História Destiny (Part 2) - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson
Personagens Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson
Tags Joshifer
Exibições 54
Palavras 1.155
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 18 - Dezoito...


Fanfic / Fanfiction Destiny (Part 2) - Capítulo 18 - Dezoito...

A inauguração foi um sucesso, bom ate o momento que as pessoas estavam entrando, olhando tudo, connor mostrando todo o funcionamento estava bombando.

Mais quando duas da tarde meus pés já estavam me matando, ainda bem que michelle me ajudou com rylan, estava com o neto o tempo todo me dando uma trégua.

Ele não parava um instante, e ficar correndo por todo lugar atrás dele não dava, não com esses saltos.

Comi alguns canapes de camarão, alguns salgadinhos, a fome era maior e mais forte do que eu.

Conhece alguns colegas de trabalho de josh, ele me apresentou a todos os seres humanos do resinto, e quando eles viam que eu era atriz, pronto o sucesso era maior.

_quando sai o novo filme?

Pergunto um rapaz de terno cinza, ele era técnico de TI, bastante novo mais com uma criatividade e tanto.

_pro final de novembro, antes que as coisas fiquem gordas.

Apontei pra minha barriga, ele sorriu e brindou no meu copo de suco, não beber uma gota de álcool estava me deixando mais digamos, social.

A um ano e alguns meses não tocava em bebida nenhuma, e antes mesmo de engravidar já manerava, já josh, seu vinho era sagrado, já podia apostar, mais tarde ele iria rir muito, sua única fraqueza.

_pretende fazer mais filmes?

_ah sim, é isso que nasce pra fazer, atuar é algo que eu pensei que poderia viver sem, mais não posso.

_assisti seu primero filme, e confesso, fiquei ansioso por próximos.

Ele sorria e bebia a bebida, sua namorada se aproximou também, com aquele sorriso de desconfiança. Imaginava o que ela devia estar pensando, atriz, loira e de olhos azuis.

Ela só não contava a minha brilhante aliança no dedo, que eu presava e respeitava mais que tudo.

_pelo que percebe achei um grande fã meu.

_ele é sim, foi assistir seu filme três vezes, mais devo confessar você tem talento Jennifer, josh tem uma sorte enorme.

Disse ashley a namorada do rapaz que ate o momento sorria, um fã, nunca encontrei um, e me sentia tão alegre e emocionada por isso.

_que bom que gostou do filme, esse é mais romântico e com um toque de ação.

_vai ser divertido e diferente, que novembro chegue logo.

Disse ele, josh se aproximou e eles o parabenizaram pela empresa nova, e por mim também.

_esse seu fã é sorridente demais.

_eu gostei dele, me pareceu gentil. Nossa meu primeiro fã.

_não exatamente o primeiro, tem outros mais você não sai muito de casa.

Rimos.

_não quero ver a loucura, estou no começo da carreira.

_você vai brilhar linda, e muito, e nossos filhos vão ter orgulho da mãe que tem, principalmente esse que esta sendo gerado em meio a filmes.

Josh acaricio minha barriga e eu sorri, se não fosse por ele isso não estaria acontecendo.



_você que me proporcionou tudo isso, então se eu brilhar vai ser graças a você.

_então se você ganhar um oscar ele e meu.



Rir mais ainda e bate em seu ombro sem querer. Josh riu bebendo seu vinho, já estava falando besteiras e só por causa de duas tacinhas.

_eu deixo você beixae a cabecinha ta.

Rir indo pegar mais guloseimas. Josh foi falar com alguns investidores, me sentei perto de michelle e soltei a cinta de meu vestido, rylan pulou no meu colo atrás de peito.

Empurrei a chupeta na boquinha dele ate ele se aquietar. E foi no meio daquela agitação toda e multidão de pessoas fascinadas pelas criação nova do meu baixinho que vê allan.

Ele estava sondando o local, observando igual urubu. Entreguei rylan a michelle e coloquei meu pratinho da felicidade de lado e fui ate aquele idiota.

Ele se assustou assim que me aproximou e foi mais para trás o peguei pela gola do colarinho da blusa e dei um soco. Minha mão doeu, meus dedos reclamaram da dor, seu rosto era duro demais.

Mais com a força que coloquei no soco ele se fez pra trás e cuspiu um pouco de sangue.

_ficou louca..

Disse ele tocando o canto da boca que aos poucos ia ficando roxa, josh chegou ate mim assim como todos que me olhavam assombrados.

_jennifer...allan o que faz aqui?

_nada, vim apenas dar um aviso, mais sua mulhernão merece ser alertada de nada, essa ogra ignorante.

Ele estava mexendo com a pessoa errada, logo eu estava com os pés doendo, e segundo eu estava gravida, só deus sabia que nunca se briga com grávida.

_sai daqui antes que eu quebre o restante dos seus dentes.

Ameacei, josh me segurou e foi quando ele me firmou em seu peito que senti minha mão doer, como se eu tivesse quebrado algum osso.

Allan saiu bufando e com a boca sangrando, e eu com uma dor dos infernos no pulso.

_não devia ter feito isso jennifer sua mão esta inchando agora.

Reclamlu josh pegando um pano com gelo, que assim que tocou eu gritei pela dor. Michelle estava do nosso lado e rylan ficava só dizendo.

_mama dodo.

_foi só uma pancadinha filho... mamãe ta bem.

Disse o tranquilizando, connor trouxe mais gelo, mais a mão não parava de doer e inchar.

_não tem jeito vamos te levar pro hospital.

Disse josh me levantando consigo, me apoiei em seu peito e senti meu corpo todo reclamar.

_connor cuida de tudo ai, tenho que resolver isso.

Saímos como bala da loja e entramos no carro. O caminho pro hospital josh ficou bufando e apertava o volante com força.

_você tem que pensar mais antes de fazer as coisas jenn, você esta grávida por deus.

_josh você sabe que eu odeio ele, e ele não tinha o direito de estar lá, eu apenas dei o que ele merecia.

_jennifer isso é passado, estamos contruindo nossas vidas, e temos que deixar isso pra trás. Tem que ser mais adulta.

_ah não chega, sermão não. Eu não estraguei nada, apenas me vinguei se não gosto problema seu.

Soltei de uma vez, ele escolheu a pior hora para me dar sermão. Ele ficou calado o caminho todo, assim que chegamos no hospital ele me carregou ate dentro.

O médico enfaixo meu pulso, não quebrou nada mais eu não poderia tomar nada para passar a dor, por causa do bebê.

_vai passar linda.

Josh ficou fazendo carinho em meu rosto enquanto eu gemia pela dor dos meus musculos da mão.

_nunca mais vou socae ninguém, só se for gelatina.

Josh riu mesmo baixo e beijou minha mão doente. Ofeguei e ele deitou do meu lado com as mãos no meu ventre.

_viu bebê sua mãe é uma leoa valente, ninguém se mete com ela.

_não escute seu pai, ele não sabe o que fala.

_sei sim jenn, mais não faça mais, quero você bem sem nenhum hematoma entendeu.

_entendido chefe.

Deitei meu rosto choroso em seu peito e ele ficou mexendo em meus cabelos impossível não dormir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...