História Deux en un - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Plagg, Sabine Cheng, Tikki, Tom Dupain
Tags Adrienette, Cat Noir, Ladrien, Ladybug, Ladynoir, Marichat
Exibições 117
Palavras 695
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Super Power, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Espero que gostem! Leiam as notas finais!

Capítulo 6 - 6- O que eu Faço?


▶ Marinette

Ao chegar no ponto de encontro (A Torre Eiffel) Cat Noir já se encontrava lá, eu sabia que ele tinha me escutado chegando pois suas orelhas se mecheram assim que meus pés tocaram o chão, ele parecia bastante perdido em seus próprios pensamentos.

-Cat?
-Ah, My Lady, desculpe, estava com a minha cabeça em outros lugares.
-Algo que te preocupa?
-Hm...não, não muito.

Ele se virou e ficou quieto, isso não me cheira bem.

-Ei, você sabe que pode conversar comigo, o que houve?
-É que tem essa garota, eu já estava notando ela há algum tempo e eu descobri uma coisa que não deveria.
-Meteu as garras aonde não pode gatinho?
-Foi um bom trocadilho, mas é sério, é um segredo que ninguém deveria saber. E eu, gosto dessa garota.
-Mas qual o problema? Ela sabe disso?
-Não, não. Chamei ela para sair um dia desses e ficamos bem próximos, mas talvez não tenha sido o suficiente, ainda me sinto afastado dela e tenho feito coisas que a deixam confusa.
-Por que não conversa com ela normalmente? Mantenha um contato.
Isso pareceu alegrar ele um pouco e depois deixamos o assunto de lado e continuamos nossa patrulha

oOo

Não faço ideia de que horas eram quando cheguei em casa, a única coisa que eu sei, é que eu me joguei na cama e dormi.

▶ Adrien

Eu cheguei mais cedo que o habitual no colégio no dia seguinte, eu precisava falar com a Marinete, mas eu não a achava em nenhum canto do colégio, eu perguntaria para a Alta, mas ela e o Nino pareciam estar ocupados com a presença do outro, então deixei apenas de lado, eu apenas sentei na escada do colégio fingindo ser a melhor coisa do mundo, sendo que na verdade eu pensava apenas em melhorar minha situação com ...

-Adrien! Bom dia!
-M-MARINETTE! Dia! Não, quer dizer... Oi! Bom dia

Ela apenas riu. Riu do quão atrapalhado eu fiquei perto dela.

-Tá tudo bem Adrien? Você parece... Meio fora de si esses dias.
-Eu, er... Tá tudo bem, eu só estava pensando umas coisas.
-O que mais se passa na sua cabeça?
-Na minha...
-Por que eu gostaria de estar nos seus pensamentos.

Eu não sei se entendi direito ou meus pensamentos estão me matando, ou se ela realmente me deu uma cantada. Logo senti meu pescoço e rosto esquentarem.

-O-o que?
-Você entendeu, gatinho.
Ela riu, será que ela... Não, acho que não.
-Bom, vamos pra aula né.

E ela subiu as escadas rindo enquanto eu fiquei com uma enorme cara de tacho, ali, plantado no meio do pátio, enquanto todos subiam para as salas.

*Quebra de tempo*

Estávamos no meio da aula de artes, sobre algo que eu nem sequer estava prestando atenção, o lápis na minha mesa parecia ter mais sentido que o diálogo da professora com a turma. Os meus pensamentos estavam novamente voltados para a garota sentada atrás de mim. Virei um pouco a cabeça na tentativa de espia-la um pouco, ela parecia completamente calma, como se o que ocorreu hoje de manhã não fosse grande coisa, logo ela percebeu e olhou para mim, me dando uma piscadela e eu acho que fiz algum tipo de barulho estranho já que a professora me olhou estranho.

-Algum problema Senhor Agreste?
-NA-NÃO! DESCULPE!

Escutei baixas risadinhas de meus colegas de classe e virei para a frente novamente.

-Como eu ia dizendo: Vocês farão um projeto de artes sobre a França e sua importância artística para o mundo, escolham suas duplas e logo Nino se virou para mim.
-E ai? Na minha casa ou na sua?
-Bem...

Eu ia falar algo, ia, mas Marinete pareceu mais rápida.

-Sabe o que é triste Alya? Eu não poder fazer dupla com o Adrien...faríamos, belas...incríveis artes. Não acha
Adrien?

-E-ER... Eu...

E de novo o meu rosto esquentou.

-Eu... Pre-preciso ir ao banheiro.

Mas claro que algo tinha que acontecer, eu tropecei, e novamente risadas. A única coisa que eu sei é que o caminho pro banheiro nunca me pareceu tão longo.

Mon Dieu, essa garota vai ser a causa da minha morte.


Notas Finais


Desculpem! Pelo curto capítulo e pela demora, mas eu estava bem ocupada estudando, preocupada com SIS e PSC e não tive muito tempo pra escrever! Mas espero que tenham gostado, o que Adrien vai fazer em relação aos trocos de Marinette? Não sei! Bom! Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...