História Destiny - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Drake, Eminem, Rihanna
Personagens Drake, Eminem, Rihanna
Tags Aubrih, Drake, Rihanna
Exibições 49
Palavras 805
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Ecchi, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Policial, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eae?
Decidi que vou postar capítulo uma vez por semana por que esse é o tempo que demora pra mim bolar um capítulo... sou mt lerdo...

Capítulo 2 - Chapter Two


Drake POV'S

Sentia a preocupação invadir meus pensamentos, tentando encontrar alguma forma de acabar com isso. Ser pego pela polícia era a última coisa que eu precisava agora. 

O som irritante do relógio ecoava pela sala escura, me deixando ainda mais irado. Levantei-me abruptamente, fechando meu punho com força ao atingir a mesinha de centro, que quebrou-se no mesmo instante que lhe dei um soco. 

— NÃO! — Minha voz ecoou pelo cômodo, junto a minha respiração ofegante de raiva e preocupação. — Isso não pode estar acontecendo! — Tentava negar andando de um lado para o outro com meu revólver de estimação em mãos. 

Relembrei toda a cena de horas atrás, me perguntando qual fora meu erro, qual fora o detalhe que tenha me deixado parado naquela droga de calçada. 

Rihanna. — Gritou meu subconsciente. 

No mesmo instante em que lembrei da morena, me acalmei e por incrível que pareça, eu não estava com vontade de caçá-la e destruir sua vida, assim como fiz com os outros que me fizeram passar por isso. 

Uma paz imensa me invadiu ao lembrar do gosto de sua boca. De seu tapa. Levei minha mão até minha bochecha onde sua mão teria pousado, não contendo um sorriso. A cena se repetia em minha mente e ainda podia ouvir sua risada baixa sussurrar em meus pensamentos.

— Eu estou enlouquecendo. — Disse para mim mesmo, dando um leve chute na mesa despedaçada enquanto ria como um adolescente apaixonado. 

Me senti um pouco decepcionado ao pensar que nunca mais poderia vê-la, já que a mesma pediu para que eu não a procurasse, e assim eu faria.

Mas algo em mim dizia que aquela não foi a última vez que a vi. Que eu a veria novamente, não importa o quanto demore, nossos destinos se cruzariam de novo sem que eu precisasse buscá-la ou vice-versa. 

— Senhor. — A voz de Eminem ecoou pelo cômodo, fazendo minha visão voltar a ele. 

— O que quer agora? — Perguntei. 

— Ouvi barulhos de algumas coisas serem quebradas e você gritar alguma coisa. Queria saber se está tudo bem. — A mesma expressão de sempre estava em seu rosto. Sério, e sua pose de durão.

— Estou ótimo, obrigado pela preocupação. — A raiva que sentia a minutos atrás havia sumido totalmente e a calmaria era visível em minha voz.

— É. Estou vendo. — Debochou. — O que ouve? — Ergueu uma sobrancelha ao sorrir de canto e colocar uma de suas mãos no bolso de sua jaqueta.

— Nada, Eminem. E o advogado? — Desviei o assunto. 

— Já a contratamos. Chegará em dois dias. 

— Ótimo. Temos bastante tempo até lá. Poker? — Perguntei sorrindo.

— Com certeza. — Assentiu retribuindo o sorriso.

Seguimos ao poker, que era um dos meus passatempos favoritos para se fazer com Eminem, que é como um irmão pra mim.

Acho que conheço esse cara desde que me intendo por gente. Nos conhecemos quando ainda éramos dois moleques. Tínhamos seis anos de idade, Eminem ainda era chamado de Marshall Bruce, e algumas pessoas o chamavam de Slim Shady. 

Éramos duas pestes, mas éramos bons garotos. Crescemos juntos, éramos esforçados no estudo até  que largamos tudo e entramos no mundo do crime aos dezessete anos e estamos nessa até hoje. Me lembro que eu levei Eminem a esse caminho, já que o mesmo dizia não ser uma boa idéia de início, mas logo topou e ficou nessa comigo. 

Sou tirado de minhas recordações com Eminem estacionando o carro no The Commerce Hotel • Cassino. 

Entramos e cumprimentamos alguns conhecidos, nos sentando em uma das mesas começando a jogar. 

— Droga! — Reclamei ao perder a partida para Eminem. 

— Pois é, chefia. Não se pode ganhar todas. — Riu convencido pegando as moedas do poker. — Última partida, e iremos jantar.

— OK, valendo tudo e o perdedor fica com a conta. — Desafiei.

— Não vale chorar quando perder. — Riu confiante.

Quebra de tempo 

O jantar havia sido tranquilo, que no final eu acabei pagando já que Eminem praticamente roubou no poker.

Chegamos em casa tarde, e assim que entre me joguei no sofá. 

— Vodka? — Ofereceu-me. 

— Com certeza.

+++++

Os dias se passaram mais rápido do que imaginei, e quando menos esperei o interfone tocou com um de meus seguranças avisando que a tal advogada havia chegado, fazendo toda minha preocupação e raiva voltarem com tudo ao me lembrar de meu problema. 

— Deixe-a entrar. — Disse ao segurança.

Tudo bem, chefe. — Concordou desligando o interfone. 

— Eminem, quero que desça e receba a advogada. Já estou descendo. — O loiro assentiu se retirando. 

Coloquei minha jaqueta, pensando no que falaria para parecer inocente de minha acusação tentando formular pelo menos o início de minha desculpa. Sem sucesso. 

Bufei irritado, descendo as escadas começando a ouvir o barulho do salto da garota contra o piso de madeira, fazendo um som não muito agradável avisando que a garota se aproximava junto de Eminem. 

Parei bruscamente ao observar a morena a minha frente.

— Drake? 

Continue...


Notas Finais


Acho que ficou mais curto do que eu esperava, mas a ser humana ficou me apressando... O que acharam? Acho que o próximo será no POV de Rihanna. Desculpem os erros
Comentem o que acharam...
Espero que tenham gostado, sábado que vem atualizo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...