História Destino Nova York - Capítulo 16


Escrita por: ~ e ~Jami_Colifer

Postado
Categorias Originais
Tags Festa, Gravidez, Intercâmbio, Londres, Nova York, Times Square
Exibições 17
Palavras 1.428
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 16 - 17


Lily estava radiante em seu vestido de formatura. 

Faziam três meses desde do dia que eu e Jason nos vimos pela última vez, Lily já estava se formando e também estava namorando Charles. Paula então nem se fala, ela tinha voltado para o Brasil para entrar na faculdade, todas as noites eu e ela nos falávamos por telefone. Eu ainda continuava no trabalho e os estudos iam bem, mas confesso que já repensei várias vezes se escolher administração foi o certo. 

Eu e Sam nunca mais tínhamos nos falado também, mas fiquei sabendo que ele ainda estudava na Universidade. E eu, bom... Eu não estava mais aquela bagunça de antes. 

Faltam 2 semanas para o meu aniversário, que é dia 22 de novembro, e no dia eu iria fazer uma viagem para Londres. Lá em Londres eu pretendia ver se conseguia entrar em alguma universidade, pois eu não queria de jeito nenhum voltar para o Brasil. Se eu conseguisse uma Universidade lá, eu ia terminar o último mês aqui e iria me mudar para lá. 

Eu já tinha conversado com meu pai e ele tinha concordado, as passagens já estavam compradas e eu apenas curtia meus últimos dias em Nova York.

Hoje a noite seria a formatura de Lily, ela estava bastante ansiosa e não parava de andar de um lado para o outro no seu quarto. Ela havia convidado todo mundo para a sua formatura, a sua família, eu e Charles. Falando em Charles, ele mudou muito Lily neses meses.

Ela estava mais feliz, confiante... E eu não podia estar mais feliz por eles dois.

- Se você não parar de ficar dando voltas eu vou aí e pararei você a força. - eu lhe falo. 

Ela sorri para mim pedindo desculpas. Ela usava um vestido azul longo e brilhante, seu cabelo loiro estava solto e enrolado, e ela também usava maquiagem, o que raramente acontece.

- Ai meu deus. Eu estou tão bonita. - ela se olha no espelho - E você também. Nunca tinha te visto em um vestido vermelho.

Eu chego perto dela e também sorrio.

- É verdade, nós estamos maravilhosas. - eu digo.

- Se vocês não pararem de se elogiar eu vou ter que ir aí concordar com vocês. - Charles grita do banheiro.

- Você também está bonitinho Charles. - eu grito de volta.

Lily tinha obrigado ele a usar terno e gravata. Ela disse que queria todos lindos para a sua formatura.

- Parem vocês dois. Todos nós estamos lindos, e vamos logo pois está quase na hora. - Lily diz olhando o relógio.

Era com certeza um momento importante na vida de alguém se formar. Saber que depois que sair pelas portas da casa de eventos você nunca mais precisaria estudar na vida, mas também era uma responsabilidade e tanto. 

Quando chegamos no evento todos nós sentamos nas cadeiras e Lily foi falar com o pessoal da sua turma. A família de Lily também se sentou perto de nós, aquela era a primeira vez que os via.

Era, sem dúvida, uma família comum. A mãe de era exatamente como Lily, cabelos loiros e baixinha, seu pai era meio careca e quase tenho certeza que vi ele roubando Donuts da nossa geladeira. Lily era filha única, ela cresceu em Nova York.

- Então, Charles, a sua formatura também foi assim?

- Foi...

E assim ficamos conversando, eu, ele e os pais de Lily até que o diretor da Universidade sobe no palco para fazer um discurso. A maior parte do discurso eu ignoro e só começo a prestar atenção quando os nomes começam a serem chamados. Na vez de Lily, que chora de emoção, nós gritamos e aplaudimos.

- Essa é a minha garota! - seu pai grita.

Depois de abraços e lágrimas nós vamos atacar a mesa de salgadinhos. Nós comemos tanto que eu fico meio enjoada e vou tomar um ar fora do evento. Esse foi o meu primeiro erro.

Do lado de fora da casa de festas tem uma fonte de água com bancos em volta. Eu me sento em um deles e fecho os olhos esperando o enjou passar.

Mas quando eu abro os olhos aqueles terríveis e amáveis olhos negros estão me encarando.

Jason está parado na minha frente. Ele também veste um terno e gravata, o que o deixa sério e adulto. Seus cabelos que eu tanto amava estão perfeitamente no lugar com gel.

Eu mordo os lábios surpresa.

Nós ficamos nos encarando até que ele finalmente resolve falar.

- Você está linda.
E então eu lembro de três meses atrás, quando eu assumi que estava apaixonada por ele. De quando eu descobri pela primeira vez o que era um coração quebrado. 

- Que pena que você não viu isso a três meses atrás. - eu finalmente falo alguma coisa.

Ele me analisa e devagar se senta ao meu lado. Eu me afasto e continuo olhando para a fonte.

- Eu sempre reparei. 

Sua presença é quente e reconfortante.

- Você não vai dizer nada? - ele pergunta parecendo irritado.

Eu olho para ele mortalmente.

- O que você quer que eu diga? Olá Jason, como está indo a sua vida? 

- Qualquer coisa, Amanda.

Nós nos encaramos por mais um tempo.

- Olha, eu não vim para brigar com você.

- Então por que veio?

- Por que um primo meu se forma hoje também. - ele diz irônico. 

- Me poupe das suas ironias,Jason. Fale logo porque veio atrás de mim.

Ele se aproxima de mim.

- Porque eu quero consertar as coisas.

Suas palavras me deixam ofegante e com raiva. Será que ele acha que depois de todo esse tempo ele ainda tem chance?

- E o que faz você pensar que eu quero que você conserte as coisas? 

- Isso. - ele diz e simplesmente me puxa para ele.

Suas mãos me seguram em seu colo enquanto sua boca encontra a minha. Eu arfo e tento resistir, mostrar para mim e para ele que aquela coisa que tínhamos acabou. Mas é mais forte que eu.

Atração, paixão. É isso que sentimos um pelo outro, pois todo vez que ele chegava perto de mim eu me tremia de desejo. E três meses não mudariam aquilo. 

Nós nos beijamos por um longo tempo, e quando ele se afasta está sorrindo.

- O que você pensa que está fazendo? - eu pergunto batendo em seu peito.

Não foi uma ótima idéia, Jason sempre fora malhado, mas três meses tinham intensificado aquilo e isso me atraia. Eu saio do seu colo e começo a andar até a fonte.

- Eu estou pegando o que é meu. - ele diz, sua voz demonstra possessão.

-O que? - eu me viro e paro no lugar.

Ele caminha até mim como um leão caminha até a sua presa. 

- Você é minha, e eu sou seu. Será que você consegue entender isso, Amanda? 

Meu nome é como doce em sua boca, e sua fala me deixa intrigada.

- A meses atrás eu estive pensando, Amanda. O que importa a família quando eu tiver você, só para mim? 

Ele me prende na cintura com seus braços fortes. 

- Eu nunca fui homem disso, eu nunca namorei sério na minha vida. Afinal, eu sempre tive todas as mulheres que quisesse aos meus pés, mas você é diferente. Você me atrai, me prende com esses olhos cinzas. Eu demorei meses para descobrir isso, mas Amanda, agora eu estou aqui. Você vai mesmo me deixar ir?

Suas palavras me deixam aérea por um tempo, ele estava se declarando para mim? Aí Meu Deus.

Pena que levou todo esse tempo.

- Jason, eu...

- Shi... Você não precisa dizer nada agora. Apenas me dê essa chance antes que seus seis meses aqui acabem.

Eu queria muito, mas eu queria muito recusar. Eu queria dizer a ele que não bastava só pedir desculpas, mas quando a minha boca se abre outra coisa sai.

- Sim.

Ele parece surpreso com o que eu digo. E eu também.

- Sim o que?

- Eu te dou essa chance. Mas escute bem, Jason, se você me machucar de novo eu quebro essa carinha linda!

Ele sorri abertamente e era um sorriso que eu nunca tinha visto nele. Era feliz e sincero.

- Ok Clark. Se eu fizer qualquer coisa que você não goste pode quebrar a minha cara. - então ele me puxa e me beija.

E toda os sentimentos que eu estive guardando esses meses se libertam. 

E aquele foi o meu segundo erro.


Notas Finais


ATENÇÃO povo meu do Sprit!
Esse é o começo da segunda parte da história de DNY. E como já está chegando às férias, resolvi começar a postar todo santo dia por aqui! Ebaaa!
Então, indiquem a história aos seus amigos aqui do Sprit, votem e comentem. ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...