História Destiny. - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Girls' Generation
Personagens Hyoyeon, Jessica, Seohyun, Sooyoung, Sunny, Taeyeon, Tiffany, Yoona, Yuri
Tags Taeny G!p, Taeyeon G!p, Wenrene, Yulsic
Visualizações 221
Palavras 1.323
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yuri
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Queria primeiramente pedir desculpas pela demora em att, e também queria explicar que os caps estão curtos devido ao fato que a fic esta acabando e eu não quero colocar coisa demais em um cap só, espero que entendam. Enfim espero que gostem desse cap, me digam o que acharam, desculpem os erros e qualquer coisinha que não agrade x.x Eu amo vocês demais demais <33 Aproveitem bem cada cap, pq logo o final ta chegando. Boa leitura gente <33

Capítulo 13 - Ainda existe esperança.


  Após longas horas de viagem, Taeyeon enfim chegara em Seul, do aeroporto ela fora direto para o hospital, Yuri fora junto com a mesma, pois nem ela sabia do que se tratava, na sala de espera elas encontraram com Yoona e Sunny, as duas também conhecia Hyuna e até tinham um pouco de amizade com a mesma, apenas Seohyun não se encontrava ali, pois a mesma odiava a mulher da vida. As quatro ficaram ali reunidas por alguns minutos, precisavam esperar que o medico ou medica responsável pelo caso de Hyuna viesse até elas, só assim teriam a autorização necessária para ver ou saber da mesma.

 

- Finalmente você chegou em Taeyeon. Vem comigo! – Uma mulher de cabelos longos e loiros disse ao sair do corredor.

 

- Não acredito que você ta cuidando disso Hyo, achei que odiava me cobrir. – A morena falou e a outra suspirou pesadamente.

 

- Se eu não te cobrir, quem mais vai? A Seo? A Sunny ou a Victoria? Acho que não né, fora que eu to recebendo a mesma coisa que você, então não é sacrifício nenhum. – A loira explicou enquanto guiava Taeyeon pelo corredor.

 

- Haha, meu salário é bom né. – Taeyeon falou e pensou em falar mais, porém parara ao ver a placa que indicava que estavam entrando na ala da maternidade. - Onde estamos indo? Hyuna não é um bebê que eu sei e depois daqui só tem a sala de parto e a autopsia.

 

- Fica quieta que tu vai logo entender. E saber das coisas certinho. – Foi tudo que a loira responde, isso só sérvio pra deixar Taeyeon mais doida de curiosidade.

 

  Hyo caminhou até que enfim parou em frente ao local que ficavam os bebes recém nascidos antes de serem levados até suas mães ou que estavam esperando por exames, a loira olhou pelo vidro e sorrio, gostava muito de crianças, mas ainda não havia achado ninguém que lhe desse um filho, Taeyeon parou ao lado dela e olhou os bebes também, eles eram bonitinhos.

 

- Okay, agora eu to mais perdida que cego no fundo do mar. Cadê a Hyuna e por que estamos aqui? – Taeyeon perguntou já se sentindo apreensiva e impaciente.

 

- Aquele ali que a enfermeira ta embrulhando no lençol cedido pelo hospital, é a bebê da Hyuna e esse é o recado que ela deixou pra você, pois sabia que não ia agüentar esperar sua chegada. – Hyoyeon mostrou o bebê e entregou um papel escrito a mão da Taeyeon.

 

- Mas o que.. Deus! – Taeyeon pegou o papel e começou a ler.

 

"Taeyeon.. ah Taeyeon, antes que você pense errado, esse filho não é seu. Eu nem sei de quem pode ser, mas agora diante de duas testemunhas e um juiz do cartório, eu deixo meu bebê em suas mãos. Você não precisa cria-lo se não quiser, mas coloque-o em um caminho que ele não chegue a saber quem foi a mãe dele e que não possa seguir meus passos sujos. Eu só confio em você..."

 

- E ai? – Hyoyeon perguntou curiosa, pois não havia lido nada e nem ficado presente durante a concepção daquele documento.

 

- Esse bebê a partir de hoje é meu.. Ela deixou ele pra mim – Taeyeon resumira tudo, a loira arregalara os olhos e depois soltara uma risada meio alta. - Não ri porra, é sério.

 

- Hahaha.. desculpa. Mas enfim, meus parabéns é uma linda menina. – A loira dera um tapinha nas costas da morena e sorrira.

 

- Uma menina.. caramba. – Taeyeon suspirou após falar e se lembrou de Tiffany, tinha de explicar toda situação para ela. - Preciso ligar pra minha noiva.

 

- Vai lá. A criança não vai ter alta já mesmo, vou cuidar de algumas coisas para que retirem o corpo de Hyuna, com licença e toma uma água, por que você esta pálida. – A loira disse e Taeyeon assentiu, Hyoyeon logo se retirou.

 

  A morena observou mais um pouco a pequena criança e logo saiu dali, precisava de um lugar calmo e o mesmo acabara sendo seu consultório, ela ligou no numero que Sooyoung lhe dera, a mesma alegara ser o numero de Tiffany, após discar a morena implorou internamente para ela atendesse e lhe ouvisse.

 

- Alo.. quem é? – Uma voz de choro disse ao atender, Taeyeon revirou os olhos e bateu na própria testa, conhecia bem aquela voz.

 

- Fany, sou eu amor. Finalmente consegui te ligar, eu ainda to em estado de choque com tudo que esta acontecendo... – Taeyeon ainda estava pálida e de fato chocada.

 

- Taetae.. Por favor me fala que essa criança que ela estava esperando não é sua, seja sincera comigo. – Tiffany disse seria e secou suas lagrimas com um lenço que Jessica lhe dera.

 

- Não é meu amor. – Respondeu sem hesitar. - Mas eu tenho uma surpresa, dentro de uns dois ou três dias eu estou voltando e vou levar ela comigo, okay?

 

- Okay.. Mas eu vou gostar dessa surpresa? Tem haver com o que? E o nosso casamento? Eu quero casar antes do bebê nascer. – Tiffany ficara mais sossegada, pelo menos Taeyeon não era o pai do bebê.

 

- Acho que vai sim. Tem haver com a nossa família, a que vamos formar agora. – Taeyeon não sabia bem como dar dicas sem da tão na lata.

 

- Certo, eu não estou brava, mas espero sinceramente que você volte nesse tempo que esta me estimando, por que do contrario nem precisa voltar mais. – A ruiva fora meio seca no final, mas ela tinha razão, estava cansada de sofrer pela Kim.

 

- Tudo bem, logo estarei ao seu lado. Te amo Fany, descanse. – A morena disse toda melosa e Tiffany suspirou boba.

 

- Também te amo.. bye. – Murmurou e desligou, foi a vez de Taeyeon suspirar.

 

  Taeyeon saiu de seu consultório um tanto aliviada, Tiffany iria entender com toda certeza, bastava que ela conseguisse voltar na data prometida, ou teria problemas sérios com a ruiva e isso não queria de jeito nenhum. Antes de ir para seu apartamento, ela conversou com Hyoyeon e se caso o bebê não tivesse nenhuma complicação a loira dissera que ele teria alta antes do previsto por Taeyeon, ele só ficaria ali no hospital para alguns cuidados básicos, já que Hyuna não teria como amamenta-lo, porém Taeyeon deixara claro que sua esposa tinha condições de amamentar a bebê.

-----------------------------------

  Finalmente a noite chegara, Tiffany enfim se levantara para comer, a ruiva só não levantara antes por estar cansada demais e também não havia sentido fome. Ela arrumou sua camisola e seguiu para a cozinha, ao chegar na entrada do cômodo ela observara Jessica e Sooyoung fazendo o jantar em perfeita harmonia, aquilo lhe surpreendera muito.

 

- Se eu não estivesse vendo, acharia que é mentira. – A ruiva disse de forma divertida, Jessica revirou os olhos e Sooyoung riu.

 

- Por você eu agüento até a dona gelinho, não sei como Yuri suporta essa coisa. – Sooyoung falou e Jessica lhe encarou feio.

 

- Yuri não é você ta, ela é incrível. – A loira disse toda convencida, Tiffany e Soo acabaram rindo.

 

- Deve ser mesmo né, por que pra agüentar você, só por Deus viu. – Disse divertida e roubou um pedaço do frango que a loira havia acabado de grelhar.

 

- Se foder ta, e tira a mão do frango que é pra Fany. – Jessica dera um tapa na mão da mais alta.

 

- Vocês são demais viu. – A ruiva disse meio sentimental e abraçou as duas. - Amo vocês.

 

- Também te amamos, mas e Taeyeon, era como ela que estava falando? Ela disse algo da Yuri? Aquela preta não me ligou ainda. – Jessica disse ao sair do abraço.

 

- Ela volta em dois dias, ela me explicou mais ou menos a situação. E ela vai me trazer uma surpresa, só espero gostar de tal surpresa. – Tiffany disse puxando uma cadeira e se sentando na mesma. - Não quero ficar sem ela...


Notas Finais


Enfim é isso, espero que tenham gostado, me digam o que acharam, desculpem qualquer coisa, eu amo vocês demais demais <33 Até mais gente <3333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...