História Destinos Cruzados - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Homossexualismo, Lesbicas, Lgbt, Sexo
Visualizações 119
Palavras 753
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Orange, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hey meninas! Como prometido eu volte! Demorei porque hoje estava eu levando vários tiros do meu OT5!!
Espero que gostem do caps

Capítulo 16 - De nada adiantou


O dia já começou estranho, pois meu amor não tinha ido à aula e nem me mandou mensagem.

-Bom dia amor, esta tudo bem? Porque não veio na facul hoje? –Mandei pra ela na primeira aula e a resposta só veio depois de horas quando já estava quase na hora de ir embora

-Bom dia,esta sim. Só perdi a hora

Mensagem estranha. Ela não me chamou de nenhuma forma e eu fiquei pensando se eu teria dito alguma coisa que a magoasse e não chegava a lugar nenhum pois tinha saído no dia passado e podia ser por isso. Mas não teria como ela saber. Não era isso. Mas o que era então...

Fui pra casa e logo que cheguei vi a moto dela no jardim. Respirei fundo, estava com o coração apertado mas entrei.

Ela estava sentada no sofá pensativa e percebi que meu pai estava em casa por isso ela tinha conseguido entrar.

-Amor? –Eu disse sem entender o que ela fazia ali

-Oi, estava com saudade, podemos ir no quarto conversar? – Ela me pergunto e parecia confusa sobre alguma coisa e eu não sabia o que era

-Claro, peguei em sua mão e a beijei e fomos para o quarto.

Quando chegamos lá ela me beijou de maneira desesperada e começou a tirar minha roupa e eu me sentia cada vez mais culpada por tudo que tinha feito no dia anterior e não poderia transar com ela ainda. Eu a amava demais para enganá-la.

-Amor o que esta fazendo? –Eu perguntei ainda confusa

Vi quando uma lagrima escorreu de seu rosto e eu fui correndo para perto dela e enxuguei sua lagrimas

-O que houve amor? Porque esta chorando? Me diz? –Eu estava assustada e com medo

Ela se soltou de meus braços e andava de um lado para o outro no quarto até que parou sobre a janela e olhando para o céu disse

-Eu custei a acreditar mas agora você se negou a fazer amor comigo e eu não tenho mais duvidas. Com quem você estava ontem em um bar Bruna?- Ela se virou pra mim e olhou em meus olhos

Eu comecei a chorar e não conseguia dizer nada.

Sentei na beira da cama e cobri meu rosto com as mãos

-Eu sabia. Porque você fez isso Bruna? Disse que me amava, que iria cuidar de mim e agora faz isso? Porque?

-E eu te amo.. Mais como? Como ficou sabendo? Você entendeu tudo errado amor.

-Não me chama de amor Bruna. Eu entendi muito bem a mensagem que dizia que você estava em um bar aos beijos com uma loira e quem é Bruna? Para de fingir – Ela andava e fazia gestos com as mãos enquanto falava, o que demonstrava que estava nervosa, MUITO NERVOSA!

-Amor não foi bem assim, eu juro. Eu sai sim ontem mas juro que eu não queria que nada tivesse acontecido e quando aquela mulher me beijou eu fiquei sem reação por um momento mas logo eu a separei e vim embora, eu nunca iria te trair,acredita em mim.

-Que mulher Bruna?

Eu respirei fundo e decidi que era a hora de dizer. Não queria mentir outra vez.

-Era a professora de LTP (Linguagens Técnicas da Psicologia)

Ao ouvir isso ela deu um soco no ar e passou as mãos nos olhos para limpar as lagrimas que insistiam em escorrem sem parar

-Eu sabia... Eu sabia... Mais que porra Bruna... Eu te avise que ela estava dando em cima de você e você ainda saiu com ela? Não acredito.

Eu queria correr e cuidar dela mas eu era a causa de ela estar ali sem rumo e sem chão..

-Eu sei. Me perdoa. Você estava certa e eu custei a acreditar, mas quando percebi já era tarde de mais.. Não queria ter te magoado, eu te amo.

-Não sei o que fazer e eu preciso de um tempo para pensar, desculpa mas eu não sei se posso ficar com alguém que mentiu pra mim na primeira vez que as coisas não saíram como ela tinha planejado.

Ela saiu e bateu a porta e eu fiquei ali no quarto perdida naquilo que estava acontecendo e olhei pela janela e vi sua moto indo embora.

“Será que eu tinha perdido a minha baixinha?”

“Quem teria mandado aquela mensagem?”

Fiquei deitada um bom tempo pensando no assunto.

Não eram muitas as pessoas que poderiam saber de nosso relacionamento e então como em um impulso eu peguei meu celular e comecei a escrever uma mensagem...


Notas Finais


Eaiiii o que acharam?
Só um recadinho: #HappyBirthdayCamren
4 anos de "Its Camren Yo"
E feliz aniversario pra mim tb que faço 1.8 aninhos hoje!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...