História Detenha-me - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias X-Men
Tags Ação, Romance, Xmen
Exibições 11
Palavras 749
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Super Power
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Volteeeeeeeeeeeeeeei!

Capítulo 16 - Pesadelos inesperados


Ao entrar no quarto naquela noite dei de cara com Xavier que me esperava como um pai espera uma filha.
-Quando você vai aprender a respeitar as regras?
-Eu precisava ir.
-Porquê?
-Eu...não...sei
-Sei que não consegue seguir regras,mas peço que me respeite.
-Desculpe.Não podia faltar
-Com quem você saiu?
-Com o Alex-não tive porquê mentir
-O Alex é um garoto incrível.Não quero que vocês se machuquem.
-Você acha que vou mata-lo,não é?
-Você acha que pode?
-Talvez.
-Então é melhor deixa-lo em paz.
Depois que ele saiu comecei a pensar sobre mim e Alex.Sei que Xavier está certo mas não  consigo me afastar.
Tiro meu vestido e me observo no espelho.Meu corpo não me agrada mas não me faz querer muda-lo.Abro o armário do banheiro e tiro dele um frasco amarelo.O abro e tomo um dos comprimidos.Deito e durmo
*-Acorda.É hora de chorar
-Por favor,não me machuque
As mãos do monstro sem rosto me viram de costas e me amordaçam.
-Vamos continuar nosso joguinho.
Ouço um grito e me desespero,tento correr mas sou jogada na cama com brutalidade.Minhas mãos e pernas são amarradas e estou indefesa.Começo a chorar ao ouvir mais gritos.O tilintar da navalha soa pelo meu ouvido.Gemo quando a sinto rasgar a carne das minhas costas.Me debato na cama e urro de dor
-Shhh.Quanto mais você chora,geme e urra,mais o John quer você.Hoje é seu dia de sorte.O John aqui,está de folga e vou ficar com você o dia inteiro.*
-Nao!Sai de cima de mim!
-Alexia!Acorda!
-Ahhh!!!
-Alexia!!!!!
Acordo assustada o procurando pelo quarto.Xavier e Jean estão me olhando desesperados.
-John?-tudo está tão confuso.
Xavier se aproxima e me encolho na cama.
-Você está bem?
Estou muito assustada para falar
-Quem é John?
Abraço meus joelhos ao ouvir seu nome.
-Você explodiu a lixeira-diz Jean
Olho para o lado e vejo a lixeira completamente destruida.
-Foi só um pesadelo-digo a mim mesma-Ele não está aqui e nunca vai voltar.
-Jean vai dormir aqui com você hoje.
-Vai me matar?
-Se não quiser eu vou embora-diz ela
-Se você for embora eu mesma me mato
Eles me encaram confusos e curiosos.
-Cuida dela Jean.
Jean deita no sofá enquanto luto contra o sono que acaba vencendo.
*Alguém chora em alguma parte da casa.Levando da cama me corroendo de dor.Abro a porta devagar e observo a movimentação no corredor.Sigo o choro e vou parar no sotao.Está escuro e frio.Caminho até o interruptor e o ligo.
Me jogo no chão e choro ao ver aquele ser humano completamente destruido.O choro continua e abraço a criança que está encolida num canto escuro.Sua cabeça se ergue e vejo o vazio em seu rosto e as crateras que agoram são seus olhos*
-Alexia!!
Olho para Jean que me segura com força.
-Me solta!-me debato na cama
-Se acalma,foi só um pesadelo!
-Tire suas mãos de mim!!
-Para!
Sugo seus poderes e a vejo gritar de dor.
-Socorro!!Alguém me ajude!-ela grita
A porta é escancarada e tempestade,Scott,Hank,Kurt e Xavier tentam tira-la de cima de mim.Uso os poderes dela para levita-los.Mas uma dor estrondosa me faz parar com tudo.A solto e olho para a janela.Já amanheceu.
-Você está bem?-pergunta Scott segurando Jean
-Sim.E você está bem?-ela me pergunta
Sei que ela está preocupada de verdade e a admiro por isso.
-Não se preocupem.Hoje mesmo sairei daqui-digo sem desviar o olhar da janela que me tenta a pular
-Você não pode fazer isso.É melhor você continuar aqui-diz ela
-Sou perigosa demais...
-Sabemos disso mas pelo menos aqui você está segura.
-E a humanidade também-diz Kurt
-Preciso ir até a clínica-tento me levantar mas tempestade não deixa
-Sua irmã está bem.Preocupe-se com você.Vou fazer um café para todos.
-Me deixem sozinho com ela-pede o professor
Ele espera que todos tenham saido para começar a falar.
-Quem é John?
Me ajeito na cama e me recuso a responder
-Tudo bem.Não forçarei você a nada,mas preciso saber se você está bem?
-Não-sacudo a cabeça
-Você precisa começar a falar sobre a sua vida,ou vai acabar ficando louca.
-Não quero.
-Mas precisa.Quando estiver pronta,estarei sempre aqui-ele segura minha mão e aperta
-Nunca estarei pronta para isso.
Como isso foi acontecer?Faziam meses que não tinha mais pesadelos.Achei que estava protegida mas até nos meus sonhos não tenho paz.Preciso ver Denise.Meu Deus.Quando esse inferno vai acabar?Quando eu me abrir com alguém ou quando parar de sentir medo?Seja lá como for,não contarei a ninguém.E ai de quem ousar arrancar minhas verdades.Para tudo tem seu tempo e o meu ainda não é agora.


Notas Finais


Segredos são a marca de agonia que todos querem esconder,mas poucos conseguem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...