História Destiny - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Tags Distância, Drama, Escolar, Mistério, Revelaçao
Visualizações 34
Palavras 1.287
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Suspense, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus amores, vim trazer pra vocês o fim da fanfic, sim, o último capítulo e não terá fim alternativo rs.

Trad. do capitulo: "Até na eternidade."

Boa leitura nenê!

Capítulo 23 - Even in eternity


Fanfic / Fanfiction Destiny - Capítulo 23 - Even in eternity

Point of View

Min Sun

Acordo, me espreguiçando, noto que Jimin não está na cama, provavelmente foi resolver as coisas da empresa.

Sorrio lembrando de nossa noite, que eu espero que seja especial tanto para ele, quanto foi para mim.

Me levanto nua mesmo, sem se importar, pois não havia ninguém ali.

Pego algumas roupas, um short e uma camiseta, junta de minhas peças íntimas.

Entro no banheiro com a toalha na mão, coloca-a num canto, entrando no chuveiro, tomando banho rapidamente.

Me enrolo na toalha, me seco e visto minhas roupas, penteio meu cabelo e arrumo a cama.

Point of View

Park Jimin

— Qual o motivo você e senhorita Min Sun quer se demitir? - Senhor Kang me perguntava desconfiado.

Expliquei tudo para ele e ele ficou boquiaberto, saindo da sala nervoso.

Finalmente eu havia perdido meu emprego.

Saio de lá, determinado a levar currículos para outra empresa.

3 meses depois

Point of View

Min Sun

Já com as coisas preparadas e o sorriso no rosto, eu estava esperando Jimin para dar a notícia de que, eu estava grávida, de 2 meses.

Minha barriga não aparecia tanto, mas a emoção era gigante que não cabia no peito.

Escuto a porta ser aberta e Jimin entrar por lá, me olhando preocupado.

— Por que está acordada essa hora? - Ele pergunta se sentando ao meu lado, ignorando a sacola que ali.

— Eu preciso te contar uma coisa. - Estendo a sacola. — Pegue.

— O que é isso? - Ele pega a sacola de cor branca, abrindo-a e seu olhar se enche de lágrimas. — Sun, v-você e-está gravi-da?

Assenti, com meu sorriso no rosto, ele me abraça apertado.

— Eu prometo cuidar do nosso bebê. - Ele diz sorrindo, ainda com os olhos marejados.

— Te amo. - Sorrio beijando e abraçando-o.

5 meses depois

Me olho no grande espelho, vendo minha grande barriga.

Eu estava definitivamente enorme.

As roupas ficavam apertadas e tudo mais.

E adivinha? Era uma menina, eu não podia ficar mais feliz.

Minha princesa. - Sorrio passando a mão por toda minha grande barriga.

Nossa princesa. - Jimin aparece, me abraçando por trás e colocando a mão em minha barriga.

— Idiota, não me assusta. - Reviro os olhos rindo.

2 meses depois

Nós estávamos num parque, relembrando o passado e... Discutindo algumas coisas.

Park Sayuri estava perto de chegar, e nós estávamos ansiosos por ela.

— Jimin... e se eu morrer no parto? - Quando eu termino de falar ele tampa minha boca.

— Eu não posso te perder nunca, Sun. - Ele diz destampando minha boca. — Eu não sei viver sem você.

— Jimin, me promete que... - Seguro suas mãos, olhando seus olhos, profundamente. — Que se eu morrer... Você irá cuidar de Sayuri, assim como você cuidou de mim, por favor. - Digo com lágrimas nos olhos.

— Eu sei que isso não vai acontecer. - Ele sorri confiante, mas com os olhos lacrimejados. — Mas eu prometo, que irei cuidar dela, assim como cuidei de você.

— Eu te amo. - Sorrio para ele, abraçando-o.

6 dias depois

Ponto de vista do narrador (a)

Min Sun havia acordado alguns minutos atrás.

Sua dor forte só piorava, sua calça molhada estava indicando que Sayuri queria sair de sua barriga.

Ela liga para Jimin preocupada e com medo.

— Jimin, eu acho que... Sayuri quer nascer. - Ela diz gemendo baixo, por conta das dores.

— Meu Deus, já estou indo. - Jimin diz preocupado, desligando o telefone.

O mesmo pede saída de urgência e entra em seu carro, dirigindo o mais rápido possível.

Sim sem aguentar as dores, apertava o travesseiro, tentando relaxar.

Jimin chega, estacionando o carro de qualquer jeito, ele entra na casa, deixando a porta principal aberta e subindo as escadas, ele abre a porta do quarto, e pega Sun pelo colo.

— R-rápido por favor. - Ela diz gemendo de dor ainda.

— Estou fazendo meu máximo. - Jimin diz, descendo as escadas com ela no colo, com um pouco de dificuldade, por causa de sua grande barriga.

Ele coloca ela no carro, partindo para o banco de passageiro, ligando o carro rapidamente e dirigindo o carro, o mais rápido que conseguia.

— J-Jimin, eu não a-guento m-mais. - Ela diz trincando os dentes.

— Você consegue, Sun. - Ele dizia como palavras de consolação, com medo de perdê-la.

Chegando no hospital, Sun já sobe para o quarto, de emergência.

Jimin faz a ficha, e então liga para Taehyung, que também havia se tornado seu melhor amigo.

— E aí cara. - Taehyung diz despreocupado.

— Sun está ganhando a bebê, se quiser vir... - Jimin diz com uma voz calma, mas seu coração estava a mil, assim como seu nervosismo.

— Certo, estou indo aí, boa sorte. - Taehyung disse e desligou.

Jimin havia chegando ao ponto de roer as unhas, de ansiedade.

Point of View

Min Sun

— Mais força senhora. - A enfermeira dizia enquanto eu depositava toda a minha força.

Ouço um choro e sorrio.

Porém, minha pressão estava baixa e tudo estava ficando preto para mim.

Definitivamente, aquele era meu fim e eu não chegaria a conhecer a minha princesa, a nossa princesa.

— Rápido, ela está morrendo. - Isso foi tudo que ouvi antes de partir.

Point of View

Park Jimin

— Senhor, nós temos notícias. - A enfermeira vem até mim. — Uma boa e ruim.

— Diga. - Respondo ansioso.

— Sayuri nasceu e está ótima, falta o senhor assinar os documentos e a ruim é que... — Ela olha pra baixo antes de me olhar novamente e abrir a boca. — Bem... A senhora Min Sun não aguentou e veio a falecer, meus pêsames.

Meu mundo caiu.

Eu não podia perdê-la, ela era meu tudo.

Eu estou ficando louca, estou ficando exausto

Penso em você sem parar

Eu odeio tudo, odeio tudo a cada dia

Isso me faz chorar, ring ding dong

Se tiver uma oportunidade, vou te abraçar

Eu estou correndo, está começando, em contagem regressiva

Estou pronto para ser cortado pelo seus braços como uma rosa, enquanto te seguro mais uma vez

Hold me tight - BTS

Com lágrimas nos olhos, derrubo as coisas que havia em cima da mesa, fazendo um barulho de vidro quebrando.

Os vidros espalhados no chão, era exatamente assim que meus coração estava.

— Senhor, acalme-se. - A enfermeira diz preocupada, segurando meu braço.

Vejo Taehyung chegar e vir até mim, estranhando as coisas quebradas no chão.

A enfermeira diz algo pra ele, que eu prefiro não ouvir.

Apenas tampo meu rosto, deixando minhas lágrimas fugirem e se espalhar pelo meu rosto.

— Cara, não fica assim. - Taehyung diz. — Isso só vai piorar a situação.

— Você diz isso porque não é você que perdeu o amor da sua vida. - Digo olhando para ele revoltado.

— Eu já perdi sim, mas isso não vem ao caso. - Ele diz. — Você tem que cuidar de Sayuri agora, você tem responsabilidades.

Flashback on

— Jimin, me promete que... - Seguro suas mãos, olhando seus olhos, profundamente. — Que se eu morrer... Você irá cuidar de Sayuri, assim como você cuidou de mim, por favor. - Digo com lágrimas nos olhos.

— Eu sei que isso não vai acontecer. - Ele sorri confiante, mas com os olhos lacrimejados. — Mas eu prometo, que irei cuidar dela, assim como cuidei de você.

— Eu te amo. - Sorrio para ele, abraçando-o.

Flashback off

E aquela era minha responsabilidade daqui para frente, cuidar de Sayuri.

17 anos depois

Ponto de vista do narrador (a)

Sayuri estava passando pela mesma situação de sua mãe quando mais nova.

A adolescente quando se recordava de sua mãe, chorava sem parar, e seu pai às vezes tinha algumas crises quando relembrava dela.

Seu tio Taehyung era seu conselheiro, seu pai Jimin, sempre foi muito super protetor com a mesma, as vezes até prendendo-a de sair.

Mas ela relevava, até porque não saia muito.

Mas ali a situação se repetia, talvez aquilo seja coisa do destino.

Volte para meus braços

Amor é tão doloroso yeah

Despedidas são ainda mais dolorosas

Eu não posso ir se você não está aqui

Me ame, me ame, me ame

Volte para os meus braços

O amor não acabou, acabou, acabou

Love is not over - BTS





Notas Finais


Primeiramente, eu quero agradecer a todxs que me acompanharam até agora, sério, muito obrigado, vocês não sabem como eu postei essa fanfic KKKKKKAQUITEMKORAGI

enfim, ela cresceu e agora está aqui... :)

OBRIGADO A TODOS OS FAVORITOS E VISUALIZAÇÕES, E MUITOOO OBRIGADS AOS COMENTÁRIOS :')


SEGUNDAMENTE, não farei outro final.


Terceiro; sim, é real e oficial, Min Sun faleceu :(, pois é né gente :'(


E POR ÚLTIMO, eu estou com uma fanfic sobrenatural pra escrever e ANSIOSSIMA pra postar rsrsrsrsrsrs adoro eu


enfim, eu chorei escrevendo esse final :(, muitas músicas... Love is not over me marcou.


Obrigada a todos que me acompanharam, amo vocês.


Kisses, Wanessa Helen.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...