História Destinos cruzados - Nalu - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Angel, Aquarius, Aries, Briar, Câncer, Capricórnio, Doranbolt, Erza Knightwalker, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Happy, Igneel, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Layla Heartfilia, Lisanna Strauss, Lucy Ashley, Lucy Heartfilia, Macao Conbolt, Metallicana, Michelle Lobster, Natsu Dragion, Natsu Dragneel, Personagens Originais, Sayla, Sherry Blendy, Tauros, Warren Rocko, Zeref
Tags Gale, Gruvia, Hentai, Jerza, Nalu, Natsu And Lucy
Visualizações 113
Palavras 1.274
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Fantasia, Festa, Harem, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olha eu de novo :3

Capítulo 9 - Passado de Happy Dragneel


Fanfic / Fanfiction Destinos cruzados - Nalu - Capítulo 9 - Passado de Happy Dragneel

O dia tinha sido corrido na casa. Já era de noite, o machucado nem chegava a ser um corte de verdade, apenas alguns que foram mais profundos mas, Natsu fez quase um escandalo pra levarem ela pro médico

— e se ela estiver com alguma coisa por dentro?! E se ela teve uma emorragia?! Eu já vi isso na aula de biologia é que eu me lembro não é boa coisa!! — falava, pro pai, o rosado que segurava a loira no colo que se esforçava até o último segundo pra não começar a rir

— Natsu eu tô bem viu? — falou a loira calmamente mexendo seu pé machucado pra provar que está bem

Natsu tinha passado a tarde inteira cuidando dos machucados de Lucy e dando toda a sua atenção pra mesma. Ele medicou o ferimento, colocou curativo, deu caldo de galinha pra loira e só não deu banho porque Lucy chutou — com seu pé sem ferimentos — suas partes baixas​ no mesmo momento que ele abriu a porta do banheiro

O rasoda respirou fundo e colocou a menor no chão com o máximo de cautela que ele tinha, as vezes ele achava que ela poderia quebrar

— onde está Zeref? — perguntou Natsu

— Zeref? — seu pai riu como se fosse a coisa mais óbvia do mundo — ele deve está no quarto brincando de médico com Mavis! Porque não faz o mesmo com Lucy?

Ambos Natsu e Lucy coraram no mesmo estante. Lucy botou as duas mãos sobre o rosto suas bochechas super rosadas e Natsu chutou a cadeira do pai que nem se mecheu, Igneel só parou sua crise de risadas por causa da presença de Happy que estava com os olhos marejados descendo as escadas

— happy?! — perguntou igneel com um tom de preocupação já se levantando

— pai…tinha um monstro…e você me deixava no escuro… o Natsu… A lucy… O zeze… o mostro engoliu… ele… ele... Engoliu todo mundo!! — disse o menor entre soluços e lágrimas

— calma Happy​ foi só pesadelo

— mas pai…— Igneel pegou o menino no colo que afundou a cabeça no seus braços

— vamos eu te protego — Igneel deu mais dois passos na escada antes de virar e encarar Lucy um pouco mais sério — podemos conversar amanhã Lucy?

— Ha? claro! — disse Lucy

Igneel saiu do cômodo deixando os dois sozinhos. Lucy sentou em cima de uma mesa de cinuca que tinha nessa sala e Natsu se encostou na parede

— Happy e mesmo seu irmão?! Tipo eu sei que é estranho é também não é por mal mas…ele tem traços…da Lissana — perguntou Lucy fazendo Natsu respirar fundo — não que eu queira ser indelicada claro — Natsu negou com a cabeça

Odiava tocar nessa parte de sua história mais por algum motivo de sentia deveras aliviado por poder desabafar

— a três anos atrás eu dormi com Lissana — ele falou — eu estava bêbado, era um garoto de quinze anos inrresponsavel e também estava em uma fase turbulenta da minha vida mas, sei que não é desculpa para ser descuidado. Lissana engravidou e disse que iria aborta ou dar pra adoção, eu no começo concordei com tudo mas, no momento que ele nasceu e em peguei aquele bebê que por algum motivo não parava de sorrir, eu fiquei desesperado, eu não deixaria ela abandonar o meu filho em nenhuma hipótese. Conversei com meu pai e ele concordou na mesma hora em se assumir pai de Happy e quando ele completasse sua maior idade nos contariamos a verdade

Natsu voltou seu olhar triste para Lucy se encontrava tremendo e com lágrimas escorrendo por suas bochechas rosadas

— ano passado, quando Happy tinha dois anos — continuou Natsu — Lissana tentou pegar a guarda dele e afirmando que ele era tão filho dele quando meu. Eu nunca negaria o filho pra ela e me aproximei mais dá albina apenas pra aumentar seu vínculo materno mas, Lissana queria mais e mais pedindo até que eu casasse com ela. Acabei me afastando um pouco mais dela nesse último ano por medo, medo que ela enlouqueça e tente contra mim ou pior, tente contra meu filho

— meu deus eu não tinha ideia — falou Lucy

— tudo bem, agora isso é só história — Natsu voltou a sorrir o que acalmou a pequena Lucy

Subiram os andares conversando sobre coisas banais da vida se esquecendo completamente do outro assunto

Entraram no quarto de Natsu vendo que lá tinha uma cama de casal deixando Lucy um pouco corada

— bom eu durmo no colchão e você na cama ok? — falou Natsu

— eu não tenho problema de dormi com você — Lucy pensou alto o só persebendo segundos depois que Natsu tinha escutado

— ok.. Então. Você já tomou banho então deixa que eu tomo agora — disse Natsu e Lucy concordou com a cabeça

Natsu entrou no banheiro e Lucy foi pra cozinha pré ver se tinha algo de bom para beber. Abriu a geladeira e não tinha nada dá sua preferência. Abriu enumeras gavetas e armários até chegar em um armário relativamente pequeno deveras peculiar, na sua porta tinha escrito em letras vermelhas:

"Só bebe quem é macho de verdade!! Se não é só observando os alfas representando!!"

— está me desafiando pequena plaquinha? — perguntou Lucy rindo de si mesma. Abriu a portinha e deu de cara com várias bebidas de vários tamanhos e cores e uma que lhe chamou atenção:

— príncipe? — se perguntou antes de abrir e da uma pequena golada sentindo sua garganta queimar — só vou beber porque você provar pra você, plaquinha, que eu sou a macho alfa dessa caralhada aqui tá me entendendo

Pegou a garrafa com as duas maos e virou de uma de uma vez só — virar não seria a palavra certa já que no quinto gole ela já largou a bebida no armário e tentou voltar pro quarto quase caindo pelos degrais

Quando abriu a porta do quarto viu que Natsu já estava quase dormindo então foi pra cama e se deitou no seu peito inalando seu cheiro incrivelmente bom que a deixava louca

Se sentou na cama e mexeu no cabelo de Natsu que se acordou na mesma hora

— Lucy? — ele encarou a faze corada dá loira se assustando com a respiração ofegante​ dá mesma. Natsu se sentou na frente dela é a encarou — o que houve Lucy?

— meu corpo está...Esquentando

— Lucy o que você fez lá em baixo?!

— eu só bebi um tau de…como se chama?…principe! — Natsu a encarou quase pálido

— príncipe?! Porque não bebeu leite como alguém normal?!

— Natsu — sussuros Lucy antes de atacar os lábios do rosado com um beijo muito quente que logo foi correspondido. Natsu desceu suas maos até a bunda de Lucy e as apertando fazendo a mesma arfar — na-natsu

— Lucy você precisa durmir — disse Natsu voltando a sua realidade

Lucy não queria dormir, havia um fogo enorme dentro de si e ela iria até o fim com ele. A loira sentou no colo do rosado começando a rebolar e a gemer baixinho o nome do maior que já estava perdendo sua sanidade

— Lucy pare de brincar comigo — quase rosnou Natsu — eu não me responsabilizo pelos meus atos se eu sair do meu controle

— vou adora provar dessa experiência

Natsu rosnou pra si mesmo tentando se controlar mas, foi em vão. Natsu jogou Lucy na cama e começou a beijar fervorosamente a menor

   — eu te avisei…


Notas Finais


Eu sou a lei


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...