História Destiny - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags Nalu, Romance
Exibições 53
Palavras 1.294
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Heeey,demorei muito né?
Mil desculpas pela demora! Eu realmente estive ocupada com problemas pessoais :/
Primeiramente eu quero agradecer aos mais de 40 favoritos *O*
Vocês são os melhores,muito obrigada <3
Com o tempo eu mudei o jeito de escrever,então não estranhem senotarem algo diferente.
Eu não tive tempo de revisar o capítulo,pois preciso dormir :P
Espero que gostem.
Boa leitura à todos!

Capítulo 10 - Ela


 

Lucy

 

--- Tenha um bom apetite. ---murmurei assim que servi um prato com rosquinhas para um dos clientes.

Voltei para de trás do balcão e comecei à limpar alguns resquícios de café que ainda continham ali,soltei um longo suspiro e fechei meus olhos por alguns segundos.Minha mente estava em outro lugar,estava no dia em que Sting foi em meu apartamento e causou toda aquela confusão,eu me lembrava perfeitamente de cada detalhe e ficava cada vez mais confusa em relação aos meus sentimentos sobre Natsu e tudo o que aconteceu entre mim e Sting.

--- Eu só queria desaparecer. ---sussurrei para mim mesma e tomei um susto quando ergui meus olhos e vi Natsu sentado na minha frente.--- Eh...Natsu!? Yo! O-Oque você está fazendo aqui? ---forcei um sorriso e ele ficou me encarando com um olhar sério.

--- Hey,Luce.Você está bem? ---perguntou o rosado ainda mantendo seu olhar em mim.

--- E-Estou,e você? ---falei coçando a bochecha nervosamente.Será que ele ouviu? Mas é claro que sim,sua idiota!

--- Por que você quer desaparecer? ---disse secamente e eu arregalei levemente os olhos,ele parecia estar com raiva.

--- Foi um blefe. ---murmurei encarando meus próprios pés.--- Você vai querer alguma coisa?

--- Eu quero que você saiba,que eu estarei aqui para qualquer coisa.

--- Idiota. ---sorri sem mostrar os dentes.--- Perguntei se você queria alguma coisa para comer. ---ri fraco e ele piscou várias vezes.

--- Eu sei. ---abriu um sorriso enorme,e aquilo foi o bastante para fazer o meu coração bater mais rápido,senti meu rosto esquentar e fiz bico virando o rosto para o lado.--- O que acha de nós sairmos?

--- O-O Q-Que?! ---arregalei os olhos e ele gargalhou por eu ter gaguejado.--- Q-quer dizer...acho uma boa...ideia. ---escondi meus olhos com a franja,sentia eu rosto pegar fogo,mas o que estava acontecendo comigo? Idiota pare de se sentir assim! Ele está namorando alguém,meu subconsciente gritou.

--- Você está diferente. ---Natsu se inclinou deixando seu rosto em uma distância perigosa do meu.

--- D-D-D-Diferente?! ---dei um passo para traz enquanto ele me observava,sua testa estava quase colada na minha.

--- Lu-chan. 

--- Kyah! ---gritei virando na direção de Levy que me encarou confusa.

--- Hã? ---ela murmurou.

--- Kyah? ---o rosado franziu as sobrancelhas.--- Que fofa. ---sorriu.

--- NÃO TEM NADA DE FOFO! ---gritei com raiva,meu coração estava acelerado só se ouvia o som ''Doki doki''.--- E de onde você saiu? ---apontei para a baixinha que riu.

--- Da...cozinha? ---olhou para os lados antes de me encarar.

--- Esquece. ---suspirei fechando os olhos,me sentia sufocada com a presença dele ali.

--- Então,Lucy.Tudo bem da gente sair amanhã? ---sorriu e eu abri os olhos o encarando.

--- Não pode ser outro dia? ---fiz uma careta.--- Amanhã eu vou trabalhar vinte quatro horas para ganhar salário extra.

--- Hum,vou estar ocupado no domingo ---ele abaixou os olhos e eu comprimi os lábios.

Queria muito sair com ele,eu amava estar ao lado de Natsu e de ter a sua presença ali comigo.Eu me sentia a pessoa mais feliz do mundo por poder ver o seu sorriso,por poder conversar com ele,me sentia alguém importante,me sentia viva no meio de bilhões de pessoas,só ele tinha o poder de me sentir tão atraída por ele,tão apaixonada como eu estou agora,ele me faz esquecer de todos os problemas da minha vida,quando eu olho para ele e como se eu visse o sol em um dia quente de verão.Mas quando eu via que ele estava pertencendo para outra pessoa,me deixava triste,deprimida e frustrada.

--- Então a gente marca outro dia. ---forçou um sorriso.--- Até mais. ---ergueu a mão em forma de aceno e se levantou do anco dando as costas.

--- E-Espera. ---murmurei e o rosado parou se virando novamente para mim. 

--- O que foi? ---levantou uma das sobrancelhas.

--- N-Não é nada,até mais. ---sussurrei encarando minhas mãos em cima do balcão.Escutei o barulho do sino e soube que ele havia saído.

--- Você está bem? Se quiser eu fico no seu lugar amanhã...e te dou o dinheiro. ---a azulada colocou a mão em um dos meus ombros.

--- Arigato,Levy-chan.Não se preocupe,eu posso vê-lo outro da. ---sorri amarelo e fui para a cozinha lavar os utensílios.

(...)

Eu estava tendo um breve cochilo em cima do balcão.Não tinha nenhuma alma viva naquele lugar,e eu trocaria em breve de lugar com outra funcionária por volta das três da manhã por insistência do meu chefe,meus olhos estavam pesados e qualquer descuido eu entraria em coma em cima do balcão à qualquer momento,o silêncio que estava ali não estava ajudando nem um pouco em ficar acordada,minhas pernas doíam tanto que eu tive que sentar em um banco,por que talvez elas quebrariam à qualquer momento,doía tanto que se eu pudesse as amputava.Apoiei meu rosto na mão e fiquei com os olhos entre abertos enquanto fazia desenhos imaginários na mármore do balcão escuro.

--- Luce! ---uma voz rouca ecoou pelo local e eu ergui os olhos os arregalando ao ver quem era.

--- N-Natsu? O que você está fazendo aqui? ---disse surpresa observando ele se sentar no banco à minha frente.

--- Não estava conseguido dormir,então pensei em vir para cá te fazer companhia. ---sorriu e eu senti minhas bochechas esquentarem.--- Você está bem? Está vermelha. ---franziu as sobrancelhas e meu corpo congelou.

--- É que...Estou...Bem. ---balancei as mãos e sorri ao ouvir sua risada.

--- Não é perigoso você ficar aqui sozinha? Não tem ninguém! ---o rosado olhou para os lados.

--- Não estou sozinha,você está aqui. ---fiz bico e ele me encarou com um leve sorriso nos lábios.--- Afinal,você ficou meio para baixo ontem quando eu disse que não poderia sair com você.

--- F-Fiquei? ---ele se engasgou com a própria saliva e vi seu rosto esquentar.--- Impressão sua. ---virou o rosto e um sorriso brotou em meu rosto ao ver o modo em como ele se encontrava.

--- A Lisanna...como vocês estão? ---mordi meus lábios olhando para o lado.

--- Não estou mais aguentando os ataques que ela dá. ---bufou o rosado e eu suspirei.--- Sa....---o barulho de um celular tocando o interrompeu,ele revirou os olhos e retirou o aparelho do bolso de sua jaqueta.--- Alô? Ah,oi Lisanna.....Não estou em casa....Mas é claro que não...Dá para você parar de ser idiota?....Espera...O que? ---ele afastou o celular do ouvido e olhou para o mesmo por alguns segundos.

--- O que houve? ---pisquei um par de vezes confusa.

--- Ela acha que eu estou traindo ela. ---murmurou escondendo seus olhos debaixo da franja.--- Porque ela acha que eu sou esse tipo de pessoa? Eu não entendo! ---disse entre dentes e fechou sua ão em punho.

--- Natsu....---sussurrei,não sabia qual resposta o dar naquele momento.Depois disso um silêncio enorme se instalou entre nós dois,e naquele momento um grupo de jovens entrou se sentando em uma das milhares de mesas vagas.--- E vou atender eles. ---disse me levantando e indo até os clientes que riam entre si.

Anotei o pedido de ambos os jovens e fui para dentro da cozinha preparar o que desejavam,Natsu continuou em silêncio e apenas me observou entrar no cômodo,depois de ongos minutos fui servir os clientes e logo voltei a sentar de trás do balcão ainda sem falar nem uma palavra sequer,apenas o ecarei algumas vezes e soltei suspiros pela boca mostrando que estava levemente incomodada com toda aquela aura totalmente estranha para mim.O barulho do sio ecoou e e nós dois olhamos para a porta,ele vendo a sua namorada,e eu vendo o diabo em pessoa com um expressão de raiva ao bater os olhos azuis em mim.

--- O que você está fazendo aqui,e ainda por cima com a minha prima!? ---Lisanna disse em um tom de voz alto,e os jovens ali também começaram a presta atenção naquela confusão que estava prestes a começar.

 


Notas Finais


Fudeu.
O que acharam? Gostaram? Espero que sim!
Comentem o que acharam,isso me ajuda bastante.
Até mais <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...