História Destinos do Coração - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Romance
Exibições 1
Palavras 959
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Estamos de volta

Capítulo 6 - A Fuga



                Os dois dias que se passara, transcorreram tranqüilos, com Alexander e Robert fora ou trancados no escritório. Agatha com Margarythe arrumando os últimos detalhes do baile. Alexander não mais ficara a sós com Agatha trocando apenas sorrisos e comprimentos discretos com ela, que permanecia a mesma, pelo menos por fora, por dentro ela enfrentava um turbilhão de sensações cada vez que ele a olhava. Não sabia que o que acontecia consigo, sabia que algo em seu peito queimava como uma chama em brasa, só não sabia o que era. Odiava Alexander por lhe fazer sentir assim e se odiava por se permitir sentir isso.

                Na manhã anterior da noite do baile Agatha fora ao vilarejo comprar uns perfumes e óleos de banhos, ela mesma gostava de comprar seus óleos e perfumes. Ficara sabendo que mais um aldeão fora atacado por um lobo nas redondezas dos bosques que cercam a aldeia. Estava ficando mais freqüentes esses ataques e calculava que seu pai saia todas as tarde para resolver esses problemas antes do baile. Ao sair do antiquário se deparou com o Sr. Sherwood que ao lhe ver fez uma reverencia exagerada. Ele era um senhor de aproximadamente 50 anos baixo, meio gordo com cabelos grisalhos escondidos atrás de uma peruca preta para esconder sua idade. Agatha o achava repugnante, odiava como ele a cercava e odiava saber que o que ele queria mesmo era o seu dote e as terras de seu pai, que um dia fora de sua amada mãe.

- Bom dia my Lady! –Disse-lhe isso e lhe entregou um lindo boque com duas dúzias de rosas vermelhas – É para você senhorita, a mais bela dessa região...

- Oh Harry! Digo Bom Dia meu Lorde. – Agatha se assustou ao vê-lo lhe dar um boque de rosas vermelhas – obrigada é lindo.

- Pra senhorita apenas um presentinho humilde de minhas estufas minha cara – Harry queria apenas se certificar que Alexander ficaria furioso, se o visse cortejar sua noiva. Sentia um ódio profundo dos Dowton e dos Cartyllo, pelo que eles lhe fizeram no passado.

- Oh Obrigada mais uma vez Sr. Sherwood – Agatha sentia seu rosto arder em brasa ao imaginar a cara de Alexander ao saber que ganhara aquelas rosa de sir Harry Piter Sherwood. – Não sei se devo aceitar, papai e Alexander irão me matar, mais Alexander e...

- Vai recusar um presente meu, minha Agatha? – Harry sabia que Agatha não queria se casar com Alexander, e usou de seu veneno para envenenar-lhe a mente ainda mais, soubera que noite passada Alexander saíra e que com certeza ela não sabia onde ele fora, então resolveu envenenar a mente de sua noivinha.

- Não sir Harry, apenas que...

- Não aceito não minha cara. – Interrompera Harry pronto pra usar seu veneno. – Alexander não pode se queixar, se você é tão bela e recebe presentes de admiradores no vilarejo, afinal ontem à noite, ele veio ao vilarejo de meus domicílios, para se encontrar com Scarletty Rose Samatym.

- Scarletty? Mas quem é? E por que em seus domínios meu Lorde? – Agatha estava confusa

- Sim minha cara! Sinto muito. Scarletty é uma beldade em meu vilarejo, uma bela dama. – Harry notou que Agatha prendera a respiração, e notando o ar de interrogação da jovem revolveu esclarecer suas suspeitas. – Uma Dama da Noite, meu anjo. Dizem que ele é ótima no faz, eu mesmo a contrato para entreter meus convidados minha dama.

                Ela não podia acreditar no que ouvia, era impossível, o baile de noivado seria na noite seguinte e ele passara a noite com uma Dama da Noite. Harry só podia estar blefando não era verdade. Lágrimas ameaçavam escapar-lhe dos olhos, seus sentimentos se misturavam amor, ódio e desejo.

-Você esta mentindo Harry! – Agatha gritava com ele o que fez todos do vilarejo voltar seus olhares para eles. – Você não suporta a idéia que eu me case com Alexander. Você quer casar-se comigo para ter minhas terras as terras de Amália que deveria ter sido suas.

- Isso me ofende meu bem! Não estou a lhe mentir meu anjo.  – Ele voltou o olhar a uma mulher vestida vulgarmente de vermelho, com os seios prestes a saltar do decote, um resto em formato de coração e olhos azuis. – Scarletty meu bem venha aqui e conte onde sir Alexander de Cartyllo passou a noite?

- Meu caro Harry isso é crueldade com a noiva do rapaz. – Scarletty ria uma risada vulgar, e jogava sua linda cabeleira loura para trás, olhou bem fundo nos olhos de Agatha. – Meu bem seu noivinho passou a noite comigo. 

- Impossível, ele passou com meu pai cuidando dos ataques aos lobos. – Agatha ainda estava em choque. – E o que você está fazendo aqui sua prostituta, em meus domínios? Vou mandar mata-la...

- Aí! Meu bem não precisa tanto, adoro vir aqui trocar informações com a casa de madame Burfly. Mas antes que você me mate quero lhe dizer que o Duque de Cartyllo terminou a noite comigo. – Scarletty riu mais alto, depois baixou o tom e disse. – Ele bebeu demais no bar e me falou que amanhã ele ira assinar sua sentença, que ia selar o noivado com você, falou coisas horríveis ao seu respeito meu amor. – Agatha já estava se sentindo enojada – falou coisa indignas para uma dama como você...

                Agatha nem quis mais saber, atirou o buquê na cara de Harry e saiu correndo dali em direção ao bosque, não queria saber de lobos, de noivado e de mais nada. Deixando Scarletty e o Senhor Sherwood rindo o mais alto que podiam e a todos a olharem-na como se ela fosse culpada por essa desgraça. Entrou na parte mais densa do bosque e se refugiou embaixo de um velho carvalho, que sempre lhe servia de refugio quando criança, afundando o rosto nas mãos e começou a chorar.



...



Notas Finais


Inté a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...