História Devils and Angels - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Kakashi Hatake, Madara Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Tags Haremreverse, Itasaku, Kakasaku, Madasaku, Narusaku, Nejisaku, Sasosaku, Sasusaku, Uchihas
Exibições 359
Palavras 1.572
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Harem, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


~ Olá pessoinhas❣
Demorei, mas trouxe capítulo novo. *palmas*
~ Quero agradecer as pessoinhas que têm comentado. ʕ•̫͡•ʔ Sweet kisses for all of you guys! ♡
E para os novos leitores um lovely welcome hug! Nice and tight! ❥
Sem mais delongas, um beijo de cereja e boa leitura! ●▽●
I hope you guys enjoy it. <3

Capítulo 10 - O Declínio de um Plano.


Fanfic / Fanfiction Devils and Angels - Capítulo 10 - O Declínio de um Plano.

“Sasori não era o único. Eu também não sou.”

.

.

.

.

.

.

 

— Não era o único? — Questionou a rosada curiosa.

— A te ver do paraíso. — Explicou voltando o olhar para a menina. — Também nutro sentimentos por você.

— Temos 7 bilhões de humanos na terra, por que vocês escolheram justamente me observar? — Indagou visivelmente confusa.

— Você não precisa saber disso agora.

“Parece que eu nunca preciso saber de nada agora...”

— Tsc... Pare de blefar! — Articulou Madara sarcástico. — Está zombando de nossa inteligência? — Indagou com ar ameaçador. — Nós sabemos o que você e os outros dois planejam.

“Outros dois? ”  Refletia Sakura tentando encontrar respostas por si só, já que estava claro que os presentes não o fariam.

— Me sinto honrado escutando isso de uma das sombras do abismo. Os que desejavam o exílio. Vocês ficaram muito famosos por lá; claro que não de forma positiva. — Dizia mantendo o tom de voz calmo.

— Não é como se nós quiséssemos servir de exemplo positivo para aquela raça imunda.

— Hm. — Murmurou simplesmente. — Nós também sabemos o que vocês planejam. — Anunciou tendencioso. — E a minha pequena? Sabe? — Inquiriu dirigindo-se a referida recebendo um assentimento com a cabeça como resposta da mesma.

— Nós nos prevenimos. — Clarificou vitorioso o Uchiha.

— Hm... Que seja.

Proferiu indiferente o Hyūga, um lado que até então não havia mostrado e que o deixava extremamente tentador. O arcanjo caminhou até a flor de cerejeira sem nenhuma hesitação, o que o Imperador considerou uma afronta a sua imagem temível e ativou seu mangekyou, em gesto de prudência e intimação.

— Sakura, será que eu poderia ficar com você? Como eu tecnicamente sou um arcanjo posso sentir a presença dos outros, isso aumentaria sua segurança consideravelmente. Mas é claro, só fico se estiver de acordo.

— Não. — Replicou Madara, impositivo.

— Seria ótimo, Neji-san! — Respondeu empolgada a rosada segurando as mãos do arcanjo que correspondeu entrelaçando-as.

— Não! — Repetiu pondo seu corpo na frente de sua protegida evoluindo seus poderes oculares para o rinnegan.

— Madara, por favor... — Pediu a menor colocando a canhota no rosto do mais velho, fazendo os olhos do mesmo voltarem aos típicos ônix. — Isso não nos ajudaria?

— Escute a minha pequena, Uchiha.

— Baratas não falam. — Retrucou ríspido. — Entenda, Haruno.... Esse inseto asqueroso... — Exprimia enojado.

— Madara! Ele me ajudou!

— Hump. — “E eu não? ”

— Mas me diga Neji-san, o que você planeja? — Perguntou terminando o contato físico com o mais alto.

— Fazer de você minha imperatriz. — Contou com um singelo sorriso.

— Hein? Você quer que eu me case com o homem que quer me matar? — O arcanjo riu do inquérito e a puxou pelo braço suavemente arrancando um olhar surpreso e tímido de Sakura e outro fuzilador de Madara.

— Não, minha pequena. Eu quero que você seja minha imperatriz e eu seu imperador. — Esclareceu botando ênfase na palavra “minha” enquanto acariciava seus fios.

— Que pena, porque ela será minha imperatriz. Para que ter o paraíso se você pode ter o universo? — Afirmou o moreno puxando a garota de volta.

— Acho que devo lembrar que não sou um troféu e que só aceitei estar aqui porque parece que tem uma galera aí querendo me matar. Não quero ser sua e nem sua.

— Me amar é a única chance que você tem de sair dessa situação. — Ponderou Madara.

— Pensei que isso também se aplicasse aos outros dois demônios. — Comentou irônica.

— E agora aos outros dois arcanjos. — Completou o Hyūga deixando a garota evidentemente perplexa.

— Oi?

— Você vai entender.

— Eu quero entender agora, inseto. — Atestou autoritário o anjo caído. — Os outros dois também estão aqui?

— Eu poderia contar, mas não quero. Não é você que tem que saber.

— Você só está vivo porque ela está aqui, Hyūga.

— Cuidado com quem você subestima, Uchiha.

— Se vocês não pararem agora, eu juro que me mato e não tem imperatriz para ninguém. — Declarou quando notou a áurea agressiva que se formava.

.

.

.

.

.

.

 

Anoiteceu. Neji arrumava uma cama improvisada com palhas e outras plantas, enquanto Madara construía uma fogueira no centro da caverna com sua habilidade de liberação de fogo, katon e murmurava reclamações.

— Eu deveria queimar esse inseto no fogo do in-

— Madara...

— O que foi?

A menina o fitou como se fosse óbvio, mas ele realmente não estava entendendo.

— Ninguém aqui morre.

— Você pensa que sou submisso, Haruno?

— Eu já disse que odeio quando me chama de “Haruno”?

— Eu já disse que adoro quando você fica nervosinha, Haruno?

— Eu definitivamente nunca vou me apaixonar por você, Uchiha.

— Ainda tem meus dois sobrinhos.

— Nem por nada que se pareça com você. — Adicionou arisca indo ajudar o arcanjo.

 “Isso não pode acontecer... Mas se o que não podia acontecer já aconteceu, o que impediria um futuro infortúnio? ”  Refletiu o protetor.

.

.

.

.

.

.

 

Sakura estava rindo enquanto o Hyūga falava alguma coisa que Madara não conseguia escutar, mas tinha a plena certeza de que era algo que era estúpido. Ele estava extremamente insatisfeito com o que acontecia em sua frente; O "inseto" já havia conquistado a admiração da rosada, já a chamava de minha.... Estava tudo indo por água abaixo, junto com o seu futuro poder. Sentiu a presença de seus sobrinhos próxima dali, então deixou sua presença mais clara, um sinal interno para sinalizar urgência. Antes do que era imaginado os dois já se encontravam na caverna. Provavelmente haviam utilizado um teleport.

 

— Madara. — Chamou Itachi. — Quem é essa barata? — Indagou incrédulo.

— É um desgraçado que veio com o objetivo único e exclusivo de interferir nos nossos planos.

— E o que ele ainda está fazendo vivo? — Indagou Sasuke com seus olhos avermelhados observando o estranho colocando uma coroa de folhas no topo da cabeça de Sakura, enquanto a mesma corava.

— Porque a Haruno iria me odiar se eu perfurasse o peito do maldito até atravessar seu coração.

— Olha Madara, você está impossível. — Enfatizou a menina voltando sua atenção aos três Uchihas reunidos, levantando-se. Caminhou até os mesmos e explicou tudo o que aconteceu até então.

— Quer dizer que a barata também quer derrubar Hashirama? — Interpelou o Uchiha do meio.

— É Neji, Itachi. Neji.

— Não acho que eles tenham a capacidade de decorar, minha pequena. — O rapaz de cabelos castanhos se pôs ao lado da cerejeira, envolveu em seus braços fazendo-a encostar sua cabeça em seu peitoral e soltou um sorriso triunfante para os três imperadores.

— Meu cérebro realmente não deixa espaço para coisas sem importância. E minha é a vontade que eu tenho de espremer todos os seus órgãos internos. — Disse o mais novo tirando a menina dos braços do Hyūga bruscamente.

— Ele só estava sendo carinhoso, Sasuke-kun! — O moreno lançou uma expressão decepcionada para a garota.

— Só eu posso te chamar de minha. — Sussurrou com sua voz rouca no ouvido da menina deixando a mesma arrepiada.

— S-Sasuke-hun!

— O que? Você não sentiu? — Questionou malicioso, fazendo-a ficar ainda mais vermelha do que já estava trazendo essas lembranças à tona.

— A-acho melhor irmos dormir.

— Eu também, minha pequena.

— Haruno, eu não me responsabilizo pelos meus atos se esse inseto disser isso outra vez.  — Confessou alterado Madara.

— Você escutou ele, minha pequena. É melhor irmos dormir. — Ironizou Neji.

— Você também pede, né? — Comentou a cerejeira.

— Só tem uma cama, barata. Por que está seguindo Sakura? — Perguntou Itachi.

— Não a fiz desse tamanho à toa: Alguém precisa aquece-la. Boa noite, Uchihas.

.

.

.

.

.

.

Neji POV’S ON

 

Acordei sentindo o cheiro adocicado da mais adorável criatura já vista do reino dos céus e do inferno. Se ela soubesse que eu havia dormido com ela certamente ficaria sem jeito. A rosada pediu para que eu dormisse recostado na parede, assim como os outros para que eu não acabasse irritando os outros. “Não me importo de dormir com um amigo... Mas eles...” Ela era realmente muito fofa preocupada.

Sua cabeça estava deitada em meu braço direito e uma de suas mãos se mantinha em meu peitoral. Suas ires esverdeadas apareciam aos poucos conforme suas pálpebras se levantavam preguiçosamente.

— Neji-san? O que faz aqui?

— Parece que não te incomodo. — Comentei aproximando nossos rostos.

— Claro que não.... Você é louco mesmo. — A mais nova me deu um sorriso.... Tão lindo como toda ela. Não pude admira-la por muito tempo, pois fui puxado por um demônio inconformado.

Ah, era o do meio. Me jogou na parede e socou meu rosto. Meu plano era conquistar Sakura e revidar só me afastaria desse objetivo, então fiz o que me levaria mais rapidamente ao topo do pódio: O provoquei. Lambi o sangue que saia de meu lábio inferior e soltei uma gargalhada baixa. Consegui obter o resultado desejado. O demônio revelava suas asas negras, o que com certeza deixaria minha pequena assustada. Fui lançado contra a parede, mas consegui usar meus pés como freio para não me chocar contra a mesma. E quando pensei que levaria outro soco da forma demoníaca que se formava em minha frente, senti um abraço apertado de Sakura e o Uchiha parou o que pretendia instantaneamente.

 

— Como você pretende fazer com que eu te ame assim? — Inquiriu em meio a lágrimas. — Pare de fazer com que eu me sinta apenas uma ponte para seu objetivo estúpido! Estou cansada! Eu.... Eu te odeio Uchiha Itachi! — A garota se pôs a correr para fora da caverna arrasada.

— Ela te odeia, Uchiha Itachi. — Repeti finalmente podendo revidar o soco e indo de encontro com a cerejeira antes que a luta continuasse.

.

.

.

.

.

.

.

 

 

 


Notas Finais


AVISO: Quem ganhou a competição de "Quem aparece primeiro" foi o..... Rufem os tambores: HATAKE KAKASHI! ↖(^o^)↗ (sem humildade nenhuma inclusive; o pobre Naruto foi pisado nessa votação amigos)
~ Ele vai aparecer no próximo capítulo lindamente como sempre. ღ
Não revisei, então qualquer erro, me perdoem. :(
Obrigada as pessoinhas que leram até o final. ◕‿◕ Vocês moram no meu kokoro. »♥«
Um beijo de cereja e até o próximo capítulo! ●ω●


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...