História Destinos Cruzados - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Homossexualismo, Lesbicas, Lgbt, Sexo
Exibições 105
Palavras 887
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Orange, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oieee! Estou postando outro sim! Fotinha Camren para o capitulo tb!! Espero que gostem mores!

Capítulo 18 - Meu anjo


Fanfic / Fanfiction Destinos Cruzados - Capítulo 18 - Meu anjo

Escutei alguém me chamando e me chacoalhando. Tentei abrir os olhos mais me sentia como se estivesse dentro de uma maquina de lavar ligada e tudo rodava.

A pessoa insistia e então abri os olhos e quase vomitei com a náusea que me subiu pela garganta e quando consegui identificar o rosto que estava a minha frente era a coisa mais linda da face da terra,ela parecia um anjo dos olhos verdes e que veio pra cuidar de mim.

Passei a mão em seu rosto ainda sem forças

-Baixinha “Eu dormi na praça, pensando em você” – Levantei as mãos e fiz graça cantando a musica de Bruno e Marrone mesmo com minha voz meio enrolada e percebi que ainda estava mal e o efeito daquela bebida ainda estavam em mim.

-Brub’s o que você fez? O que esta fazendo aqui? – Ela me olhava com cara de assustada e triste por me ver ali

-Eu não sei. Bebi demais ai não tinha condições de voltar dirigindo – Elas me ajudaram a me sentar no banco

Sim, elas... Angel também estava ali e estava quieta apenas nos observando e era ela que estava me chamando por isso não reconheci a voz

-Vamos para a casa – Fer falou e pediu ajuda para a Rô para me levarem até o carro – Onde esta seu carro Brub’s?

-Esta em frente um bar que chama ‘Exquisito’ logo ali na rua de trás e o garçom guardou as chaves pra mim.

-Ok! Sei onde fica. Vamos até lá a pé e pegamos seu carro e depois voltamos para buscar a moto da Fer - Rô enfim disse depois de apenas me observar por séculos

-Como vocês me acharam? – Perguntei sem entender como elas foram para ali

- Eu passo ali no bar para tomar café todos os dias e ai eu estava caminhando por aqui e te vi. Fiquei preocupada e não sabia o que fazer e então chamei a Fer –Angel me respondeu

-Vamos logo, você precisa tomar um banho gelado e agente tem que conversar também – Meu anjo falou

Fiz que sim com a cabeça e não falamos mais nada até que elas encostaram na casa de Angela

Angel parou o caro e a baixinha parou a moto do lado e vieram me ajudar

-Porque não me levaram para minha casa? – Perguntei confusa

-Porque hoje é domingo e seu pai deve estar em casa e ele não iria gostar de te ver assim e eu preciso falar contigo a sós também.

-Hmmm – Foi a única coisa que eu disse

Entramos e o lugar era apenas um cômodo, mas era tudo bem arrumado.

Me levaram para o banheiro e a Fer disse que conseguia cuidar de mim dali em diante e a Angel insistiu para ajudar mas a baixinha disse que não precisava então ela saiu e a Fer trancou a porta. Tirou minha roupa e me levou até o chuveiro. Passou o sabonete em meu corpo e a água estava gelada mas eu não reclamei pois eu sabia que eu precisava daquilo. Quando ela desligou o chuveiro eu já estava com a cabeça no lugar apesar de estar com uma dor insuportável.

Saímos do Box e ela me enxugou e eu vesti uma roupa da Angel que ela me emprestou.

-Enfim sós – Eu disse sorrindo e abrindo os braços e ela me abraçou e começou a chorar

-Amor porque você fez isso? Senti tanto medo quando te vi lá naquele banco, tive medo de te perder,você não sabe o perigo que é essa cidade? Como você faz isso? Porque não me ligou? – Ela falava em meu ouvido e sentia suas lagrimas pingarem sobre a blusa e aquilo doía a alma

-Calma amor.. Não chora.. Eu fui para a faculdade e você não ia, achei que tivesse te perdido e não suportei,fui para aquele bar e fiquei pensando em seu sorriso,seus olhos,nossos beijos e eu comecei a beber e perdi a conta do quanto bebi e se não fosse aquele garçom que chama-se Rodrigo eu acho que ia estar sem carro,sem celular e sem dinheiro hoje... Só queria você de novo e eu sabia que não te merecia, assim como mereço menos ainda agora, mas eu te amo, nunca faria nada pra te magoar e quando fiz eu só queria sumir. Quando eu abri os olhos ali naquela praça eu vi um anjo na minha frente, não era minha namorada, era mais que isso, era a menina que eu amava e que estava ali cuidando de mim, nunca vou esquecer daquilo. Me perdoa? Fica comigo?

Ela chorava e ainda estávamos abraçadas e quando acabei de falar ela se afastou um pouco e me olhou novamente nos olhos e seus olhos estavam vermelhos e ela soluçava entre o choro

-Aiii Brub’s não sei o que eu faço contigo... Isso foi a coisa mais linda que alguém já me falou. Eu fico com você amor, até o fim e eu prometo cuidar de ti. Mas sobre o outro assunto ainda quero saber direitinho o que aconteceu aquele dia no bar com aquela mulher. Eu te amo - Nossos lábios se encontraram e foi o melhor beijo de todos os tempos, um beijo com carinho e necessidade. Precisávamos uma da outra e eu estaria ali para ela quando ela precisasse e vi que ela também estaria ali...


Notas Finais


EEEEEEh elas voltaram! Para a nossa alegria! kkkkkk
Comente e até o proximo caps <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...