História Deuses entre nós - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Tags Ação, Aventura, Deuses, Drama, Fadas, Fairy Tail, Fantasia, Gale, Monstros, Nalu, Romance
Exibições 422
Palavras 583
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga, Shounen, Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Aniquilação.


Fanfic / Fanfiction Deuses entre nós - Capítulo 1 - Aniquilação.

Capitulo um – a aniquilação.

 

 

 

Em uma cidade chamada Magnólia, uma garota de aproximadamente 5 anos corria no parque central da cidade, seus pais, Layla Heartfilia e Jude Heartfilia observava a pequena correr e brincar no pequeno parque, a pequena então se aproximou de sua mãe e perguntou:

 -Mamãe, porque as folhas caem no outono?- perguntou inocentemente.

 - hum, vamos ver Lucy... No outono, as folhas caem por causa de falta de luz solar, por isso mudam suas cores e caem.- diz Layla bagunçando os cabelos dourados da pequena.

- Uau, precisamos de luz pra não cair também mamãe?- a pequena pergunta segurando uma folha que cairá sobre sua cabeça.

- hora, nossa luz para não cai é diferente, nossa luz é o amor. - diz sorrindo.

- o amor? O que é o amor?

- Lucy, o amor não é uma coisa que se explica, o amor é sentimento mais forte que existe, o amor é o que faz nós ficarmos fortes pelos outros que amamos, o amor que te impede de cair, você precisa ficar fixo por aqueles que são nossos amigos e nossa família. Entendeu?

- huuuum, mais ou menos...Vamos mamãe, vem brincar comigo!!- a pequena pega a mão de sua mãe e puxa para o parque e Jude apenas observava rindo e feliz por sua família.

 

 

 

 

 

Tenroujima- Lugar onde os deuses, fadas e criaturas mitológicas vivem.

 

 

No palácio do Temível, Deus Acnologia.

 -Humanos Patéticos....- burrava o Deus, sentado em seu trono, suas veste eram um manto preto, em sua frente um tapete com o símbolo dos Grandes Deuses de tenroujima, assim era chamado os 10 deuses maiores, Acnologia era o primeiro e mais forte de todos.

- meu senhor, seu filho esta aqui para vê-lo. - fala uns dos servos entrando na sala se curvando perante o temível Deus a sua frente.

- Mande o entrar.

 - Meu Pai, como o senhor está?

- Sem essa de como o senhor está, onde esteve Yato? - diz Acnologia se levantando e descendo do seu trono.

- bem....- Yato suava frio,pois sabia que seu pai era muito bravo,porem sabia que o mesmo o amava muito – Sai para o mundo dos humanos novamente, em minha pesquisa.- disse tudo de uma vez e virando o rosto com medo de seu pai.

-“suspiro” Yato, não quero que se junte com essas aberrações, esses imundos são uma vergonha para meu pai, que os criou.- disse com toda calma,mas a verdade é que o Deus morria de raiva dos humanos, achava que eles não tinha mais salvação.

- Meu pai, o que o senhor pensa em fazer?

 Acnologia se virou de costa para o seu filho, foi em direção ao trono, sentou-se, se ajeitou-se e suspirou, logo em seguida fechou seus olhos.

- meu pai?- Yato já temia o que o Grande Deus planejava, suava frio de medo, e viu seu pai de olhos fechados, logo colocando a mão no seu cajado.

 Acnologia apertou seu cajado com força e abriu seus olhos, olhos que dava pra ver a raiva que tinha dos humanos, raiva que tinha da criação do seu pai ter falhado, raiva dos humanos por se acharem superiores que outros, por humilharem a si mesmo, por matarem a si mesmo, por causar desastre em toda a terra.

- Irei aniquilá-los, irei eu mesmo mata-los de uma vez só, irei eu mesmo recriar a humanidade, sem ódio, sem pecado, apenas uma raça bondosa que não tem erro, irei fazer aquilo que meu pai não conseguiu fazer!


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...