História Dia após dia. - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Personagens Originais, Suga, V
Tags Bangtan Boys (bts), J-hope, Jimin, Jungkook, Suga
Exibições 31
Palavras 2.198
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tem uma partezinha da festa ainda ai no meio, mas é só pra vocês saberem oque rolou com a Ashley e com o Jungkook...
É o primeiro hot que escrevo, então me desculpem se estiver meio merda. :'(
Sem mais delongas... Boa leitura bbs ❤

Capítulo 15 - Nossa primeira vez juntos.


Fanfic / Fanfiction Dia após dia. - Capítulo 15 - Nossa primeira vez juntos.

Carrie passou a ponta de sua unha pela minha nuca, me deixando arrepiado, em seguida levou seus lábios até meu pescoço. Fechou os olhos e encostou seus lábios em  minha nuca ,beijando-a. Depois levou uma de suas mãos, até meu ombro e deslizou a mesma por toda minhas costas.
Sua mão foi passeando em minhas costas, depois até chegar em meu abdômen, deu leves arranhões no mesmo e foi acariciando até meu peitoral. Na medida que ela foi acariciando meu peitoral, ela foi se virando de frente pra mim e me olhou maliciosamente. Aproximou sua boca da minha e foi fechando seus olhos.
 Encaixamos nossos lábios e iniciamos um beijo lento. Introduzi minha lingua em sua boca e brinquei um pouco com a dela, passando-a por todos os cantos da sua boca.
e dando leves chupões na mesma.

Eu vou estar errado se eu ficar com ela nesse estado? Mas eu sou homem... e vê-la com aquela roupa de dormir que exibia quase todo o seu corpo já estava me deixando louco. Porém acima de tudo eu devia respeita- lá né? Mas ela tá me provocando... Ah, quer saber? Darei oque ela quer! Pensei.

Parei o beijo com um selinho, e fui dando beijos em direção ao seu pescoço e quando chego no mesmo, passo minha lingua, dando chupões e mordidas, oque a deixou com algumas marcas. - Eu pudi perceber que Carrie também havia  se arrepiado, eu apenas sorri-  Parei com os chupões e fui beijando até sua orelha, chupei a ponta da mesma e mordi.

- Viu só? Você está doidinho pra ficar comigo... porque estava me evitando? Ela sussurrou, soltou um sorriso malicioso.

- Estava te evitando porque você está bêbada! Eu respondi e ela riu.

- Já te disse que estou ótima...porque não acredita em mim? Ela disse , depois mordeu os lábios.

- É que normalmente você não é assim. Eu respondi e nos rimos.

- Ai Jimin... Você é que não me conhece direito! Mas porque ao invés de conversar nós não continuamos de onde paramos? Ela me perguntou colando novamente nossos corpos e eu sorri.

Levantei suas pernas, prendendo-as atrás das minhas costas, e ela me segurou em um abraço atrás do meu pescoço. Outro beijo aconteceu e em meio a beijos eu a levei pro quarto. Empurrei a porta do mesmo com o pé e entrei. Fechei a porta do mesmo jeito , e a joguei na cama, ficando por cima dela.

- Porque não continuamos aqui? .Eu perguntei olhando em seus olhos e sorrindo. Agora quem estava afim era eu.

- É melhor né? Ela deu um sorriso malicioso.

O beijo havia sido tão quente e duradouro que Carrie ofegava, mas isso não me impedia de continuar. Fiquei entre suas pernas e voltei a beija-la enquanto tirava lentamente sua blusa, ao mesmo tempo Carrie abriu o zíper da minha calça e foi tirando a mesma. Após tirar sua blusa, joguei em um canto do quarto e terminei de tirar minha calça. Enquanto apalpava seus seios, eu mordiscava seu pescoço.

Abandonei seu pescoço e comecei a passar a língua em sua barriga. Com as mãos, eu prendia Carrie na cama, com a boca eu mordia, lambia e chupava, deixando marcas por todos os lugares. Com a boca mesmo, eu abri a fenda do seu sutiã e comecei a chupar seus seios, e em volta deles, enquanto a olhava com um olhar penetrante. Carrie mordia os lábios e soltava alguns gemidos, sua excitação era clara. Minhas mãos desceram por suas pernas , até chegar ao seu short. A encarei um pouco como se pedisse permissão pra tira-lo , ela fez que sim com a cabeça e eu sorri.

Lentamente o corpo dela ia se revelando por completo. Agora ela estava só de calcinha, mas que dentro de alguns minutos eu já havia a arrancado. Apalpei suas coxas lentamente em direção a sua intimidade, que de certa forma já estava úmida. Com cuidado, penetrei dois dedos fazendo movimento de vai e vem. Carrie cobriu os olhos com o braço e pregava forte a medida que os meus movimentos foram ficando mais intensos. Voltei a toca-lá , apalpei os seus seios e a beijei , parando apenas para deixar ela respirar e gemer baixinho, para que só eu pudesse ouvir.

- É tão gostoso te ouvir gemer... mais gostoso ainda é saber que eu sou a causa deles , e posso te causar muito mais. Eu susurrei no ouvido dela, a deixando arrepiada.

- Jimin... Carrie soltou um gemido. Tirei meus dedos de sua intimidade e com as mãos em suas coxas, eu levei minha lingua até sua genital.

- Ah meu Deus, Jimin! Carrie gemia e tentava agarrar os lençóis de sua cama. Eu parei e sem tirar os olhos dela eu fui tirando lentamente a box branca que eu usava, que mostrava claramente o volume do meu pênis e minha excitação. Aproximei meu corpo do dela e dei
 um beijo longo e calmo para abafar a dor da primeira penetrada que veio seguida de outras.

Pouco a pouco eu comecei a fazer movimentos de vai e vem de forma lenta, mas que gradativamente foram aumentando. Carrie fechou os olhos.  A medida que eu aumentava a intensidade do beijo, eu intensificava as estocadas, ela se arrepiou por completo.
Me aproximei do seu ouvido e perguntei:

- Como se sente?

- Eu me sinto... me sinto tão quente... Ela respondeu em meio a gemidos.

- Ótimo. Porque as coisas vão esquentar ainda mais. Eu respondi enquanto sorria maliciosamente.

Ela sorriu como resposta e eu intensifiquei as estocadas, dessa vez sem nenhum receio.
Eu estava perto de chegar ao meu ápice , rapidamente eu tirei meu pênis de sua intimidade e despejei meu prazer em sua barriga.

- Você não achou que fossemos transar e só eu gozaria né? Eu sorri e abaixei na altura de sua genital e voltei a chupa-lá. O ofego dela agora era duas vezes mais frequente. Ela levou as mãos até meu cabelo e me empurrava cada vez mais contra sua intimidade, até não suportar mais e finalmente também chegar ao seu ápice.

 Satisfeito, eu sorri. Meu corpo estava soado , nos dois estávamos ofegantes e cansados. Me deitei do seu lado e trocamos algumas carícias antes de tomarmos um banho e irmos dormir.

- Mocinho...você é maravilhoso. Carrie disse e nós rimos.

- Você é maravilhosa, mocinha! Eu respondi, ela sorriu e me roubou um selinho.

Jimin OFF / Ahsley ON

Já eram umas 3:30 da manhã... E eu ainda estava bebendo com Jungkook e Lety. Bebi vários copos de todos os tipos de bebida que me ofereceram.

- Faz tempo que eu não bebo tanto desse jeito. Jungkook disse e sorriu.

- É eu também... Eu falei e sorri.

- Faz tempo também que não fico tão bem acompanhado em uma festa... Jungkook dizia enquanto se aproximava de mim.

- Aish, se peguem logo! Lety falou e nós rimos.

- Pra você ficar de vela aqui? Jungkook brincou.

- Vela? Você não viu ela beijando o Tae mais cedo? Eu perguntei e nós rimos.

- Eu e o Taehyung?... Lety corou e soltou um riso bobo.

- Vai negar, dona Letícia? Brinquei.

- Não... Mas foi só porque não tinha ninguém melhor. Ela disse e nós rimos.
    Bom, vou aqui comer alguma coisa e volto. ela Completou e nós acentimos.

- E então... onde estávamos mesmo? Eu perguntei.

- Eu estava dizendo que fazia tempo que eu não ficava tão bem acompanhado em uma festa. Jungkook respondeu se aproximando novamente de mim.

- Awn Kookie , você também é uma boa companhia. Eu disse e apertei de leve suas bochechas, o que o fez rir.

- A festa tá até boa, mas acho que pode melhorar... não acha? Jungkook perguntou e sorriu maliciosamente.

- Melhorar como? Eu sorri e mordi os lábios.

- Assim. Ele respondeu e me puxou para mais perto dele pela cintura , nossos corpos estavam colados e nossas bocas em uma distância perigosa.

Estávamos quase nós beijando quando meu celular tocou.

- Af , desculpa Kookie... Eu disse meio envergonhada.

- Deixe tocar Ashley... ele disse e tentou tirar o celular das minhas mãos.

- Preciso atender... é minha mãe. Eu disse e ele cruzou os braços, me afastei dele e fui atender.
                    ~ Ligação ON ~
Eu: Alô? Mãe?
Minha mãe: Ahsley , já tá na hora.
Eu: Mas mãe, a festa nem acabou ainda...
Minha mãe: ASHLEY , VOCÊ SABE QUE HORAS SÃO?
Eu: Af mãe,  não grita... me deixa ficar só mais cinco minutos.
Minha mãe:  Já disse que está na hora...se você não chegar em dez minutos, nem queria saber oque vai acontecer.
Eu: Tá mãe... xau.
                   ~ Ligação encerrada ~

- E aí? Podemos continuar? Jungkook perguntou já me puxando pra mais perto.

- Não. Minha mãe me mandou ir pra casa Kookie.

- Ah tá, então acho que já vou também. Vai fazer alguma coisa amanhã?  Ele perguntou segurando em minhas mãos.

- Ficar em casa olhando pro teto. Eu brinquei e ele riu.

- Ao invés disso, porque não sai comigo? Vamo no parque, cinema, sei lá. Jungkook disse e eu sorri.

- Claro, eu ia gostar de ir pra " sei lá " com você. Brinquei e ele riu.

- Palhaçinha você né? Ele disse e nós rimos.  Então a gente se vê amanhã né?

- Sim! Respondi  e sorri.

Entramos,  nos despedimos de todos, peguei minhas coisas e fomos para casa juntos. Após caminhar  alguns km , Jungkook me deixou no portão do prédio.

- Nós vemos amanhã Kookie, obrigada pela companhia tá? Boa noite. Eu disse, e sorri de canto já entrando no prédio.

- Espera...-  ele me puxou pelo braço - , não vou ganhar mais nada? perguntou.

Eu voltei, lhe dei um selinho demorado e o abracei forte. Nos separamos e eu fui entrando.

- Agora sim. Ele brincou. Até amanhã Ahsley, Boa noite. Ele sorriu e soltou um beijo pra mim, eu retribui e ele foi embora.

Ashley OFF / Jimin ON
Nós nos levantamos da cama e Carrie pegou toalhas em seu armário para nós dois. Eu fui para o banheiro ,  entrei no box e liguei o chuveiro, deixei a água molhar meus cabelos e meu corpo. Fiquei ali parado por um tempo, pensando no que acabara de acontecer.

 Alguns minutos depois eu já havia terminado o banho. Me sequei e sai do banheiro com a toalha na cintura, abri a porta e Carrie estava lá.

- Porque não me esperou, amorzinho? Ela mordeu os lábios e me empurrou pra dentro do banheiro.

Tomamos banho juntos, e trocamos algumas carícias no chuveiro. Nos secamos, nos vestimos e nos deitamos juntos. Carrie colocou sua cabeça em meu peito e eu comecei a fazer carinho em seu cabelo.
 
- Me desculpa pelo sapato tá? Ela disse enquanto bocejava e nós rimos.

- Relaxa, não gostava muito dele. Eu respondi e ela sorriu.

E então um silêncio se formou, quando me dei conta, Carrie já estava dormindo em meus braços. Ela dormia como um anjo... como ela era linda. Fiquei a observando por um bom tempo antes de pegar no sono também, mas não demorou para o cansaço tomar conta de mim.

 Acordei no outro dia com os raios de sol em minha pele, aquilo geralmente me incomodava mais eu estava tão feliz com oque tinha acontecido no dia anterior que nada poderia me deixar irritado. Olhei as horas, eram 6:00hrs da manhã, e eu tinha que ir pra casa. Levantei da cama, fiz minhas higienes e troquei a roupa.

- Jimin... Carrie havia acordado e se sentado na cama.
  Você já vai? Ela perguntou com uma voz sonolenta.

- Mocinha, eu te acordei? Desculpa... Sim, eu tenho que ir, se eu chegar mais tarde minha mãe vai me encher de sermão. Eu respondi e ela riu.

- Não me acordou não, só senti sua falta aqui do meu lado... Ela respondeu. Bom, então já que você já vai, deixa eu te levar na porta pelo menos. Ela completou.

Peguei minha mochila e guardei minhas coisas, descemos as escadas e ela me levou até a porta, e eu saí.

- Nos vemos denovo segunda né? Ela perguntou e eu fiz que sim.

- Então tá... até segunda Jimin. Ela me abraçou, me deu um selinho demorado e eu retribui.

- Até mocinha! Beijo. Respondi.

Depois de me despedir dela , fui o mais rápido que pudi pra casa. Após ter chegado, abri a porta bem devagar e minha mãe estava no sofá, cochilando. Na hora de fechar a porta, acabei me batendo num jarro , que quebrou e  fez o maior  barulho.

- Jimin? Minha mãe acordou assustada. Você me disse que ia passar só uma noite fora e não duas. Fiquei te esperando preocupada e nada de você aparecer... oque você estava aprontando essa noite? Onde estava?

Ahhh mãe, nem queria saber... pensei, e ri.

- Do que você tá rindo? Tá vendo algum palhaço aqui? Ela me perguntou seria.

É, parece que ter saído cedo da casa da Carrie não adiantou muito...

Jimin OFF







Notas Finais


ESPERO QUE GOSTEM E DESCULPEM QUALQUER ERRO NA ORTOGRAFIA, MAS É QUE ULTIMAMENTE ANDO COM PREGUIÇA DE CORRIGIR 😂
NÃO ESQUEÇAM DE DEIXAR NOS COMENTÁRIOS OQUE POSSO MELHORAR NESSA HISTÓRIA ❤
BJS NO KOKORO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...