História Destiny - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2PM
Personagens Chansung, Junho, Nichkhun, Taecyeon, Wooyoung
Tags 2pm, Kpop, Lemon, Musica, Romance, Yaoi
Visualizações 152
Palavras 2.013
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura :D

Capítulo 17 - Promessa


Eu esperava que essa semana passasse voando, mas aconteceu exatamente o contrário. No entanto, o sábado finalmente chegou e a única coisa que eu queria era ficar a tarde inteirinha sozinho no meu apartamento, sem olhar para nenhum daqueles dois. Não que eu estivesse tão bravo assim, na verdade eu não estava, porém isso não estava dando certo. Não estava seguindo rumo algum. Era um labirinto onde cada vez que pensava estar chegando ao fim me deparava com um beco, tendo que voltar e lidar com os mesmos caminhos novamente. É como se a saída se fechasse sempre que eu me aproximasse dela. Era impossível sair... e ainda é.

Sabe, não vou negar que sempre que eu assistia dramas, séries e filmes, sonhava com um triângulo amoroso. Imaginava o quão bom seria se sentir tão amado. Não pensei que fosse tão difícil assim de se lidar. Nossa! Eu estava terrivelmente enganado, não é? Se eu pudesse teria evitado que isso tudo acontecesse. Mas, enfim, agora não tem mais volta. Eu tenho que lidar com isso de alguma forma. Não tem mais como fugir disso e já estou cansado de fazer tal coisa. Essa minha semana se resumiu a isso. Eu ignorei-os.

Por incrível que pareça eles me deram um pouco do espaço que eu pedi. Vinham falar comigo para pedir desculpas, mas logo percebiam que ainda não estava disposto a conversar. Por mais imaturos que sejam, eles me entenderam.

A maior merda é que isso me faz gostar mais deles ainda. Ter pessoas que entendem tal coisa assim não é tão fácil. Se fosse eu, não faria isso. Tenho quase certeza! Mas, enfim, eu sei que por mais que eu fuja, ainda terei que vê-los hoje de noite. Eu gostaria tanto de achar alguma solução até lá...

Tomei um banho, fiz o meu sanduíche de frango – tão gostosooo – e me atirei no sofá para assistir TV e tentar dispersar um pouco a minha mente. Não me surpreendi ao ver que não havia nada de interessante por ali. Nunca tem quando paro para assistir. Fechei os olhos e apertei em números aleatórios no controle pra ver no que dava. Foi estranho, mas me deparei com um canal que nunca tinha ouvido falar: “YM”. Mais estranho ainda porque, supostamente, são “apenas” 1000 canais – não que sejam poucos, é claro, mas eu também nem tinha a maioria – e esse era o 1400.

Começou com alguns comerciais, primeiro era tipo de uma cafeteria. Ela me era bem familiar. Passaram-se mais alguns segundos e duas pessoas inesperadas apareceram no fundo, enquanto o gerente falava maravilhas do lugar. Quem? Eu e Khunnie. Foi aí que me lembrei. Aquele lugar tão confortável e diferente que Khunnie me levou. Nós parecíamos tão felizes ali. Infelizmente a propaganda era curta e acabou. E aí, então, começou uma música bem ousada. Vocês vão pensar que estou mentindo, mas podem acreditar que é a pura verdade. Era a propaganda daquele motel. Coincidência? Só pode ser! Eles falaram sobre o seu mais novo e mais luxuoso quarto. Nem preciso dizer qual é, né?

Enquanto as imagens daquele lugar eram expostas, eu, mentalmente, nos via por ali. Ao focar o banheiro, vi ChanSung se tocar enquanto chamava por mim. Depois a cama... aquela sensação que ele me fez sentir... Foi a partir daí as coisas complicaram pra valer. Não que antes não estivessem complicadas, mas foi naquela hora que tudo piorou, quando eu resolvi me render quase totalmente.

Pensei em desligar a TV, mas aquele canal estava um tanto quanto curioso. Propagandas como essa não costumavam passar em canais normais e ainda por cima nesse horário. Era muita coincidência. Resolvi esperar ao próximo comercial. Quem sabe mais alguma coisa resolvesse aparecer, não é? Mas não, começou um programa que eu também nunca tinha ouvido falar. Um tal de “The One”. Bom, como eu não tinha mais nada pra fazer não custava nada dar mais essa conferida.

O apresentador encarou parecia estar me olhando nos olhos e disse:

“E aí? Está pronto para recordar algumas coisas?”

Quase pulei do sofá.

– Ele ta falando comigo? – Pensei de novo no que eu havia dito agora e me liguei da bobagem que eu tinha falado. – Ah... não que viagem a minha. COMO um apresentador de TV ia falar comigo pela TV? To enlouquecendo mesmo... – Bati de leve na minha cabeça.

“Se já está preparado...”

Trocou o cenário. Agora ele apareceu em uma praça e, novamente, aquilo me era familiar. Claro que eu reconheci rapidamente, só estava tentando não acreditar nisso. Aquela praça era onde NichKhun me deixara após presenciar meu adultério. Será que tem como piorar?

“Você reconhece esse cara?”

Era ele mesmo? Quase não acreditei quando vi. Isso é possível? É mesmo... NichKhun? Pior que realmente era. Ele estava andando com pressa a procura de algo, com uma aparência muito preocupada.

“Ele realmente ficou muito triste depois disso...”

Khunnie para, ou melhor, paralisa. A imagem se foca nos olhos dele e lágrimas caíram, ele respirou fundo, enxugou-as, pegou a primeira pedra que achou no caminho e, com sua mira certeira, tocou-a na cabeça de ChanSung.

“Será que a pessoa cruel naquela hora era realmente ele?”

Desliguei a tv assustado.

– MAS QUE MERDA TA ACONTECENDO POR AQUI?

~ PI PI PI PI ~

Abro meus olhos, minha respiração estava pesada. Analiso ao meu redor e percebo que ainda estou deitado na minha cama. Tinha sido apenas mais um sonho bem estranho, mas, por mais louco que fosse, parecia muito real...

Tomei meu banho comi algo e fui dar uma navegada na internet. Fazia tempo que eu não tinha tempo para fazer tal coisa. Ao entrar no facebook vejo uma mensagem do JunSu.

“Cara! O que foi isso, hein? Como eu perdi isso e porque é que você não me contou nada? :o”

Não entendi nada e apenas respondi.

“Do que você está falando, hyung? Bateu a cabeça por acaso? Hahaha :P

Seja mais claro, por favor!”

“Mais claro? Desculpa... Mas pensei que você entenderia direto depois do sucesso que ta fazendo o vídeo... XD”

“Vídeo? Do que você ta falando? Não to sabendo de nada. Õ.õ”

“Putz... COMO não? Espera um minutinho que já vou te mandar o link e tu vai entender, mas depois me explica TUDO direitinho. Fiquei de queixo caído depois disso... WooYoung, hein...”

Abro o vídeo e adivinhem só? Aquela apresentação do Khunnie foi gravada. Até aí tudo bem o pior era que não foi só a apresentação e sim toda a briga dos dois também.

– Como isso foi parar na internet? O que eu farei...? – Falei pra mim mesmo.

A única coisa que me passou pela cabeça foi pegar o meu notebook e ir até a casa de ChanSung. Bati como um desesperado e ele se surpreendeu ao me ver.

– WooYoung! – Sorriu – Você veio para...

– Não vai se animando... O problema aqui é outro. – Disse tão rápido e ansioso que nem eu mesmo entendi o que eu disse.

Ele ficou um pouco confuso e então entreguei meu notebook pra ele.

– Olha isso!

Ele ficou ainda mais surpreso.

– Putz... Tinha me esquecido dessa possibilidade.

– “Putz?” O que a gente vai fazer agora? Nós estamos totalmente expostos! Isso é um escândalo!

– Não sei... Talvez isso não seja assim tão ruim...

– Do que você ta falando, Chansung? – Achei que ele já estava enlouquecendo, ou bateu a cabeça em algum lugar. Como isso não seria tão ruim? Agora o mundo inteiro vai saber disso, imaginem quantas fofocas podem criar um vídeo desses? Estamos acabados...

Ele suspirou, colocou suas mãos no meu ombro e me olhou nos olhos.

– Eu sei que pareço meio idiota e insensível por falar isso. Desculpa mesmo! Mas talvez isso seja bom para chamar atenção, sabe? Divulgar a banda de vocês... Agora ta feito, não tem como tirar esse vídeo da internet e nem como voltar atrás. O que nos resta é nos aproveitarmos disso...

Pensei um pouco e ele realmente tinha razão, a banda seria bastante divulgada. Mas que preço que eu tive que pagar? Agora vou ficar com fama de viado adúltero? É isso? Posso ser até acusado de seduzir o empresário para conseguir o contrato ou sabe-se lá que coisa pior a imprensa poderia inventar. No entanto, agora realmente não tem mais volta. É aceitar ou aceitar.

– Você tem razão. – suspirei– Espero que isso não piore as coisas...

– Confia em mim, WooYoung. Farei de tudo para que na de ruim aconteça com você ou sua banda e até o, arg... NichKhun... – Fez uma carinha de nojo no fim. – Você sabe que eu te amo!

Ele se aproximou mais de mim para me beijar e por um momento quase cedi.

– Não! – Afastei-o. – Por favor, não me beije agora. Eu já disse que estou confuso, isso só vai piorar as coisas.

– Eu lhe disse que te faria feliz, Woo, e é isso que eu quero fazer. Eu realmente não...?

– Não. – interrompi– Se quer realmente me fazer feliz continue me dando um tempo. Eu sei que não é fácil, mas também não é pra mim. Ter que escolher entre os dois é quase impossível...

– Mas você já tinha me escolhido antes. – Tentou me puxar para mais perto – Você me escolheu e eu prometi te fazer esquecer ele. Eu tenho que cumprir!

– Para, Chan... Eu... Eu sei o que eu disse, mas é assim que eu realmente me sinto. Agora eu... eu preciso ir. Até de noite...

– Espera!

Ele me segura pela mão.

– Só me dê um abraço então? Eu realmente preciso disso. Por favor...

Pensei em negar, mas eu também queria isso. Sem falar que ele estava com uma expressão, de cachorrinho sem dono, muito fofa. Era impossível negar depois disso.

Abracei-o. Senti esse calor eu que tanto sentia falta. Quase me derreti em seus braços quentes, mas fiz o possível para me manter forte e intacto e deu quase totalmente certo.

Voltei para a minha casa só para deixar o meu notebook e fui para a casa de JunSu. Precisava do meu amigo novamente.

***

– Entendo... – coçou a cabeça – Está realmente complicado tudo isso. Mas como você já disse não tem mais volta, meu amigão.

– É. Por que essas coisas só acontecem comigo, hein, hyung? Por que eu não posso simplesmente encontrar a felicidade sem perdê-la logo após? Por que eu não posso simplesmente voltar no tempo e impedir que essas coisas todas acontecessem? – meus olhos se encheram de lágrimas e eu me segurei para que elas não caíssem, mas esse esforço foi em vão.

JunSu me deu o seu valioso abraço de panda. Aquele abraço gostoso e reconfortante que me traz mais força. Aquele abraço de irmão mais velho, protetor.

– Tudo vai ficar bem, Woo. Eu estarei sempre do seu lado e farei o possível pra que nada disso seja mal interpretado. Afinal, você é como meu irmãozinho caçula. – passou a mão sobre minha cabeça e bagunçou todo o meu cabelo.

– Não sei o que eu seria sem você, hyung. Eu te amo muito, sabia? – Abracei-o mais forte e deixei que minhas lágrimas caíssem sobre seu ombro.

– Também te amo muito, WooYoung. Seja forte, por favor. – Pude sentir algumas gotas caírem sobre minhas costas. Me desprendi de seus braços e sorri para ele, ele retribuiu e levantou seu minguinho pra mim.

– Prometo que nunca te deixarei e sempre estarei do seu lado. Que sempre estarei por perto quando quiser chorar, ou até comemorar. – Fungou um pouco e enxugou suas lágrimas – O hyung promete à você que sempre, sempre mesmo, irá te proteger de todo o mau e sofrimento que possa te atormentar.

Minhas lágrimas caíram com mais intensidade, mas dessa vez elas tinham na sua essência, além de tristeza, a felicidade.

– Também prometo, hyung. – Enxuguei novamente minhas lágrimas e entrelacei meu dedo minguinho no dele, selando nossa promessa.


Notas Finais


O que estão achando? Por favor se tiverem alguma crítica me digam, pois só assim poderei melhorar a fic. ^_^
Achei um amor o finalzinho desse capítulo. hihihi
Obrigada por lerem e até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...