História Destinos Cruzados - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jogos Vorazes (The Hunger Games)
Personagens Annie Cresta, Finnick Odair, Gale Hawthorne, Johanna Mason, Katniss Everdeen, Peeta Mellark
Tags Everllark, Hentai, Jogos Vorazes, Katniss Everdeen, Peeta Mellark, Peetniss, Romance
Visualizações 150
Palavras 3.273
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei com mais uma Peetniss minhas amoras, quanta saudade de escrever sobre meus amores , eu dedico essa fic especialmente a Clarinha Chagas ( Lady_Fox) e todas as minhas best do grupo de Divulgação de fanfics , Rafa, Ivy, Fran, Lu paiva, SAbrina, Leo Miranda, Letii, Isa, Mile, Viih, Debb, Dai, Thay e todas . Espero que gostem e que possam me acompanhar nessa nova aventura. DEixem seus comentários ,

Capítulo 1 - Reino de Craston


Fanfic / Fanfiction Destinos Cruzados - Capítulo 1 - Reino de Craston

" Era uma vez em um reino não muito distante, um reino rico e feliz regido por um rei aclamado pelo seu povo conhecido por ser generoso e guerreiro , Rei Roberth II era casado com a rainha Micélia , eles se conheceram ainda jovens pois o pai de Roberth , Roberth I morreu quando ele tinha apenas 16 anos fazendo assim ele o rei mais jovem da sua dinastia ,casou-se aos 17 anos com a escolhida de seu pai e desde então vem governando com muita destreza e respeito . Pouco antes de completar 18 anos nasceu seu filho o príncipe Peeta , devido a complicações durante o parto a jovem rainha não poderia mais gerar outros herdeiros , mas isso não à impediu de tentar , quando Peeta tinha apenas seis anos sua mãe morreu logo após o nascimento de seu irmão Rye , coube então ao rei cuidar sozinho de seus dois filhos e assim o fez, ele dedicou sua vida a cuidar dos filhos e do seu reino e nunca mais voltou a se casar pois guardou seu amor apenas para a única mulher a quem de fato seu coração pertenceu.

17 anos depois os Reis Roberth e Haymitch resolveram se encontrar para comemorar a aniversário da grande batalha contra Valerianus Snow.  Cabendo então a Peeta a cuidar do Reino enquanto seu pai está fora...

                                                POV. Peeta

A cavalaria estava pronta e armada esperando apenas para o príncipe Peeta juntar-se à eles para uma vistoria na muralha de Alexandria , como era chamada a grande muralha que fazia a proteção de todo o reino .

- Finnick onde é que estás aquele idiota ? -Disse Marvel visivelmente incomodado   com as amarras do elmo que machucava seu queixo

- Eu posso imaginar onde ele deva está, fiquei aqui com todos enquanto eu o trago , nem que para isso eu tenha que trazê-lo apenas de ceroulas . – disse Finnick segurando o riso com Marvel

- Duvido muito que onde ele está , que esteja usando ceroulas .

Finnick cansado de dar desculpas aos seus soldados desceu do seu cavalo e foi procurar o príncipe , e não foi difícil de se imaginar onde ele estaria, ele seguiu direto para o quarto dele e abriu as portas sem nem precisar se anuncia , e como imaginava encontrou o amigo dormindo com uma dama ao seu lado que tinha apenas um fino lenço cobrindo suas partes. Mesmo sabendo de quem se tratava , Finnick pigarreou esperando que o amigo acordasse , não tendo sucesso ele o fez o novamente só que bem mais alto , quase soou ridículo a maneira como fez .

- Oh por céus , o que queres aqui tão cedo Finnick ? – Perguntou o príncipe cobrindo sua cabeça com travesseiro , a jovem Delly que ao seu lado ,rapidamente se assustou ao ver que não estavam mais sozinhos e pegou as cobertas e se cobria tentando inutilmente esconder-se

- Fala sério Delly, achas mesmo que já não vi o que tentas inutilmente tapar. –disse Finnick já acostumado a ver a “donzela “ com amigo, Delly era filha da governanta do palácio , não muito mais nova que Peeta, sempre foi apaixonada pelo príncipe e usa de sua beleza e sensualidade na tentativa de laçar o príncipe e se tornar monarca .

- Vá se ferrar Finnick. –ela sai rumo ao banheiro deixando apenas os dois ali

- Oh seu  príncipe “ de meia- tigela “, tem um exercito lá fora esperando por vossa alteza. – Finnick diz tirando o travesseiro do rosto do amigo

- Do que adianta ser o príncipe se nem ao menos posso dormir em paz.

- Reclamas com teu pai, mas agora temos que ir .

- Não iríamos apenas com o nascer do dia ? –Pergunta Peeta finalmente se sentando na cama

- Primeiro cobres tuas partes pois não sou obrigado a ver tuas coisas, segundo o dia já amanheceu faz tempo, vossa alteza é que perdeu o horário.

- Caramba , meu pai vai me matar.

- Ele terá que entrar na fila, estarás morto antes mesmo dele chegar se não for agora para fora.

- Diga à todos que estou indo ,vou apenas me vestir.

Peeta diz porém  Finnick conhece o amigo bem o suficiente para saber que ele ainda quer se divertir com a jovem em seu banheiro

- Eu mesmo lhe escoltarei alteza.

Peeta sorrir com a atitude do amigo.

- Devias me respeitar , afinal sou o rei interino .

- Vai se catar rei interino , veste-se logo ou eu mesmo lhe arrasto porta à fora apenas enrolado no lençol.

Peeta e Finnick eram amigos desde sempre , apesar de Finnick ser dois anos mais velho que ele , eles era melhores amigos mesmo antes Finn se tornar capitão da guarda real , assumindo o posto que anteriormente pertencia ao seu pai. Peeta logo põe sua roupa e vai saindo com o amigo .

- Seu pai lhe mataria se tivesse pego você com a Delly de novo.

Finnick alertava o amigo pela milésima vez, já que não era a primeira  vez em que ele fora pego em uma situação embaraçosa com a jovem.

- Sabia que ele não estava , nem me preocupei.

- E se Pércita tivesse visto você com a filha dela?

- Aí sim seria problema.

Eles finalmente chegaram onde a guarda os aguardavam , já passavam das sete da manhã e o sol incomodava bastante

- Finalmente a princesa chegou . –disse Marvel  que já estava cansado de ficar sentando. – Meu traseiro já adormeceu de tanto ficar aqui nessa sela . Peeta riu discretamente

- Desculpem minha demora, não conhecia encontrar minha espada.

Logo todos seguiam para inspecionar aos arredores da muralha , Peeta , Finnick e Marvel iam na frente coordenando os grupos.

- Então quem era a donzela dessa vez? - Marvel perguntou 

- Adivinha? – Disse Finnick como se fosse óbvio.

- Delly? Cara, você sabe que ela espera que vocês fiquem juntos né, como um casal de verdade.

- Não sei do que vocês estão falando, ela sabe que não tenho pretensão nenhuma em ter compromisso com ela , ou com ninguém e ela sabe disso, se fossem assim nem ficaria com ela. – Peeta diz aos amigos ,  ele não tinha a intensão de namorar ou casar com ninguém tão cedo , mesmo seu pai já tendo lhe avisado que escolheria uma pretendente em breve.

- Até parece. – Finnick diz

Depois de algumas horas olhando tudo eles fazem uma parada próximo a um lago , enquanto alguns homens se refrescavam a beira do lago Peeta e Marvel tiravam as selas dos cavalos para que eles também pudessem descansar , porém ele reparou que alguma estava estranha

- Algum problema? –perguntou Marvel vendo o amigo analisando a terra com cuidado,

- Tem algumas pegadas por aqui.

- Deve ser de algum camponês .

- Não tão próximo assim da muralha, eles sabem que é perigoso .  –Peeta  diz baixando seu tom de voz. – Marvel vai até o Finnick sem movimentos bruscos e diz pra eles ficarem de prontidão.

- Peeta isso não faz sentido.

- Marvel cala a boca e vai agora. –Ele diz suspeitando o que viria a seguir, Finnick que estava à apenas a alguns metros de distância manteve seu rosto impassível , porém discretamente ele pegou sua espada  , fazendo esse movimento todos os guardas entenderam seu recado e do nada Peeta começou a ser atacado , vários homens camuflados entre as árvores armados apareceram .

- Emboscada. –gritou Peeta, assim todos os guardas formaram um circulo em volta de si afim de proteger todos os lados, Peeta era habilidoso em combate corpo a corpo , foi ferido no braço mas não deixou de lutar , conseguiu matar seu agressor e logo se juntou aos outros , alguns guardas estavam gravemente feridos assim como alguns dos homens que os atacaram , depois de uma luta difícil os bandidos fugiram pulando por uma parte mais baixa e danificada da muralha provavelmente por eles mesmo , deixando para trás vários corpos dos seus , nenhum guarda foi morto no entanto alguns estavam bem machucados e precisavam de atendimento rápido ,

- Peeta temos que ir, não sabemos se foram chamar reforços e ficaríamos em desvantagem , e precisamos levar os homens para o hospital. –Finnick disse ao amigo analisando os ferimentos dos companheiros.

- Tem razão , mas primeiro temos que saber quem são esse homens que nos atacaram. –Peeta se abaixa para tirar a mascara que usava uns dos homens mortos, ele não reconheceu seu rosto, porém  sabia o que significava a tatuagem em seu pescoço, assim como Marvel .

- Ele é membro da liga do mercenário Snow. – Marvel diz.  – Temos que manda-los para do outro lado da muralha, será um risco deixa-los aqui e caso  os outros voltarem para recuperar seus corpos .

- Concordo, abram o portão da muralha e levem eles apenas a um quilometro daqui, Finnick , Marvel , Brutus , Tresh e Anum  vocês vem comigo , o restante levem os feridos para o hospital.

- É um risco entramos em território desconhecido sem todos. – Finnick diz

- Eles não voltarão por enquanto , e temos que usar essa vantagem, vamos logo não quero ter que ficar na floresta até ao anoitecer.

Sendo assim , uma parte da guarda voltou para a vila do reino para cuidar dos soldados ferido e a outra acompanhou Peeta para fora da muralha , um território perigoso no momento, pois eles não sabiam se tinha mais algum bandido do lado de fora. Mas eles não podiam correr o risco deles voltem para as terras do reino , os grandes portões da muralha são abertos e com olhos atentos eles saem para deixar os corpos do bandidos mortos em outro lugar para garantir que ninguém volte para o reino.

Depois de 40 minutos cavalgando , Peeta decidiu que a pequena clareira onde estavam era o local ideal para deixar os corpos dos 5 caras , ele faz sinal para que todos parem .

- Acho que aqui já está bom. – ele diz e todos seguem sua ordem, um dos soldados apenas larga um corpo no chão

- Pronto , podemos ir. –diz Anum e Peeta desce do seu cavalo e vai até ele

- Tenha mais respeito com os mortos , não é porque este individuo não pertence ao nosso povo que mereça ser desrespeitado .

- Mas eles nos atacaram e machucaram os nossos.

- Nunca ouviu a frase “ todas as dívidas de um homem são quitadas após sua morte” , então , não importa qual se crime ele já foi sentenciado, Anum , todos nós quando morrermos iremos para o mesmo lugar , todos seremos comidos pela terra, ou achas que por que sou monarca irei me transformar em ouro .

- Desculpe alteza não foi minha intenção ser desrespeitoso. – Visivelmente envergonhado o cavaleiro recolhe o corpo e coloca onde os outros estavam.

- Peeta acho que devemos ir ou vamos ficar aqui ao anoitecer, e garanto que não será uma noite divertida.

- Claro, vamos sair daqui o mais rápido possível . – Logo todos cavalgam de volta para o reino , Peeta não pode deixar de reparar em todas as marcas que estavam talhadas nas árvores ,sinal de que aquelas terras pertencia a tribo Tulu, quer dizer que não atacarão se não forem atacados, mas ainda assim não queria ficar por muito tempo em suas terras. A viagem foi longa , quando chegamos em Craston  a lua já brilhava e antes de voltar para o castelo foi ao hospital ver seus amigos feridos , ficou surpreso ao ver que dos 6 apenas 2 ainda continuavam hospitalizados , Finnick e Marvel lhe acompanhavam.

- Que tal irmos à taberna agora, comemorar a surra que demos naqueles bandidos? –Finnick convidou

- Sabes que nunca dispenso uma boa comemoração .

- Então vamos beber.

Eles seguiram para a taberna e como esperavam  os soldados todos estavam lá ,até alguns que ainda estavam com ataduras  e pontos , eles cantavam e brindavam ,alguns tinham garotas em seus colos e falavam alto.

- Um viva para o príncipe. – gritou alguém

- VIVA. –o grupo gritou, e uma das moças que trabalha na taberna veio com uma taça de vinho e sentou-se em colo.

- Desejas um tratamento real hoje alteza? –Peeta sabia do que se tratava , era comum que as moças se insinuassem para ele , principalmente as moças da taberna que já tinham a fama de serem fáceis , na verdade ninguém se importava pois já sabia que se trabalhassem ali era porque tinha vida  “fácil” .

- Com toda certeza “ me lady” . –A moça logo tratou de arrasta-lo para um dos quartos , e claro que a noite foi bem proveitosa , Peeta não dormia fora de casa , sempre teve isso como regra , pois mesmo que os afazeres reais lhe tomassem  quase que seu tempo inteiro , não gostava de deixar o irmão sozinho. Ele já estava de saída e como sempre deixa algum dinheiro para a moça,

- Não precisas me deixar dinheiro sempre alteza, sua companhia é sempre agradável. – ela diz e Peeta vai até ela que ainda estava nua na cama ,

- Me Lady , suas curvas sempre me alegram e também és um deleite para meu ego, mas sei que precisas do dinheiro , imagino que não queres viver tua vida servindo mesas . –ele diz tentando não ofende-la, ele jamais desrespeitaria uma dama , menos ainda uma que já deve ter tido uma vida tão difícil.

- Voltas em breve?

- Sabes que sempre volto, agora podes dormir e descansar , você merece. –ele deposita um casto beijo em suas mãos, e assim ele se vai.

Como de costume Finnick que já estava bêbado acompanhou o amigo , ao chegar ao castelo como sempre a primeira parada é sempre no quarto do irmão. Peeta abre a porta com cuidado mas observa que o irmão não está em seu leito, porém não se surpreende ao ver o menino de onze anos sentando em sua escrivaninha lendo a bíblia .

- Devias estar dormindo. –Peeta diz ao jovem

- E você também. – ele responde rindo

- Então estamos os dois quebrando regras.

- No meu caso essa seria a primeira vez , vossa no entanto é apenas mais uma para sua grande lista. –Peeta sabia que o desejo de irmão em ser padre, ele mostrou vocação desde cedo , o rei no começo até pensou ser apenas uma fase , mas com o tempo até gostou da ideia , pois era uma honra ter alguém do clero (igreja) na família.

- Então acho que deves ir dormir , um garoto da sua idade precisa descansar para crescer forte e saudável . –Peeta escolta o irmão até sua cama e lhe cobre

- Peeta achas que o papai vai permitir que eu abdique ao trono para servir a Deus?

- Se este for seu desejo , sim, ele apenas nos deseja o bem , e esta sempre    fazendo o que acha melhor para nós, agora durma. – ele sai do quarto do irmão e vai para seus aposentos e como ele esperava Delly já estava ali

- Onde é que estavas até essas horas? –ela pergunta visivelmente irritada

- Não me recordo de ser minha mãe ou minha esposa para lhe dar satisfação, e devias pensar melhor a maneira como se dirige à mim, ainda sou o príncipe e por isso seu patrão. –Peeta detestava cobranças sejam elas de quem quer que seja, até mesmo de seu pai.

- Perdoe-me alteza , mas estava preocupada , soube que tinha se machucado durante a patrulha na muralha, achei que queria descansar então vim para lhe fazer companhia , pensei em lhe fazer uma massagem. –Delly sabia como usar seu corpo para seduzir um homem, e ela sabia como ele é fraco para seus atributos , ela estava apenas usando um robe de fino deixando bem visível corpo , mesmo sem qualquer palavra de Peeta , ela começa a despi-lo gentilmente e guia-lo até a banheira.

- Delly você devia voltar para seu quarto, em algum momento sua mãe irá nos surpreender aqui, e não quero ter que ouvir outro sermão sobre responsabilidade .

- Não se preocupe , ela nem percebe quando saio do quarto.

- Há muitos empregados no castelo , algum dia alguém verá você aqui e não será agradável para ambos, sabes bem o que meu pai acha disso . –Peeta diz enquanto a garota passa a esponja por seus braços

- Então talvez deveríamos parar  de nos encontrar às escondidas. –ele sabia onde essa conversa ia chegar

- Delly sabes que jamais tive a intensão de desposar a ti ou qualquer outra .

- Mas logo fará 18 anos , e seu pai comentou com minha mãe que está a procura de uma noiva para ti , se até lá você não tiver escolhido de bom grado.

- Ouço este papo desde os meus 16 anos, ele sabe que não irei me casar agora, quero apenas curtir minha juventude  .

- Estava imaginando que, em vez de casar com uma total estranha porque não casa com alguém de quem você realmente goste da companhia e já conhece tudo o que você gosta. –Ela insistia, mesmo usando um tom ameno as intenções dela eram ferozes , Delly não tinha a intensão de passar a vida como criada do palácio e via o jovem príncipe como sua saída da pobreza.

- Onde queres chegar com isso ? – ele pergunta e Delly tira o robe que usava e entra na banheira completamente nua .

- Pensei que eu poderia ser sua escolhida, afinal sempre foste meu amado e a ti dei minha pureza. – ela diz beijando ele

- Sabes que só fiquei contigo porque havias me dito que já tinha tido outro antes de mim , se soubesse que seria eu o teu primeiro teria resguardado sua castidade.

- Dei a ti porque te amo, e não me arrependo.

- Delly , sabes melhor que ninguém que não serei um bom marido, gosto da minha liberdade e gosto de me divertir.

- Diversão para ti é estar com outras meretrizes do reino, quando tem uma que apenas se guarda para ti .

- Direi apenas uma vez e espero que entenda, se queres continuar a me visitar em meu leito , terá que parar de falar essas asneiras, eu não vou me casar, Delly és uma guria inteligente sempre soube que nossa relação era carnal, e nunca havias me cobrado tal coisa , então  acho melhor que essa noite vá dormir em seus aposentos. –Peeta estava cansado daquele papo ,não via como  aquilo terminar bem, ele sempre deixou claro que aquilo era apenas diversão, mesmo tendo tentado encerrar aquilo que eles não tinham por diversas vezes, mas Delly era uma jovem muito bonita , porém Peeta nunca foi capaz de negar seu desejo por ela , e ela sabia bem disso .

- Durmo melhor com você ao meu lado .

- Então vamos dormir, em silêncio de preferência, tive um dia agitado hoje e gostaria de uma boa noite de sono.

- Como quiser meu príncipe. –ela sabia que o assunto ainda não estava encerrado,  ela teria o que queria de qualquer maneira , ela tinha esperança de fazer Peeta mudar de ideia  .

Peeta imerso em seus sonhos nem imagina o que o destino esteja lhe preparando .


Notas Finais


Entãooooooo por favorrrr digam o que estão achando


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...