teto. Um DJ tocava somente as músicas de sucesso, enquanto na enorme pista de dança as pessoas dançavam enlouquecidas. Havia também a área ViP que ficava no andar de cima, que era só para quem tinha grana, claro.
- Amanda, olha só isso! - grita Paula.
Ela era uma baladeira das boas, sabia reconhecer uma balada boa de longe.
- Vamos ver se você finalmente se solta hoje! Cara, isso é Las Vegas, se você não dançar...
- Ok, Paula. Eu já entendi, preciso me soltar mais, dançar, beber... E talvez dormir com alguém.
- É assim que se fala. - quase vejo seus olhos saltarem quando ela avista o bar.
Ela me puxa novamente por entre a multidão e para no bar. Eu e ela pedimos Tequila e viramos de uma só vez. 
Essa noite promete.
 Logo depois eu e Paula vamos dançar, não sei quanto tempo passamos dançando juntas, só sei que de longe avisto um homem bem parecido com Jason, talvez por conta da Tequila, mas assim que ponho meus olhos nele e me solto ainda mais.
 Vou dançando sensualmente até parar perto dele, ele é muito parecido com Jason. Cabelos e olhos negros e corpo bem definido. Eu começo a me sentir atraída. 
 Eu danço balançando os quadris devagar e mordendo os lábios, fecho os olhos e quando os abro ele está me encarando. 
 E dessa vez tendo certeza que foi a bebida, eu me aproximo ainda mais dele, nossos corpos se encostão e eu o encaro também.
 E de repente aquilo se tornou um jogo de quem provoca o outro mais. 
 Sinto suas mãos em mim, e depois sua boca no meu pescoço. E logo depois na minha própria boca.
E é aí que eu acordo.
Aquele beijo não era nem um pouco parecido com o de Jason. Eu me afasto e encaro o homem na minha frente.
- Não, você não é o Jason. - digo para mim mesma e volto para onde Paula está até agora dançando.
Que droga! Até em outra cidade ele ainda está no minha cabeça.
...
 Na mesma noite ainda na balada Paula sai com um homem e me deixa sozinha no hotel.
 Um pouco bêbada e sem muita coisa para fazer eu decido mexer no celular, uma péssima coisa para se fazer quando você está nem que seja meio bêbada. Mas eu paro quando o contato de Jason aparece na tela, o meu dedo coça para apertar o botão de ligar.
Ah, como eu queria dizer poucas e boas para ele! 
Na raiva súbita, eu aperto o botão e coloco o telefone no ouvido esperando chamar. Demora alguns minutos e eu já estou quase desligando quando ele atende.
- Alô? - a sua voz é de sono.
Olho o relógio e vejo que são 02:00 da manhã. Ótimo horário para ligar.
- Alô? - ele repete.
Não me arrependo de pensar que sua voz continua a mesma, com aquela rouquidão sexy. O imagino na sua cama, embrulhado nos lençóis com os cabelos bagunçados.
Ele fica esperando alguém falar, mas como eu não digo nada ele desliga. Então eu me deito e tento dormir enquanto repito a sua voz atraente na minha mente. 
... 
- Você deveria ter falado com ele.
Paula e eu estamos tomando café da manhã em uma lanchonete, ela só tinha voltado hoje de manhã e apareceu com uma ressaca que estava tirando-a a paciência.
- Não deveria não. 
- Bom, de qualquer jeito um dia vocês vão se encontrar de novo. - ela diz.
- É, eu sei. Espero que esse dia esteja bem longe.
Nós comemos em silêncio e quando estamos no aeroporto para votar a Nova York, Paula se vira para mim e sorri.
- Eu vou voltar para o Brasil.

 


Notas Finais


Oie! Vote e comente se estiver gostando da história 😃
Vou indicar uma fanfic ótima pra vocês, da segunda autora de DNY.
https://spiritfanfics.com/historia/amigas-ou-inimigas-5091597


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...