História Destiny Warriors - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 1
Palavras 2.880
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shounen

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Décimo capítulo de Destiny Warriors

Capítulo 10 - Desespero e Proteção


Fanfic / Fanfiction Destiny Warriors - Capítulo 10 - Desespero e Proteção

Enquanto isso, Priscilla estava ajudando civis que estavam em uma casa, e consegue entregar-los para uma nave de resgate, e ao ajudar eles a entrar nela, ela decide procurar mais. Andando pelas ruas e pelos becos, ela decide evitar os monstros e ir por locais sem monstros, evitando combate. Num beco mais escuro, ela encontra uma garotinha, escondida ao lado de uma lata de lixo, toda com medo e chorando.

Priscilla: Meu Deus do céu, o que você esta fazendo aqui garota? Qual é o seu nome?

Bheria: Meu nome é Bheria. Eu....eu vi... meu papai e minha mamãe...s-serem mortos por um monstro horrível desses. Era... um inseto muito feio....*snif*

Priscilla se recorda de ver um casal morto próximo á esse local, por um inseto semelhante á uma aranha.

Priscilla: Calma. Eu vim te salvar, não se preocupe. Eu vou... te levar para um lugar seguro, então, segure-se em mim.

Bheria: Ta bom... maninha...*snif* Eu... só quero que antes...você encontre meu amigo Robert. E-ele é da minha idade... e estava comigo.

Priscilla: Ok, eu vou procurar ele.

Porém, após ela pegar a garotinha e sair do beco, ela da de cara com este inseto, que a golpeia com força jogando ela e a garotinha contra a parede. A garotinha estava um pouco longe dela, e então, o inseto perfura o braço dela, e se prepara para mata-la. Priscilla, que tinha ficado um pouco tonta, tenta se levantar, mas aparece outro inseto desses e perfura sua perna, então, ela caída no chão, olha para o lado, e vê um corpo de um garoto, que aparentava ter a mesma idade de Bheria, morto com uma perfuração no peito. Não lhe restava dúvidas, esse era o amigo de Bheria, e então, ela começa a ficar horrorizada com tudo isso.

Priscilla: Não. Eu não acredito nisso.... por que.... por que fizeram isso.... com uma criança... que não tem nada a ver com isso?! Por que...*snif* ...vocês nos atacaram?!

Após isso, o inseto que tinha perfurado o braço de Bheria se prepara para perfurar seu peito.

Bheria: PAPAI...MAMÃE...EU NÃO QUERO...MORRER !!! *Snif*

Priscilla: NÃO FAÇAM ISSOOOOOO !!!!!!!!!

 Então, o inseto a perfura, já era tarde demais. Priscilla, banhada de raiva e tristeza, começa a se levantar mesmo com a perna perfurada pelo outro inseto, e então, ela explode de raiva, com lagrimas nos olhos e muita mana saindo.

Priscilla: COMO OUSAM?! FAZER ISSO COM UMA CRIANÇA ?!?!?!?!

 E então, ela da um soco no inseto o explodindo, e então, parte pra cima do que tinha perfurado Bheria e com uma rajada de energia, ela o desintegra, junto com o resto da rua que estava a frente dela.

Priscilla corre pra cima de Bheria e a segura, e vê que ela tinha sido perfurada no lado direito da parte inferior de sua barriga, mas que ainda respirava. Priscilla então corre com tudo pro local do abrigo, em alta velocidade, e no caminho, ela começa a raciocinar, e não lhe restavam mais dúvidas, aquilo que ela liberou, era sua essência mística.

Ao chegar no local do abrigo, ela entrega Bheria ainda viva para os médicos do local, e então, com sua nova mana e com sentimentos de raiva que ela nunca sentiu antes, ela volta a lutar.

Keita, que estava procurando seus amigos que estavam com Kenta, acaba achando Joe, e quase chorando, ela corre pra cima dele e começa a perguntar para ele sobre Kenta.

Keita: PELO AMOR DE DEUS JOE, AONDE QUE ESTA O KENTA?!?

Joe: Calma, cuidado que tem uns monstros aqui!

Keita: Só me fala onde esta o Kenta!

Joe: Calma, vamos nos esconder que eu te conto!

Então, eles se escondem nas ruínas de uma casa que foi destruída.

Joe: Eu achei que você sabia o lugar que ele estava. Lembra que ele tinha um passei no feriado com a sua turminha da escola? Então, a Rin o levou pra esse passeio, que era no museu que ficava lá na parte norte da cidade.

Keita: AI MEU DEUS, MUITO OBRIGADA !! Agora, tchau!

Keita da um beijo na bochecha de Joe e corre desesperada para esse museu, e sozinha, já que Kaito se perdeu dela no caminho. Ao chegar na parte Norte, ela procura pelo museu e o encontra, mas ao chegar perto, ela avista um dragão de 3 cabeças tentando entrar no museu. Ela tenta cortar uma elas com sua espada, mas as outras a ataca, e então, ela fica se esquivando desse dragão, então, Kaito surge de repente e começa a lutar com esse dragão.

Kaito: O QUE VOCÊ ESTA ESPERANDO? VAI LÁ SALVA-LO !!

Keita adentra no museu e vai passando pelo centro, mas não encontra ninguém lá, então, ela decide ir para a sala do diretor do museu, e enfim ela o encontra, que corre para abraçar-lo.

Keita: KENTAAA !!!! Meu maninho... eu estava tão preocupada....meu Deus do céu....ainda bem, que você esta bem.. *snif*

Keita não encontra apenas seu irmão lá, mas também, toda a turminha dele, que era composta por nove crianças. Keita decide usar o seu poder elemental, que se baseava em plantas e controle da flora. Ela cria um cipó e amarra uma das crianças em suas costas, e carrega seu irmão e mais outra, e então, Kaito aparece, dizendo que derrotou o dragão, e ela faz a mesma coisa com Kaito, amarrando uma criança em suas costas e o faz carregar mais duas no colo, porém, ainda assim, três ficaram sozinhas, e Keita fica muito tensa, já que ela não iria conseguir salvar todas elas de uma só vez, mas então, ela decide soltar uma rajada de sinalização pro céu, para ver se alguém aparecia.

Kaito: Eu não acho isso uma boa idéia, já que mesmo que alguém possa aparecer, um monstro pode também, e na situação que estamos, será muito difícil lutar contra um.

Keita: Eu sei, mas se por acaso nós tentássemos correr com velocidade até o local do abrigo, ou até pelo menos até a torre, as crianças com certeza não aguentariam a pressão do ar que seria exercida. Se fossemos pulando, estaríamos com grandes chances de sermos pegos por algum monstro enquanto estamos no ar. Se formos correndo normalmente, ou até mesmo um pouco mais rápido que o comum, ainda assim, não sei se conseguimos chegar até o abrigo ou até a torre tão rapidamente. Se formos nós dois carregando três crianças cada, tem a chance de algum monstro atacar as que ficarão aqui sozinhas, sem que tenha alguém para defender-las. E caso um fique e o outro leve, ainda assim, terá que ser uma por uma, afinal, caso nós levarmos duas ou três, não teremos como nos defender. A coisa mais inteligente a se fazer, é esperar um Tech ou mais combatentes para nos ajudar.

Kaito: Então, tudo o que podemos fazer agora é sentar e esperar?

Keita: Sinto dizer... que sim.

Então, eles deixam as crianças junto com eles e decidem esperar, permanecendo escondidos na sala do diretor do museu.

Keita: Maninho, o que aconteceu com a sua professora?

Kenta: M-Maninha...ela...nos colocou aqui, e depois saiu ...pra...pra ver... se dava pra fugir, ou se encontrava...alguém para n-nos ajudar, mas ela até agora não voltou.

Kaito: Quando eu cruzei o salão do museu, eu vi um corpo de uma mulh...... deixa quieto, já sei o que aconteceu. Mas que DROGAAA !!! MALDITOS SEJAM ESSES MONSTROS !!!

Kenta: Maninha...e-u to com medo..*snif*

Keita: Calma, não chore, eu...eu também estou, mas a maninha vai fazer de tudo pra te proteger, não só a você, mas seus amiguinhos também. Isso já vai acabar, não se preocupe.

Após mais 2H, a batalha ainda não parou. Um dos governantes decidiu se comunicar com os governantes de outra cidade, para pedir ajuda, pois as baixas só vão aumentando e os monstros não param de vir. Ele tenta se comunicar, tanto por partes tecnológicas, quanto por parte telepática, mas de nada adianta, infelizmente.

Ele fica desesperado, tentando várias e várias vezes se comunicar com as cidades próximas, mas de nada adianta, e então, decide parar, e diz para seus guarda-costas pessoais, e para as outras pessoas que estavam perto dele, que a única opção que lhes restava era rezar.

Keita que estava com Kaito, escondidos no museu com as outras crianças, conseguiram acalmar-las, mas eles acabam escutando um som estranho, vindo de perto da porta, mas por sorte, era Yukiu.

Kaito: Meu Deus, que susto que você nos deu moleque. Por que você veio até aqui? Eu não acho que foi um encontro por acaso.

Yukiu: Sim, não foi por acaso. Eu estava te procurando Keita, acabei me topando com Joe e Gate nesse tempo. Gate não sabia de nada, mas Joe disse que você estava em direção ao museu, então, vim pra cá correndo.

Keita: Mas por que você estava me procurando?

Yukiu: Bem, você é a minha maior rival, e eu não posso deixar-la morrer por ai pra um monstro qualquer, não é? Eu me importo com você, de verdade, podemos ser rivais, mas ainda somos amigos, e aquele que vai acabar com você sou eu!

Keita: Nossa, muito...obrigada.

Kaito: Ówn, já estão com o pé no altar hahahahaha!!

Keita e Yukiu: CALA A BOCA!!!

Kaito: Mas enfim, você trouxe alguém junto com você?

Yukiu: Não, mas eu vi uns combatentes aqui perto, e eles estavam com vantagens sobre uns monstros. Talvez eles possam nos ajudar.

Keita: Aleluia. Nós precisamos levar essas crianças para o abrigo, mas só eu e o Kaito não iríamos conseguir levar todas.

Yukiu: Eu vou lá pra fora, ver se encontro com eles, daí eu os chamo para termos apoio de resgate. Volto daqui a pouco, e prometo que não vou morrer.

Enquanto isso, Brendam decide voltar para a parte de cima da torre para observar os locais que estavam com a situação mais crítica, e por sorte, a parte sem teto estava mais livre e favorável para observação. Brendam então decide pular de lá mesmo e ir em direção para uma região não muito longe da torre, que estava com alguns combatentes tendo dificuldades. Ele os surpreende ao aterrissar bem em cima de um robô, o destruindo, e com algumas rajadas de fogo, ele queima e mata outros monstros que estavam ao redor. Ao terminar, ele pergunta para os combatentes que ali estavam, sobre a situação da região, e eles falam que o caminho de lá até a torre estava bloqueado devido á uma quantidade de dragões muito grande que tinha lá. Brendam decide ativar o Ghouken, para poder aumentar seus poderes psíquicos e pra ajudar ele a perceber melhor a presença de civis. Enquanto isso, Yukiu volta após 10 minutos de espera, e não sozinho, mas com três Techs o acompanhando. Então, eles pegam as crianças, três cada, e os três Techs ficam de guarda, e decidem sair com cautela para o abrigo. Tudo ocorreu muito bem até a metade do caminho, porém, sem que eles vissem, um esqueleto gigante com sombras ao redor de seus ossos aparece de dentro de uma casa, destruindo ela. Os Techs conseguem deixar ele distraído, mas ele os ignora e ataca Kaito, que consegue desviar. Porém, por acidente, a criança que estava em suas costas cai, e então, ele decide voltar para resgatar-la, e consegue, mas o esqueleto continua atacando. Os Techs tentam atacar-lo, mas o esqueleto parece não ligar para eles por algum motivo, então, Keita tenta algo arriscado, ela joga as crianças que estão com ela pros Techs e fica apenas com seu irmão, e então, ela da um chute no esqueleto, quebrando seu crânio, porém, ele ainda continua se movendo, e então, dispara um corte de sombras em direção a Keita, que desvia. O corte consegue cortar duas casas de uma vez que estavam atrás de Keita, que ao desviar, carrega sua energia e dispara uma rajada com sua espada, em que o esqueleto desvia. Ele começa a perseguir Keita, que estava apenas com seu irmão. Yukiu deixa suas crianças com outro Tech, e então, parte para ajudar Keita. Ele encontra dois combatentes e pede para que eles ajudem Kaito e os Techs a levarem as crianças para o abrigo, partindo sozinho para ajudar Keita. Ela foge, mas se vê encurralada por um rinoceronte cabeça-de-martelo. Yukiu aparece e corda o rinoceronte ao meio, e assim, assume a frente de combate contra o esqueleto. Que ainda persiste. Yukiu começa a ter vantagens, e então, coloca sua mana na sua espada, fazendo-a ficar com um maior poder de corte, mas o esqueleto começa a deixar seu corpo cheio de sombras, e então, fica resistente aos cortes. Keita toma distância e com sua mão desocupada, equipa sua espada e com ela, cria uma raiz gigante que vai em direção ao esqueleto. Ela o deixa imóvel, e Yukiu começa a fazer uma quantidade incontável de cortes na velocidade da luz, assim finalmente, o destruindo. Porém, depois dele morrer, suas sombras se espalham pelos céus, atraindo vários monstros, que vão na direção deles. Yukiu parte pra cima com tudo e começa a lutar furiosamente com eles, mas começa a sofrer vários danos.

Yukiu: KEITA, FUJA!!! Deixe-me aqui e leve o Kenta para o abrigo, RÁPIDOOO !!!!

Keita: Eu não vou te deixar aqui !!

Yukiu: Eu sei me virar sozinho, não se preocupe !! Eu não sou fraco igual á você !!

Keita: Cala essa boca !! Eu não vou morrer assim tão fácil! E... por favor, não morra, está bem?

Yukiu: Deixa comigo !!

Keita corre pra longe e deixa Yukiu cuidando de todos os monstros, e ao olhar pra traz, ela o vê matando todos os monstros com dois golpes no máximo, se banhando de sangue. Keita percebe que está quase perto da torre, e decide ir para lá para ver se consegue arrumar mais alguém para ajudar-la a levar Kenta para o abrigo, mas faltando duas quadras pra chegar lá, uma imensa explosão acontece, e um golem de pedra de cor vermelha surge de dentro dela, sendo um golem de dois olhos e mito raivoso. Ele parte pra cima de Keita em alta velocidade, mas erra o alvo. Keita após desviar, carrega sua mana no seu pé e ao pisar no chão, cria uma onda de raízes que vão em direção ao golem, para imobilizar-lo. Porém, ele escapa e volta a atacar Keita, utilizando uma rajada de energia com as duas mãos. Keita desvia, mas a onda de impacto a joga pra longe.

Keita: Droga, eu normalmente resistiria um golpe desses sem muitos problemas, mas não posso dar o luxo disso, o Kenta não iria resistir.

Keita se levanta e decide desviar seu curso e ir pra torre por outro lado, por cima das casas, mas o golem vai até ela e começa a tentar acerta-la com seus socos, que destroem as casas facilmente. Keita consegue escapar, e então, Yukiu aparece novamente para salva-la.

Yukiu: Eu não vou deixar você morrer de maneira alguma !!

Keita se emociona com a atitude que Yukiu esta tendo e decide seguir em frente, porém, outro golem aparece e da um soco em suas costas,  jogando-a pra longe, mas ela consegue proteger Kenta. Porém, ele cai pra um pouco longe dela, e ao tentar pegar-lo de novo no colo, o golem aparece e da uma baforada de energia no local dela e ela é arremessada longe. Kenta é jogado novamente pra longe de Keita, só que desta vez, ele bate em uma parede e começa a sangrar um pouco. Keita que estava no chão fica desesperada, mas o Golem da uma pisada nela, deixando-a agonizando de dor. Yukiu vê tudo e tenta ajudar, mas o outro golem não o permite fugir da batalha. Keita olha para o Kenta e vê um tigre de presas flamejantes chegando perto de Kenta.

Keita: Não...não...ISSO NÃO!! Pode acontecer qualquer coisa comigo, mas por favor, com o Kenta não...ele é...o meu ultimo resquício de família... que eu tenho...no mundo inteiro! Podem tirar minhas pernas...podem arrancar os meus braços.....podem destruir a minha mente..e alma, mas nuca....nunca.... FAÇAM ALGUM MAU...AO MEU IRMÃOZINHOOOOOO !!!!

Keita entrou em um estado de preocupação, desespero, tristeza e fúria tão grandes, com uma determinação de proteger seu irmão tão grande, que acaba enfim, liberando a sua essência mística. Keita com a pressão de sua mana faz o golem perder o equilíbrio, e num piscar de olhos, parte pra cima do tigre e lhe da um soco que o explode inteiro junto com a parede da casa que estava perto dele. Keita pega Kenta no colo e com a mão desocupada, cria uma esfera de energia e atira ela no golem, que tem metade de seu corpo destruído. Keita pula e da um chute em sua cabeça, destruindo-a e vencendo o golem. Yukiu fica espantado com isso, e então, Keita da um pulo e da um chute em cima da cabeça do golem com sua energia carregada em sua volta, destruindo ele por inteiro. Após isso, Yukiu fica surpreendido, e até emocionado, ao ver Keita bem, em meio a fumaça e a energia de sua mana ao redor do seu corpo, parada, com lagrimas nos olhos e Kenta em seu colo dizendo:

Keita: Me desculpe, Yukiu, se eu agora fiquei mais forte que você. Mas eu não vou permitir, que tirem o Kenta de mim !!

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...