História Desventuras de um amor - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jin, V
Tags Bts, Jimin, Park Jimin, Taehyung
Visualizações 27
Palavras 1.268
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Minha semana foi uma merda como sempre, porém hoje eu acordei feliz e como isso é raro eu decidi escrever pros meus xuxuzinhos que eu amo <3
Espero que gostem, coloquei muito amor haha
Boa Leitura <3

Capítulo 6 - Quer realmente saber?


Fanfic / Fanfiction Desventuras de um amor - Capítulo 6 - Quer realmente saber?


Ele me deixa nervosa, sinto como se meu sangue tivesse congelado, minhas mãos suam, sinto um frio na barriga e é quando de repente me choco contra a porta. Jin já deve ter ido e isso significa que estamos trancados no restaurante.
- AIGO!! Por que isso tinha que acontecer logo agora?! — Me seguro para não chorar.
- O que foi que houve? Escutei um barulho e achei que tivesse se machucado — Taehyung está logo atrás de mim, ele usa um tom de preocupação misturado com vergonha.
- Tae, está com as chaves do restaurante? — Eu não consigo encara-lo.
- Não, porque? — Eu começo a entrar em desespero.
- Taehyung nós ficamos trancados aqui dentro — Ele vai até a porta e tenta abri-la.
-Aish, Jin deve ter pensado que já tínhamos saído e trancou tudo — Ele se vira para mim com cara de desespero.
- Tenta ligar pra ele, dai ele vem nos tirar daqui — Infelizmente não consigo me segurar e começo a chorar.
- Calma S/N, ele vai vir nos tirar daqui — Ele diz enquanto me abraça.
Ele liga para Jin umas 200 vezes, tenta sem parar, deixa recados na caixa postal e como Jin não atende percebo que passaremos a noite aqui. Não digo nada, me sento em uma das mesas e choro. Tae vê meu desespero e não para de tentar falar com Jin, depois de várias tentativas em vão ele se senta ao meu lado e tenta me confortar.
- Ele verá os recados que deixei e vai vir nos tirar daqui — Ele tenta parecer otimista.
- Ele não vai vir e teremos que dormir aqui, eu só queria ir pra casa depois de tudo o que aconteceu hoje — Ele se levanta e vai até sua sala.
Eu fico sentada ali sozinha, eu não consigo pensar em mais nada além do beijo, ele me surpreendeu e me deixou completamente confusa sobre como me sentir em relação a ele. Não passa muito tempo e ele me chama para ir até sua sala.
- Eu sei que não é confortável como a sua cama, mas acho que é o melhor que podemos ter hoje — Vejo que ele arrumou o sofá de sua sala, colocou uma almofada e um casaco dele para ser uma coberta. Me animo com o jeito como ele se preocupou com a situação e não exito em sorrir.
- É perfeito para a nossa situação — Ele sorri olhando para o chão.
- Você dorme ai e eu me ajeito na minha cadeira, ok? — Ele diz enquanto vai em direção á cadeira.
- Não posso aceitar isso —  Não seria justo com ele.
- E eu vou dormir onde então? — Essa leve ironia nele me irrita.
-Dá pra dividirmos o sofá — Sinto meu rosto arder assim que penso no que disse.
-Co..como assim? É melhor não S/N, vai ficar desconfortável para os dois — Seu rosto definitivamente parece um tomate bem maduro.
- Me recuso a te fazer dormir numa cadeira, vai acordar todo dolorido e não vai conseguir dormir direito — Ele parece gostar da ideia e ao mesmo tempo não querer testa-la.
- Eu insisto, afinal o clima entre nós não pode ficar mais estranho do que já está Tae — Ele concorda e ri, provavelmente lembrou do beijo.
O sofá é pequeno para duas pessoas, tentamos achar um jeito de não ficarmos muito juntos, mas acabamos ficando praticamente abraçados. Isso não é ruim, mas eu me sinto envergonhada por isso e pelo beijo.
~POV Taehyung~ 
Eu ainda estava meio bobo devido ao beijo, mas bastou ela começar a chorar que eu entrei em desespero e fui buscar um jeito de acalma-la. Por sorte eu tenho um pequeno sofá em minha sala, eu o arrumei da melhor maneira possível para ela dormir e eu ficarei na minha cadeira.
Ela sugere que a gente divida o sofá, eu a princípio não quero, mas ela insiste tanto que eu acabo cedendo. Ela deita por cima do meu braço o fazendo de travesseiro e não demora para dormir.
Ela consegue ser tão linda quando dorme, seu rosto jovem lembra um anjo, eu tenho vontade de protege-la de todo o mal que fizeram a ela. Queria poder cuidar dela, não me conformo com o fato dela só ter 19 anos e já ter passado por tanta coisa ruim.
Eu estou cansado, o dia foi cheio, sinto que toda a minha energia foi usada para beija-la, o que não é ruim. Penso em como as coisas mudaram de uns dias para cá, vago em pensamentos e acabo dormindo.
- Por favor não vai embora — S/N me acorda falando algo.
- Por favor não me deixa para trás — Ela está sonhando, algo está errado.
- JIMIN NÃO ME DEIXA —Ela grita e acorda assustada.
-S/N, está tudo bem, calma foi só um sonho — Ela me olha e tenta se recompor.
- Tive um pesadelo, desculpe — Ela mentiu, tenho certeza.
- Espere ai, já volto — Digo me levantando e saindo da minha sala.
Vou até a cozinha, encho uma chaleira com água, pego uns sachês de chá de camomila e assim que a água ferve eu preparo o chá. Pego duas canecas, as encho e levo para nós dois tomarmos.
- Aqui está seu chá mocinha — Ela ainda está com uma carinha de sono linda!.
- O que é? — Ela é sempre tão curiosa.
- Chá de camomila para te acalmar, minha Omma dizia que só um bom chá de camomila podia afastar os pesadelos.
- E funciona? — Ela diz antes de tomar um gole.
- De todas as vezes que ela me fez funcionou e olha que foram muitas — Ela por um momento esboça tristeza.
- Posso te fazer uma pergunta? — Ela concorda com a cabeça.
- Quem é Jimin? — Ela engasga com o chá e fica pálida.
- Eu falei dele enquanto dormia não é Tae ? — Sinto um tom de mágoa em sua fala.
- Sim, se não quiser falar dele tudo bem — Ela me encara e depois olha para o chão.
- Park Jimin é uma pessoa muito especial para mim — Ela dá um sorriso fraco.
- Ah meu Deus você tem um namorado e eu te beij...— Ela me interrompe.
- Ele não é meu namorado, ele não é nada meu — Eu não entendo.
- Se ele não é nada seu como pode ser especial para você? — Sinto que estou pisando em ovos ao falar dele com ela.
- Park Jimin foi o meu amor de uma noite — Eu fico um pouco confuso.
- Amor de uma noite? Quer dizer que vocês saíram numa noite? — Ela termina seu chá e me encara com olhos marejados.
- Uma noite que agora vai me acompanhar pro resto da vida — Eu estremeço, sinto um pressentimento ruim.
-  Como assim? S/N, ele te fez algo ruim? Se ele fez eu posso ajudar, eu posso ir atrás dele e fazer ele pagar — Ela me olha, sinto tristeza em seu olhar.
- Ele não me fez nada ruim, ele nem sabe de nada — Eu fico mais confuso a cada minuto que passa.
- S/N, eu não estou entendendo nada, se quiser que eu te ajude eu preciso saber o que se passa — Ela me encara com um semblante sério.
- Quer realmente saber? — Eu quero, mas sinto que ela não quer falar disso.
-Sim, mas só se você quiser que eu saiba, caso contrário prometo não tocar no nome dele — Ela pensa por um breve momento.
- Park Jimin é o pai do meu filho — Sinto meu corpo estremecer, parece que todo o ar se esvaiou do meu corpo, S/N começa a chorar novamente.


Notas Finais


AAAAAAH, espero que tenham gostado e se ficou ruim me desculpem.
Perdoem os erros de português ou algo do tipo, eu geralmente sou bem desligada e acabo deixando passar algo na revisão.
Bom, por hoje é só pessoal, até a próxima <3
amo vocês meus xuxuzinhos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...