História Destino-Segunda Temporada - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Armin, Castiel, Debrah, Kentin, Kim, Leigh, Letícia, Lysandre, Melody, Nathaniel, Personagens Originais, Rosalya, Violette
Tags Amor Doce Fanfic Romance Armin Destino 2
Exibições 13
Palavras 1.019
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OI NÃO MORRI
tava e estou em semana de prova
trabalhos finais
etcs

bjssss

Boa leitura ^^

Capítulo 38 - Eugene...


POV Daisy

-Então tudo indica que você está gravida? – Daisy disse sorrindo.

-Sim, 100% de certeza.

-Quando você vai poder começar a fazer os ultrassons?

-A parti da sétima semana, e parece que estou na terceira.

-Eu quero ir com você.

A mãe da Milly entrou no quarto dela, ela estava com uma cara séria. Ela olhou para mim e depois para Milly.

-E então? – Ela disse, ainda séria.

-Gravida, três semanas.

-Meu Deus.

Ela colocou a mão no rosto, respirou fundo, e olhou seria para Milly.

-Você vai abortar.

-O que? – A Milly deu um pulo da cama.

-Você vai abortar, e acabou.

Eu olhei assustada para a Mielina, e depois olhei de volta pra Milly que estava quase chorando.

-Não, eu não vou!

-Sim Milly, você vai sim. Isso e perigoso de mais para você! Se o seu pai souber que você estava gravida do Armin, sabe lá o que ele pode fazer com você, ou com o Armin!

-Mãe, eu sei me cuidar, eu tenho tudo planejado, vai dar tudo cer...

-Não! Não vai dar tudo certo! Você não sabe como e ficar gravida, e principalmente ficar sozinha nessa hora! Você não sabe o que eu tive que passar!

Eu me meti entre a Milly e a Mielina, olhei para a Mielina e segurei as mãos dela. Olhei bem nos olhos dela.

-Eu vou ficar com ela nesse tempo.

-O que?

-Tem uma casa, que eu tenho, ela e bem escondida. Eu posso ficar com a Milly lá, só eu e ela.

-Mas e os médicos?

-Isso eu dou um jeito. Mas por favor, não a obrigue a abortar, ela quer ter esse filho, deixe-me ajuda-la.

Mielina me olhou, respirou fundo novamente, e balançou a cabeça como se estivesse dizendo sim.

-Sim, ok. – Ela olhou para Milly. – Me desculpa filha, eu tive um momento ruim por causa de umas lembranças.

-Tudo bem mãe.

POV  Milly

-Oi Rosa...

-Milly, querida, como você está? – O telefone chiou um pouco.

-Eu to bem. Eu so queria dizer que, vou precisar fazer uma viagem de emergência para fora do pais. Você poderia avisar os outros?

-Ok, mas, aconteceu alguma coisa?

-Não, nada de mais, só foi decisão da minha mãe.

-Ah, ok, espero que tudo saia bem então.

-Eu também. Obrigada. Tenho que desligar agora.

-Ok, beijos.

-Beijos.

Desliguei o telefone e Doug pulou na cama, fiquei me perguntando se poderia levar ele...

-Está pensando em levar o gato? – Miguel apareceu na porta do meu quarto.

-Ah, sim.

Ele pegou uma mala e jogou em cima da cama.

-Quer ajuda para arrumar as coisas?

-Se você não se incomodar.

Levantei da cama, e Miguel abriu o meu armário, começamos a tirar as roupas de dentro, e ficamos discutindo quais eu deveria levar. Acabei levando apenas algumas roupas. Peguei meu notebook e alguns livros, além da minha escova de cabelo e de dentes.

-Você vai levar esse urso? – Ele pegou o o urso que o Armin me deu.

-Claro que vou.

Minha mãe entrou no quarto, e olhou para mim.

-Milly tem um amigo seu na porta, ele disse que queria falar com você.

Sai do meu quarto e fui ate a porta, Eugene estava virado de costas, cutuquei o ombro dele e ele se virou para mim.

-Onde a gente pode conversar? – ele disse, serio.

-E importante?

-Sim.

-Vamos pro terraço.

Peguei no braço dele e fomos ate o elevador, entramos e fomos ate o terraço. Chegando lá, ele deixou eu sair primeiro.

-Então? – Falei.

-Por que não me contou que estava gravida?

Fiquei parada por um momento. A notícia já havia se espalhado, quem mais sabia?

-Milly!

-Desculpa, achei que não tinha necessidade...

-Claro que tinha! Milly, meu Deus! Como você achou que não tinha necessidade, e agora fala que vai ter que fazer uma viagem de “emergência”?

-Me desculpa...

-E a faculdade? Você vai abandonar?

-Eu sou vou parar um pouco, mas depois que tudo se resolver eu vou voltar e...

Antes que eu terminasse a frase ele me abraçou, eu não me neguei, senti que ele precisava daquilo...

-Aconteceu alguma coisa com o seu pai? – Falei ainda no abraço.

-Até um tempo atrás, eu estava com ele no hospital, ele foi encaminhado para a cirurgia... – A voz dele começou a falhar por causa dos soluços. – Ele estava bem, ele estava completamente bem, isso foi de uma hora pra outra, e... Ele não pode ir agora Milly...

-Eugene...

-Me desculpe por ser tão egoísta, mas eu não quero que você vá.

-Me desculpa, mas eu realmente preciso ir.

-Então deixe-me fazer uma coisa então.

Ele colocou uma das mãos deles na minha cintura e a outra na minha nuca, e simplesmente me beijou, um selinho para falar a verdade. Depois ele lambeu meu lábio inferior, me largou e foi embora.

POV Eugene

Parabéns Eugene, o prêmio de babaca do ano vai para você!

Senti meus olhos encherem de lagrimas novamente, segure essas lagrimas garoto. Respirei fundo, sai do elevador, fui até a rua e entrei no meu carro, e lá eu comecei a bater em tudo que eu podia, inclusive na buzina, que acabou assustada uma senhora que passava na frente do carro.

Respirei fundo, e comecei a dirigir de volta para o hospital, pensando em como eu sou um merda. Cheguei no hospital e na hora que sai do carro deixei o óculos cair, e ele acabou quebrando.

-Parabéns Eugene, quebrou mais uma coisa.

-O que você quebrou?

July apareceu na minha frente, se abaixou e pegou o meu óculos.

-Acho que meu coração, provavelmente.

-Você falou com a Milly então?

-Sim.

-Você não contou para ela que eu te contei ne?

-Não...

-Então o que você fez?

-Beijei ela.

July derrubou o óculos no chão, e vi que ela ficou um pouco vermelha.

-Oh, desculpe, não esperava por essa... – Ela juntou o óculos do chão e entregou na minha mão. Ela se virou para ir embora, mas então puxei o braço dela, acabei ficando com a minha testa encostada na dela.

-Ignorei seus sentimentos mais uma vez. Desculpe...

-Não, tudo bem, já acostumei...

-Me desculpe...

Continua...


Notas Finais


oi
shippo a Milly e o Eugene
bjs
TRAIÇÃO
bjs bjs
tem um romance entre a July e o Eugene
vou esclarecer esse romance mais para frente

Obrigada por ler ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...