História Destinos Cruzados -RUGGAROL - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Tags Gravidez, Sexo
Visualizações 34
Palavras 1.917
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olaaaa amores... demorei né ?! Eu sei, eu sei... mas aqui estou eu

Eu vou tentar definir dias para postar. É bem melhor.

Boa leituraaaa 😘😘😘

Capítulo 6 - Capítulo 5: Sucesso no trabalho


Fanfic / Fanfiction Destinos Cruzados -RUGGAROL - Capítulo 6 - Capítulo 5: Sucesso no trabalho

Narração Karol 

Acordo com meu despertador alarmando em meus ouvidos. Oh Deus... que vontade de tacar esse negocio na parede. Me levanto Ainda sonolenta e vou em direção á cama da minha pequena Sol. Ela dormi tranquilamente. Eu mexo em seus cabelos na intenção de acorda-la e aos poucos ela vai abrindo os olhinhos.

- Bom dia , minha pequena. -Digo e lhe dou um beijo na testa. 

- Mamãe. -Ela fala , esfregando os olhos.

- Vamos. Eu vou te arrumar. Você tem creche hoje. 

Eu a tiro da cama. E a arrumo. Ela fica linda com o uniforme da creche, seus poucos fios de cabelos loiros estão presos em um pequeno rabo de cavalo com um lindo e delicado laço azul, e seu rosto está enfeitado com um lindo sorriso. 

Depois disso , eu tomo um banho , faço minhas higienes e me arrumo adequadamente. Até porque hoje é oficialmente meu primeiro dia no trabalho. Eu visto uma saia preta colada, ela vai até meu joelho. Uma blusa de manga longa , com um detalhe parecido com uma gravata , só que em forma de laço (Foto da capa).

Nós duas estamos prontas e saímos em direção á sala. Apenas Carolina está sentada na mesa , tomando seu sempre café preto. 

- Bom dia , Amiga. -Eu digo e ela levanta seu olhar pra mim. Sua boca se abri. 

- Uau. Tá uma verdadeira secretaria. Secretaria gostosa diga-se de passagem. -Ela fala e eu caio na risada. 

- Onde está a minha loira favorita ? -Falei me referindo a Valentina. 

- Tô aqui mamãe. -Eu e Caro olhamos pra Sol , que está sentada na mesa comendo um pedaço de bolo, e rimos. 

- Então vou corrigir. Onde está minha segunda loira favorita ? 

- Aquela ali acordou parecendo um furacão. Ela conseguiu aquela sessão de fotos que tanto queria. Saiu bem cedinho.  

- Não creio. Isso sim é um milagre -Nos rimos. 

- Exato. Mas agora a Senhorita vai trabalhar , e eu vou levar nossa Solzinha pra creche. Cuida , cuida , cuida. -Ela diz me virando em direção à porta e dando tampinhas na minha bunda. 

- Calma. - Eu digo e corro em direção á minha filha - Filha , mamãe já vai. Se cuida e se comporta. Te amo viu. -Lhe dou um beijo e escuto um "Também" saindo da sua boca. 

Pego minha bolsa e me despeço da Caro. Sigo meu caminho em direção a empresa. Durante os minutos que se passam penso no quão difícil vai ser enfrentar o "Sr irritante/ignorante/controlador Pasquarelli". 
Meu chefinho não é uma das pessoas mais simpáticas que conheço, mas sei que vou conseguir lhe dar com ele. Não vou desistir tão fácil. 

Acordo dos meus desvaneios quando percebo que estou em frente à empresa. Entro e vou direto para o último andar. Olho meu relógio e estou no horário certo. Como a loira da recepção me indicou. Uma hora antes pra arrumar meu local de trabalho. 

As portas do elevador se abrem e eu vejo a mesma loira vindo até mim com um sorriso no rosto. 

- Bom esquecemos de nós apresentar. Eu sou Chiara e sou a assistente do Agustín. Eu fico nesse mesmo andar que você. Só que sua sala é ali - Ela diz e aponta pra uma porta - Aqui estão as chaves. Você tem mais ou menos uma hora pra arrumar suas coisas. Deixei uma pasta com todas as informação que precisa saber e também tudo que tem que fazer por hoje.

- Obrigado Chia. Posso chamar assim né ? Bom , eu gostaria de saber o horário que meu chefe , o Senhor Pasquarelli , chega. 

- Ele chega às nove. Boa sorte. 

Eu aceno pra ela e sigo pra minha sala. Uau uma sala só pra mim. Abro a porta com a delicada chave dourada e entro.  É um compartimento grande e bonito. Tem uma mesa central e uma cadeira atras. Na mesa tem um computador , telefone, papéis e outras coisas 

No canto tem algumas poltronas. Pra que essa sala chique pra mim, uma simples secretaria ? Isso é o que me pergunto. Vejo uma caixa no canto e me recordo de ser meus objetos. 

Depois de ajeitar tudo, estudar sobre a empresa, meu chefe , os funcionários e mais. Eu vejo tudo o que tenho que fazer. 

Marcar reunião, ligar pros sócios de Cancún , verificar os fornecimentos nas lojas, fazer planilhas... Santo Deus , tanta coisa. Olho no meu relógio e vejo que são 09:30. Ótimo , meu chefe já chegou. 
 

Eu começo a fazer meus trabalhos e não me dou conta que o tempo passou tão rápido. Eu me saí incrivelmente bem, para quem não tem experiência. As coisas até agora não estão tão difíceis. Chiara me ajudou muito e já somos amigas. 

Quando vejo já são 12:45. Bom , muito bom. Faltam quinze minutos para meu horário de almoço. Estou faminta. O telefone fixo toca.

- Quero você na minha sala. Agora. - Aquela voz rouca soa através da linha. Seu tom é frio e grosso. 

- É o..ok - Gaguejo um pouco. 

O telefone desliga. Eu não vou deixar ele me intimidar , não vou mesmo. Eu posso ser mais que isso. 

Me apresso e chego em frente a sua porta. Bato duas vezes e entro. 

- Com licença , Sr Pasquarelli. Em que posso ajudar ? 

- Sente-se. - Ele aponta pra uma cadeira. 

Ele está divino no seu tenho. Olhar de empresário. Sua postura totalmente reta e sua expressão séria. Oh merda... o que eu fiz ? Eu me sento na cadeira um pouco relutante. 

Ele está apoiado com os dois braços na mesa e está me observando. Ele me olha de cima a baixo. Eu coro sobre seu olho. 

- Recebi informações de que está indo muito bem no seu trabalho. 

- Meu objetivo é agradar , Sr Pasquarelli. - Falo olhando diretamente nos seus olhos. Uma junção do verde com o castanho que é estranhamente perfeita. Depois de alguns segundos em silêncio ele fala. 

- Ótimo. Mas não sei se é tão boa assim. Acho que não vai durar muito tempo. -Ele diz. 

O que ? Ele está me provocando ? Ou me desafiando ? Ah, Sr Pasquarelli... se eu fosse o senhor não faria isso. 

- Ligou para os sócios ? -Ele diz novamente. 

- Eles estão a par de tudo. 

- Marcou as reuniões ? 

- Duas reuniões. Umas às 15:00 e a outra às 18:00. -Digo firmemente. 

- Verificou os fornecimentos nas lojas ? 

- As lojas estão em perfeita condição. As daqui de Buenos Aires , loja 01 está com as vendas em cima. Loja 02 está com os caixas lotados. E loja 03 está subindo o nível rapidamente , assim como a 04 e 05. -Eu digo. Ele olha pra mim e arqueia uma sobrancelha. Acho que ele está surpreso. Isso é bom. Minha deusa interior da pulinhos de alegria e marca no placar. Karol um e Ruggero zero. 

- Planilhas ? 

- Todas feitas. Enviei as cópias para o e-mail do Senhor. Para que não precisasse imprimir , assim o senhor avaliava melhor e me dizia se tem algum erro. 

Ele abri a boca pra falar algo mas logo fecha. Direciona seu olhar para o computador e mexe por um instante. E minha deusa se manifesta novamente "toma essa chefinho"

- Ótimo. Só isso. 

- Com licença, senhor. -Digo e me retiro.

Quando volto pra minha sala , me sento na minha cadeira aliviada. Ele parecia surpreso, acho que não esperava isso de mim. 

Vou para meu almoço com minha parceira de trabalho. Depois do horário dado eu volto ao trabalho. Uma ligação. Telefone da empresa. Opa ... meu chefe. 

- Sim , Senhor ? 

- As planilhas estão bem feitas. Ponto positivo pra você. 

Eu dou um sorriso vitorioso. 

- Obrigada, Senhor. 

Ele desliga. 

Depois do meu dia cansativo. Termino meu horário de trabalho e vou para minha casa. 


Narração Ruggero

Droga. A minha secretária é linda , inteligente , faz seu trabalho divinamente bem e Ainda é gostosa pra caralho. 

Se concentra , Ruggero. Ela é boa , mas quero mais. Muito mais. Ela naquela saia estava muito gostosa. Me segurei pra não fode-la aqui mesmo em cima da mesa. 

Ela fez em apenas um dia,  trabalho que minha outra secretaria levou um mês. 

Meu dia foi cheio e cansativo. Termino tudo e vou direto pra casa. 

Ao chegar em casa , vejo Mike e Agus em frente á minha porta. 

- Resolveram pedir esmola em frente á minha casa é ? 

- Hahahaha engraçado você né ? Ao que se deve esse bom humor ? -Mike fala. 

- Acho que é há uma secretaria gostosa que acabou de ser contratada. -Agus fala e eu reviro os olhos. 

- Parem de falar merda vocês dois. 

- Ah , vai dizer que ela não é gostosa. - Agus diz 

- Sim, ela é uma tremenda gostosa. Mas ainda assim é minha secretária. 

Entramos em casa e me jogo no imenso sofá. 

- Bom , nós viemos aqui te convidar pra sair. -Mike fala e olha pra Agus 

- É isso mesmo. Você não sai , só fica no escritório. Tá bom de mudar isso não acha ? - Agus completa a fala de mike. 

- Não. -Digo secamente. 

- Ah ... Rugg você precisa sair. Vamos , vai ser bom. 

Depois de muito eles insistirem eu acabo cedendo. 

- Pra onde vamos ? 

- "Jam&Roller" uma boate que abriu. Ela é nova. 

- Ok .. agora vou me arrumar. 

 

Narração Karol 

Chego em casa e  dou de cara com Valu e Caro fazendo cosquinhas na Sol, enquanto minha filha ri abertamente. 

- Começaram uma festa sem mim ? 

- Festa vamos ter jaja -Valu diz e vem me abraçar. 

- Como assim ? 

- Vamos sair hoje. -Ela diz dando de ombros. 

- Ah ... boa festa pra vocês. -Digo e vou em direção á Sol- Oi minha princesa -Ela me dá um doce beijo no nariz. 

- Nada disso senhorita Sevilla. Você vai também. -Caro diz 

- Não meninas. Não tenho com quem deixar a Sol. E estou muito cansada. 

- Nós resolvemos isso. A nossa vizinha é baba e vai ficar com ela. - Diz vale é vai até a cozinha pegar um copo de água. 

- Não sei, acho que não meninas. 

- Isso não é um pedido. É uma ordem. -Valu diz novamente - Qual é nunca pedi nada pra vocês. Vamos , vai ser legal. 

- Ah é ? E as respostas das provas ? -Caro diz divertida. 

- E às vezes pra limpar sua barra porque você quer ficar com um boy. -Eu completo. 

- E o meu lacinho que a senhora pediu e não devolveu. -Sol lança , surpreendendo a nos três. 

Nós rimos. 

- Até você Sol. Tudo bem , são tudo verdade. Mas isso não muda. Vamos ? 

- Mamãe vai brincar com as titias -Sol diz novamente. 

- Ok ok ok... eu vou. 

As três comemoram , e nós brincamos de guerra de almofada. A baba vem ficar com Sol. 

- Meninas aonde vamos ? -Eu pergunto. 

- Uma boate nova. Jam&Roller, abriu um dia desse. 

Conversamos muito enquanto nos arrumamos. Sinto que algo novo vai acontecer. É como se fosse um aviso que minha vida vai mudar. Deixo esses pensamentos de lado e volto a me arrumar. 

(...) 

 


Notas Finais


Então anjinhos ? Gostaram ? Espero que sim ... beijosss 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...