História Detenha-me - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias X-Men
Tags Ação, Romance, Xmen
Exibições 7
Palavras 1.568
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Super Power
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Um dia a criança deixa de ser criança e ganha independência.Alexia já era independente e agora quer o controle da sua vida de volta.

Capítulo 33 - Dias de glória


Dirijo calmamente em meio ao trânsito de Nova York.Reflito sobre as últimas semanas.Alex e seu amor incondicional que não sei se mereço,o passado fudido que me nego a citar e a esquecer,Denise e seus caprichos de menina que me deixam louca,Xavier e sua insistência em tentar invadir minha mente.Juro que se ele conseguir,explodo seu cérebro.Me tornei um relógio,alienada e submissa ao tempo.Fugir ainda é uma opção,mas não a solução.
Decido parar na clínica e resolver as coisas com Denise.Está tarde mas dou um jeito de entrar.A idiota está dormindo.Acordo ela que se assusta ao me ver.
-O que você está...
-Como você é escrota-interrompo-Eu pensei bastante e decidi que quero que você se foda.
Ela me escuta com atenção e arregala os olhos ao me ouvir.
-Eu abandonei minhas chances de ter um futuro acadêmico,fiz coisas que sempre abominei,destrui a vida das pessoas que me cercaram.Me pergunto o motivo e quando olho pra você sabe o que eu concluo?
-Que...
-Eu sou muito burra.Sabe o que eu devia ter feito?Devia ter te deixado morrer como nossos pais.Eu não devia ter te salvado.
-Então o que está esperando para ir embora?!
-É exatamente o que farei.Depois de te dizer o que você merece-sento ao seu lado na cama-Esses dois anos eu venho matando gente.Não eram boas pessoas,na verdade eram pessoas horríveis.Quando fiz meu primeiro serviço achei que mudaria nossa vida.500.990 dólares foi o que eu ganhei por ter matado um casal de malucos.Me senti tão estranha,acho que é porquê não senti nenhuma culpa.Era por uma boa causa.O dinheiro acabou rápido.Paguei os cirurgiões,anestesistas e não sei se você sabe que sou uma das sócias dessa clínica.É por isso que eles não me cobram mais caro.Acredite.Isso é mais caro do que os cem mil que pago a cada três meses.Eu nunca me arrependi do que fiz,até agora.Acho que você não mereceu nada.Vou pagar esses últimos meses de clínica.Depois você se vira.Não precisa mais de mim.Toma-lhe entrego o Sr.Hope-Não se preocupe.Não voltarei mais aqui.
Deixar Denise é a coisa mais difícil que fiz.O problema é que ela precisava se tocar de que não depende de mim ela ficar boa.Sei que ela vai pensar.Conheço minha irmã.Pego a roupa de Xavier na lavanderia e sigo para o instituto.Tempestade me recebe com seu sorriso de mãe e seus cabelos de Marilyn Monroe.Decido não falar com ela e ir direto ao quarto dele.
Charles Xavier está sentado ao redor de uma mesa em seu quarto escuro.Ele não se assusta ao me ver,na verdade parece que já sabe que eu viria.
-Aqui está o seu terno-começo,imparcial
-Deixe sobre a cama-pede gentilmente
Coloco a capa sobre a cama e volta a encara-lo
-Como foi o seu dia?-sua pergunta me surpreende
-Foi...
-Não me diga-interrompe
Ele vira a cadeira e olha para mim com atenção.Fecha os olhos e sei o que ele vai fazer.Dou as costas e antes que possa sair do quarto sinto uma pontada de dor invadir minha cabeça.Caio de joelhos e luto contra seu poder.Preciso ser forte.Minhas forças estão se esgotando e uma voz grita em minha cabeça.
O que você está escondendo nessa cabecinha?
Isso ninguém além de mim precisa saber.Concentro minhas forças e sinto meus poderes me energizarem meu corpo.Levanto aos poucos e vejo Xavier gritar.A dor só aumenta e acho que minha caveça vai explodir.Sinto o gosto do sangue em minha boca e ele escorre do meu nariz.Xavier se rende e me observa enquanto tenta respirar.Estou ofegante e estranhamente livre.
-Você está pronta-murmura
-Para o quê?
-Ser uma x-man.
Saio do instituto como se tivesse acabado de tirar um dez um uma prova para a qual não estudei.Estou feliz por finalmente ser uma x-man.Quero contar a Alex,porém,não posso.Tenho uma batalha difícil para enfrentar essa noite.Tenho que enfrentar a única pessoa capaz de me derrubar com um simples sorriso inocente.
Estou em sua porta e não sei se quero bater ou sair correndo.Queria ter alguma tática infalível,mas tudo o que tenho são beijo,abraços,amor e carinho.Talvez essa seja a tática infalível.Tudo isso com uma xícara de atitude.Respiro fundo e bato na porta.Alex pergunta quem é parecendo saber a resposta.Não respondo e ele abre a porta e está sem camisa e preocupado.
-Você está bem?
Acho que pareço zangada,o que realmente estou depois de tudo o que foi meu dia.Abro um sorriso malicioso e ele parece confuso.Entro no apartamento e olho as flores que ele me deu esta manhã.São lírios.Ele diz que lírios são flores tristes mas que se me deixam feliz então não são flores ruins.A lembrança me faz sorrir.Me recomponho e viro para olha-lo.Seus olhos queimam sobre mim e ele me beija com força.Apesar de quere-lo,recuo e ele parece surpreso.
-O que...
-Shhh
Preciso de silêncio absoluto.Puxo uma cadeira da cozinha e coloco na sala.
-Senta aí-ordeno.
Alex ergue uma sobrancelha e faz o que mando.Percorro a cadeira e tiro um lenço da bolsa.Amarro seus pulsos na cadeira e a confusão dele é óbvia.
-O que pretende?
Não respondo e tiro meus sapatos.Tiro minha camiseta e sento em seu colo.Ele suspira e fecha os olhos.Eu sei o que está sentindo e sei exatamente o que fazer.Seguro seus cabelos e o beijo com dureza.Sua lingua abre caminho e me tira o fôlego.Meus pêlos se arrepiam e algo em mim se contrai.Puxo seus cabelos e ele geme.Chupo seu lábio inferior e um suspiro tenta sair da sua garganta,mas fica preso lá.Nunca me senti tão poderosa.Saio de cima dele e o ouço resmungar.
-Espera aí-sussurro em seu ouvido.
-Onde você vai?Não me deixa assim ou eu vou ficar muito furioso-o tom ameaçador em sua voz só me faz quere-lo mais.
-Se você sair daqui não terá o que quer nem hoje e nem nunca mais-também sei ser ameaçadora.
Alex bufa e me olha frustrado.O deixo e vou para o quarto.
Tomo um banho um pouco demorado só para faze-lo esperar.Ouvir seus gritos de raiva é satisfatório.Visto meu robe de seda e volto para a sala.Alex parece furioso e não esconde isso.
-Que tal um jantar Sr.Summers?-provoco
-Que tal uma surra?-responde frio
Apenas sorrio.Paro na sua frente e sento em seu colo novamente.
-Porquê está fazendo isso?
O beijo e ele recua,mas com minha insistência ele se rende.Desço meus beijos em sua mandibola e mordo a fina pele de seu pescoço.Ele treme e grune.Sinto sua ereção dentro da calça de moleton.Me esfrego nele que me devora com um beijo.Como é possível que mesmo amarrado ele ainda me controle?
Sua ereção parece aumentar e gemo ao senti-la quase saindo da calça.Saio de cima dele e desamarro meu robe o deixando deslizar pelo meu corpo e cair no chão.A expressão de Alex me incendeia.Seus olhos são quentes e querem me devorar.Toco o cós da sua calça e a puxo com a cueca.Ele sorri para mim quando mordo os lábios ao vê-lo ereto.Acaricio suas coxas e ele fecha os olhos.Seguro seu membro com força e começo a movimentar minhas mãos.
-Oh,Lex.Devagar-murmura
-Oh,querido.Hoje sou eu quem mando aqui.
O coloco lentamente na boca e saboreio seu gosto.Ele é salgado e grosso.Minha lingua percorre sua estenção e seus gemidos ecoam pela sala.Me sinto molhada.Ai como eu o quero.O chupo com força e sua glande começa a ficar rosada.
-Chega,Alexia-grune torturado
Faço o que ele pede e volto para o seu colo.Ele arqueia e me beija.Nossos corpos se tocam e eu pego fogo.
-Me souta.Eu quero te sentir-sussurra
Fico tentada a aceitar mas não faço.Me posiciono e desço lentamente sobre seu pau.Emito um grito que mais parece um gemido.Seguro em seus ombros e me movimento.Ele me preenche com tanta facilidade.Gemo alto e ele mexe o quadril me fodendo com força.
-Ah-grito
Fecho os olhos e aprecio a plenitude de nossos atos.Cada vez mais lisa eu deslizo com facilidade.
-Oh,Alexia.Eu imploro que me desamarre-sua voz é carregada de desejo e suplica.
O ignoro e me movimento mais rápido.Os espasmos me percorrem e não sei se sou capaz de segurar.Diminuo o ritmo mas Alex se recusa e se mexe com rapidez.Não posso para-lo.Não quero para-lo.Apenas me seguro em seus braços e o sinto me preencher como bem quer.Espasmos mais fortes me invadem e não consigo mais segurar.
-Ah,Alex-grito e explodo em um orgasmo monstruoso.
1,2,3 estocadas e ele inclina a cabeça para trás e se rende me enchendo com seu líquido.O abraço e espero até meu cérebro voltar a funcionar.O coração dele acalma as batidas e ele respira profundamente em meus cabelos.
-Você é minha loucura-murmura sôfrego.
Me contraio ao sair de cima dele e o barulho me faz tremer novamente.E no mesmo momento ele volta a ficar ereto.Minha pernas estão bambas e estou muito cansada.Desamarro ele e me deito no sofá.Fecho os olhos e eles pesam.Alex se ajoelha na minha frente e seus olhos parecem furiosos e quentes ao mesmo tempo.Não são boas combinações.
-Você é uma mulher muito malvada-sussurra e acaricia meus cabelos
Eu sorrio e passo os dedos em seu queixo.
-A partir de agora...-hesito-também quero o controle-ele parece não gostar muito da ideia-Sei que você é homem e gosta de controlar,mas se ainda quer que demos certo terá que ser assim. 
-Eu não sabia que você se sentia tão desconfortável com meu jeito de ser
-Não me sinto.Eu te amo,mas me amo também.Eu perdi o controle de tudo e agora que tenho de volta não o deixarei.
-É meio difícil para mim.
-Não é não.Eu vou te mostrar como pode ser prazeroso para os dois.
Me inclino e o beijo com carinho.


Notas Finais


Nossa fic está chegando ao fim.Ah:( Leia também o preço da vingança.É claro que é para maiores.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...