História Destiny - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens JB, Yugyeom
Tags Cafeteria, Destino, Ninguém Sai Meu Shipp!!, Yugbum
Exibições 74
Palavras 1.252
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Festa, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ta ai o tao esperado encontro do Yug com o Kookie! Espero que gostem!
Desculpem os erros desde ja...ham..DIVIRTAM-SE

Capítulo 10 - Você esta aqui pra mim...


Fanfic / Fanfiction Destiny - Capítulo 10 - Você esta aqui pra mim...

-Não vai me convidar para entrar?
-O que esta fazendo aqui?!
-No momento, apreciando a visão do meu namorado, de toalha.
-EX, ex-namorado.
-Não me lembro de ter terminado com você... agora venha aqui que eu to com saudades.
 
Ele me empurrou para dentro de casa e com o pé empurrou a porta. Tentava me soltar dos seus braços, mas ele era consideravelmente mais forte que eu. Fora que tínhamos quase a mesma altura.
 
-Me larga Jeon!
-Adoro quando você grita meu nome. Mas prefiro em outra situação. Mas você facilitou bastante com essa toalha
-Não se treva! SAIA DA MINHA CASA
-Nossa casa agora.
 
Ele me empurrou no sofá e eu caí deitado. A toalha tinha levantado o suficiente para que ele visse toda minha coxa. Me cobri rapidamente e tentei levantar, mas ele subiu em cima de mi, sentando no meu colo e começando a me dar chupões. Estes que só de pensar me davam vontade de vomitar.
 
-Pare, por favor. N-não faça isso
-Oh baby, você fica tão sexy implorando.
-Saia de cima de mim!
 
Dei um empurrão nele e corri para a porta. Tinha que sair dalí.
 
-Volte aqui Kim YuGyeom!
 
Ele gritou do chão e começou a se levantar enquanto eu abria a porta. Esmurrei a porta de JaeBum, mas parece que ele não estava em casa.
 M
-Eu disse, volte aqui
 
Jeon me puxou de volta para si e me prensou na porta de JaeBum, tentando me beijar. Me desequilibrei com o tapete e escorregando nele, fui pego por Jeon. Meus olhos da lacrimejavam de desespero e medo.
 
Eu terminei com o Kook, justamente porque ele era muito violento quando não tinha o que queria, e eu sentia que ele me estupraria no corredor mesmo, se necessário.
 
-Eu não amo mais você. Por favor me deixe em paz!!
-EU amo você, e pra mim...é isso que importa.
 
 
Ele me puxou de volta para minha casa e trancou a porta dessa vez.

"Eu estou lascado.
Desculpe-me JaeBum.
No final, eu que vou acabar te machucando...
Mesmo que sem intenção.
 
Fui arrastado até a cozinha e posto sobre a mesa. Jeon não tinha o menor cuidado comigo, somente procurava se satisfazer, eu já me encontrava soluçando. Ele estava prestes a entrar em mim quando ouvi o primeiro estrondo na direção da porta. Seguido de mais outro. Aparentemente ele não tinha ouvido nada, tanto que entrou em mim de uma só vez, me fazendo gritar em desespero.
 
-SOCORRO!!
-Calado! Acha que alguém vai te salvar? Haha, uma vadia como você? Melhor ficar caladinho.
 
Com isso, começou a investir sem parar. Conseguia sentir algo escorrer até a mesa. Sangue.
 
Mais dois estrondos. Esses ele tinha ouvido. Me olhou com cara de escárnio.
 
-YuGyeom!!! – consegui distinguir, com dificuldade, a voz de JaeBum.
 
Jeon estava tão louco que não ouviu
 
-Mesmo depois de todo esse tempo, você continua delicioso. Não preciso de muito mais para gozar. Nada vai me impedir
 
Chorei, e alto o suficiente gritei para que todo andar ouvisse.
 
-JAEBUM!
-Já chega!
 
Ele me deu um tapa no rosto e eu fiquei desorientado o suficiente apenas para ouvir um último estrondo e ver dois vultos entrando na cozinha e tirando aquele monstro de cima de mim.
 
Não consegui mais aguentar a dor e desmaiei
 
 
 
 
Um cheiro forte de viciante foi a primeira coisa que eu percebi quando acordei. Uma dor insuportável estava instalada no meu quadril e eu não conseguia pensar direito.
 
Só lembrava-me do Jeon ter aparecido na minha casa e me estuprado, mas não terminou porque alguém chegou.
 
Fiz um esforço e abri os olhos, reclamando de dor por muxoxos.
 
-YuGyeom!
 
Olhei na direção da voz e conseguir ver ele, aquele que sempre foi meu crush, me amor adolescente. Que sem nem perceber preenchia meu coração com o mais puro sentimento. Amor. Sorri instantaneamente se segurei sua mão o puxando para mim e o abraçando, começando a chorar.
 
-Me desculpe por não estar aqui. Por favor
-Eu amo você. Eu te amo muito.
 
Falei sem pensar muito, e sem me arrepender de nada. Puxei seu rosto para mim e beijei seus lábios, puxando os fios da sua nuca e tentando mostrar todo o sentimento em mim por ele.
 
-Eu também te amo.
 
Sorri e deitei minha cabeça no travesseiro novamente, respirando fundo.
 
-Onde ele esta? Como você soube?
-Calma. Ele já esta preso. Quando eu cheguei no nosso andar, vi que meu tapete estava bem longe da minha porta, como se alguém tivesse chutado, mas qualquer pessoa podia ter tropeçado. Mas ai escutei barulhos de coisas se quebrando.
-Tudo que estava na mesa foi para o chão...
-Exato. Então eu chamei por você e nada. Chamei JinYoung para me ajudar a abrir a porta, já que ele deveria ter a reserva, mas ele não tinha. Começamos arrombar a porta, e foi quando ouvi você pedindo socorro.
 
Ele apertou minha mão na sua e abaixou a cabeça.
 
-Fiquei com tanto medo. Não sabia o que estava acontecendo e eu não estava com você para te proteger. Eu me senti tão impotente
 
Ele estava com o rosto inchado, acho que ele não estava chorando só agora
 
-Hyung. Você me salvou.
-Não Yug. Você que me salvou
 
Ele sorriu e me beijou.
 
 
 
Depois de um banho, fui até a cozinha, estava com fome, com o JaeBum sendo minha sombra e me ajudando com tudo. JinYoung e Mark estavam na sala de televisão.
 
-Yugie! Você esta bem? – JinYoung veio até mim e me abraçou com cuidado
-Vou ficar. Obrigado hyung. Não sei o que teria acontecido se vocês não tivessem aparecido.
-Não pense nisso.
 
Sorri e sentei com eles para assistir um filme que estava passando. JaeBum sentou ao meu lado e beijou minha cabeça quando encostei no seu ombro.
 
 
 
Quando meu hyung foram embora, ficou apenas eu e o JB na casa.
 
-Hyung, você pode ficar aqui comigo? Eu não quero ficar sozinho hoje
-Claro. Eu não iria sair daqui, nem se você quisesse.
 
Sorri e o puxei para o quarto. Tirei a blusa que estava usando e o short também, ficando somente com a box verde.
 
-Assim você me quebra né Yug?
 
Ele olhava para o meu quadril com uma expressão engraçada
 
-Se você sequer pensar em chegar perto dessa bunda, eu te castro, tá ouvindo?
-Sim senhor.
-Bom mesmo.
 
Ele tirou a blusa e ficou só com o moletom. Deitou ao meu lado e me abraçou pelas costas, encostando seu peito nas minhas costas. Suspirei agarrei sua mão na minha cintura, sorrindo quando, mesmo sem jeito, entrelaçamos nossas mãos.
 
E pensar que eu achava que ele iria me machucar. Esse troço foi quem me acudiu e ficou preocupado. Como eu posso ter pensado algo assim dele. Se eu tivesse confiado nele, poderia nem ter acontecido isso com o ... o meu ex.
 
Amanha nós vamos sair e fazer algo decente. Ligar para o Jackson e avisar que não vou, não to paraplégico, mesmo que não tenha sido por falta de esforço, mas não posso forçar a barra, to bem dolorido ainda. E falar com o BamBam também, mas só amanha. Agora vou curtir meu quase namorado.








Leiam as notas. Preguiçosos


Notas Finais


YOOOOOOOH espero que tenham gostado!
Comentem seu bando de fantasma! E ai?
Quem acha que yugyeom merece um pedid de namoro decente!?
Comentem o que querem!
Ate o proximo!
Bjs de molango


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...