História Deviant Tales - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Conflito Familiar, Gay, Homoerótico, Romance, Slice Of Life, Vida Cotidiana
Exibições 59
Palavras 786
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oi, pessoas.

Para que enrolar, não é mesmo?

Boa leitura!

Capítulo 3 - A confissão amorosa na rua deserta


Fanfic / Fanfiction Deviant Tales - Capítulo 3 - A confissão amorosa na rua deserta

A confissão amorosa na rua deserta

Naquela mesma semana em que se beijaram no beco, Misato ia saindo do curso preparatório que fazia à noite quando encontrou Raiden sentado na beira de uma fonte que ficava próximo ao prédio onde estudava.

Não tinham marcado encontro e Misato estava mais sério que o costumeiro.

__Devia estar em casa... Isso não é hora para um garoto como você estar na rua, Masahiko.__ Misato advertiu tocando de leve o queixo dele com ternura velada.

__Mas... Eu queria te ver, senpai.

Sairam caminhando juntos, quando Raiden sentiu a mão de Misato acariciar brevemente sua cabeça.

__ Soube pelo seu avô que terminou seu namoro com a Yume-chan... Por que fez essa idiotice?

__ Eu não posso continuar com ela, Misato... Se quem eu gosto é você.

Raiden dizia com tanta naturalidade, como era possível aceitar sem questionar esse sentimento? Sentimento que Misato levou anos para assumir para si mesmo. Era como se Raiden escutasse terminantemente sua alma e nada além.

__Você não devia ter terminado nada... Não quero que se sinta só, Raiden.

__Do que está falando, Misato?...__Raiden indagou parando de andar.__ Eu tenho você.

Trocaram olhares por um momento e pegaram um caminho por uma rua mais deserta, por onde o caminho era mais longo.

__Raiden... Eu fui aceito na Universidade.__ Misato disse de repente, em meio ao som da brisa noturna.

Começava a compreender e de pronto, Raiden realmente sentiu-se sozinho.

__Não vamos nos ver...__ Raiden concluiu com a voz baixa, a olhar para a calçada.

__Não vamos... Não com frequência. Vou morar no alojamento da Universidade.

Não sabia o que dizer, Raiden apenas suspirou. Era um garoto de quatorze anos no colegial e Misato era um homem, praticamente um calouro de faculdade. De repente pareciam mesmo distantes, mesmo que estivessem caminhando lado-a-lado.

__Você brincou comigo, senpai.__ Raiden disse de repente, parecendo bravo.

E parou de andar, não queria continuar ao lado de Misato... Simplesmente não queria.

Misato também se deteve com suas apostilas do curso na mão, observando Raiden.

__Aquele modo como nos beijamos no beco... __ Raiden continuou, ainda encarando o chão.__ Me fez perceber que mesmo que eu ignorasse... Eu sempre te amei.

Então, Raiden ergueu seu rosto sério e seu olhar intensamente expressivo e quase sempre suave, encarando Misato.

__Mas... Para você eu sou apenas um garoto! Não passo de um joguete... Vai embora, Misato.

A voz de Raiden estava triste, não era mesmo de chorar, mas bem que tinha ganas.

__Raiden... Eu não posso te deixar sozinho nessa rua!__ Misato elevou a voz, severo.__ Seu avô me esfola e eu... Não me perdoaria se acontecesse algo ruim com...__ A voz de Misato ficou desarmada, havia certa fragilidade que irritava a si mesmo.__ Com o garoto que eu amo.

Mesmo tendo ouvido que Misato o amava, não soava como se fosse, por isso ia voltar para o caminho mais curto até sua casa, deu as costas mesmo para ir-se, mas Misato o segurou bruscamente pelo braço e suas apostilas caíram pelo chão.

__Pára de mentir!__ Raiden esbravejou encarando Misato.

__Não é mentira, Raiden!__ Misato berrou ainda maia alto.

__Por que me deixou saber dos seus sentimentos... Se já sabia que ia embora?!

Raiden também o segurava com força, por mais uma vez parecia ser mais velho e sério que Misato... Que tinha uma expressão derrotada no rosto.

__Porque... Faz pelo menos 5 anos que eu te amo em segredo...__ Confessou Misato, triste em admitir algo que tinha ficado tão bem guardado por tanto tempo.__ E naquele dia no beco... Eu deixei escapar o quanto eu preciso de você, Raiden.

Misato considerava uma terrível fraqueza seus sentimentos por Raiden, por isso ficou surpreso quando viu nos lábios de seu amigo o esboço de um suave sorriso e o olhar tão afável como uma intenção de carícia.

Mesmo que Raiden não dissesse nada, apenas de olhar nos olhos dele tinha a sensação que não estavam se separando, que não era o fim... Enquanto as apostilas eram carregadas pelo vento, trocaram um beijo e Misato ainda tinha algum temor injustificável estampado no rosto, por isso mais uma vez a mão de Raiden foi de encontro sua face.

Esse pequeno gesto cálido fazia Misato querer desistir de tudo apenas para ficar com Raiden.

__Fica comigo esta noite...__ Misato pediu num sussurro, tocando os lábios de Raiden.

__Eu fico...__ Raiden disse sentindo os lábios de Misato deslizarem em seu rosto.

__Agora que sabe como me sinto... Não faz sentido te perder.

Raiden segurou-se em Misato enquanto a língua quente dele deslizava em seu pescoço, ouvia a brisa noturna sacudir as folhas das árvores que ladeavam a rua e não tinha dúvidas que esperaria Misato o tempo que fosse preciso...


Notas Finais


Meu agradecimento poe lerem! *Mel fazendo uma respeitosa reverência*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...