História Destino Psyche Apagado - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Bellatrix Lestrange, Bianca di Angelo, Cedrico Diggory, Cronos, Dobby, Harry Potter, Hermione Granger, Lord Voldemort, Luke Castellan, Luna Lovegood, Neville Longbottom, Nico di Angelo, Perséfone, Personagens Originais, Rachel Elizabeth Dare, Ronald Weasley, Thalia Grace, Will Solace
Exibições 8
Palavras 246
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Sorry a demora.
Só imaginem q o falcão é um terço (1/3) do tamanho de um grifo e a raposa é negra e tem asas.
Bjs.

Capítulo 15 - Falcão Gigante - parte 6


Fanfic / Fanfiction Destino Psyche Apagado - Capítulo 15 - Falcão Gigante - parte 6

      Fiquei estático no lugar, com medo do que estava acontecendo. Pensei em tentar usar a minha espada para me soltar, mas descobri que devo tê-la deixado cair no momento em que fui preso.
      Tentei virar-me para descobrir quem era o maldito que me prendia, porém o maldito pressionou a faca ainda mais no meu pescoço.
      Decidi ficar parado para evitar que o maldito ficasse com vontade de me matar ali mesmo. Olhei em direção à luta daquelas duas criaturas enormes.
      Ciela tentava pular por trás do falcão e morder sua cabeça, mas o falcão conseguia se virar a tempo de evitar esse golpe. O falcão usava as garras para arranhar o corpo de Ciela.
      Fechei os olhos e comecei a pensar em uma saída para aquela situação. Fiz mil planos na minha cabeça até que, do nada, eu senti algo molhado sob os meus pés e, curioso, abri os olhos e olhei para o chão.
      Uma poça de sangue se formava ao redor da sala. Segui com os olhos o fluxo de sangue que formava a poça e me assustei ao descobrir que a origem era... do corpo da Ciela!
      Olhei para ela e então percebi o que estava acontecendo. Ciela possuía cortes por todo o corpo. A sua forma de espectro era manchada pelo vermelho vivo como se tivessem jogado um balde de tinta vermelha nela. Várias penas foram arrancadas de suas asas e voavam pelo quarto, como o resultado de uma guerra de travesseiros.


Notas Finais


Por favor, leiam as notas iniciais e qualquer dúvida, perguntem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...