História Destino Traçado ( SwanQueen) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens David Nolan (Príncipe Encantado), Dr. Archie Hopper (Jiminy Cricket), Dr. Whale (Dr. Victor Frankenstein), Emma Swan, Henry Mills, Lilith "Lily" Page, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin), Tinker Bell, Vovó (Granny), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Swanqueen
Exibições 240
Palavras 2.565
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Lemon, Orange, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa noite , sobre a demora em postar esse capitulo, se deve pelo fato de estar bastante corrido esse final de semestre. Sem mais delongas vamos ao que interessa. E muito obrigada pelos comentários e por favoritarem a Web ;
Cap, mais longo, boa leitura.

Capítulo 4 - Cap.4


Cap.4

 

 

 

Pv Regina

 

 

 

Eu estava prestes a enlouquecer , andando de um lado pro outro em uma grande sala executiva em uma cidade vizinha a Boston, a causa era grande , e o advogado em minha frente parecia dar nos uma aula de Direito Processual Civil, dizendo sobre a execução do processo, creio que o jovem homem que aparentava ter não mais que 25 anos, queria demostrar seu amplo conhecimento na causa, mais meus pensamentos estavam em Boston, era dia da consulta de Emma, e eu queria estar la e ver o bebe , e não aqui ouvindo coisas que já sei.

 

O que não parecia ser o caso de cerca de uns 5 estagiários que o olhavam com olhos atentos , dando corda pro rapaz, enquanto o Dr. Robin Hood, explicava sobre execução para entrega de coisa.

__ Bom, como eu disse o prazo e de 15 dias, e decorrido esse prazo o Juiz pode atribuir uma multa diária que pode majorar ou abaixar. Concorda Dra. Mills ?

 

Droga, pelos Deuses, será que ele havia percebido o quanto dispersa eu estava com essa maldita reunião, que alias já deveria ter acabado se não tivesse tantos estagiários ali preenchendo cadernetas e tirando duvidas a todo tempo.

__ Sim, concordo com sua colocação.  E importante dizer lhes que o contrato de citação já constará a ordem de busca e apreensão do bem móvel ou imóvel . Podemos prosseguir ?

__ Bom, podemos sim, como é o caso o bem não foi pago aqui, então o processo irá seguir para uma obrigação de fazer, e caso ele ainda não cumpra , ocorrerá por quantia certa, onde ocorrerá a expropriação do bem, no prazo de 3 dias e em 10% dos honorários advocatícios . E se o credor pagar nesse prazo os honorários reduzem a meta...

 

__  Dr. Hood, tenho a absoluta certeza que seus estagiários já entenderam. Eu pretendo voltar pra Boston ainda hoje, então vamos prosseguir logo com isso.

 

O homem pareceu desconfiar e dentro de mais quarenta minutos havíamos encerrado. Sai dali as pressas indo almoçar , estava sendo um dia cheio.  Comi algo leve , e segui pro aeroporto tendo a surpresa desagradável de meu voo ter sido cancelado.

___ Como assim cancelado ?

___ Desculpe Sra.. mais o tempo está ruim, outro voo agora só daqui quatro horas.

___ Quatros horas ? disse em um tom mal humorado. E o que faria em um maldito aeroporto por quatro horas ? Como não tinha outra solução , aceitei.

O dia parecia não passar, estava cansada e acabei dormindo sentada na cadeira da recepção , acordei sobressaltada e com dor no pescoço pela forma que dormi , e me deparei que estava quase na hora de meu voo, dessa vez sem nenhum contra tempo, mesmo assim chegaria em casa de noite.  Já estava a alguns meses mal parando em casa, reuniões atrás de reuniões , mais nem uma tão demorada e cansativa como a de hoje cedo.

 

Assim que cheguei em Boston, peguei um taxi indo direto pra casa, paguei o homem e desci com uma mala pequena, já estava tarde, e todos pareciam estar dormindo.

Parei na cozinha, comendo um par de biscoitos e um pouco de café, e subi pro meu quarto pronta pra tomar um delicioso banho era tudo que eu mais precisava, ainda usava um sobretudo cinza e os saltos ecoavam pelo corredor superior.

 

Passei pelo quarto de Henry abrindo um sorriso satisfeito ao ver que meu filho dormia tranquilamente, como estava com saudades dele. Sai dali rumo ao meu quarto ainda com um meio sorriso no rosto, deixando a pequena mala, próxima a minha cama, foi quando meus olhos se encheram de lagrimas.

Um vestidinho todo delicado sobre minha cama, com sapatinhos rosas, e um dvd , coloquei o cd no aparelho , e sentei em minha cama com o coração na mão, vendo a ultrassonografia de Emma , __ uma menininha, disse em voz baixa.

Já não conseguia pensar em mais nada, a não ser sair dali e tocar a barriga de Emma, falar com minha filha, dizer o quanto estava feliz em saber que uma princesinha estava a caminho. Em passos rápidos desci rumo ao quarto de Emma, a porta por minha sorte não estava trancada, ao entrar a notei toda diferente, com roupas de gestante o que achei tão maravilhosamente adorável, seu corpo estava ainda mais lindo.

 

Me sentei na beirada da cama, não resistindo em passar a mão em sua barriga, e fazer um leve carinho em seu rosto, foi quando o anjo loiro acordou me olhando com os olhos esmeralda, assustados.

__ Regina..

__ Shi...tem que descansar, eu estou tão feliz de saber que e uma menina. Não faz ideia Emma, da minha reação ao ver aquele vestidinho..

__ Ela sentiu sua falta..

Podia sentir o bebe mexer, e logo sorri toda boba, me deitando atrás de Emma, a abraçando pela cintura, com a mão em sua barriga, não resisti em cheirar seus cabelos , a ouvindo falar algo baixo.

__ Hora de dormir, Emma.. disse enquanto fazia coma outra mão livre carinho em seus cabelos, tendo o prazer de vela apagar em sono rapidamente.

Queria ficar mais tempo ali, mais me contive voltando pros meus aposentos, tomei um banho quente e logo depois fui dormir.

Na manha seguinte era sábado, Mulan ficava com Henry até eu e Emma voltarmos da faculdade.  Desci uns vinte minutos depois já arrumada com uma calça social cinza e uma blusa social vinho. Os cabelos bem arrumados e um salto alto preto. Desci pra tomar uma Xicara de café e me deparo com Emma ainda de pijamas comendo panquecas com nutela e mel .

___ O que aconteceu com a alimentação saudável , Swan ?

__ A bebe ta com desejo, quer que ela tenha cara de panqueca ?

__ Quero que coma isso ai logo, pra ir pra aula , irá comigo não tem por que ir naquele seu fusca.

__ Não precisa Sra. Mills eu vou dirigindo.

__ SWAN, ande logo.  Disse sem paciência, como poderia estar tão mal humorada com ela essa manha ? nem eu sabia.

Notei que ela arregalou os olhos quando gritei, e tratou de terminar de comer e sair dali logo, não demorou muito para ela voltar usando um jeans de malha preto, e uma blusa de gestante azul de renda, seus cabelos soltos caídos de um lado do ombro.

Seguimos pro meu carro e o caminho pra faculdade foi bem silencioso . Se não fosse por Emma quebra-lo.

__Preparou a aula de hoje, sei que chegou tarde ontem... dormiu bem?

__ Eu dormi bem sim. Não se preocupe com isso.

__ Porque esta fria comigo ?

­­__ Eu não estou, disse já estacionando na minha vaga de professora.

Não pude deixar de notar os olhares curiosos de alguns alunos ali, sobre Emma, outros até maldosos o que não gostei. Ela seguiu pra sala dela e eu fui pegar minhas coisas necessárias na sala dos professores, Iria hoje falar sobre a criança em seus aspectos psíquicos , um certo olhar curioso me dispersou de meus pensamentos era Lilith uma de minhas alunas mais dedicadas.

__ Professora Mills, posso levar o Datashow pra senhora ?

__ Não e necessário.

__ A eu faço questão e bem pesado , mordeu o lábio. Bom então e verdade está namorando serio a aluna Swan. Naão sei se o regulamento permi...

__ Melhor nem terminar essa frase srta. A fuzilei com os olhos. E deixe exatamente ai, como disse não preciso de ajuda.

A menina saiu empalidecida da sala, e respirei com raiva, então era isso que todos pensavam que estava junto com Emma Swan? Será que pensaram isso por achismo ou Emma disse isso ? Por que estava tão furiosa com isso , ela seria a mãe da filha que irei adotar. Que pensando bem pela primeira vez, talvez seja melhor não ter contato com essa criança, ela nem a queria mesmo. Sem vínculos sem dor de cabeça;

Droga Regina, não seja tão cruel, parte de mim dizia. Segui pra sala enfurecida. Os alunos cochichavam coisas entre si, enquanto explicava a matéria, e cada vez mais a raiva recaia sobre uma pessoa ali. Emma Swan.

Ao terminar a aula, deixei claro a todos.

__ Quero uma redação sobre a matéria vista hoje, valendo boa parte da nota principal de vocês. Bom final de semana.

Peguei minha bolsa seguindo na frente , Emma vinha atrás reclamando do trabalho.

__ Swan, se acha que não tem tempo peça logo demissão , assine logo esse contrato autorizando a adoção e saia de minha casa.

Ela pareceu não acreditar no que ouvia, eu estava com raiva e estava descontando a Rainha má toda em cima dela. Algumas pessoas olhavam de longe.

__ Entre logo no carro. Mandei ríspida , já o ligando.

__ Eu vou apé. Tinha lagrimas nos olhos dela.

__ Swan, entra logo no carro. Não me faça ir ai.

 

Ela finalmente entrou e segui rumo a minha casa ainda com a cabeça quente, não trocamos uma palavra durante a volta, eu sabia que ela precisava do emprego e que não o deixaria. Segui assim que cheguei em casa direto pro meu escritório.

Emma cuidou da rotina de Henry e brincou com ele o resto da tarde, quase anoitecendo bateram na porta de meu escritório era a loira.

__ Se quer que eu vá embora, eu irei.

A reação dela não era a que eu esperava, e o odeio de achar que ela havia inventado coisas sobre nos ainda me deixava de péssimo humor.

__ Se é isso que quer ok. Disse fria, mais antes assine seu termo de demissão e o contrato concordando com a adoção da Melinda.

__ Me..linda ?

__ Sim e esse o nome que quero dar a ela. Disse ainda fria sem a olhar, entregando uma papelada a ela.

 

 

 

Eu, Emma Swan, brasileira, solteira, auxiliar domestica , estudante, residente na rua 983 , esquina 2, centro de Boston ( endereço do antigo apartamento ), certifico e dou fé que, não desejo mais trabalhar para a Dra. Regina Mills.

Sobre os requisitos da adoção

Clausula 1.1  Conceito

Adoção, no Direito Civil, é o ato jurídico no qual um indivíduo é permanentemente assumido como filho por uma pessoa ou por um casal que não são os pais biológicos do adotado.

Quando isto acontece, as responsabilidades e os direitos (como o pátrio poder) dos pais biológicos em relação ao adotado são transferidos integral ou parcialmente para os adotantes.

Psicologicamente, é o processo de atribuir o lugar de filho a uma criança/adolescente que não descende da mesma história que o casal, é a possibilidade de integrar à dinâmica familiar uma pessoa que é proveniente de uma outra história de vida. É necessário muito investimento afetivo e grande capacidade de acolhimento.

Clausula 1.2 – Das Condições

O adotante deve ser uma pessoa maior de dezoito anos, independentemente do estado civil, ou casal, ligado por matrimônio ou união estável.

Além disso, a diferença de idade entre o adotante e o adotado deve ser de, no mínimo, dezesseis anos.

Deve haver intervenção do juiz, em processo judicial, com participação do Ministério Público.

A adoção é irrevogável

A adoção só se extingue em hipóteses especiais, por deserdação, e pela morte do adotante ou do adotado.

1.3 -  Analse Final

Visto que desde inicio a Genitora , Sra. Emma Swan, não se obteve satisfeita para com a gestação, estipula –se que assim que realizado o parto, seja cortado totalmente o vinculo com a mãe Biologica dando todos os direitos a Sra. Regina Mills.

Clausla em que..

Espera, deferimento.

 Emma Swan

Regina Mills

Oab 23456

 

Ela olhava o contrato com olhos marejados de lagrimas, tenho a certeza que mal leu totalmente pela rapidez que assinou logo onde estava sem nome. E saiu dali sem dizer uma palavra se quer.

 

Fiquei analisando o documento em minha mesa, pensando se ela realmente havia lido a ultima clausula que a tiraria de todos os direitos com a criança, só alguem muito idiota não leria, se ela assinou e por que realmente não se importa com minha filha. Um lado rancoroso meu pensou.

 

Na manha seguinte não tive noticias de Emma Swan, exceto por Henry me perguntando onde a moça estava.

__ A srta. Swan não trabalha mais aqui Filho;

 

 

Enquanto isso longe da mansão Mills.

 

Pv Emma

 

Sai sem rumo da Casa de Regina, sem saber ou ter pra onde ir, só conseguia chorar, achei que ela não quisesse me mandar embora, como pode ser tão doce em um dia e tão amarga em outro ? Eu mal sabia o que ela me fez assinar, meus olhos ardiam de tanto chorar e não havia lido muito, confesso que linguagem juridica de mais nunca me agradou, todo que eu mais queria era sair dali .

Não tinha muito dinheiro, havia gastado com as roupas de gestante e com o vestidinho... tudo tão caro em shoopings , consegui voltar pro meu antigo ape, era pequeno mais era aconchegante, naquela mesma noite liguei pra Ruby, ela me disse que a vaga pra trabalhar no Gramm´s ainda estava de pé, que precisavam de uma atendente no bar. E como precisava do dinheiro aceitei.

Eu mal estava indo as aulas , trabalhava a noite toda até quase amanhecendo o dia, e dormia mal, comia miojos e coisas feitas com facilidade, matei o sabado de aula de Regina, e pedi que Ruby entregasse o tal trabalho que nem sei ao certo se ela aceitaria ou não por eu não ter ido a aula.  Minha vida estava uma bagunça. E a mulher que eu achava estar apaixonada era um monstro.

 

A medida que os meses iam se passando mais dificil ficava, já estava entrando no 7 mes de minha gestação, e havia matado aulas de mais no sabado , tinha direito a 14 faltas e não poderia faltar mais.  Estava evitando ver Regina todo esse tempo. E durante sua aula, mantive me ocupada em meus livros, notando vez ou outra seu olhar impaciente.

Ao sair da aula, estava indo em direção ao meu fusca, e escutei o barulho de salto finos atras de mim, sim eu sabia exatamente de quem eram e não queria falar com ela.

__ Voce tinha consulta ontem no Dr. Whale e não apareceu.

__ Estive ocupada.

__ Swan, a saude da minha filha e importante pra mim.

Entrei em meu carro dando de ombros ao que ela dizia, saindo um pouco dispersa do estacionamento não notei quando um carro de outro aluno vinha em minha direção me fazendo chocar contra ele.

__ EMMA.

Eu senti que iria desmaiar e a ultima coisa que ouvi foi a voz de Regina gritando meu nome. Acordei horas depois com muita dor em uma cama de hospital, forcei a vista pra conseguir ler o nome da medica e do hospital

__Grey Sloan Memorial Hospital, dra. Torres.

Onde esta meu bebe ?

__ Hey, voce finalmente acordou, calma teve muitas fraturas , mais já esta tudo bem. A criança está otima, está com a mãe adotiva, ela tinha um documento onde voce autorizou dar a guarda permanente a ela.

 

__ O que ? disse já chorando , eu quero VER MINHA FILHA.

__Fique calma senhora , me ajude aqui interno.. teremos que dopar ela novamente;

__ Não por favor.. eu quero ver minha filha

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Continua


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...