História Destinos Cruzados - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emma, Mills, Once, Regina, Swan, Swanqueen
Exibições 188
Palavras 1.241
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal!
Mais um capítulo pra vocês! Obrigada por todos os comentários e os favoritos!
Vamos ao encontro?
Espero que gostem!

Capítulo 6 - Capítulo 6


1 semana se passou, e naqueles dias Emma ignorou cada mensagem, ligação e presente que Killian lhe enviava. Durante todas as noites saiu com Ruby para beber e conversar, a amiga estava sendo muito importante naquele momento. Emma ainda sofria por Killian, mas estava decidida a deixá-lo em seu passado. Ela focava em seu trabalho durante o dia e estava muito ansiosa para cumprir seu novo contrato: O estúdio de Emma seri o responsável pela cobertura fotográfica do Congresso de Medicina. Aquele com certeza era um dos maiores trabalhos de sua carreira naquela pequena cidade. Ela e Ruby já estavam devidamente credenciadas e preparavam-se para partir rumo ao grande resort onde o evento aconteceria. 


- Animada? – Emma pergunta à amiga com um sorriso no rosto. 
- Não,  mas é aquele ditado né: vamos fazer o que? – deu de ombros fazendo a amiga rir. 
- C’mon Ruby, vai ser divertido! Pessoas novas são raras em Storybrooke. 
- Apenas interessante Em, divertido você já tá forçando... 
- Ok, mas trabalho é trabalho, então vamos logo que ainda temos que fotografar todo o espaço onde vai ser o evento. 

As duas partiram em direção ao resort, levando tudo o que necessitariam para aquele trabalho. 
 

No aeroporto de Boston Regina estava incrédula ao saber que dali pra frente seguiriam de carro. 


- Sério Zelena, que espécie de lugar é esse que sequer tem um aeroporto? – Zelena estava sentada sobre sua mala enquanto aguardavam o carro que as levaria à Storybrooke. 
- Eu te disse que era fim de mundo... 
- Sim, mas não imaginei que fosse tão no fim assim... Esse lugar é no cu do mundo! – Zelena gargalha. 
- Relax sis. – digitava no celular, sem sequer olhar a amiga. 
- Com quem você tanto fala nesse celular? – olha a amiga com uma interrogação na cabeça. 
- Sua irmã. – Regna revirou os olhos. 
- Ainda tá nessa? Olívia já te disse que gosta de homens e é só sua amiga... Conforme-se! 
- Só porque ela me deu o fora não quer dizer que tenho que desistir... A propósito, ela mandou dizer à você que sente saudade e que você é uma vaca por não avisar que chegamos bem. – Regina ri. 
- Tecnicamente não chegamos... Boston não é nosso destino final, antes fosse. – Zelena ri da amiga e continua a digitar. – Olha, nosso carro chegou. Vamos logo acabar com isso... 

As duas embarcam no carro preto que as levaria ao resort enquanto o motorista guarda as malas. Regina foi durante todo o caminho observando a paisagem, não podia negar, era uma bela paisagem. Zelena ainda teclava ao celular quando de repente gritou. 


- Really?! 
- O que foi? – Regina olhou para a amiga. Zelena lhe mostrou a tela de seu celular. 
- Sem sinal... – choramingou. 
- Ótimo, 1 semana no cu do mundo e incomunicáveis... – o motorista olhou Regina pelo retovisor e ela o fuzilou pelo mesmo fazendo o homem rapidamente desviar o olhar de volta a estrada. 

30 minutos de estrada depois, o carro finalmente parou em frente a uma grande construção próxima a praia. O motorista abriu a porta para que as duas amigas desembarcassem e lhes entregou suas malas. Regina e Zelena foram direto à recepção do resort fazer o check-in e pegar as malas. Enquanto Zelena pegava todas as informações locais, Regina andou pelo saguão observando o lugar, era realmente muito bonito. Todo o espaço era composto por vidro, que davam a impressão de uma imensidão sem fim. Do saguão Regina podia ver o grande restaurante, naquele momento composto apenas por garçons que arrumavam o local. Também era possível ver a área da piscina, e uma pequena estrutura que lhe pareceu ser um bar bem ao lado. Regina continuou a observar o salão e viu uma pequena tenda ao lado de uma grande porta de madeira, do lado oposto a recepção do resort. Na tenda, havia a placa “credenciamento” escrita em letras garrafais, e ao lado um grande painel com o logotipo co Congresso de Medicina daquele ano. Regina virou-se para caminhar em direção à Zelena quando sentiu-se chocar contra alguém. 


- Puta merda! – falou olhando a roupa suja de café. – Você não olha por onde anda não? 
- Desculpe, desculpe. Eu não te vi... me perdoe. 
- Pois devia prestar mais atenção. - Regina estava irritada, aquele era sua blusa favorita.
- Calma senhora, minha amiga já pediu desculpas. - Regina levantou os olhos para encarar as vozes . Uma morena de mechas vermelhas nos longos cabelos lhe olhava com os braços cruzados. Ao seu lado, uma loira tímida ainda estava agachada recolhendo alguns papéis. Regina observou aquela cena, girou nos calcanhares e saiu a passos largos em direção à Zelena no instante em que a loira se levantou.
- Credo! Que mulher mais mal humorada. - Ruby bufou ajudando a amiga com os papéis.
- Deixa pra lá Ruby. Temos que ir, logo logo vai começar o credenciamento e temos que estar a postos pras fotos. - Emma falou ja saindo na direção oposta a que Regina havia ido.
- Hey, Em. Você viu o monumento em que você esbarrou?
- Que? - Ruby sorriu. - Ruby! Era uma mulher, por Deus!
- E dai? Mulher, homem, tanto faz... Se souber fazer direitinho e me fizer chegar ao céu... - dá de ombros.
- Ruby! - Emma a olhava incrédula. - Você só pode ter enlouquecido...
- Ah Emma, c'mon, você já pegou mulher, não se faz de louca. - abraça a amiga pelos ombros, depois de colocar os papéis sobre uma mesa na entrada do grande salão de convenções.
- Chega! Chega desse assunto Ruby! - Emma já estava vermelha, e Ruby se segurava pra não rir.
- Você que sabe, mas ela era bem gostosa. - fala sussurrando no ouvido da amiga, que lhe dá um tapa no braço a fazendo rir. - Ok, ok, não tá mais aqui quem falou.
- Ótimo! Agora podemos trabalhar? - Emma fechou a cara e Ruby fingiu medo da amiga.


As duas voltaram a seus afazeres correndo para que tudo estivesse pronto quando o Congresso finalmente começasse.


Na recepção, Zelena se assustou ao ver a amiga se aproximar com a blusa toda suja de café.


- Sis! O que aconteceu?
- Uma mulher estúpida, que só pode ser cega, porque não olha por onde anda, quase me atropelou e derramou café em mim... - Regina estava vermelha de tanta raiva. Olhou pra trás a tempo de ver a loira com quem havia esbarrado se afastar com sua amiga. - Já comecei com o pé esquerdo nesse lugar.
- Relaxa sis. Olha, já fiz nosso checkin, você pode tomar um banho antes de irmos pro credenciamento. Temos que deixar as bagagens lá mesmo...


Regina apenas acena positivamente e vai com a amiga em direção ao elevador, precisava de um bom banho, seu corpo ja estava melado de café. Entraram no elevador e cada uma seguiu em direção ao seu quarto, lado a lado. Regina foi direto para o banho, precisava urgentemente. Após o mesmo escolheu a roupa que usaria aquele dia e foi em direção à sacada. A visão não era das melhores, concluiu. O que uma torre de relógio tinha de tão importante? "Belo ponto turístico", pensou. Ouviu batidas na porta e já sabia que era Zelena. Pegou seu telefone, documento , respirou fundo e partiu repetindo um mantra que já usava a alguns dias: "Calma Regina, é só uma semana"...
 


Notas Finais


É isso gente!
Até o próximo capítulo!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...