História Determinação. - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Flowey, Frisk, Gerson, Grillby, Mettaton, Muffet, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, W. D. Gaster
Tags Alma, Determinação, Disputa, Game, Humanos, Irmãos, Jogo, Medieval, Monstros, Reinos, Rivalidade, Undertale
Visualizações 42
Palavras 793
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Magia, Romance e Novela, Saga
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Os Sinos Do Juízo


Fanfic / Fanfiction Determinação. - Capítulo 5 - Os Sinos Do Juízo

A cada minuto os monstros rebeldes avançavam.

A cada minuto os sinos tocavam cada vez mais alto.

Uma guerra estava pestes a começar, e o povo não estava nenhum pouco preparado. Depois de meia hora, finalmente os monstros chegaram.

 

MAS NINGUÉM VEIO.

 

Antes dos monstros rebeldes chegarem, Asgore mandou toda a população descer um túnel secreto que havia perto de onde estava sendo construído o castelo. Os monstros rebeldes, confusos começaram a destruir o muro que dividia os dois reinos, tijolo por tijolo, aos poucos o muro ia caindo e flechas de fogos subiam. O reino de Azrael foi invadido. O rei humano, sem saber o quê fazer, enviou toda a guarda real atacar os monstros rebeldes. Mas nada adiantou a população dos humanos foi massacrada. Milhares de monstros e humanos morreram durante a invasão. O rei dos monstros rebeldes então, foi correndo em direção ao castelo do rei, onde lá ele planejava matar Azrael. Finalmente quando ele chegou no corredor principal do castelo, ele encontrou o rei humano. Ambos se encararam cara a cara por um momento, sem falar nada. Foi então quando o rei dos monstros rebeldes tentou atacar Azrael. E conseguiu. Com um enorme bastão o grande rei porco atingiu as costas de Azrael, fazendo o rei humano cair no chão enquanto cuspia sangue. Azrael devagar se levantou do chão, e lançou uma lança contra o rei porco, sem sucesso. O rei rebelde correu então na direção de Azrael para atingi-lo com suas prezas, mas Azrael se esquivou dele, conseguindo-o atingir com uma adaga nas costas. O rei porco caiu no chão enquanto agonizava de dor, pois a adaga continha um veneno em sua ponta. Azrael com um sorriso medonho, se aproximou do monstro com seu tridente, e o lançou nas costas do monstro. Ele conseguiu desviar bem na hora, e então pegou o tridente de Azrael e o lançou de volta, enquanto Azrael esquivava do tridente, o rei porco se lançou contra o rei humano e o atacou com seus braços. Os dois lutaram mano a mano por um momento até ambos se cansarem. Finalmente quando recuperou o fôlego, o monstro rei atacou Azrael com seu bastão. Azrael caído no chão, já não podia fazer mais nada, então o monstro pegou o tridente do rei, e se aproximou dele. Quando foi mata-lo, a irmã do rei humano apareceu por traz e lhe fincou uma espada no peito. O monstro rei mesmo agonizando de dor, pegou uma adaga que tinha e se virou para a irmã de Azrael, foi quando o rei humano se levantou e lançou uma magia sufocante. O rei porco não conseguia fazer mais nada, e ficou no chão agonizando de dor. Depois de apreciar o monstro nos seus últimos momentos de vida, Azrael pegou o seu tridente e o cravou no peito do monstro. O monstro rei não resistiu, e caiu. Após se recuperar da luta, Azrael saiu para fora do castelo ver como estava seu reino. Havia hordas de humanos mortos, poeira de monstros que haviam caído...

Asgore, quando ouviu que tudo havia se silenciado saiu do subterrâneo junto com o seu povo. Novamente o reino era só um.

Após todo o combate, Azrael saiu de seu reino para conversar com Asgore. Azrael implorou para o rei, lhe ceder mercadoria pois as suas já tinham sido esgotadas, e o quê sobrou os monstros rebeldes tinham destruído. Asgore concordou em ceder metade de seus itens para Azrael.

Alguns meses se passaram após esse combate.

Nesse período de tempo, Asgore se apaixonou por Toriel, a qual se tornou uma ótima rainha. Asgore á apelidou de ‘Tori’, e Toriel o apelidou de ‘Gorey’. Com o tempo o reino todo passou a chama-los assim. Enquanto isso no reino de Azrael, tudo foi reconstruído. O rei humano aplicou uma nova lei, que dizia que ninguém mais poderia entrar ou sair do reino. Enquanto Asgore aproveitava o seu bom reinado, o rei humano planejava como se livrar do reino do seu irmão, o qual lhe dava tanta inveja. Mas não seria tão fácil matar Asgore, quanto o rei porco. Azrael, no entanto, sequestrou a mulher de um jovem camponês e a fez sua esposa e empregada. Não demorou muito tempo para a mulher engravidar. O rei estava muito empolgado pois tinha certeza de quê era um menino. E se não fosse, a mulher seria torturada e morta. Depois de um tempo, Azrael descobriu que Toriel estava grávida de Asgore, descobriu também que o filho de Asgore era um menino. Com inveja ele tentou descobrir o sexo de seu filho. Era uma menina. Azrael mesmo com ódio, poupou a mulher que carregava sua filha. Ele disse para a mulher ter esse bebê. Porém Azrael não iria dar amor nenhum para a criança...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...