História Destiny - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dave Franco, Zac Efron
Tags Meu Chefe, Zac Efron
Visualizações 68
Palavras 1.050
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Amores ta aqui mais um capítulo pra vcs. Deixem nos comentários suas opiniões e ideias para os próximos...
Boa leitura e beijos :3 :3 :3

Capítulo 22 - A maldita viagem


Fanfic / Fanfiction Destiny - Capítulo 22 - A maldita viagem

Callie’s Pov

- Impressionante... É só eu dormir q vc quer se aproveitar pra se aproximar, afinal eu sou uma fácil acordada, imagina dormindo né?! Da licença – o empurrei, sai enfurecida e fui pro banheiro do jatinho. Isso vai ser mais difícil do q pensei e olha q ainda nem começamos a fingir, não sei se vou aguentar. Ele ainda complica mais as coisas. Chorei um pouco pra ver se aliviava do ódio, lavei o rosto e sai. Me sentei bem longe dele e botei o cinto, estávamos prestes a pousar...

(...)

Chegando no hotel levaram nossas malas para nosso quarto. Sim, nosso, infelizmente como vamos fingir ser um casal temos q ficar no mesmo quarto. O hotel era deslumbrante, maravilhoso, muito elegante, além de gigante e o quarto não era diferente. Era uma suíte das melhores, com varanda com vista pro mar, hidromassagem, uma cama enorme, um sofá gigante e tudo q tem direito. Parecia até um sonho, q infelizmente se tornou pesadelo quando ele entrou no quarto...

- Vou tomar um banho e depois vamos almoçar no restaurante do hotel, já reservei nossa mesa – disse tirando a camisa

- Espera! Vamos a algumas regras antes de irmos... Nada de fazer isso aqui – apontei pra ele sem camisa

- Já vai começar... Pq não posso ficar sem camisa? Pq vc não vai resistir? – disse se aproximando com malicia

- Exatamente por vc achar q vai rolar algo com a fácil aqui – bufou. Por isso vai trocar de roupa no banheiro e vc vai dormir no sofá – quando terminei de dizer ele revirou os olhos e foi pro banheiro. Um tempo depois ele sai sem camisa de novo. Q raiva, bufei! Não escuta nada q eu digo...

- Calma esquentadinha, eu esqueci de pegar, por isso sai sem. Vc fica buzinando no meu ouvido a mesma coisa q me esqueci – disse pegando a camisa na mala e a vestindo

- Vou tomar meu banho para almoçarmos – ignorei ele e fui. Terminando, sai do banheiro e ele ficou fitando minhas pernas, já q estava de vestido (1)

- Dá pra parar de olhar pras minhas pernas e irmos logo? – perguntei impaciente

- Estão de fora é pra olhar, quer q eu não olhe coloca uma burca. Vamos – sorriu sínico e eu bufei com seu comentário desnecessário. Descemos e fomos comer, estava morta de fome! Pedimos e ficamos esperando nossos pratos chegarem, eu não estava nem um pouco feliz de estar ali pq não tem como agir normal com alguém q te chama de puta e fala q só queria sexo com vc, não tenho sangue de barata pra isso...

- Vc pode melhorar essa cara? – perguntou me fazendo o olhar

- É a única q eu tenho – fui sínica

- Tá chateada comigo, legal! Me desculpa! Mas lembra do q eu disse de misturar as coisas, ainda mais aqui onde eu preciso deixar uma boa impressão

- Não tem ninguém aqui q vc conheça, então não tem pq eu forçar estar gostando de ficar aqui com vc. Pra vc é fácil falar pra não misturar as coisas sendo q vc é o rei em fazer isso e pedir desculpas assim é mole já q eu sou trouxa e vou aceitar de primeira né?!

- Não quer aceitar então foda-se! Não vou ficar me humilhando pra vc me desculpar. E se eu misturo as coisas o problema é meu! – disse com raiva

- Esse é o Zac q eu conheço... – nossos pratos chegaram e comemos em silêncio. Aquele clima estava insuportável e olha q ainda era o primeiro dia. Terminei e ia me levantar pra ir pro quarto mas ele me puxa...

- Vai continuar agindo assim?

- Pq? Vc quer q eu aja como uma puta e vá pro quarto agora transar com vc? – meu sangue estava fervendo de ódio

- KRLH! Dá pra parar de agir como vítima? - gritou

- Vai continuar gritando aqui pra todos verem a farsa do noivado? – estavam todos olhando e cochichando sobre o escândalo q estávamos fazendo, então pra amenizar o puxei e fomos pro quarto, pq lá era melhor pra discutir sem ninguém ver. Assim q chegamos ele bate a porta com força.

- Pronto, agora vc vai parar de dar uma de vítima, q foi a única machucada?! – estava enfurecido

- Dar uma de vítima? Vc é um imbecil mesmo... Em q vc saiu machucado? No tapa q te dei por ter insinuada q EU era uma VAGABUNDA?! Ah é... esqueci q vc é o chefe e eu tenho q lamber o chão q vc passa e não falar nada – gritei todas essas palavras com ódio

- PORRA! JÁ CHEGA! Vc agora só vai ficar falando disso?! Viemos pra cá não pra discutir mas pela empresa e parece q vc tá cagando pra isso

- Cagando?! Se eu estivesse deixava vc ter continuado a gritar igual um louco na frente de todo mundo e botar tudo a perder

- Tá vendo, tudo a culpa é minha. Vc vira a situação pra me culpar sempre, vc não faz nada nunca né?!

- Vc sempre quer tirar a responsabilidade e culpa das suas costas e jogar nos inferiores e a culpa é minha?

- Para de ficar inventando coisas de mim, vc nem me conhece! O problema é q vc não tem mais nada pra falar além da discussão da festa pq foi a única vez q estourei com vc...

- Eu não tô inventando nada. Vc se demonstra ser assim, pergunta pra quem te conhece e não tem medo de falar a verdade na sua cara. Vc só muda quando quer algo. Única e última vez mesmo, pq isso não vai acontecer mais

- E vc não muda quando quer algo não né? Claro... vc é a certa da história, me bate e fica por isso mesmo pq eu sou o errado. Última sim, pq não vou mais agir assim e já disse

- Quer desculpas pelo tapa? Sinto muito mas não dou desculpas se não forem sinceras. Não é por isso q não vai acontecer mais, não confio q vc mude

- Tá bom, então pq não vai acontecer mais? – estávamos parados um de frente pro outro, ofegantes pela discussão e proximidade e com o olhar enfurecido de ódio

- Pq eu...


Notas Finais


Espero q tenham gostado. Até o próximo <3 <3 <3
(1) https://www.polyvore.com/sem_t%C3%ADtulo_75/set?id=226168583


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...