História Destinos Entrelaçados - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Mel, Tragedia, Yoongi
Exibições 96
Palavras 1.561
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência, Visual Novel
Avisos: Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


EU CHEGUEEEEEEEEEEEEEEEEEEI
É FINAL DE ANOOOOOOOOOOOOOOOOO
TÁ CHEGANDO O NATAL E EU SÓ VOU ME EMPANTURRAR DE COMIDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
TEM CAPÍTULO NOVOOOOOOOOOOO
APROVEITEEEEEEM

e desculpa a demora ;)
<3

Capítulo 28 - Ver você sorrir é...


Fanfic / Fanfiction Destinos Entrelaçados - Capítulo 28 - Ver você sorrir é...


    Por  mais que todos tenham gostado do que havia acontecido, ao chegar na empresa, o Bang PD tinha que falar com Yoongi. Não só pela discussão (N/A: Na verdade, um massacre de Turn Down for what) com o Manager, mas pela reação com aquele hater. O mais novo confessou que ter chegado ao ponto de agredir foi errado de sua parte. Porém, quando ouviu aquele rapaz chamar suas fans de vadias na maior cara da pau, não conseguiu evitar. Ele sentia que devia fazer alguma coisa. 
Bang PD o entendia de certo modo. Desde que conheceu Yoongi, sabia que ele era uma pessoa que fazia o máximo o possível para não reagir de maneira errada. Porém, ele também sabia e via o quanto o rapaz amava as Armys. Sabia que ele, assim como os outros, deviam estar sem chão ao ver suas fans morrendo bem diante dos seus olhos. Mas ainda sim, disse que ele deveria pensar em suas ações e fazer o melhor que pudesse para se redimir com as fans presentes no fansign, que ficaram assustadas com o que aconteceu. Mas, ele não brigou com o jovem rapper pois sabia que isso não iria adiantar de nada. Então apenas disse para que ele pensasse no que fez e voltasse para casa para cuidar daqueles ferimentos.
      Mel já sabia o que havia acontecido. Viu vários vídeos e fotos na internet. Os funcionários da empresa havia levado ela para casa e ficaram com ela até os meninos chegarem. Assim que a porta foi aberta, Mel viu seu Oppas tristes e Yoongi todo machucado com pequenas gotas de sangue em sua camisa.
Não conseguia olhar para ela. Ele tinha certeza que a essa altura, a garota já devia saber o que aconteceu. Ele apenas manteve sua cara séria e focou-se no chão. Não reparou que a menina não estava o olhando o repreendendo, e sim, estava preocupada. Nunca tinha o visto desse jeito. Mas nem ela conseguia dizer uma só palavra. Não queria dizer algo de errado e acabar piorando tudo. As staffs apenas o levaram para o banheiro para cuidar de seus ferimentos. 
      Aquele era o silêncio mais estranho de todos os tempos. Mel apenas se sentou no sofá e ligou a TV. Colocou em um canal onde passava clipes de diversos tipos de música de diversos países. Mas sem querer, começou a soltar algumas lágrimas de seus olhinhos. Ela permaneceu olhando para TV passando um clipe do Simple Plan (Welcome to My Life). Fazia todo o possível para manter o foco na tela da TV, mas só conseguia pensar em como seu melhor amigo devia estar triste naquele momento. As lágrimas apenas desciam pelo seu rosto e ela continuava sem dizer uma só palavra. 
Sentiu um movimento no sofá. Alguém se sentou ao seu lado. Por um momento, ficou quieto, mas logo depois, limpou suas lágrimas com suas mãos e a trouxe para mais perto, fazendo-a deitar a cabeça em seu peito. Taehyung não suportava ver uma criança chorando de tristeza na sua frente e não fazer nada. Apenas a abraçava de lado, olhando para a TV também. Logo, todos os meninos fizeram a mesma coisa. Apenas se sentaram em frente à TV sem dizer nada. Talvez porque ninguém sabia o que dizer naquele momento.
    Após as Staffs irem embora, Yoongi continuou no banheiro por um tempo. Já estava com um curativo na testa e alguns em sua costela. Meio dolorido, mas estava aguentando. Ele só sabia se olhar no espelho e se perguntar muitas vezes a mesma coisa.
"O que foi que eu fiz?"
Ao sair, viu que todos estavam vendo clipes na sala. Se teria encara-los, melhor que fosse o quanto antes. Apenas se sentou no chão se encostando no sofá. Ninguém dizia nada, só ouvia a música. Disfarçadamente, Mel olhou para seu Oppa. Tinha um olhar tão triste que lhe deixava aflita. Ela sabia que ele errou, mas ele também sabia disso. Ela só queria anima-lo e faze-lo sorrir outra vez. 
    O clipe de Bohemian Rhapsody (Queen), começou a passar na TV. Todos conheciam a música, inclusive Mel, que cantava em sua cabeça (N/A: GALERA, POR FAVOR, COLOQUEM PARA TOCAR https://www.youtube.com/watch?v=XWE7boPU6kI)
     " Is this the real life?
Is this just fantasy?
Caught in a landslide
No escape from reality"

Ela olhava para todos, ainda sérios sem falar nada e ainda cantava em sua consciência. 
"Open your eyes
Look up to the skies and see
I'm just a poor boy
I need no sympathy

Because I'm easy come, easy go
Little high, little low
Anyway the wind blows
Doesn't really matter to me, to me"

Mas foi ai que ela teve a ideia de parar de cantar na sua cabeça e deixar que todos à escutassem... 
    "Mama, just killed a man
Put a gun against his head
Pulled my trigger, now he's dead"

Todos ficaram surpresos em ouvir aquela voz infantil a cantar com a mesma expressão séria que eles tinham alguns segundos antes. 
     " Mama, life had just begun
But now I've gone and thrown it all away"

Foi na parte seguinte que Jimin juntou sua voz com a dela.
     "Mama, oh!
Didn't mean to make you cry
If I'm not back again this time tomorrow
Carry on, carry on
As if nothing really matters" 

Logo Jin e Jungkook foram juntos á cantar. 
      " Too late, my time has come
Sends shivers down my spine
Body's aching all the time"

Hosoek e Namjoon acompanhavam tentando animar uns aos outros, enquanto olhavam para Yoongi. 
       " Goodbye everybody, I've got to go
Gotta leave you all behind and face the truth"

Até que a voz do rapaz de cabelos cinzentos começou a se soltar também.
      " Mama, oh!
(Anyway the wind blows)
I don't wanna die
I sometimes wish I'd never been born at all"

Finalmente, o clima começou a ficar melhor, fazendo Hope fingir junto a Taehyung o famoso solo de guitarra. Todos começaram a rir e Jimin disse : "Essa é a melhor parte". Era a ópera.
     " I see a little silhouette of a man
Scaramouche! Scaramouche! Will you do the fandango?
Thunderbolt and lightning, very, very frightening me"

Todos cantavam a parte da opera agora dançando de um jeito nada profissional da parte deles. Jungkook e Namjoon faziam a parte do...
      " Galileo! Galileo!
Galileo! Galileo!
Galileo Figaro!
Magnifico, oh"

E assim começou Yoongi fazendo um aegyo sem sentido.
     " I'm just a poor boy and nobody loves me"
E os meninos e Mel apontavam para ele, agora todos de pé.
      " He's just a poor boy from a poor family
Spare him his life, from this monstrosity"

Jin fez movimentos em um piano invisível. Jimin cantou balançando a cabeça.
       " Easy come, easy go, will you let me go?
Bismillah! No, we will not let you go! (Let him go!)"

E assim todos começaram a bater um pé no chão com a música.
       " Bismillah! No, we will not let you go! (Let him go!)
Bismillah! We will not let you go! (Let him go!)
Bismillah! We will not let you go! (Let me go!)
Will not let you go! (Let me go!)"

Todos cantavam rindo de suas expressões toscas tentando imitar os integrantes da banda olhando para a TV.
       " Oh, mamma mia, mamma mia! Mamma mia, let me go!
Beelzebub, has a devil put aside for me, for me, for me"

Com direito ao falsete de Min Yoongi bem no final dessa parte, todos começaram a pular no sofá e a dançar pela casa inteira, colocando o solos de guitarra e bateria no volume máximo. Yoongi pegou Mel no colo e subiu no sofá, ficando em pé no mesmo enquanto a carregava. 
         " So you think you can stone me and spit in my eye?"
Olhava para ela sem parar de sorrir um segundo, sem exitar.
          " So you think you can love me and leave me to die?"
Ele encostou sua testa na dela, sem parar de olha-la e rir, enquanto a segurava e  a balançava em seus braços e cantavam juntos. 
          " Oh, baby! Can't do this to me, baby!
Just gotta get out
Just gotta get right outta here"

Agora todos ficando cansados, deixaram suas danças mais lentas. O rapaz de cabelos cinzas ainda segurando Mel, começou a dançar com ela no estilo de uma estranha e divertida valsa.
          " Oh, yeah! Oh, yeah!
Nothing really matters
Anyone can see
Nothing really matters
Nothing really matters to me"​

"Anyway the wind blows"
Na última parte, ele caiu no sofá com a menina agora deitada em cima de si. Ninguém daquela sala conseguia parar de gargalhar com o que havia acabado de acontecer. Todos estavam com a barriga doendo e com os rostos vermelhos de tanto rir. Mel ao ver o rosto sorridente e alegre de seu Oppa se sentia melhor de novo. 
     - Era isso - A voz calma dela fez com que o rapaz abrisse os olhos e a visse com os olhinhos cor de chocolate brilhando para ele - Era esse sorriso que eu precisava ver... Faz o meu dia ser muito melhor.
Ao ouvir que a pequena garotinha não estava brava e que iria apoiá-lo, começou a sorrir outra vez. Trouxe-a para mais perto de si, a abraçando se sentindo infinitamente melhor.
       - Anjinho... obrigado.
       - Pelo o que? - Perguntou ela, confusa.
       - Por existir.
 


Notas Finais


É isso, pessoal. Eu sei que tá demorando pra sair os capítulos, mas com a chegada das férias, vou fazer o possível para escrever com mais frequência.
Continuem acompanhando!
Tchauzinho <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...