História Detenha-me - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias X-Men
Tags Ação, Romance, Xmen
Exibições 21
Palavras 992
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Super Power
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Você resistiria a isso?

Capítulo 11 - Perigo.Alta voltagem


Fanfic / Fanfiction Detenha-me - Capítulo 11 - Perigo.Alta voltagem

Depois do beijo e do meu ataque,Alex me levou de volta para a cidade e estacionou na frente do seu apartamento.
-Me desculpa-ele disse depois de um suspiro
-Preciso ir para casa
-Eu levo você.
-Não
-Porquê?
-Alex eu acho que não é uma boa ideia continuarmos com isso
-Isso o quê?
-Contato,encontro,tudo
-Está dizendo que não quer mais me ver?-perguntou,surpreso
-Estou dizendo que não tenho escolha.
-Que escolha?Ser feliz?Me dá uma chance?-sua voz se elevou e era óbvio que ele não queria isso tanto quanto eu
-Somos incompatíveis
-Não.Não minta pra mim porque sei o que você sente
-Ah é?E o que eu sinto?
-O mesmo que eu.Um calor fulgas e incontrolável,sinto falta de ar só de me aproximar de você
Preferi ficar calada.Ele estava certo,eu sentia tudo isso e muito mais
-Se não me quiser por perto,invente uma desculpa melhor.Vou te levar para casa
-Mas nã...
-Nao aceito nãos de você.
Ele ligou o carro novamente e arrancou.Nunca tinha conhecido ninguém como ele.Sincero,lindo,atrevido e egocentrico
Uma hora depois,chegamos ao instituto e Alex parou o carro no portão.Abri a porta mas ele não me deixou sair e segurou no meu braço.Seu toque era veneno e fez meu corpo inteiro se arrepiar.Tirei a mão e seu poder começou a me consumir
-Eu não vou desistir do meu porto seguro.Não vou desistir de você-seus olhos brilhavam
Saí do carro e bati a porta com força.Olhei para ele e disse:
-Me esquece.
Abri o portão e entrei.Meu peito doia e eu não sabia se era pelo que ele me causava ou se era o poder dele que estava me corroendo.Mirei em uma árvore e o liberei.Uma das luzes se acenderam e caminhei até a porta que se abriu antes que eu a tocasse
-Quem era ele?-pergunta Xavier
-Quem?
-O garoto que te trouxe até aqui?
Bufei
-Um amigo
-Como ele se chama?
-Porquê não pergunta a ele?-dei as costas para ele
-Onde você vai?Ainda não acabei
O ignorei e subi para o meu quarto.Tirei os sapatos e me joguei na cama.Tentei esquecer Alex mas era impossível.Era só fechar os olhos para vê-lo e sentir seus lábios nos meus.Entre esses pensamentos eu adormeci
              ********
As batidas na porta eram frenéticas.Acordei com o susto e pulei da cama.
-O que é?
-Hora de acordar.Sua aula já vai começar-diz tempestade
-Que aula?Já completei o ensino médio.
-Não é esse tipo de aula.Levante-se ou faço chover na sua cama.
Tomo um banho e desço para tomar café.Ninguém me diz nada,nem sequer olham para mim.Nem me importo,ser ignorada não é novidade para mim.
Sou chamada por uma garotinha ruiva e a sigo até o jardim
-Obrigado,Jasmine-agradece o professor.Agora que já sabemos o que você faz,precisamos faze-la se controlar.
-E como faremos isso?-pergunto animada por finalmente ter alguém para me ajudar
-Precisamos primeiro saber se você consegue usar seus poderes sem ter qua rouba-los de alguém.Olhe para aquele alvo-ele apontou para um alvo desenhado em uma árvore-Tente acerta-lo
Xavier se afasta e respiro fundo.Faço força e tento,mas nada acontece.
-Continue-ordena ele
Tento novamente,e de novo,e de novo,estou exausta mas proibida de parar.Continuo,mas o cansaço não me deixa prosseguir
-Continue-exige o professor
-Chega.Não está vendo que não consigo?Se isso é um castigo considere-o concluído.
-Você não entende que precisa aprender?Não é só questão de controle,é de altodefesa e segurança
-Desculpa mas isso não está funcionando.
-Acalme-se,nós mal começamos.Antes de aprender a usar seus poderes,você precisa aprender a não usa-los.Scott,pode ligar
O garoto maxe em uma máquina e sorri para mim como quem dizia que eu ia me ferrar
-Tente de desviar dos discos-orienta o professor que se afasta a metros de distância enquanto aperta um botão na árvore á sua esquerda.
Me vejo em uma encruzilhada.Estou cercada por máquinas mortiferas.Elas atiram discos de ferro em minha direção e nem tenho tempo para abaixar.É um massacre.Corro de um lado para o outro tentando não ser atingida.Ouço as risadas de Scott e Jean e perco o controle.Meu sangue ferve e vejo meu corpo pegar fogo,quero muito explodir esses garotos,mas ps malditos discos continuam me acertando.Forço meu corpo a me obedecer e centralizo meu poder.O lanço contra as máquinas que explodem por todos os cantos.Ando em direção aos dois idiotas e eles se preparam para me atacar.Estou pronta para explodir qualquer coisa quando sou resfriada com um extintor de incêndio.Caio no chão e Hank me cobre com uma coberta antes que possa ficar nua.
-Muito bem-aplaude Xavier
-Muito bem?Você queria me matar?-pergunto perplexa
-Não.Queria saber o que te incentivava a usar seus poderes
-E descobriu?
-A raiva,minha cara,a raiva te motiva,então é por ela que começaremos a trabalhar.Talvez se você aprender a controlar a raiva,controlarà seus poderes
-Talvez?
-Sim.Agora pode descançar.Acho que já chega por hoje
-Acho que preciso fazer uma roupa a prova de fogo-diz Hank
-Acho que ela fica linda de qualquer jeito
Olho por cima do ombro de Hank e paraliso ao ver Alex.
-O que é que você está fazendo aqui?
-Eu disse que não ia desistir
-Alex-Scott se aproxima e parece estar chorando
Alex não diz nada quando é abraçado com força pelo garoto.Logo Xavier e os outros o abraçam também e eu não entendo mais nada
-O que aconteceu com voce?Por onde andou?-questiona Scott
-Alexia,você não me disse que havia contado sobre mim para a sua família
-Eles não são a minha família e eu não contei nada.
-Alex,somos nós.Sou eu,o Scott,seu irmão
O que?O Scott é irmão do Alex?Só pode ser brincadeira
-Você é meu irmão?-pergunta confuso
-Você não lembra de mim?
-Não.
-Como não,Alex?
-Não me lembro de nada do meu passado.
-Alex perdeu a memória em uma explosão á dois anos-explico
-Como vocês se conhecem?-interrompe o professor
-Foi ele que me trouxe aqui ontem.
-Eu sabia que ele me era familiar
Alex se rende ao abraços do irmã e parece muito feliz.
Sinto que deveria ir embora porque ficarà mais difícil resistir a ele,mas preciso de ajuda e não conseguiria me afastar mesmo que quisesse.


Notas Finais


Sinto cheiro de encrenca no ar.Você também?Pode ser bom ou ruim,depende de mim


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...