História Deviant Tales - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Conflito Familiar, Gay, Homoerótico, Romance, Slice Of Life, Vida Cotidiana
Exibições 66
Palavras 665
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Como é somente o início, vou começar postando dois capítulo. ^^"
Não tenho muito a dizer, a não ser... Espero que apreciem.

Capítulo 2 - O Beijo no Beco Escuro


Fanfic / Fanfiction Deviant Tales - Capítulo 2 - O Beijo no Beco Escuro

Prólogo

 

Mesmo que fosse um sentimento estranho e inesperado, Misato Keisuke se pegou profundamente apaixonado por Masahiko Raiden depois de cerca de um ano de convivência, mas como seu amigo ainda era muito jovem decidiu deixar esse precioso sentimento guardado dentro de si, além de levar um tempo até aceitar que estava apaixonado por outro homem.

O beijo no beco escuro

 

Era comum Misato se meter em brigas, porque sempre tivera um gênio difícil e não tolerava a maldade gratuita de certo grupo da escola. Tinha sido pego numa emboscada por um bando de valentões que queriam dar o troco de outra ocasião.

Naquela ocasião, tinha dezenove anos e também chovia.

Estava agora sozinho, com o gosto de sangue em sua boca, o estômago doendo pela violência dos pontapés, o corpo frio no chão largado dentro de um beco enquanto a noite caia.

Ouviu passos em meio as pequenas poças...

__Misato-senpai... __Raiden retrucou se aproximando.__ Por que sempre está machucado?

Havia certo pesar na voz de Raiden.

__Deve ser porque eu já espero que cure minhas feridas.__ Misato redarguiu com ironia velada e certo amargor.

Como esperava, Raiden tirou um lenço do bolso, quase sempre destinado as feridas abertas de Misato e limpou o sangue que descia em filete pelo canto dos lábios dele.

__Seu idiota...__ Misato sussurrou tocando o cabelo ensopado de Raiden.__ Vai acabar resfriado... Não preocupe seu avô por minha causa!__ Disse ele em tom de zanga.

__Não gosto quando briga... Se parar de me preocupar, prometo que não preocuparei mais meu avô.__ Disse Raiden tocando zeloso o rosto de Misato.

Ainda que sob a chuva a mão de Raiden em seu rosto estava morna, Misato queria tanto esse calor para si... Olharam-se em meio a um súbito silêncio que só era suavemente interrompido pelo som da chuva que diminuía e mesmo que soubesse que Raiden estivesse namorando uma menina da escola, sua boca cobriu afetuosa a dele.

Como Raiden se deixou beijar, rapidamente o beijo cresceu na proporção da paixão que Misato tentava conter a tanto tempo. Era um beijo demorado e quente, segurou Raiden contra seu corpo dolorido agora transbordante de desejo, sentindo os dedos dele se encaixarem em seus ombros.

__Misato...__ Raiden respirava depressa, desconcertado com a própria excitação.

__Raiden... Acho que vou te deixar eternamente preocupado.__ Misato sorriu com leve malícia.__ Assim nunca vai me deixar.

Entretanto, Raiden que tinha naquela ocasião quatorze anos, ficou um tanto perturbado a cerca dos próprios sentimentos e sensações. Ergueu-se de repente entre as poças, ficando de costas para Misato, tocava os próprios lábios com as pontas dos dedos. Fechou os olhos por um momento pensando no beijo e acabou estremecendo ao sentir Misato de pé atrás dele.

__Que foi, Raiden?... Foi ruim me beijar?

__Você... Fez meu coração disparar, Misato...__ Raiden admitiu com algum sentimento deslocado na voz.

__Talvez...__ Misato sussurrou, segurando Raiden por trás.__ Você goste de mim do mesmo modo que eu gosto de você...

Os lábios de Misato deslizaram nas costas de Raiden enquanto suas mãos subiam o agasalho buscando o calor da pele, quanto a Raiden, segurava numa tela erguida que protegia outro terreno por tras do beco. Seus dedos se agarravam vigorosamente a tela molhada pelas gotículas frias.

A chuva estiava e os sons da rua que ficava na entrada no beco se fazia notar com mais plenitude, embora no interior do beco vigorava a escuridão do anoitecer. Era uma situação estranha e excitante, pois Raiden nunca tinha sentido frenesi semelhante nem com a própria namorada.

Conhecia Misato há seis anos, era seu melhor amigo, Raiden estava comprometido com uma menina e não conseguia evitar também de abraçá-lo e beijá-lo por mais uma vez com entrega, com intensidade... Com insensatez.

Ficaram algum tempo envolvidos um pelo outro, olhando dentro dos olhos de Misato e percebendo que não era apenas uma questão de desejo, seu coração perdia mais uma vez o próprio rumo enquanto fechava os olhos, sinceramente envolvido pela paixão que seu amigo despertava em si...

 

 


Notas Finais


Opiniões são sempre bem vindas e obrigada por lerem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...