História Destinos Cruzados - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Homossexualismo, Lesbicas, Lgbt, Sexo
Exibições 96
Palavras 758
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Orange, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Ainnn gente tem capítulos que são tão fofinhos! Psé, esse é um deles!
Eu não sei se eu escrevo bem mas pelo menos me alegra e eu gosto de ler então espero que vocês gostem tambem!
Apreciem a fofura dessa Fer!

Capítulo 19 - Se explicando


Saímos do banheiro e a Angel estava fazendo café, mas eu ainda estava enjoada e perguntei pra baixinha se ela achava uma boa idéia eu encarar um café e ela disse que iria fazer um chá de limão pra mim porque era bom pra ressaca e que era pra eu tomar bastante água só e foi o que fiz. Peguei um copo d’agua e bebi tudo de uma vez, só ai percebi que realmente estava com sede. Peguei mais um e fui me sentar na mesa que estava arrumada com alguns pães, bolacha e o café que estava tão cheiroso mas não tomei, tive de recusar e minha linda fazia chá pra mim enquanto Angel já estava sentada tomando café.

-Você fica linda cozinhando – Disse pra ela e percebi que ela abriu um sorriso

-Para de ser boba. Acho que já esta ficando boa – Falou se virando pra mim e me repreendendo com os olhos por ter falado aquilo na presença de Rô e eu dei de ombros

Percebi que Angel estava sem graça então eu disse

-Estava só brincando, minha cabeça ainda esta explodindo

-Chá ‘cura ressaca’ saindo –Fer veio com o bule e colocou na xícara e me deu – Tem que tomar tudo amor

-Mais é ruim? – Falei fazendo manha

-Para de ser criança, aposto que a bebida era pior, agora toma logo e toma tudo –Ela me disse e parecia minha mãe

-Ta bom – Virei o liquido goela abaixo e fiz careta –Aiii estava sem açúcar amor

-Claro... Queria açúcar pra curar a ressaca? Pois bem agora come uma colher de açúcar porque eu deixei sem açúcar só pra você aprender mesmo – Ela ria e pegou uma colher de açúcar cheia

-É sério isso? Que maldade. Agora vai me fazer comer açúcar puro? – Falava indignada

-Sim! Sim! – Ela e Angel riam alto e eu não acreditava

Peguei a colher de sua mão e comi o açúcar todo de uma vez

-Agora esta doce demais                         

Elas Riram mais ainda

Terminamos de tomar o café , eu e Fer nos despedimos de Angel e a Fer pediu para deixar a moto lá e a Angel disse que não teria problemas.

Fer foi dirigindo até minha casa e quando paramos ela me beijou

-Seu pai deve estar preocupado, quer que eu entre? – Ela me perguntou e parecia preocupada comigo também

-Claro que eu quero que você entre meu amor – A beijei a testa – Você acha – A beijei a bochecha esquerda – Que eu – A beijei a bochecha direita – Vou deixar - A beijei o queixo – Você ir embora - A beijei o nariz – A pé – beijei seus lábios e mordi seus lábios inferiores e ela gemeu baixinho – E sozinha

-Aé e quem vai me levar embora? – Ela perguntou e eu sabia que ela não me deixaria dirigir naquele dia

-Meu pai mais é claro – Disse vitoriosa

-Não amor... Não vou incomodar seu pai... Não precisa... Vou de ônibus –Ela estava desesperada e na verdade estava com vergonha

A abracei

-Calma amor, eu vou junto e meu pai é legal e vai até te dar um premio por ter me tirado da rua hoje – Tentava acalmá-la - Vamos entrar amor

-Vamos

Saímos do carro e demos as mãos. Entramos em casa e meu pai estava sentado no sofá com ar preocupado no rosto e se levantou correndo quando me viu e me abraçou

-Filinha onde você estava? Fique tão preocupado quando não voltou pra casa ontem. Porque esta cheirando a álcool?

-Pois é acho que me esqueci de escovar os dentes.... Se acalme pai. Eu estou bem, mas vou explicar tudo. Agora vamos sentar, por favor.

Nos sentamos e eu o contei que tinha bebido demais no dia anterior e que acabei dormindo na rua e estava tudo bem graças a Angel e a Fer que me acharam e me ajudaram. Pedi desculpas por ter o feito passar por toda essa preocupação e disse que não iria acontecer novamente.

Meu pai me abraçou

-É bom mesmo que não faça de novo – Me soltou e olhou para Fer – E obrigado por ter cuidado de minha filha.

-Não fiz mais que minha obrigação. E ela é minha namorada, não poderia deixá-la por ai e espero que isso não se repita também –Ela se voltou pra mim – Amor eu preciso ir

Contei para o meu pai que ela estava sem moto e antes que eu pedisse ele já se ofereceu para levá-la.

Fomos no banco de trás do carro namorando e aproveitando a companhia uma da outra.

Era tão bom ficar perto dela.


Notas Finais


Ainnnn quero abraçar essa Fer, sério! kkkk
Esse caps eu gosto tanto, e digo pra vcs :Prepara que os próximos ficam melhores ainda!! Ou não!! kkkkkkk]
bj bj


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...