História Dia do Casamento - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Emma Swan, Regina Mills (Rainha Malvada)
Tags Emma Swan, Evil Queen, Fanfic G!p, Homossexualidade, Jennifer Morrison, Khristtynna, Lana Parrilla, Lesbicas, Morrilla, Once Upon A Time, Ouat, Regina Mills, Swan Queen, Swanqueen, Swen
Visualizações 322
Palavras 1.735
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


*Boa leitura!!!📕📖📗😢👇💔💔😭

Capítulo 7 - Primeira Separação


 

Regina passou a noite em claro esperando Emma. Mesmo que ela tivesse meia bêbada, tinha esperanças que pudessem dormir juntas. Deitou e ficou vendo as horas passarem, amanheceu, resolveu levantar, foi no pequeno espaço onde dava para cozinharem alguma coisa leve e fazer café na cafeteira. Preparou e foi para a varanda, começou a chorar com saudade da loira. Entrou e resolveu se arrumar para ir para a aula.

 

Emma acordou agoniada, procurando Regina, já estava acostumada acordar com ela em seus braços ou nos braços dela. Olhou para lado e viu Vivian, se desesperou e deu um salto da cama, lembrava de tudo, não costumava esquecer de nada quando bebia muito.

 

-Cadê a Regina? -George acordou e Vivian também.

 

-Calma Emma, está no meu quarto.

-Eu sei George, droga que horas tem?

-7:30, relaxa.

 

-Como vou relaxar, fiz merda ontem de ter bebido tanto e olha onde acordei, sem minha morena, ela vai me matar.

 

-Aí Emma que saco, como pode estar gostando tanto dessa garota e se preocupar com que ela vai pensar? Você sempre dormiu com várias mulheres e agora vem dá uma de certinha.

 

-Cala a boca Vivian, não sebe o que está falando, eu não me importava, não era apaixonada por nenhuma delas, mais pela Regina sim, então tchau. –Pegou sua jaqueta e saiu do quarto às pressas, deixando os amigos para trás.

 

-Aí que ódio que eu tenho dessa Regina, como pode Emma estar assim por ela, essa puta maldita! - Falou furiosa.

 

-Ah qual é Vivian, desde que Swan chegou nessa universidade que corre atrás dela, e ela nunca te levou a sério, aliás mulher nenhuma, mais agora é diferente aceite que ela está apaixonada pela Regina.

 

-Eu te odeio George. –Saiu do quarto batendo a porta.

-Mulheres, que loucas. –Ficou sorrindo.

 

Emma chegou no quarto da morena e bateu na porta, ninguém veio atender.

 

Vivian quando saiu da casa que era a fraternidade encontrou a morena, com os livros na mão indo para o prédio de medicina a parou.

 

-Sai da minha frente garota, tenho que chegar logo na sala de aula.

 

-Escuta aqui Regina, Emma Swan dormiu comigo. –Sorriu, Regina soltou os livros das mãos, a loira continuou. -Sabe, Emma nunca será somente sua, ela gosta de muitas mulheres, não se contentará somente com uma, adora festas e bebidas. Você será sempre uma corna.

 

-Cala sua boca biscate e saia do meu caminho. – Ajuntou seus livros e saiu com os olhos marejados, não conhecia muito de Emma, então não poderia bater de frente com aquela vadia, talvez ela estivesse certa. Entrou no prédio de medicina seu celular começou a tocar, colocou no silencioso, sabia que era Emma.

 

A loira ficou batendo na porta por algum tempo, um rapaz passou e falou que Regina já tinha ido para a aula. Emma correu para seu dormitório, tomou um rápido banho e começou a ligar e manda mensagens para a morena.

 

-Amor atende, me desculpa por ontem, amo você!

 

-Minha vida, não ignore minhas ligações. Me manda ao menos um oi!

 

-Saudades de você!

 

-Fui no seu quarto e bati, um rapaz falou que você já tinha ido para a aula. Vou aí no prédio de medicina, me escute pelo menos. Eu amo você diverdade!

 

Saiu correndo do dormitório com o celular na mão e sua mochila, chegou no prédio que a morena estudava e tentou entrar.

 

-Você é aluna de medicina moça? -Perguntou o segurança

 

-Não sou do prédio ao lado, mais preciso entrar e falar com uma pessoa.

 

-O que é tão importante, alguém morreu ou gravemente ferido?

 

-Não!

 

-Então não pode entrar e nem chamaremos essa pessoa, está no horário de aula, no fim da tarde fique aqui na frente e falará com ela, com licença, e acredito que está atrasada para sua aula.

 

-Droga cara! - Ficou chateada e teve que aceitar, caminhou para o prédio de direito entrou na sala de aula super atrasada. O professor não falou nada, mais anotou uma falta para ela. Emma passou a aula triste, não quis conversar com os amigos e nem prestou atenção em nada, teria que passar o dia estudando, afinal as aulas eram puxadas.

 

Emma não quis comer na hora do almoço e se isolou, Vivian a olhava de longe. No prédio ao lado Regina estava arrasada se fazendo de forte diante das amigas e fingia que estava tudo bem, mais não conseguiu parar de pensar em Emma e nas coisas que Vivian falou. Mulan vendo a amiga brincar com a comida sentou ao lado dela.

 

-Amiga, você parece triste, já falou com a Emma?

 

-Não Mulan, você sabe da fama de Emma, você acha que ela me trai?

 

-Acredito que não Regina, como você sabe nunca fui amiga da Swan antes de te conhecer, mais só sei de uma coisa, ela está mesmo gostando de você. Todos os amigos dela e as garotas do time falam que nunca a viram assim, tão ligada a uma pessoa como está a você.

 

-Poxa eu a amo como nunca pensei que amaria alguém na minha vida, mais ontem na festa ela estava tão fora de si, sem limites e responsabilidade, sabendo que hoje é dia de aula, não queria ir embora, tive que ir só e, aquela vadia da tal de Vivian falou que dormiram juntas.

 

-Você acredita nessa garota, todo mundo sabe que ela é doida pela Emma.

-Não sei o que pensar, vamos voltar para o laboratório preciso me distrair.

 

-Tudo bem Regina, mais se Emma te procura tente ouvi-la.

A morena não falou nada e foi trocar de roupas par ir para o laboratório.

 

****

 

Às 17 horas as aulas acabaram e os alunos começaram a deixar os prédio dos seus respectivos cursos, com cara de cansados, Emma ignorou quem tentava falar com ela no corredor, correu até o jardim e pediu uma rosa do jardineiro que prontamente entregou a ela uma rosa branca. Emma correu e foi para frente do prédio da morena, não tinha vergonha de assumir quem era, não se importava com nada apenas queria encontrar Regina. Ficou parada com a rosa  nas mãos, vendo os alunos sairem, era extremamente romântica, avistou a morena saindo, ajeitou a postura e foi de encontro a ela.

 

-Meu amor, estou morrendo de saudades de você! -Tentou abraça-la e foi ignorada, Regina mesmo louca de vontade do abraço da loira, não cedeu e continuou a caminhar para longe dela. Mulan parou de acompanhar a amiga e Emma apressou os passou e seguro no braço da morena a impedindo de se afastar mais.

 

-Amor por favor, me perdoa pelo meu vacilo. -Abraçou a morena e começou a chorar. –Eu amo você e estou mal, por favor aceita essa rosa! -Regina estava com lagrimas nos olhos, elas paradas no meio da praça com o pessoal passando ao lado delas.

 

-Emma, me responde se dormiu com aquela vadia?

-Não gosto de mentiras, dormi com ela mais…-Regina a interrompeu.

 

-Eu te odeio e nosso namoro acabou, você não se contenta só comigo e uma safada que adora farra, vá ficar com suas vadias e me deixa em paz. - Emma tentava falar e se explicar mais era bombardeada pela morena, e estavam chamando atenção. Regina pegou a rosa e jogou no chão.

 

-É isso que você merece. -Esmagou a flor com os pés, os olhos da loira estavam vermelhos, seus colegas olhando chocado, com o modo que a morena estava tratando a loira. –Sua traidora, você só quis tirar minha virgindade, conseguiu me colocar na sua coleção de mulheres que já transou, agora me deixa em paz, não me procure, somos diferentes nunca daria certo. -Saiu a passos largos enxugando as lágrimas, Emma se abaixou e ajuntou a rosa com o coração partido. Ficou olhando a flor, sua mão tremia, George se aproximou.

 

-Emma, minha querida, vem. –Estendeu a mão pra ela, que aceitou, o rapaz a levou para o dormitório. Emma assim que entrou foi logo para sua cama e se jogou em cima com a flor na mão.

 

-Você quer alguma coisa minha amiga?

 

-Não obrigada, só me deixa sozinha. –O rapaz saiu e a loira desabou, pegou o celular e olhou pra foto da morena que estava de papel de parede, o choro só aumentou, lembranças dos momentos que viveram povoaram seus pensamentos, não podia perde-la. Colocou uma música pra tocar, resolveu mandar uma mensagem para a morena com  a letra daquela música.

 

Regina só quero que saiba que nunca te trairia, você não deixou eu me explicar, volta pra mim, preciso de você, não tô conseguindo respirar direito.

 

Olhe dentro dos meus olhos. Você vai ver, o que você significa para mim.

 

Procure em seu coração, procure em sua alma.

E quando você me encontrar lá, não vai procurar mais.

Não me diga que não vale a pena tentar.

 

Você não pode me dizer que não vale a pena morrer por isso.

Você sabe que é verdade, tudo que faço, eu faço por você.

 

Olhe dentro do seu coração, você vai encontrar.

Não existe nada lá para esconder.

Me aceite como sou, fique com minha vida.

Eu daria tudo, eu me sacrificaria.

Não me diga que não vale a pena lutar.

 

Eu não consigo evitar, não há nada que eu queira mais.

Você sabe que é verdade, tudo que faço, eu faço por você.

 

Não existe amor, igual ao seu amor.

E nenhuma outra poderia oferecer mais amor.

Não existe lugar, a não ser que você esteja lá.

 

O tempo todo, até o fim. Olhe para o seu coração querida.

Oh, você não pode dizer que não vale a pena tentar.

Eu não consigo evitar, não há nada que eu queira mais.

Eu lutaria por você, eu mentiria por você.

 

Andaria na corda bamba por você, sim, eu morreria por você.

 

Você sabe que é verdade!

Eu lutaria uma guerra por você.

Procure no seu coração, me diga uma coisa?

 

Você não pode me dizer que não vale a pena lutar por esse amor!

 

Amo você, e estou destruída, volta pra mim?!

 

Regina acabou de ler destruída, mais lembrou de Emma confessar que dormiu com outra. Quem ama diverdade não trai, amor é puro, traição é algo ruim, sempre foi e sempre será. Não sabia como ia seguir depois de Emma Swan, a queria para vida toda, mais agora estava tudo acabado. Ficou olhando pra foto de Emma no celular, pensando se deletaria ou não.

 

 


Notas Finais


👇💔💔👇


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...