História Destiny (Part 2) - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson
Personagens Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson
Tags Joshifer
Exibições 53
Palavras 1.509
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 17 - Dezessete....


Estávamos a meia hora na filha de cachorro quente, rylan brincava com seu boné que era maior que ele.

Josh estava fazendo nossos pedidos para agente poder voltar antes do jogo começar.

Era o time dele, último jogo da temporada, e ele estava animado em trazer rylan para essa tradição. Meu sogro e connor estavam lá, torcendo, era tradição da familia hutcherson.

_vamos logo amor...

Chamei, rylan estava atravessado na minha cintura, meu ventre já estava espandindo, o quarto mês chegou, com ele veio os enjoos e o sono, mal acabava de filmar e já estava tirando um cochilinho no sofá do camarin.

_calma amor a fila estava enorme, me da ele você não podi carregar peso.

Ele me entregou a bandeja de guloseimas e entreguei rylan a ele. Voltamos pro nossos lugares e o estádio estava lotado.

Chris meu sogro, estava com aquelas mãos com um dedo só apontado pra cima. Se fosse ben já estava pulando.

_falta só dois pontos e ganhamos, blaine vai ter que me pagar os cem pratas.

Disse josh animado e comendo, rylan veio pro meu colo e ficou quicando animado com a agitação dos torcedores.



_acho que blaine vai ganhar.

Disse vendo o jogo começar, o time estava com dois jogadores a menos, josh estava quase arrancando os cabelos nervoso.

_calma amor qualquer coisa você ainda vai ser meu vencedor.

_não podem perder, no primeiro jogo do meu filhote.

Rylan levantou o pão molhado de ketchup e riu vendo o desespero do pai.

_golll..

Disse ele, josh sorriu e beijou a bochecha dele. Continuei comendo e vendo os jogadores. Me fazia lembrar de mim e dos meus irmãos no jogo com papai.

Era essa mesma animação, quando ganhavamos era festa, quando perdiamos era tristeza mais de semanas.

O tempo foi passando, o time de josh estava na frente com dois pontos, ele e connor começaram uma dancinha da Vitória, mais um jogador perdeu ponto por se atirar com outro, fazendo assim o time perder.

O estádio foi a loucura, com a derrota e perda do time estadual. Josh se encolheu no assento, rylan ficou pulando no meu colo, pensando que havia ganhado.

Resultado: voltamos pra casa com connor e josh numa tristeza enorme.

.....

_falto pouco assim para agente ganhar, que droga.

Reclamava josh pela milésima vez só essa noite, coloquei rylan no berço, quando chegamos do jogo ele passou a tarde toda correndo o quintal com o tio, josh ficou bebendo e comendo enquanto eu arrumava uma lasanha de camarão deliciosa.

Acho que foi meu primeiro desejo, ainda bem que não era de noite, ou deixaria josh louco.

_calma amor outros jogos viram.

Abre o creme e comecei a passar por minha barriga e pélvis. Era bom para estrias, pois logo ela aumentaria e já não bastava essa marca da cesariana que fiz no parto de rylan.

Esse bebê teria que vim normal, tinha mais cinco meses para preparar meu psicológico para a dor que viria.

Josh me abraçou e me ajudou a passar o creme.

_esta crescendo, já senti algum chute?

Perguntou ele acariciando minha pele, me causando arrepios.

_ainda não, a médica disse que ainda é cedo para isso, mais logo vamos sentir os chutes.

_estou ansioso para isso, e nervoso por amanhã.

_calma não fique nervoso, vai dar tudo certo.

A inauguração da loja de josh seria na manhã seguinte. E ele como todo novo empreendedor, estava nervoso pelo seu mais novo sucesso. Com medo de que não desse certo.

_é você tem razão, as coisas estão indo tão bem que as vezes fico com medo que tudo desmorone de novo.

_não vai lindo, estamos juntos, e vencemos nossas barreiras.

Beijei seu rosto e o tranquilizei. Passamos a noite abraçados. Josh segurava meu corpo com aquele mesmo cuidado de quando nos casamos.

Amava cada coisinha nele, nos completavamos que as vezes parecia impossível acreditar.

.....



A manhã começou quente, o braços de josh estava em cima de mim, e eu estava suando, com um pouco de esforço sai de seu aperto quente e fui ate a varanda, abrindo a mesma e sentindo a brisa fria tocar meu rosto.

Passei a mão entre meus braços aliviada por ter me livrado do calor, seria mais uma nova novidade da gravidez?

Na de rylan não cheguei a sentir isso, afaguei meu ventre já redondinho e sorri.

_você esta me proporcionando cada coisa bebê.

Senti um pequeno toque dentro de mim e sorri, era o primeiro movimento que senti dele ate agora.

Desce para preparar o café e aproveitei e abri as cortinas para entrar vento, ainda estava com calor.

Ainda eram seis horas, a abertura ia ser as oito, tinha uma horinha ainda pra josh dormir. Ele merecia, foi dormir nervoso e ansioso por hoje.

Preparei um café da manhã especial, tudo que josh gostava, me sentei e comecei a comer, porque esse bebê não esperava por ninguém para me aperiae por comida.

Ouvi um chorinho conhecido vindo da babá elétrica. Subi ainda masticando e entrei no quarto do meu loirinho. Rylan estava pulando no berço querendo descer.

_mama...

Chamava ele, as palavras estavam fluindo em sua boquinha, aos poucos ele estava se desenrolando, formando algumas frases pequenas, que dava pra entender e outras vezes não.

_bom dia meu amorzinho, já quer escalar o berço filhote.

_baba..

Pedia ele esticando as mãozinhas gorduchas na minha direção. O peguei mesmo não podendo pegar peso, mais ninguém estava vendo.

Rylan procurou logo seu tete, estava com fome, me sentei na poltrona e o amamentei, meu leite estava salgado e bem fininho, devido ao bebê, mais mesmo assim rylan continuava a pedir e a desejar seu alimento quentinho.



Sua mãozinha ficou no meu seio e seus olhinhos cor de mel me olhavam com intensidade. Era mesmo que estar olhando para josh, era tão sereno e puro o seu olhar, que não tinha como não apaixonar.

Josh entrou no quarto bocejando e coçando o calção. Estava com os cabelos bagunçados e a cara inchada de tanto dormir. Rylan mesmo mamando olhou pro pai e sorriu.

Começou a fazer gracinha, levantando o pezinho fazendo josh beijar os dedinhos pequenos.

_esse sapeca já esta nos peitos, que menino guloso. Quero só ver quando o outro chegar.

_ue vou amamentar os dois, isso não é um problema.

_jenn é sim, rylan já esta grande.

_não se preocupe, eu sei quando será a hora certa de parar.

Rylan nos olhava e sugava o leite, mexe em seus cachos loiros, logo teria que cortar, e isso me dava uma pena enorme.

_preparei o café porque não toma logo e vamos nos arrumar, que horas temos que estar lá?

_connor e eu vamos arrumar tudo as oito, mais a abertura será as onze.

_uhuuu comidaa.

Josh riu me beijando. Havia acabado de comer, certo. Mais ainda estava desejando comer mais.

Depois que terminei de dar de mamar pra rylan, o soltei pelo quarto e fui arrumar seu banho. Depois de arrumado e limpinho ele ficou pulando pelo quarto procurando no que mexer.



_beatles amor.

Disse josh assim que viu a blusa do rylan, cai na risada da cara dele.

_o que que tem, ele é Rock também.

_sei..

Rir mais ainda. Josh estava tenso, fui ate ele e o beijei, podia sentir no seu beijo a tensão presente no seu corpo.

_calma, vai dar tudo certo.

Disse e beijei seu rosto todo.

_vai estar comigo?

_vou sim, sempre.



Estávamos prontos, josh insistia em querer usar aquele boné ridículo vermelho, mais por muita insistência minha ele desistiu.

_vamos ver o sucesso do papai filhote.

Disse ele erguendo nosso menino no ar, rylan riu puxando os cabelos do pai, josh gritou por causa da dor fazendo o pequeno rir mais ainda.

_ele tem que parar de fazer isso.

_é normal amor, você também dar bola.

Rir pegando minha bolsa, meu vestido estava frouxo não dava pra ver muito ainda, mais o que fez josh me olhar foi o salto.

Quinze e fininho.

_é seguro você usar salto alto?

_claro que é, eu não vou cair josh.

_sentir qualquer coisa me avisa.

_tá bem papai.

Peguei minha bolsa fui ate a porta, josh pegou seus projetos e algumas coisas que faltava e fomos para o carro.

_espera ta faltando alguma coisa.

Disse abrindo a porta do carro, josh ficou me olhando e riu.

_rylan...

Falamos juntos e ouvi nosso pequeno reclamando quase aos choros na porta. Abrir e pequei ele no colo.

_desculpa filhote mamãe não esquece mais.

Disse levando ele pro carro, o prende na cadeirinha e ele bateu palminhas rindo de nos dois.

_se com um já o esquecemos imagine com dois.

_doxi..

Disse rylan com a mãozinha na boca, beijei sua bochecha e fui pro banco da frente.

Josh dirigia rápido e no meio do caminho senti vontade de comer algodão doce com chocolate, tivemos que parar numa barraquinha no shopping e comprar meu desejo louco.

Chegamos na loja de josh, e ele estava tremendo de nervoso, peguei em sua mão e sorri.

_juntos amor.

_junto...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...