História Destiny (Namjin) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin, Jungkook, Rap Monster, V
Tags Namjin Namjoon Seokjin
Visualizações 10
Palavras 1.189
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoas lindas!

Boa leituraaa !

Capítulo 2 - O anjo


Fanfic / Fanfiction Destiny (Namjin) - Capítulo 2 - O anjo

-O Tae ainda não acordou hyung.. -Jimin falou e Jin sentiu as lágrimas se formando.

Não conseguia contê-las, logo suas bochechas ficaram vermelhas e as linhas de água se formaram. O rapaz queria se culpar, havia sido imprudente ao prestar atenção ao rádio e agora por culpa dele o amigo talvez nem acordasse.

-Eu.. me deixa ver ele..- Falou para a enfermeira que negou com a cabeça.

-Você machucou muito a perna senhor Kim, fraturou alguns ossos.. - Falou e o rapaz enxugou as lágrimas mas elas continuavam caindo. -Ainda tem que se recuperar das cirurgias..mas não se preocupe.. com tratamento voltará a andar.. eu vou ligar para o seu pai..

-Não precisa incomodar, ele deve estar trabalhando...

-Tá louco Jin? Ele tá super preocupado com você.. e agora que acordou ele vai vir correndo de lá.. -Yoongi falou e o de cabelos rosa sorriu. Realmente seu pai devia estar muito mal, queria vê-lo o mais rapido possível.

-Já volto.. -A enfermeira saiu os deixando. 

-aahh que alívio hyung.. -Jimin apertou o amigo em um abraço.

-Aii..-Jin murmurou e o amigo o soltou se desculpando. -Eu só to um pouco fraco Minnie.. o pior é que o Tae ainda está em coma por minha causa..

-Não foi culpa sua.. -Jimin falou e olhou para o namorado.

-O Minnie tem razão.. Mas o pior é como o Hoseok abandonou ele.. como ele pôde desistir do próprio namorado?

Yoongi falou e Jin suspirou pesadamente.

-Eu soube que ele vive naquele bar perto da casa dele, nem se dá mais ao trabalho de vir visitar o Taehyung.. -Jimin falou com certa repulsa. -Se algum dia acontecer algo comigo assim e você não vier no hospital..

-Yaaaahhh não fala isso.. nunca vai acontecer algo assim.. -Yoongi repreendeu o baixinho.

-É isso que a gente acha até acontecer Yoon..- Jimin falou enquanto Jin brincava com os próprios dedos tentando segurar mais lágrimas. -aahh desculpa hyung.. mas foi culpa daquele irresponsável que cochilou..

O mais velho ali concordou com a cabeça e alguns minutos depois seu pai chegou, encheu o filho de carícias e até mesmo chorou pois não queria perder o único filho que tinha, ainda mais que a mãe de Seokjin havia morrido por uma fatalidade. 


(...)

Quando finalmente a enfermeira trouxe a cadeira de rodas Jin se apressou para sua 'caminhada' da manhã. Faziam três dias que havia acordado e a essa hora sempre era liberado a ficar zanzando de cadeira de rodas no hospital um pouco. 

Ia sempre ver o amigo, e sempre chorava ao ver como o rosto angelical de Taehyung estava abatido. 

Após um enfermeiro o colocar na cadeira de rodas, Seokjin agradeceu por educação e quando o rapaz saiu, logo pegou algumas moedas que seu pai havia deixado e saiu do quarto girando a roda da cadeira de rodas. 

Entrou no quarto do amigo e se assustou a ver um belo rapaz de cabelos castanho escuros ao lado da cama de Taehyung.

-ohh olá..- O garoto se curvou para Jin. 

-Oi.. você é? -Falou curioso e viu que o rapaz também vestia roupas do hospital e tinha um braço enfaixado. 

-Sou Jungkook, mas meus amigos me chamam de Kookie..- Falou um pouco acanhado.

-Prazer Kookie.. eu sou o Jin.- Falou e sorriu calorosamente para o mais novo. 

-Hum.. e você é amigo do anjo? -Falou e Jin o olhou confuso.

-Anjo?- Jin questionou enquanto coçava a nuca e se aproximou na cadeira.

-Ahh é.. foi o nome que dei para ele, olha a carinha desse hyung..- Falou e Jin sorriu, seu amigo certamente parecia um tanto angelical quando estava dormindo, mas era realmente agitado e engraçado quando estava acordado. 

O sorriso de Jin se esvaiu ao lembrar que o amigo estava em uma cama por sua causa. 

-Ahh sim.. eu sou amigo dele, a gente sofreu um acidente juntos. -Jin falou um pouco triste.

-Não precisa falar sobre isso se não quiser.. -Jungkook se afastou um pouco da cama do acastanhado. -E qual é o nome dele? 

-Ahh.. eu vou deixar para ele mesmo te contar quando acordar..-Jin falou sorrindo novamente.

-Ta bom.. eu acho que então saberei já já..-Kookie falou deixando Jin um pouco surpreso mas feliz com a esperança do mais novo.

-É mesmo? 

-Uhum.. eu sempre conto histórias para ele, um dia ele vai cansar de ficar me ouvindo e vai acordar só pra me mandar calar a boca. -Jin riu e logo se aproximou da cama do amigo. 

Kookie foi se afastando mais até a porta e logo se despediu deixando Jin ali enquanto olhava o amigo.

-Yaahhhh acorda logo Tae.. -Falou tentando segurar as lágrimas.- Você faz tanta falta.. aishhh.. Seu.. acorda logo, eu quero te ouvir logo se gabar de como é lindo e como já arranjou até um namoradinho no hospital.

Jin falou segurando a mão fria do amigo. Secou as lágrimas e viu que não adiantaria ficar ali brigando com o acastanhado. Beijou carinhosamente a mão do amigo e saiu dali com certa lentidão por ter que girar as rodas da cadeira para se movimentar. 

Chegou no corredor e foi até a máquina de bebidas. Se aproximou e pegou as moedas que tinha trazido, tentou colocá-las na máquina mas não alcançava. 

Se esticou quase ficando em pé e quando viu que não iria conseguir bufou tentando segurar as lágrimas. 

De repente sentiu uma mão na sua, e se assustou ao ver um rapaz pegar suas moedas e colocá-las na máquina.

-obrigado..-Falou um pouco emburrado.

-Qual bebida que tu quer? -O rapaz alto falou com sua voz grave.

-Humm.. Um refri qualquer.. -Falou desviando o olhar do outro. Suas feições deixavam Jin de certa forma incomodado. 

Era uma beleza única e apesar do rapaz parecer inexpressivo, parecia realmente querer ajudar Jin. Ele apertou o botão e depois se abaixou para pegar a bebida. Entregou a mesma para Seokjin e sorriu rapidamente fazendo uma felicidade estranha acalentar o coração do de cabelos rosa. 

-o-obrigado de novo.-Falou enquanto olhava o outro com o refri na mão. 

-humm.. sem problemas.-O rapaz falou e ia saindo quando Jin o segurou pela mão.

-Espera.. qual o seu nome? -Falou e soltou a mão quente que havia segurado para impedir o rapaz de ir.

-Namjoon.-Falou e sorriu de canto mostrando uma covinha na bochecha enquanto passava a mão na nuca. -E o seu?

-ah.. sou Seokjin.. -Falou um pouco sem graça. 

-Humm.. tchau Jin..- Falou e saiu dali deixando o Kim um pouco atônito, queria inventar algo mais para o impedir, mas Namjoon já estava longe. 

Seokjin bebeu o conteúdo da latinha e logo a jogou no lixo, voltou para o quarto e a enfermeira já o estava esperando. 

-Você precisa descansar senhor Kim.. -Falou e Jin bufou. -A partir da próxima semana a sua fisioterapia começa, e logo logo estará andando novamente.

-Ahh mas eu não quero fazer isso. -Jin começou a falar e o outro enfermeiro chegou. Ele ajudou a moça a colocá-lo de volta na cama.

-O seu pai não vai gostar de saber que está pagando pelo seu tratamento se não o fizer Seokjin..

-Tá bom tá bom.. -Jin se deu por convencido ao mencionarem seu pai. Ele sempre havia dado o máximo de si para criar o rapaz nas melhores condições.

-Agora me deixem dormir.. -Jin falou e os enfermeiros saíram do quarto. 


Notas Finais


Nhaaaaa o que acharam?
Que Jungkook fofinhooooo.. Quem quer que o Tae acorde diga euuu kskskskskks

Enfim até o próximo capítulo..
(Eu sou muito retardada mas não desistam de mim :') )


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...