História Destiny (Part 2) - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson
Personagens Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson
Tags Joshifer
Exibições 39
Palavras 1.491
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 37 - Trinta e sete...


A sessão de produção em mim havia acabado, eu nem havia passado pelas premiação ainda é já estava cansado, de ficar em pé ajustando o vestido é o penteado. 

Meus irmãos estavam uns tremendos galãs de Hollywood, Elly e Carson que tomasse cuidado com esses dois. Josh também estava uma perdição, a minha perdição, pois já estava imaginando ele sem aquele terno alinhado em seu corpo.

Aquela babar dele me deixava molhada, imagens da noite passada da boca dele em minha intimidade me propondo um prazer enorme me fazia sentir calafrios por todo o corpo.

_ está com frio querida?

Pergunto o estilista que arrumava a bainha do meu vestido. Frio não, mais um calor intenso pela masculinidade do meu marido sim.

_ você está linda amor.

Josh me girou como se fosse uma princesa em um conto de fadas. Mais real do que eu podia imaginar.

_ vamos ou ela vai chegar atrasada de novo.

Anúncio Ben, Carson  ficaria em casa com as crianças, meus irmãos e meus pais iriam me ver na premiação. Ficava encantada de como eles estavam lindos, meu pai veio até mim e sorriu me olhando.

_ parece o dia em que você se casou filha, foi a maior alegria pra mim. 

_ obrigada pai.

_ vamos torcer por você, e você vai ganhar.

Sorri quando ele me abençoou com um beijo na testa. Segurei na mão de josh e com sua ajuda fui caminhada até o carro. 

Seria uma longa viagem até lá, e não posso dizer que meu nervosismo estava normal, porque não estava. 

.....................................................

chegamos a los angeles eram quatro e quarenta, minha mãe ficou tagarelando sobre meu vestido. eu não parava de apertar a mão de josh, ele já estava mais vermelho que um tomate, o que fazia blaine tirar onda com sua carinha de bebê.

_estamos chegando, seu agente já ligou, lá esta lotado.

avisou minha mãe, ben sorria pra mim sempre que nossos olhares se encontravam. dessa vez eu estava quase gritando, meu pai não me deixou beber nada alcoólico, como eu ia sobreviver a isso, sem uma gotinha de álcool. 

_calma linda você vai brilhar novamente, lembra do que eu te falei, que você consegui tudo que quiser, tudo mesmo.

disse josh segurando meu rosto, eu ate já podia ver minha cara de panico assim que o carro parou na frente do teatro Dolby. meus olhos examinavam a multidão de fãs e paparazzis a espera de qualquer angulo dos candidatos. um dos fãs ergueu um cartaz com minha foto do filme que eu estava concorrendo, aquilo sim foi demais.

havia fãs meus ali, minhas mãos suaram frio, eu nem conseguia me mexer, aquilo sim era pior que o globo de ouro, estava falando do premio mais falado, e horando de todos os tempos, minha ficha caiu nesse momento, eu estava concorrendo a algo grande, não havia me preparado para isso.

elly e ben desceram primeiro, blaine junto com meu pai, josh ficou me cercando direto assim que coloquei meus pés no chão, naquele tapete vermelho que me lembrava sangue. precisava de álcool ou iria surtar lá dentro. 

minha mãe ajudou a estilista a ajeitar meu vestido, a calda era enorme, ainda me perguntava porque eu tinha que usar aquela cortina.

_cuidado para não cair querida, erga a cabeça e vá minha filha.

disse mamãe assim que soltou a barra do meu vestido. caminhei com todo o cuidado do mundo ate a entrada, e foi ai que os fleches caíram sobre mim, já acostumada desde o globo, fiz as posses para eles, que não paravam de apertar o botão das câmeras e filmadoras. 

me senti mais a vontade quando saí daqueles fleches que já estavam quase me deixando cega. josh me segurou eu ia passando direto da entrada do teatro.

_eii não vai fugir.

_eu não consigo josh, não dá.

ele me beijou me fazendo ficar mais calma, ouvi assovios vindo de fora, nosso beijo foi mostrado para milhões de pessoas. sorri e olhei para aquelas duas bolas castanhas. minhas favoritas.

_agora sim.

disse entrando com ele. nossos acentos seriam na frente do enorme palco redondo, tudo estava iluminado e pronto para começar. josh sentou do meu lado, minha família do outro lado. minha mãe segurou minha mão e sorriu.

_eu to nervosa mãe. 

_não fique filha, mesmo se você não ganhar, vai estar brilhando da mesma forma minha linda.

ela beijou minha mão, minha mãe sempre duvidou que um dia eu estaria aqui, me perguntava como ela devia estar se sentindo com tudo isso, não igual a mim, que se deixasse iria sair correndo. 

a cerimonia começou com os efeitos visuais, de cada filme nas categorias. aplaudimos era cada coisa magnifica.

minha mãe não parava de me cutucar para perguntar. josh só fazia observar. já meus irmãos não sabiam ficar com a boca fechada. meu pai estava serio nem parecia a esposa do lado que por tudo se animava. 

as categorias foram passando, junto com os intervalos, me levantei e fui atras de algo para beber, não tinha como passar por isso sem beber nada, blaine me arranjo uma garrafinha de água que na verdade era uísque puro.

_ merda...

reclamei quando o álcool queimou pela minha garganta. já sentia meu corpo todo queimar e esquentar. 

_isso ai maninha, puro e forte.

ele também tomou outro gole, ben chegou ate nos rindo.

_vocês dois não param mesmo, pai vai brigar não é pra ela beber blaine.

ben nem parecia ser mais novo que blaine, isso me deixava ate intrigava, será que minha mãe não errou as contas desses dois. 

_precisava disso pra me ajudar a aguentar isso.

_ansiedade ben, sabe que ela sofre disso.

explicou josh já me segurando, é já estava bom de uísque por hoje. voltamos pros nossos lugares, ben sentou do meu lado essa vez, iria me dar sermão aposto. 

.............................................................

a categoria de melhor atriz chegou e junto com elas me unhas se foram, e elas estavam tão lindas, é estavam. o apresentador começou a falar os nomes das atrizes que estavam concorrendo, meu nome foi o penúltimo. 

respirei fundo me preparando para aceitar uma derrota, estava preparada pra isso. josh segurou minha mão e sorriu me tranquilizando me perdi em seu olhar que nem me dei conta que meu nome saia da boca do apresentador.

_JENNIFER LAWRENCE....PARABÉNS 

todos começaram a me aplaudir, e eu nem me mexe, não acreditando muito nisso.

_venham buscar seu premio querida...

chamou o apresentador olhei pra ele e comecei a rir, e logo depois veio o choro de alegria. me levantei mesmo sem poder e josh me tomou em seu braços.

_você conseguiu amor, eu sabia...minha vencedora.

dizia ele em meu ouvido, eu estava tremendo minha família toda se levantou e veio me abraçar. 

quando josh me largou minha mãe tomou a frente dele e me abraçou, eu ainda chorando de emoção e sem acreditar muito me deixei levar pela alegria daquele momento.

_parabéns minha menina, minha atriz linda...

aquelas poucas palavras me fizeram chorar mais ainda, minha mãe que nunca acreditou em mim, estava feliz por mim, e podia ver em seus olhos o quanto ela estava orgulhosa do que eu havia me tornado. 

quando ela me soltou pudi ir buscar meu premio, treme na hora de subir com medo de cair, não podia pagar esse migo, bem devagar fui subindo degrau por degrau e cheguei ao palco sorrindo. o apresentador estendeu a mão e me entregou meu Oscar, a estatueta pesava um pouco, mais tê-la nas minhas mãos me fazia sentir um prazer enorme. 

olhei para todos que me olhavam, minha família que mais sorria, josh então nem podia descrever sua expressão. nem podia descrever a minha própria. me aproximei do microfone e suspirei, tinha tanto a agradecer mais não sabia como começar.

_essa bichinha pesa um pouquinho...

disse olhando meu premio, todos riram quando disse isso, ben era o mais gasguito, ninguém mudava isso na nossa família. olhei para meu marido, e sabia que essa estatueta eu devia a ele, somente a ele que acreditou em mim, e não desistiu do meu sonho.

_só tenho a agradecer por estar aqui hoje, por ter ganhado, primeiramente a academia que acreditou no meu talento....obrigada por me darem uma chance..

houve aplausos novamente e eu sorri por estar sendo querida por todos eles.

_e quero agradecer também a pessoa que mais me apoio nisso tudo, se não fosse por ele eu nem estaria aqui, não havia voltado a esse universo, ele acreditou em mim lutou pelo meus sonhos quando eu mesma havia desistido disso...essa estatueta vai pra você josh, por não ter deixado eu desistir.

ergui a estatueta e ele sorriu me aplaudindo,  agradece também a minha família que foram me receber na saída da escadaria. 

meus irmãos me abraçaram os dois juntos, me senti abraçada a dois ursos grandes, me senti amada e feliz com tudo isso. meus pais estavam abraçados olhando minha conquista. josh veio me abraçar quase chorando pela declaração que fiz lá no palco.

_não menti em nadinha você sabe disso.

_sei sim, eu faria tudo de novo por você minha vida.

disse ele me beijando, me girando pelo ar. não havia mais feliz do que esse...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...