História Deus não está morto - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Deus, Está, Morto, Não
Exibições 11
Palavras 984
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Pessoal, novo cap e tomara que gostem.

Capítulo 18 - Não olhar pra trás


Pedro

   Sabe aqueles momentos que você não sabe o que esperar? Eu diria que esse é um desses momentos. Com algumas notas de cem na carteira estava dentro de um ônibus, pra onde? Não faço ideia.

   Eu apoiava minha cabeça no vidro frio da janela do ônibus, estava chovendo e parecia que as gotas da chuva me deixavam mais para baixo, e o meu fone de ouvido servia meio que um consolo. Não sabia para onde ia, mas algo dentro de mim dizia que era o certo fazer. Entretanto, não poderia deixar de sentir a dor no meu peito, fugir de casa em busca de esperança, deixar minha família para trás, provavelmente nunca mais veria minha mãe outra vez... Minha mãe. Troquei de musica. Minha mãe não era perfeita, afinal ninguém é perfeito, mas ela sempre buscou isso, desde sempre me lembro de seus beijos, abraços e carinhos, lembro-me de seus doces, um melhor que outro, às vezes me pergunto se ela era u anjo, pois eu a via assim. Sentia uma gota úmida e fria de lagrimas escorrer por meu rosto alcançando minha bochecha e chegar aos meus lábios, mas sabia que era necessária, - uma das muitas coisas que terei que lidar. E pensar que há pouco tempo não dava a mínima para Deus e ser fiel ou qualquer coisa do gênero e agora eu estou fugindo para não negar isso. George havia me dito que seguir a Deus não seria fácil e que haveria muitas adversidades e problemas, achei que era só algo para me testar, mas agora vejo que era um aviso e fico me perguntando se isso vale a pena, ou se seria melhor desistir.

Julia

   A minha noite estava cinza, minhas lágrimas constantes e meus sentimentos totalmente expostos. Eu pensava várias coisas, mas...

   Sem sombra de duvidas, eu... Minhas lagrimas me pesam mais que um monte sobre minhas costas, uma dor enorme no peito, um buraco no eu coração que estava exposto e aberto e não havia como parar.

   Ele disse que me amava e eu...

   Não tirava aquelas palavra da minha mente. Aquele som, aquela palavra, um simples “Adeus”, como poderia doer tanto. Liguei varias vezes, mas nada. Como assim do nada aceitar que... Pedro se foi.

Pedro

   As musicas do meu celular não me servem mais de consolo e tiro os fones do ouvido, e começo a ouvir o silêncio.

   “Meu Deus, o que estou fazendo?” É a única pergunta que passa a minha mente e não consigo decifrar qual é a resposta certa. “Meu Deus, eu não quero te deixar, mas minha vontade é de desistir. Deus tudo que estou abrindo mão família, amigos, minha mãe,... Da Ju. Não sei se posso fazer isso Deus.” Apenas começo a chorar silenciosamente, deixando minhas lagrimas caírem sobre meu rosto.

   Meu celular vibra, vejo o que é e estou sem bateria, na verdade nos 15%  finais e não teria uma fonte de energia tão cedo, aperto ok e tela de bloqueio aparece lotada de chamadas perdidas e mensagens da Ju. Desbloqueio a tela e começo a ver as mensagens.

            + Não vá +

            + Pedro, por favor, fica +

            + Pedro, eu te amo... Por favor, fica +

   Não consigo continuar lendo e fecho as mensagens. Passo a mão no cabelo, esfrego os olhos, tentando de alguma forma disfarçar minha tristeza. Dou uma mexida na tela principal e acabo sem querer abrindo a galeria de fotos. E lá está, eu e a Julia abraçados, na festa da escola. Fecho os olhos por alguns momentos e depois aperto o botão de tela inicial, mas meu celular trava deixando apenas o papel de parede a mostra.

            “Droga de celular.”

   Fico olhando para tela, mas especialmente para o que está escrito no meu papel de parede.

   “Não estou dizendo isso porque esteja necessitado, pois aprendi a adaptar-me a toda e qualquer circunstância. Sei o que é passar necessidade e sei o que é ter fartura. Aprendi o segredo de viver contente em toda e qualquer situação, seja bem alimentado, seja com fome, tendo muito, ou passando necessidade. Tudo posso naquele que me fortalece. Filipenses 4:11-13”

   Fico olhando para ele e olhando e lendo e relendo e lendo e olhando e lendo, e num instante começo a pensar olhando para ele.

   “Como ele está contente em qualquer situação?” Fico pensando nisso o tempo todo, relembro do pouco que li sobre Paulo, sofreu vária perseguições, foi apedrejado, preso torturado e em meio a tudo isso vivia contente. Minha mente estava um caos, mas uma coisa estava parada e gravada não minha cabeça, o que minha mãe havia dito naquela noite meses atrás: “Eu sei o Deus que acredito e sei que ele não me abandonou.”

   Senti no fundo da alma uma trombada.

            - Eu sei no Deus que sirvo. – Disse pra mim mesmo.

   Rapidamente desbloqueei a tela da celular com 7% de bateria, digitei uma mensagem correndo e enviei a mensagem.  E a bateria acabou.

   Enfim deitei a cabeça no vidro.

Julia

   Limpei meu rosto com o braço e meu celular começou a brilhar do nada.

   O peguei o mais rápido possível e vi que era uma mensagem e a li.

            + Ju, eu tive que fazer isso, não só para fugir do meu pai, mas eu não ia conseguir negar o que eu acredito. +

            + Eu te amo e espero que siga sua vida sem mim. +

            + Ju, te deixo essa frase e espero que a entenda, bye. +

            + “Eu sei o Deus que acredito e sei que ele não me abandonou.” +

  Bloqueei a tela e reclinei a cabeça sobre o travesseiro, fiquei pensando no que ele havia me dito e dormi pensando naquilo.

 

...

 

Pedro

 

   Desci do ônibus e fiquei sentado na frente da rodoviária esperando o sol nascer, assim que ele nasceu segui caminhando por uma estrada de terra e foi caminhando.

   Caminhando...

   Caminhando...

   E caminhando.


Notas Finais


Deixe seus... Ah vocês sabem o resto.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...